EntreContos

Desafios Literários, Contos e Resenhas

Regulamento Desafio “Cotidiano”

I – Das Disposições Gerais 1) A participação no Desafio “Cotidiano” é totalmente gratuita. O certame é voltado para ESCRITORES que orgulhosamente sejam também LEITORES. 2) O desafio se dará em DUAS … Continuar lendo

Destacado · 7 Comentários

Catatonia (Anorkinda Neide)

Perambulando por estas trilhas, noites e noites sem fim, sem destino, sem saber porquê… A floresta densa, negra, fechada em seus mistérios, não abre-se para mim. Eu sigo andando e … Continuar lendo

30 de agosto de 2015 · Deixe um comentário

O Homem do Castelo Alto – Resenha (Davenir Viganon)

O Homem do Castelo Alto, publicado em 1962, colocou Philip K. Dick como um dos grandes do gênero. A obra é uma Ucronia, ou seja, os famosos “e se” da … Continuar lendo

29 de agosto de 2015 · Deixe um comentário

O Inferno de Treblinka – Resenha (Gustavo Araujo)

“É extremamente doloroso ler isto. O leitor deve acreditar em mim quando digo que é igualmente difícil escrever isto. ‘Por que escrever, então?’, alguém pode perguntar. ‘Por que recordar coisas … Continuar lendo

29 de agosto de 2015 · Deixe um comentário

A pessoa e o personagem – Artigo (Eduardo Selga)

Temos a tendência de confundir o símbolo com o simbolizado. Essa confusão,  mesmo não sendo total, costuma ser bastante para reduzir o significado da coisa simbolizada. Assim, por exemplo, quando … Continuar lendo

26 de agosto de 2015 · 4 Comentários

Androides sonham com ovelhas elétricas? – Resenha (Davenir Viganon)

“Androides sonham com ovelhas elétricas?” é uma das obras mais conhecidas de Philip K. Dick pela sua adaptação ao cinema (Blade Runner). A versão que li é uma antiga que … Continuar lendo

25 de agosto de 2015 · 1 comentário

Cocção (Jowilton Amaral)

Enquanto cozinhava um ovo, olhando pra dentro da panela e vendo o borbulhar da água em ebulição, comecei a pensar na diferença entre as substâncias cruas e as cozidas. São … Continuar lendo

24 de agosto de 2015 · 4 Comentários

Sobre Crianças e Aves – Poesia (Maria Santino)

I Ele podia voar pelas colinas; E banhar-se em águas cristalinas. Era livre e desfrutava da beleza; Vivia feliz, em meio à natureza. Mas o homem desejou mantê-lo cativo; Sem … Continuar lendo

24 de agosto de 2015 · 16 Comentários

Fórmulas – Poesia (Francisco Ferreira)

Nunca soube do amor em medidas e precisão de confeiteiros iniciantes. Dele o que sei e sinto são arroubos de temperos e especiarias. Sem incerteza alguma de errar na receita.

23 de agosto de 2015 · 3 Comentários

Existência – Poesia (Fabio D’Oliveira)

O que é isto? É como um sentimento, mas não é. Parece mais uma farpa, penetrando fundo n’alma. Dói. O que será? É como um desejo, mas não é. Parece … Continuar lendo

23 de agosto de 2015 · 5 Comentários

O Pântano das Borboletas – Resenha (André Luiz)

“Quando chegamos ao pântano das borboletas, descobrimos o que eu havia previsto: ele estava completamente inundado por causa das chuvas recentes. Poucas vezes o tínhamos visto naquele estado. Apenas umas … Continuar lendo

23 de agosto de 2015 · 2 Comentários

Bi-Han e Kuai Liang (Alan Cosme Machado)

– Ele é puro? – Perguntou o cego. – Não. O encontrei nos braços de sua mãe humana morta. Ela morreu congelada, não aguentou a temperatura do próprio filho. – … Continuar lendo

21 de agosto de 2015 · 3 Comentários

À Espera do Mestre (Rubem Cabral)

O que relatarei foi testemunhado por mim, por puro acaso. Não intenciono trazer lições ou ensinar moral, pois não acredito em tais coisas. Talvez o que contarei poderá servir de … Continuar lendo

21 de agosto de 2015 · 3 Comentários

Tente um pouco de carinho (Eduardo Barão)

Western para adolescentes: era essa a proposta norteadora do musical “Purple Flame Saloon” organizado e apresentado pelos alunos do Chula Vista High School durante dois anos consecutivos. Tendo em vista … Continuar lendo

19 de agosto de 2015 · 2 Comentários

Pés Descalços (Fellipe Mariano)

uando eu era menino costumava pensar em me tornar um peregrino, viajar por todo o mundo conhecido, desbravar novos horizontes, conhecer pessoas importantes, acumular tesouros… Mas a vida nem sempre … Continuar lendo

19 de agosto de 2015 · 8 Comentários

Solaris – Resenha (Gustavo Araujo)

Um dos fatores que mais me motivam a participar dos desafios do Entre Contos é escrever sobre ramos da literatura que normalmente não me atrairiam como autor. Assuntos novos, áridos, … Continuar lendo

18 de agosto de 2015 · 18 Comentários

Não Mais! – Poesia (Anorkinda Neide)

Não mais! Tinhas o poder de manchar a tela dos meus prazeres Tinhas o prazer de profanar a via das minhas purezas Querias ser o castigo de elite a veia … Continuar lendo

18 de agosto de 2015 · 14 Comentários

A Terceira Regra da Magia (Alan Cosme Machado)

Os seus pés ágeis se ajustavam facilmente às cordas dos varais altos, às lonas das tendas dos mercadores, aos cantos das janelas e às telhas das casas. Para ele esses … Continuar lendo

18 de agosto de 2015 · 3 Comentários

Micro, Mini, Nano – Artigo (Eduardo Selga)

Não vivemos, apenas. Essa simplificação é o grande sonho oculto dos simplórios, os que não conseguem entender que vivemos inseridos em um contexto sócio-histórico e que a vida gira em … Continuar lendo

17 de agosto de 2015 · 10 Comentários

Filosofia das Lavadeiras – Poesia (Rogério Germani)

Há um certo encanto na filosofia das lavadeiras que se fiam no poder sanativo das águas uma entrega de almas e sonhos deslizando nas bolhas que voam ao ruflar dos … Continuar lendo

17 de agosto de 2015 · 5 Comentários

Escuridão (André Luiz)

Duas gotas de chuva bastam para que o temor se instale em minha cabeça. Simplesmente pelo fato de que é tarde da noite e não consigo calcular onde está a … Continuar lendo

17 de agosto de 2015 · 5 Comentários

Dança da Morte (Carlos Henrique Gomes)

ATENÇÃO: LINGUAGEM DE CUNHO ERÓTICO para Paulo Moreno, que mesmo após da dança da morte continua vivo e pulsante em nossa lembrança para Silvio, cuja amizade perdurará para além da … Continuar lendo

16 de agosto de 2015 · 6 Comentários

Meu Filho é um Sapo (Silvano Filho)

Cheguei para a aula e o assunto era um só. “Acharam um bebê na beira do rio” “Na beira do rio?” “É, onde deságua o esgoto, dizem que ele é … Continuar lendo

16 de agosto de 2015 · 9 Comentários

A Arte de Escrever… E ler – Artigo (Antonio Stegues Batista)

Me considero um escritor amador. Acho que não sou um bom escritor, mas sei que sou um bom leitor, por que sei distinguir um texto bom de um texto ruim. … Continuar lendo

16 de agosto de 2015 · 1 comentário

Terceiro Buraco (Dheikson)

Dor. Essa pequena palavra, aparentemente inofensiva é capaz de transformar as pessoas. Fazê-las prometer coisas que jamais cumprirão. Pessoas agonizantes são capazes de oferecer tudo o que possuem por uma … Continuar lendo

15 de agosto de 2015 · 8 Comentários

O Príncipe (Agnaldo Pereira)

Andei pelas suas ruas na noite passada. Observei com viva curiosidade e entusiasmo suas vidas fervilhantes no seu formigueiro de peles multicoloridas. Traguei seus cheiros, os aromas de seus intensos … Continuar lendo

15 de agosto de 2015 · 3 Comentários

Smartphone (Sandro Vita)

– Amor, cheguei. Jarbas trancou a porta e cumpriu seu ritual ao largar os sapatos pelo meio do corredor. Sobre o braço do sofá largou seu paletó com tudo o … Continuar lendo

15 de agosto de 2015 · 4 Comentários

A Coca de Monção (Mario D’Escócia)

635 d.c   O rugido, gutural e cavernoso, emerge do fundo lodoso da tenebrosa gruta ecoando nas falésias à beira rio. Pascásio de Dume retira a lança de caçar javalis … Continuar lendo

15 de agosto de 2015 · 1 comentário

Orquídea, Sorvete & Chocolate (Ricardo Labuto Gondim)

Para a Srta. T. O restaurante era uma ilha no topo de um prédio no Centro do Rio cercado de varandas e vidros por todos os lados. Cento e oitenta … Continuar lendo

14 de agosto de 2015 · 11 Comentários

Ranking – Agosto/2015

Vamos conferir como ficou nosso ranking após o desafio Ficção Científica? Como diria a moça do Waze: “Tudo pronto? Vamos!”.   Começando pelo Ranking Geral, onde alguns dos destaques do último desafio … Continuar lendo

14 de agosto de 2015 · 1 comentário

Resultados do Desafio “Ficção Científica”

Caros participantes, amigos e curiosos de sempre. Um tema popular que trouxe novos autores. No total, 56 concorrentes inscritos e mais de 40 comentários por conto! Como novidade, a bonificação … Continuar lendo

12 de agosto de 2015 · 24 Comentários

A Música na Literatura – Artigo (Carlos Henrique Gomes)

A literatura não é tão rica de música quanto a música é de literatura. Escrever sobre música é um desafio e tanto, mas existem obras primas da literatura universal que … Continuar lendo

5 de agosto de 2015 · 7 Comentários

Ranking – Julho/2015

Fala aí, pessoal! Com o intuito de promover a competitividade sadia que é marca registrada dos desafios do EntreContos, elaboramos um ranking histórico com todas as escritoras e escritores que … Continuar lendo

5 de agosto de 2015 · 6 Comentários

Marina – Resenha (Fabio Baptista)

“A gente só se lembra do que nunca aconteceu…” Nos anos 90 não tinha IMDB, Metacritic, Pablo Villaça nem nenhuma outra dessas frescuradas que tem hoje. A qualidade dos filmes … Continuar lendo

3 de agosto de 2015 · 2 Comentários

Textos Apodrecem – Artigo (José Geraldo Gouvea)

Enquanto luto aqui para ten­tar ter­mi­nar o romance «Amores Mortos» (ter­ceira ver­são), recebo algu­mas opi­niões inte­res­san­tes de minhas lei­tu­ras beta. A pri­meira delas, e a que tem me feito mais … Continuar lendo

1 de agosto de 2015 · 10 Comentários

Votação – Ficção Científica

Caros participantes e amigos, Agradecemos mais uma vez a presença de todos por aqui. Nada menos do que 56 (cinquenta e seis) contos inscritos, o segundo maior número até hoje … Continuar lendo

24 de julho de 2015 · 47 Comentários

Sarjeta dos Robôs (Pedro Luna)

A porta do HOJO BAR se abriu e Bentley foi arremessado violentamente para fora. O dono do lugar, Hojo, um enorme robô modelo Nexus (com bigode), apareceu na porta e … Continuar lendo

24 de julho de 2015 · 48 Comentários

Ensaio Quântico (Thales Soares)

Sofia desceu as escadas apresentando um nível alarmante de euforia. Seus pezinhos descalços correndo pelo chão gélido do sábado de manhã provocavam um alvoroço comparável a uma desordenada orquestra de … Continuar lendo

24 de julho de 2015 · 47 Comentários

Hoje é 23 (Bia Machado)

“Sua participação é muito importante para nós. Por favor, avalie nosso sistema para que possamos melhorar cada vez mais sua experiência de entretenimento com nossa marca”, solicitou a voz metálica … Continuar lendo

24 de julho de 2015 · 116 Comentários

A Sistemática da Alvorada Humana (Fil Félix)

Bem-vindo aos Arquivos de Zion. Você selecionou a pasta 17-9: Programas Governamentais Arquivo: Demanda Populacional #001 O 129º erro na Matrix, ocasionado por Laura Pauper e atualmente corrigido. * A … Continuar lendo

23 de julho de 2015 · 48 Comentários

Ainda há esperança (Marco Piscies)

Parte I: Uma mensagem Eden era a única nave inventada pelo homem com a capacidade de captar e utilizar a energia escura. Abundante no universo, essa energia alimentava seus motores, … Continuar lendo

23 de julho de 2015 · 60 Comentários

Doce Adeline (Fabio D’Oliveira)

O pôr do sol é belo, mas ela é mais. O som das ondas é inebriante, mas ela é mais. A brisa morna é acalentadora, mas ela é mais. A … Continuar lendo

23 de julho de 2015 · 50 Comentários

Al Kahf (Felipe Moreira)

BAHARYIA, DESERTO OCIDENTAL. Como uma onda no mundo físico, Sherine Abdel Masr sentiu a escuridão inundar o planeta quando ela e sua lanterna desabaram, em sincronia olímpica, no fosso do … Continuar lendo

23 de julho de 2015 · 48 Comentários

Identidade (Fabio Almeida)

Jared Fell não aparentava ser um homem soturno. Em todo o material que me ia chegando às mãos, o inglês possuía qualidades de sensual, de bom traço e língua ardente, … Continuar lendo

23 de julho de 2015 · 48 Comentários

Os chubs (Anorkinda Neide)

Os chubs são criaturinhas adoráveis, que vivem no mundo das imaginações. Não, espera… Os chubs são as criaturas mais amáveis que já conheci. Na verdade, não sei onde eles vivem. … Continuar lendo

22 de julho de 2015 · 99 Comentários

Inventores Invisíveis (Laís Helena)

A elfa foi empurrada contra uma cadeira e duas pessoas permaneceram ao seu lado, cada uma segurando um de seus braços contra a madeira lisa. Estranhamente, o assento estofado era … Continuar lendo

22 de julho de 2015 · 61 Comentários

Um Futuro Promissor (Phillip Klem)

Adeline sentia a vibração magnética do trem enquanto este corria por trilhos quase invisíveis. Suas articulações doíam irritantemente sob uma pele pálida e enrugada. ― Isso eles não podem consertar. … Continuar lendo

22 de julho de 2015 · 52 Comentários

Madeuza (Maria Santino)

O INCREMENTO — Engano   Discutiam como poodles no cio. Alarido esganiçado de agressões suportadas sobre pilares de frustração. Ele, rosto congestionado, dedo em riste como quem sublinha uma sentença, … Continuar lendo

22 de julho de 2015 · 51 Comentários

Ideia (Vitor Leite)

O espaço era escuro e sem qualquer referencia de em cima ou em baixo, esquerda ou direita. Sem cor e sem gravidade parecia um local ausente, um qualquer não-sítio, sem … Continuar lendo

21 de julho de 2015 · 47 Comentários

Morgax (Marcel Junior)

Negro. Tudo era negro, e então uma linha de luz tênue foi rasgando o breu, desabrochando numa fresta turva que foi crescendo e crescendo, ficando cada vez mais nítida. Pronto, … Continuar lendo

19 de julho de 2015 · 47 Comentários

Escarlate, amarelo (Angelo Dias)

Estava com uma chave inglesa nas mãos quando senti o puxão. O gerador de gravidade da nave falhou por um segundo quando as luzes piscaram. Tinha algo errado. “O que?”, … Continuar lendo

18 de julho de 2015 · 47 Comentários

Tribunal dos Quatro Mundos (Luan Correa)

“Primeiro foi necessário civilizar o homem em relação ao próprio homem. Agora é necessário civilizar o homem em relação à natureza e aos animais.” (Victor Hugo)   A garota abriu … Continuar lendo

17 de julho de 2015 · 99 Comentários

Chuva Ácida (Jefferson Lemos)

Nem mesmo as estrelas duram para sempre  (Avenged Sevenfold – Acid Rain) Tão fugaz…   O horizonte árido se estendia tremulante com as ondas de mormaço estagnadas no ar. No … Continuar lendo

16 de julho de 2015 · 50 Comentários

Gibarian (Gustavo Araujo)

“Qual é o seu menino?” “Aquele, de cabelo preto, tipo tigela.” “Ah, sim. Estevão, né?” “Sim, ele mesmo.” O inspetor chamou o garoto, que veio correndo a um só fôlego. … Continuar lendo

13 de julho de 2015 · 49 Comentários

Esperança que vem do céu (Cácia Leal)

Dizem que esse céu um dia foi azul. Eu não me lembro. Desde a primeira vez que o vi, sempre fora essa nuvem acinzentada que sufoca impiedosamente. Pelo menos contrasta … Continuar lendo

12 de julho de 2015 · 99 Comentários

O último e o primeiro (Renato Silva)

Sem nenhuma cerimônia, a câmara abriu e revelou um homem em seu interior. Ele ainda permaneceu imóvel. Mexeu as pálpebras e seus olhos foram se abrindo, aos poucos. Os tubos … Continuar lendo

12 de julho de 2015 · 55 Comentários

Tela azul da morte (André Luiz)

“Eu proponho… que nós façamos um robô capaz… de amar.” William Hurt, A.I.   A luz vermelha não parava de piscar. Os olhos de Borges estavam congelados no minúsculo botão … Continuar lendo

10 de julho de 2015 · 51 Comentários

A lembrança de Prístina (Davenir Viganon)

A primeira lição de um revolucionário tem que aprender é que ele é um homem condenado. – Huey Newton   I – Kubinka, Novaya Soyus No fim da tarde Vitaly … Continuar lendo

10 de julho de 2015 · 83 Comentários

Peste de uma Nova Era (Leonardo Jardim)

Com certeza existiam lixões menos fedorentos que aquele local. Pessoas aglomerando-se umas sobre as outras em algum estado catatônico de pseudo-vida. Realizavam movimentos aleatórios, reflexos de uma vida existente apenas em … Continuar lendo

8 de julho de 2015 · 104 Comentários

Kobo (Alberto Lima)

Este é um futuro distante. Esse. Não há nada para sorrir, me desculpem. Se procuram sorrisos, gargalhadas ou barrigas doloridas, parem de ler agora, eu imploro. Mas se a curiosidade, … Continuar lendo

8 de julho de 2015 · 50 Comentários
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.312 outros seguidores