EntreContos

Literatura que desafia.

Ranking – JAN/2016

Encerrado o desafio “Microcontos”, é hora de conferir como ficaram nossos rankings. Para começar, um novinho em folha: “Ranking 2016“, que vai considerar todos os certames iniciados no ano corrente … Continuar lendo

Destacado · Deixe um comentário

Resultados do Desafio Micro Contos

Caros participantes, amigos e curiosos de sempre. Certamente o desafio mais movimentado de todos os tempos aqui no EC. Sessenta e seis contos que mexeram com a imaginação do pessoal, … Continuar lendo

Destacado · 28 Comentários

Nenhum Caminho para o paraíso (Charles Bukowski)

Eu estava sentado em um bar na avenida Western. Era perto da meia-noite e estava metido em uma das minhas habituais confusões. Quero dizer, você sabe, nada dá certo: as … Continuar lendo

9 de fevereiro de 2016 · Deixe um comentário

Amigas dos tempos de militância (Suzana Mag)

O restaurante transbordava do odor de batata frita e carne na brasa, do vai-e-vem dos garçons equilibrando sangrias, cervejas e apetitosas sobremesas, do arrastar de cadeiras, do vozerio e gargalhadas de … Continuar lendo

9 de fevereiro de 2016 · Deixe um comentário

Piloto de Guerra, de Antoine de Saint-Exupéry – Resenha de Livro

Penguim Company Série Clássicos 192 págs. Já pela introdução mostra-se um lado do escritor que pouco se divulgou: um homem apaixonado por seu trabalho que é escrever, além de fazer … Continuar lendo

8 de fevereiro de 2016 · Deixe um comentário

A Estrada das Almas Perdidas – Conto (Antonio Stegues Batista)

“ Deus nos deu os sentidos para deixar-nos sentir o Amor no coração de todos, e não as ilusões trazidas pela riqueza”. Steve Jobs   Fiquei sentado diante do notebook, … Continuar lendo

7 de fevereiro de 2016 · 1 comentário

O autor implícito – Artigo (Eduardo Selga)

É comum, no calor de uma discussão mais genérica sobre elementos da narrativa literária, a afirmação de que o narrador é uma coisa, o autor é outra. De fato, este … Continuar lendo

6 de fevereiro de 2016 · 4 Comentários

Vizinhos – Conto (Simoni Dário)

O ciclismo era sua paixão. Três horas de pedalada já não eram suficientes. Ela se foi levando a identidade dele. No suor daqueles dias entre longas estradas morro acima e … Continuar lendo

5 de fevereiro de 2016 · 9 Comentários

Encontro com Agatha Christie – Crônica (Maria Flora)

No dia 12 de janeiro deste ano, completaram-se 40 anos da morte da escritora britânica Agatha Christie. Conhecida, mundialmente, como a “Rainha do Crime”, Agatha Christie escreveu dezenas de livros. … Continuar lendo

4 de fevereiro de 2016 · 8 Comentários

Do que se alimenta o escritor – Artigo (Claudia Roberta Angst)

“O escritor é bicho besta” – Felipe Holloway     De repente, alguém começa a escrever. Rabisca algumas bobagens e se surpreende ao notar que algumas outras apreciam suas palavras. … Continuar lendo

4 de fevereiro de 2016 · 24 Comentários

Quid Pro Quo – Conto (José Leonardo)

Não tive tempo de concluir o inquérito, ou foi o inquérito que me concluiu, sei lá. A cadeira deslocou-se de seu quadrado ao me ver próximo, a escrivaninha deu sacodes … Continuar lendo

3 de fevereiro de 2016 · 8 Comentários

O Choro – Poesia (Graça Marques)

O choro chega, avisa, dói primeiro e depois se materializa em gotas salgadas que fere o rosto, crava a alma e aprisiona o espirito. O choro chega, avisa, emociona primeiro … Continuar lendo

3 de fevereiro de 2016 · 2 Comentários

A Cidade Inteira Dorme, de Ray Bradbury – resenha de Livro

A Cidade Inteira Dorme Ray Bradbury Editora Globo 196 páginas Narrativa poética que induz a uma climatização contemplativa com um tom melancólico a contos que narra lugares e pessoas que … Continuar lendo

2 de fevereiro de 2016 · 7 Comentários

Um som de trovão (Ray Bradbury)

SAFARIS NO TEMPO, INC. SAFARIS PARA QUALQUER ANO DO PASSADO VOCÊ DIZ QUE ANIMAL. NÓS O LEVAMOS LÁ. VOCÊ O ABATE. Uma flegma quente acumulou-se na garganta de Eckels; engoliu … Continuar lendo

2 de fevereiro de 2016 · 7 Comentários

Aprendendo a dirigir – Conto (Pedro Luna)

Os problemas começaram quando a esposa decidiu que aprender a dirigir era a sua nova prioridade. E o avisou enquanto ele bebia uma xícara de café quente, logo no início … Continuar lendo

1 de fevereiro de 2016 · 12 Comentários

O Mundo de Rocannon – Resenha (Davenir Viganon)

O Mundo de Rocannon (The Rocannon’s World) é o primeiro livro de Ursula K. Le Guin. Nesta obra ela consegue em poucas páginas trazer uma história rica onde aborda os mitos … Continuar lendo

1 de fevereiro de 2016 · 3 Comentários

Feliz Ano Novo (Rubem Fonseca)

Vi na televisão que as lojas bacanas estavam vendendo adoidado roupas ricas para as madames vestirem no reveillon. Vi também que as casas de artigos finos para comer e beber … Continuar lendo

26 de janeiro de 2016 · 1 comentário

Avaliação – Desafio “Micro Contos”

Caros participantes e amigos, Agradecemos mais uma vez a presença de todos por aqui. No total 66 (sessenta e seis) micro contos inscritos em três dias neste desafio relâmpago. Há muito a … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 62 Comentários

Apenas mais um dia (Gustavo Araujo)

Dražen viu quando os veículos começaram a chegar à fazenda. Dezenas deles. Antigos ônibus escolares, repletos de prisioneiros. Homens, velhos e crianças. Todos Muçulmanos. Seriam mortos. Uma bala na testa. … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 63 Comentários

Somos um resultado (Vitor Leite)

– E tu o que queres ser quando fores grande? – Eu?!… Bem… hoje… vou ser aquele que conta ao contrário para as naves… vrummmm… – Eh filho! Isso é … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 61 Comentários

Pérolas nas Coxas (Elicio Nascimento)

Vizinho como aquele não se acha mais. A gente se entendeu desde o primeiro dia. Vivemos muita coisa juntos. Eu queria tudo o que ele tinha, mas o bendito nem … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 59 Comentários

Fim de Jogo (Maria Santino)

O mal triunfa sempre… Que os bons não fazem nada. (Edmund Burke)   Sobre o gramado, qual bala perdida, o Artilheiro seguia ao som das vaias da torcida; com a … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 60 Comentários

Período de semidesintegração (Daniel Vianna)

‘Céu prateado. Mar acinzentado. Calça velha e tênis surrado. Olhar aborrecido e sorriso desbotado. Sigo pela orla, andar arrastado.’   Do violão não sai uma nota, e eu só tenho … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 126 Comentários

Dias de Fevereiro o Ano Inteiro (Fil Felix)

Atabaques e baques do maracatu anunciam o amanhecer. Transpirando cajuína, carrego minha presença tão julgada pelos locais, mas almejada pelos turistas, ao espetáculo do qual sou atração principal. Atravesso portas, … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 60 Comentários

Fatalidade (Maurem Kayna)

Se o erro tivesse acontecido na tarde anterior, Julia não teria denunciado Marlene como responsável pela morte do animal, mas agora dizia de modo incisivo que a dose de insulina … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Idade da Pedra (Daniel Reis)

Dez anos de idade. Morava na rua. Os outros não sabiam onde. Nem tinha tanta importância. Aproximou-se, envergonhado — posso jogar? Depois, sempre o último escolhido no par ou ímpar. … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 63 Comentários

Santo (João Murim)

Ríamos de uma velha piada quando ele levou a cerveja à boca e esvaziou a caneca em um só gole. Com um sorriso intenso e brevíssimo, acompanhou a nossa alegria … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 59 Comentários

Perfume de livro (Daniel Amorim)

A ideia era genial: engarrafar a fragrância de um livro novo. Aquele cheiro, quase misterioso, que leva pessoas a abrir livros em meio a livrarias lotadas, colocar o nariz lá … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 57 Comentários

Todo Errado (Tom Lima)

Não é pedido de desculpa, muito menos de perdão. Tudo tem cara de fim. Último cigarro, último gole de “51”, últimas duas balas no tambor. Talvez seja Destino sobrarem duas … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 62 Comentários

Natural (Pedro Luna)

Estava prestes a saltar da cobertura do edifício quando percebeu um homem de terno timidamente a se aproximar. – Ei – gritou. – Esse lugar já é meu. – Por … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 60 Comentários

A Margem (Antonio Stegues Batista)

Sentado à beira-mar, eu tento ler um livro, na leitura me concentrar. O mar está sereno, as ondas vêm sonolentas, beijar a areia. Sob o céu plúmbeo, ao longe vejo … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 60 Comentários

O Discurso (Wilson Barros Júnior)

– Queridos alunos – a professora começou -, encerramos o ano. Agradeço e perdoem-me os erros. Quem quiser pode reclamar de alguma injustiça. Transcorridos alguns segundos, a professora ia continuar. … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Carta de Amor (Evandro Furtado)

Segure a minha mão. Permita-me navegar em seus olhos, em seus lábios. Sob a sombra de uma palmeira, o som do mar quebrando nas rochas, como no lugar em que … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Amantes na Morte (Pedro Henrique Cezar)

Era um noite turva. Noite de verão no bairro em que as sombras de enormes silhuetas se esgueiravam pelas esquinas. Ruas escuras e sujas, típicas das selvagerias cometidas pelos hábitos … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 70 Comentários

Assuntos de Infância (Miguel Bernardi)

Bastava uma simples menção ao nome da amada para deixa-lo vermelho feito um pimentão. Cortou o cabelo, comprou uma camiseta nova e até perfume. Sem contar que, no intervalo, começara … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Fica a Música (Marina Melo)

Fica a música. Mesmo quando se vão os momentos, juntamente com ele, que deles fez parte. Momentos não voltam; as pessoas poderiam. Deveriam ficar. Mas passam como folhas ao vento, … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 59 Comentários

Carbonizado (Leonardo Jardim)

Alta estatura. Pelo cheiro e calor, morte recente, há aproximadamente duas horas. Odor desagradável de pele e cabelo queimados. Mesmo após anos investigando homicídios, nunca irei me acostumar. Meu parceiro, … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 64 Comentários

Cumplicidade (Bia Machado)

Paramos diante do túmulo de minha mãe. Evitamos olhar para a lápide ao lado, onde agora havia também o nome do pai dele. – Se eu pudesse escolher, não teria … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 123 Comentários

A Porta (Thales Soares)

No início, havia apenas uma porta. “O que há por detrás dela?”, perguntava-se Julia, temendo transpassa-la. Não, a madura garota não a abriu. Não naquele momento. Optou por prolongar sua … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 61 Comentários

A Canção (Rogério Germani)

À bordo de um transatlântico, um casal, de mãos dadas, comemorava bodas de ouro embriagando-se com a  beleza de uma noite de escassas estrelas e suave melodia de violinos. – … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Espelhos de Sangue (Tamara Padilha)

Não entendia o que acontecera nos últimos meses. Gritava e chorava internamente, mas aparentemente nada demonstrava. – Eu quero sentir algo! Preciso partir… – Gritou e seu grito reverberou no … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 61 Comentários

Nossas Últimas Palavras (Thais Pereira)

— Você tem apenas 150 palavras para me dizer o que sente — ela o ameaçou, enquanto buscava se embebedar com mais uma taça daquele vinho ruim que ele sempre … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 57 Comentários

Oh, Glória (Eduardo Selga)

Aquele cagão mijando inteiramente no caimento de seu mentirosíssimo Armani, engasgado de terror. A tremedeira impedindo abrir o livro preto, ejacular glorificações na minha cara. Seu grito nem atravessava a … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 59 Comentários

Motivo (Fabio Baptista)

Entrou em casa, cansada demais para se surpreender com o sofá vazio e a TV desligada. Na mesinha, um bilhete – vinte e dois anos sepultados em cinco linhas apressadas. … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

O Caminho dos Mil Sóis (Jefferson Lemos)

A vida passou em frente aos olhos de Anwar. “A TV ligada exibia o noticiário recente. Na tela, um homem capturado em uma filmagem precária adentrava em meio à multidão. … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Aurora (Brian Lancaster)

Da escuridão profunda do sistema triplo de Alpha Centauri avistava-se A Nuvem. Carregada de matéria primordial e sóis em formação, percorria lentamente o vazio do espaço desconhecido, semeando planetas e … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 65 Comentários

Mais um dia de cangaço (Jowilton Amaral)

O sol mergulhava sem pressa no horizonte, borrando de vermelho a terra ressequida, enquanto um bando de cangaceiros trotava observados atentamente por umbuzeiros desfolhados. As sandálias subiam e desciam martelando … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 59 Comentários

O Marido que sumiu (Ricardo de Lohem)

“Moça, por favor, traz meu marido de volta,” implora Joana, entre lágrimas, “faz dois anos ele sumiu, morro de saudades!” “Farei tudo que puder,” responde Kelly, a detetive, “mas preciso … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Quando as Flores Caem (Sidney Muniz)

Não era um bom dia para o matrimônio. Marchava com a dúvida de para onde ia, tendo certeza que não queria ficar. Os pés quase flutuavam. Duas alianças na mão … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 150 Comentários

Virada (Anorkinda Neide)

Mal a luminosidade do dia primeiro de janeiro alvoreceu e Carmélia já estava à janela. À espera. Guilherme semiabriu um dos olhos e a primeira coisa que viu foi o … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 66 Comentários

Demônios (Marco Piscies)

Era o décimo dia de 2016. Ele sufocava sua primeira promessa com um longo trago no cigarro. Seus demônios agarravam sua garganta e pulmões, impedindo-o de respirar. Fechou os olhos. … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

No ar (Catarina Cunha)

Pouso lentamente a xícara no balcão retardando o contato com o aço na esperança de você se virar. O vácuo do teu vestido arfa na calçada jogando a conivência das … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 61 Comentários

O fim do começo (Mariana Gomes)

Os olhos exaustos do brilho límpido emergente da tela do computador descolaram do vazio impudico. Sem muito pesar fechou o aparelho com a ponta macia dos dedos, sua máscara foi … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 55 Comentários

Aparente Mutação (Nijair Pinto)

a.C.: Nasceram. Viveram. Morreram. d.C.: Nascemos. Vivemos.  Morreremos. – Onde estaria a diferença? – No cachorro, claro! Os gatos – eles enterram tudo!

14 de janeiro de 2016 · 60 Comentários

Descendo a Carioca (Bruno Eleres)

Seu salto alto tiquetaqueava rapidamente sobre a calçada. Caminhava num ritmo alucinante sob a penumbra da rua suburbana. Ela não estava assustada ou algo do tipo, apenas apressada, como sempre … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 59 Comentários

Soslaio (Rubem Cabral)

Contudo, não sei bem dizer quando o percebi pela primeira vez, embora creia que foi ao visitar certa mansão decrépita à venda. Algo, visto de soslaio, que estava lá, eu … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 64 Comentários

Óleo sobre tela n° 16 (José Leonardo)

Pica nesse cu, Seo Élio, dizia o bafo me chegando à nuca. É dizer vai, patrão, a Berenice tá com o focinho comichando, dois buracos compridões no rumo da mata, … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 62 Comentários

Aberrações de Titã (Davenir Viganon)

— Tem visto o “pálido ponto azul” com que frequência? — Pergunta Omaírp, debruçado em suas sombrias anotações clínicas. — Quase diariamente, nos meus sonhos. — Responde Ardnassac deitada no divã. — Fale-me sobre o que vê. — O … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 84 Comentários

Flak! (Kleber Macedo)

Boooom! Um milhão de pedras que caem sobre um telhado de zinco. Surdez momentânea. Fumaça negra invadindo a nacele. O avião vira de cabeça pra baixo num instante. Primeiro instinto: … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 65 Comentários

Sacrifício (Marcelo Porto)

A sombra da imensa gameleira que plantei domina o pátio das ruínas. Os galhos prolongam-se como uma teia prestes a me trancafiar num abraço mortal, pela intensa folhagem observo a … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 57 Comentários

Madrugada (Claudia Roberta Angst)

Ele acendeu outro cigarro e me olhou. Não como se olha um objeto, mas com a voracidade de predador. Insistentemente, salivando intenções. Deixei o xale cair pelos ombros, descobrindo meus … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 56 Comentários

Cadela (Cilas Medi)

— Vem cá, Vera, o que você acha, vou anunciar assim, mostrando. Oferecemos o serviço de cópula para cães infernizados pela falta de companheira. O valor é de acordo com … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 57 Comentários

Sonho Amargo (Simoni Dário)

– Vocês já pararam pra pensar que um dia o mar foi a estrada do mundo? Silêncio constrangedor. A professora esforçava-se para dar aulas interativas, mas quem pensaria no mar … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 73 Comentários

Celestino Araújo (Renata Rothstein)

Acordou. Dia quente de fevereiro. Primeiro pensamento – que também foi o último –  “foda-se tudo”. Nasceu causando desgosto: Celestino Araújo, preto e favelado, filho de pai desconhecido e estuprador, … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 59 Comentários

Enxurrente (Leda Spenassato)

No terceiro estrondo, em que o céu iluminou a terra, ainda que, por poucos segundos, o Morro dos Perdidos resolveu descer ladeira abaixo. Mexeu-se bem devagarzinho e foi tomando velocidade, … Continuar lendo

13 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Sucessão (Rafael Sollberg)

A xícara não se espatifou no chão quando soube da morte do velho. A vida real é menos dramática. Não derramei café, nem lágrima. Perdi a missa, mas não perdi … Continuar lendo

13 de janeiro de 2016 · 60 Comentários

Saudade, palavra triste (André Luiz)

É maravilhoso quando recebo visitantes. São sempre poucos, mas muito especiais para mim. Quando os vejo chegando ao portão, emocionados por me reencontrar, emociono-me junto. Depois, lembramo-nos de momentos felizes … Continuar lendo

13 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

A Lâmina Divina (Laís Helena)

A jovem se esgueirou para o quarto e, só para garantir, fechou a porta. Nas pontas dos pés, seguiu na direção do guarda-roupa e o abriu com um movimento desengonçado, … Continuar lendo

13 de janeiro de 2016 · 57 Comentários

Semana Sem Ana (Rubem Cabral)

Acordei só. Pensei por um instante que não fosse verdade. Que teria sido só um sonho ruim. Que bastaria ir à cozinha e te encontrar cantarolando e passando um café … Continuar lendo

13 de janeiro de 2016 · 17 Comentários

Meus velhos amigos – Crônica (André Lima)

Desprezei, durante um tempo, o papel e a caneta que seguro agora. A forma maquinal que eu a seguro, a força exata para fazê-la deslizar sobre o papel, a forma … Continuar lendo

13 de janeiro de 2016 · 5 Comentários
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.960 outros seguidores