EntreContos

Literatura que desafia.

Ilusões Irresistíveis: o fabuloso mundo dos concursos literários – Artigo (Gustavo Araujo)

O caminho é conhecido: ao se deparar com a triste realidade do mercado de livros no Brasil, o autor desconhecido ou independente enxerga nos concursos literários sua tábua de salvação. … Continuar lendo

28 de dezembro de 2016 · 21 Comentários

A Narrativa Panfletária: Entre o Inconveniente e a Necessidade – Artigo (Eduardo Selga)

  Convidado pela professora Jurema Oliveira a ministrar uma oficina de contos na II Feira Literária Brasil-África de Vitória — FLIBAV —, ocorrida na Universidade Federal do Espírito Santo nos … Continuar lendo

23 de outubro de 2016 · 2 Comentários

O Diálogo do Silêncio – Artigo (Claudia Roberta Angst)

“O silêncio é uma confissão.” – Camilo Castelo Branco   Na música, uma pausa tem o seu valor para a harmonia da melodia. É o momento em que o vazio … Continuar lendo

18 de junho de 2016 · 14 Comentários

Parasitas – Artigo (Gustavo Araujo)

Têm-se disseminado nas redes sociais as chamadas para antologias com temas diversos. Em posts simpáticos, replicados em inúmeros grupos e páginas, autores de todos os níveis são convidados a integrar … Continuar lendo

12 de fevereiro de 2016 · 11 Comentários

O autor implícito – Artigo (Eduardo Selga)

É comum, no calor de uma discussão mais genérica sobre elementos da narrativa literária, a afirmação de que o narrador é uma coisa, o autor é outra. De fato, este … Continuar lendo

6 de fevereiro de 2016 · 5 Comentários

Do que se alimenta o escritor – Artigo (Claudia Roberta Angst)

“O escritor é bicho besta” – Felipe Holloway     De repente, alguém começa a escrever. Rabisca algumas bobagens e se surpreende ao notar que algumas outras apreciam suas palavras. … Continuar lendo

4 de fevereiro de 2016 · 29 Comentários

Traduzindo “O Corvo” – Artigo (Fabio Baptista)

Numa recente “Terça-feira clássica”, li novamente (depois de uns bons anos) o poema “O Corvo” de Edgar Allan Poe. Gostei, sim (não sou tão chato, afinal :D), mas muitas coisas … Continuar lendo

6 de janeiro de 2016 · 7 Comentários

Ainda sobre o racismo – Artigo (Gustavo Araujo)

Como tantas famílias com filhos pequenos nós também temos o hábito de ler para as meninas ao colocá-las para dormir. Normalmente são histórias curtas, bem ilustradas, o que basta para … Continuar lendo

30 de novembro de 2015 · 9 Comentários

Prostituição – Artigo (Gustavo Araujo)

Não trago boas notícias. Pelo menos não assim, à primeira vista. Refiro-me a você, que escreveu um livro recentemente, mas que não possui amigos influentes ou uma boa soma em … Continuar lendo

4 de setembro de 2015 · 42 Comentários

A pessoa e o personagem – Artigo (Eduardo Selga)

Temos a tendência de confundir o símbolo com o simbolizado. Essa confusão,  mesmo não sendo total, costuma ser bastante para reduzir o significado da coisa simbolizada. Assim, por exemplo, quando … Continuar lendo

26 de agosto de 2015 · 4 Comentários

Micro, Mini, Nano – Artigo (Eduardo Selga)

Não vivemos, apenas. Essa simplificação é o grande sonho oculto dos simplórios, os que não conseguem entender que vivemos inseridos em um contexto sócio-histórico e que a vida gira em … Continuar lendo

17 de agosto de 2015 · 10 Comentários

A Arte de Escrever… E ler – Artigo (Antonio Stegues Batista)

Me considero um escritor amador. Acho que não sou um bom escritor, mas sei que sou um bom leitor, por que sei distinguir um texto bom de um texto ruim. … Continuar lendo

16 de agosto de 2015 · 1 comentário

A Música na Literatura – Artigo (Carlos Henrique Gomes)

A literatura não é tão rica de música quanto a música é de literatura. Escrever sobre música é um desafio e tanto, mas existem obras primas da literatura universal que … Continuar lendo

5 de agosto de 2015 · 7 Comentários

Textos Apodrecem – Artigo (José Geraldo Gouvea)

Enquanto luto aqui para ten­tar ter­mi­nar o romance «Amores Mortos» (ter­ceira ver­são), recebo algu­mas opi­niões inte­res­san­tes de minhas lei­tu­ras beta. A pri­meira delas, e a que tem me feito mais … Continuar lendo

1 de agosto de 2015 · 10 Comentários

Ora, os clássicos… (Gustavo Araujo)

É comum a ideia de que todo escritor deve, antes de tudo, ser um insaciável leitor. Este é o estágio necessário, imprescindível, para que se atinja um mínimo de maturidade … Continuar lendo

12 de novembro de 2014 · 7 Comentários

Plágio e Inspiração, a tênue fronteira (Gustavo Araujo)

Em 2008, durante uma viagem de férias, encontrei uma edição maltratada de “Não Tenho Medo”, do italiano Niccolò Ammaniti, colocada a esmo na estante ensebada de um albergue da juventude. … Continuar lendo

18 de agosto de 2014 · 3 Comentários

A Razão Sobre a Capa (Gustavo Araujo)

O clichê é mais surrado do que Judas em véspera de Páscoa: não se julga (ou não se compra) um livro pela capa. Sim, lindo. Um daqueles ensinamentos que todo … Continuar lendo

24 de julho de 2014 · 1 comentário

A Noite do Oscar (Gustavo Araujo)

Tempos atrás finalizei meu primeiro livro. Contente, resolvi submetê-lo à análise de algumas das grandes editoras. Claro, para ser solenemente ignorado por todas elas. Não, minto. Uma me respondeu, usando … Continuar lendo

11 de junho de 2014 · 1 comentário

E o Título? (Gustavo Araujo)

Tão difícil quanto elaborar um final de história é pensar num título para ela. Não importa se é um romance ou conto. Comédia, drama ou um conto sobre amor. A … Continuar lendo

18 de maio de 2014 · 1 comentário

Afinal, o Final (Gustavo Araujo)

Então você teve uma ideia fantástica para uma história. Conto, novela ou romance, você consegue visualizar perfeitamente os personagens, a trama principal, as reviravoltas, o clímax e… Simplesmente se vê … Continuar lendo

20 de abril de 2014 · 2 Comentários

A Crítica e a Rachadura (Gustavo Araujo)

Um dos maiores prazeres para qualquer escritor é ver o reflexo de suas ideias, a impressão que sua escrita causa em outras pessoas. Esse retorno é essencial para que possamos … Continuar lendo

19 de março de 2014 · 3 Comentários

Machado de Assis e a Saga Crepúsculo (Gustavo Araujo)

Tenho visto em alguns fóruns discussões bastante interessantes sobre os rumos literários preferidos pelos jovens autores (alguns não tão jovens). Dia desses debatia-se acerca do excesso de estrangeirismos em obras … Continuar lendo

4 de fevereiro de 2014 · 2 Comentários

O Escritor Coca-Cola (Gustavo Araujo)

Comecei a escrever “O Artilheiro” em 2008. Foi um processo longo, sofrido, até porque era algo que eu só podia fazer nas horas vagas. Em 2009, depois de várias revisões, … Continuar lendo

8 de julho de 2013 · 4 Comentários