EntreContos

Literatura que desafia.

Amor de cão – Crônica (Catarina Cunha)

As surras de toalha molhada nem as tapas na cara não o deprimiam, ajudavam a analisar seus erros explícitos ou subliminares: demorou mais de dez minutos para perceber o novo corte … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2017 · 3 Comentários

Querido Papai Noel – Crônica (Catarinha Cunha)

Querido Papai Noel,   Suzete pendurou a meia-arrastão na janela prendendo cartão decorado com purpurina e preenchido com letra caprichada:   Querido Papai Noel,            Este ano eu fui … Continuar lendo

23 de dezembro de 2016 · 10 Comentários

Ofício de Ossos – Crônica (Catarina Cunha)

Esmeraldina botou no mundo doze criaturas, oito se criaram, quatro Deus levou ainda anjos. E só não gerou mais porque o marido Cícero, coveiro da cidade, morreu de uma síncope. … Continuar lendo

27 de outubro de 2016 · 12 Comentários

Ensurdecer os tambores – Crônica (Eduardo Selga)

Vamos renascer das cinzas Plantar de novo o arvoredo Bom calor nas mãos unidas Na cabeça de um grande enredo (Renascer das Cinzas –Martinho da Vila)   Houve um momento … Continuar lendo

24 de agosto de 2016 · 2 Comentários

A flor-cadáver do homem-velocidade – Crônica (Eduardo Selga)

Nos anos em que fui adolescente, e mesmo nos primeiros tempos do que gostamos de chamar maturidade — se é que isso existe — frequentar salas de cinema equivalia, de … Continuar lendo

15 de junho de 2016 · 12 Comentários

Essa Coisa Estranha – Crônica (Gardel Dias)

Eram umas 23:36 hs em terra de Ferreira Gullar, ouvindo uma versão em inglês do Trem Azul de Lô Borges um dos grandes do clube da esquina, pois bem, a … Continuar lendo

8 de maio de 2016 · 2 Comentários

Hora do Arrocho – Crônica (Catarina Cunha)

– Ai! – Desculpa aí. – Não está vendo que não dá para passar… – Não quero passar. Só quero colocar o meu outro pé no chão. – Deu? – … Continuar lendo

14 de abril de 2016 · 2 Comentários

Lar-Cidade Morta – Crônica (Juliana Calafange)

Som de violência, bate-estaca, britadeira, machuca os ouvidos. Podia ser ritmo de rap, de funk, mas são máquinas trabalhando, derrubando bestialmente casas e passando por cima dos homens. Podia ser … Continuar lendo

14 de fevereiro de 2016 · 19 Comentários

Se não for aguda, é crônica – Crônica (Jowilton Amaral)

Deslizo com meu mocho pela casa/consultório, indo da sala até a cozinha. Conduzo-me pelo estreito caminho literalmente a pulso. Minhas mãos impulsionam-me para frente com a ajuda das paredes. O … Continuar lendo

11 de fevereiro de 2016 · 12 Comentários

Encontro com Agatha Christie – Crônica (Maria Flora)

No dia 12 de janeiro deste ano, completaram-se 40 anos da morte da escritora britânica Agatha Christie. Conhecida, mundialmente, como a “Rainha do Crime”, Agatha Christie escreveu dezenas de livros. … Continuar lendo

4 de fevereiro de 2016 · 8 Comentários

Meus velhos amigos – Crônica (André Lima)

Desprezei, durante um tempo, o papel e a caneta que seguro agora. A forma maquinal que eu a seguro, a força exata para fazê-la deslizar sobre o papel, a forma … Continuar lendo

13 de janeiro de 2016 · 5 Comentários

Consultoria e Astrologia – Crônica (João Kruger)

Os taxistas do Rio são umas figuras, todo mundo sabe. Gostam de bater papo e simulam intimidade como ninguém, em menos de 5 minutos se está amigo de qualquer um … Continuar lendo

23 de novembro de 2015 · 2 Comentários

Não aguento mais gente que não aguenta mais – Crônica (Catarina Cunha)

Antes das redes sociais, quando não queríamos mais ouvir comentários sobre uma determinada notícia, bastava desligar o rádio ou fechar o jornal ou se afastar disfarçadamente do chato do momento.  … Continuar lendo

10 de novembro de 2015 · 12 Comentários

Depoimento de um alienígena – Crônica (Antonio Stegues Batista)

Certo dia do ano de 2013, alguém me disse; O senhor tem Síndrome de Asperger. Para saber o que era, procurei na internet e quando li o artigo, percebi que … Continuar lendo

6 de outubro de 2015 · 6 Comentários

O cachorro, o menino, a senhorinha – Crônica (Eduardo Selga)

Trabalho com a palavra, e isso me provoca incertezas de todo o tipo. Sempre fico perguntando aos meus botões, aos meus mal-assombrados sótãos, que grau de dramaticidade é necessário haver … Continuar lendo

11 de setembro de 2015 · 2 Comentários

O cara com o charuto – Crônica (Higor Benízio)

Já era quase uma da manhã quando o suspiro do mundo decidiu invadir a casa pela janela. Quente, úmido, apaziguador e com cheiro de chuva, de terra molhada. Minha última … Continuar lendo

10 de setembro de 2015 · 2 Comentários

A crônica da janela – Crônica (Jowilton Amaral)

Tem dia que eu não consigo escrever. Hoje é um desses dias. O famoso dia chato. Fico olhando para tela e nada sai. Nenhuma inspiração para criar um conto aparece. … Continuar lendo

9 de setembro de 2015 · 3 Comentários

O Nome Dela – Crônica (Antonio Stegues Batista)

Eu tenho por costume, escrever meus textos à mão, para depois passar para o computador. Nesse processo vou fazendo uma revisão, modificando alguma coisa e acrescentando outras. Eu escrevo contos, … Continuar lendo

8 de setembro de 2015 · 5 Comentários

O silêncio de cada um – Crônica (Patrícia Dantas)

Tenho escutado e lido seguidamente que a verdade de cada um encontra-se num lugar chamado silêncio. Mera coincidência não pode ser. Porque nestes dias também eu me descubro aos poucos … Continuar lendo

7 de setembro de 2015 · 11 Comentários

Um pouco sobre a fé – Crônica (Catarina Cunha)

Sou uma mulher de família, sensível e agnóstica por definição. Falo assim, aos poucos, para não assustar o leitor na primeira linha. Na verdade sou uma mulher sem religião, coisa … Continuar lendo

5 de setembro de 2015 · 9 Comentários