EntreContos

Detox Literário.

Anderson Prado

Anderson Prado nasceu em Resende (RJ), em 1989. Estreou na literatura em 2019, com os contos “De como Tião ficou sendo burro” e “Família do Beco 4”, premiados no 27º … Continuar lendo

Destacado · Deixe um comentário

Regulamento Desafio “Loucura”

Destacado · Deixe um comentário

Hereditário (Quaresma)

I – Avô, 1995 Viajou para o leito da sua infância em Mirandópolis, apresentou para o pai a esposa e o filho, com pouco mais de um ano. O avô … Continuar lendo

27 de outubro de 2020 · 6 Comentários

A Máquina (Elisaldo Crisóstomo)

Viver sempre lhe pareceu algo besta demais, e Andrés Pastor já nem lembrava do dia em que decidiu que morreria aos cinquenta anos. Mais que isso não imaginava, e já … Continuar lendo

25 de outubro de 2020 · 8 Comentários

Tem Alguma Coisa Do Outro Lado da Janela (Visão)

Querido Diário Meu nome é Nina Oliveira Kowalski. Hoje é 03 de setembro de 1996. Tenho 17 anos. Ganhei você de minha tia Deise no aniversário de 15 anos, mas … Continuar lendo

25 de outubro de 2020 · 8 Comentários

A LoucaHistória da Buchadinha (Onairda Neseb)

Assim como existem as histórias de pescador, existem também as de caçador. Essa que conto agora é uma história de terror. Passando de caçador para caçador, chegou ao conhecimento do … Continuar lendo

24 de outubro de 2020 · 16 Comentários

Desconexo (Dionísio Pedrosa)

“Sem a loucura que é o homem Mais que a besta sadia, Cadáver adiado que procria?” –Fernando Pessoa–   1 Quando o Sol se libertou da breve nuvem desgarrada que … Continuar lendo

24 de outubro de 2020 · 12 Comentários

Árvore da Loucura (Carlos Fati)

Nosso avô Zé de Fulosina se chamava, na verdade, José Xavier da Silva. Era casado com a decidida Leivina Generosa de Souza, que descendia da linhagem dos da Pedra, que … Continuar lendo

23 de outubro de 2020 · 16 Comentários

Ruptura (Helô)

Queria dizer que mal conheço essa moça, mas seria mentira. Na verdade, eu a reconheço um pouco mais a cada dia. Acontece o tempo todo, como agora.  Sim, já me … Continuar lendo

23 de outubro de 2020 · 36 Comentários

Rumo ao Estrelato (Tamisa)

Olhos sinistros. Eu gosto de olhos. Já a névoa, não, acho tosco, pouco poético. Mas partes mutiladas me fascinam, assim como um ambiente hospitalar (que por vezes enojam muita gente, … Continuar lendo

22 de outubro de 2020 · 20 Comentários

A Posse da Casa (Jacarandá Pé)

O terreno espaçoso toma a maior parte de nosso tempo. Eu e Angelina acostumamo-nos à delicada tarefa de arrancar o mato em meio à grama com uma faca de mesa, … Continuar lendo

22 de outubro de 2020 · 15 Comentários

Oceano (Gabriel Moreira)

A professora vinha de trás, pelo lado direito, colocando uma prova sobre cada carteira, e então parou ao seu lado, segurando o papel no ar. – Por que esse lenço … Continuar lendo

21 de outubro de 2020 · 19 Comentários

Diálogos entre os donos do mundo (Ouvinte)

― Olá, dona inútil. Já pensou no seu último pedido? Pois é! Sabe aquele ditado? Que um dia tudo vira pó? Então, meu enxadão já tá a postos. Hoje a … Continuar lendo

21 de outubro de 2020 · 18 Comentários

O Guardanapo dos Poetas – Clássico (Guillaume Apollinaire)

Situado no limite da vida, nos confins da arte, Justin Prerogue era pintor. Uma amiga vivia com ele e poetas o visitavam. Cada um, por sua vez, jantava no atelier, … Continuar lendo

14 de outubro de 2020 · 5 Comentários

A Morte de Ivan Ilitch – Conto (Pedro Paulo)

Excerto dos Obituários dos jornais Daily Telegraph, Standard e Daily News  Este texto se dedica, em parte, a narrar o caso de Ivan Ilitch, falecido há alguns meses. É uma … Continuar lendo

12 de outubro de 2020 · 5 Comentários

O Homem Amarelo – Conto (Almir Zarfeg)

O bicho homem era amarelo que nem uma banana madura, o Cristo pintado por Paul Gauguin ou os girassóis de Van Gogh. Tão quente que era capaz de nos deixar … Continuar lendo

10 de outubro de 2020 · 3 Comentários

Barba por fazer – Conto (Maria Alice Zocchio)

“O monitor com adesivo de sapo”.  Assim o policial na entrada da delegacia indicou a mesa ao lado do dispenser de senhas. Ele puxou o número e escolheu a cadeira … Continuar lendo

9 de outubro de 2020 · 7 Comentários

Cuida do meu fim – Conto (Anderson Piva)

Voca me cum benedictus. Oro supplex et acclinis, Cor contritum quasi cinis, Gere curam mei finis. Requiem Mass Ao ser informado de que morreria dali a uma semana capitão Bonassiro … Continuar lendo

7 de outubro de 2020 · 3 Comentários

O que há sobre nós – Conto (Angelo Rodrigues)

Fiquei feliz quando soube que Sebastian e Sada haviam morrido. Vesti o meu melhor terno, uma camisa limpa e a gravata mais nova que encontrei, sem manchas de café ou … Continuar lendo

5 de outubro de 2020 · 4 Comentários

O Rio – Conto (Fernando Cyrino)

Do rio conhecia cada detalhe. Sabia das lendas, das cheias e secas havidas. Identificava cada peixe, pássaro, e inseto que nele habitavam. Até dos murmúrios e das mudanças de cores … Continuar lendo

4 de outubro de 2020 · 7 Comentários

Abracadabra – Conto (Fabio D’Oliveira)

Surpreendeu-se com a beleza daquela protistuta, por isso decidiu sentar-se ao balcão e puxá-la pra perto. — Qual seu nome? — perguntou ele. — Abracadabra — revelou. Quase se engasgou … Continuar lendo

4 de outubro de 2020 · 13 Comentários

Monarca – Conto (Thiago de Castro)

Caiu como um raio, um mau humor súbito e justificado, não acredito que morreu, indignava-se, não acredito. O plano por água abaixo, a quase realização, vontade interceptada, tanto tempo no … Continuar lendo

3 de outubro de 2020 · 10 Comentários

Satélite – Conto (Giselle Bohn)

– Eu gostaria que a senhora falasse sobre o aspecto premonitório da literatura. Esse é um assunto interessantíssimo… Tantas coisas foram previstas na literatura… posso, como exemplo, citar Sinclair Lewis … Continuar lendo

1 de outubro de 2020 · 16 Comentários

Uma profecia a Gregor, personagem de A Metamorfose, de Franz Kafka – Conto (Edneuda Pinto)

Chegará o inevitável dia em que ignorarás os que mais te amam, pois assim, estes também  o fazem a ti. Chegará o dia em que rastejarás  sobre detritos, mas em … Continuar lendo

30 de setembro de 2020 · 6 Comentários

Velho em azul claro – Conto (Anderson Prado)

Havia uma rua estreita ladeada de gente. Para a cidade pequena, era uma multidão. E toda essa gente aplaudia, sorria e gritava. Ao centro, o velho de azul claro desfilava … Continuar lendo

29 de setembro de 2020 · 6 Comentários

Bem-vindo ao Inferno – Conto (Bibi Cammarota)

Nasceu humano? Bem-vindo ao Inferno. Sim, vou matá-lo. Sugarei seu sangue até a última gota e jogarei seu corpo sem vida no lixo. Monstro, eu? Não, é apenas minha natureza. … Continuar lendo

27 de setembro de 2020 · 6 Comentários

Exu quer se mudar (Andreas Chamorro)

Para Anderson do Prado Silva,  aprazível voz de mesma frequência  que encontrei no enxame    1 Como me incomodava. Além de roubar-me quase todo o sol também  entupia-me a boca … Continuar lendo

26 de setembro de 2020 · 5 Comentários

Epitáfio – Conto (Regina Ruth Rincon Caires)

Domitila sentou-se novamente ao lado do minúsculo túmulo, debruçou o corpo sobre ele, como se o abraçasse. Fechou os olhos e sentiu uma paz que havia muito não sentia. Não … Continuar lendo

25 de setembro de 2020 · 10 Comentários

Abandonar um gato. Memórias de meu pai – Clássico (Haruki Murakami)

Tenho muitas memórias do meu pai, é claro. Afinal, compartilhamos uma casa não muito grande, como pai e filho, desde que eu vim ao mundo até me mudar de lá, … Continuar lendo

23 de setembro de 2020 · 1 comentário

Resultados do Desafio “FanFic”

Caros entrecontistas, chegou o grande momento! Com um total de 32 contos inscritos, o Desafio “FanFic” nos permitiu ir muito além do universo midiático tradicional das HQ, do cinema e … Continuar lendo

20 de setembro de 2020 · Deixe um comentário

FanFic – Finalistas

  Caros participantes, amigos e curiosos, Vencida a etapa de grupos, passamos à fase final, com os cinco contos que, em cada grupo, obtiveram as melhores avaliações. São os seguintes … Continuar lendo

13 de setembro de 2020 · 14 Comentários

FanFic – Avaliação – 1ª Fase

Caros participantes e amigos, Agradecemos como sempre a presença de todos por aqui. No total tivemos 32 (trinta e dois) contos inscritos para este desafio. Passamos a seguir às regras complementares … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 25 Comentários

Admirável Chip Novo (Letícia Oliveira)

O chip era programado para interagir com os diversos ambientes e ocasiões em que os cidadãos se encontram no dia-a-dia. Emanuel andava a passos largos pela avenida Rio Branco, no … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 17 Comentários

A Queda (Thiago Amaral)

Após dez anos de trabalho, um maldito assalto, finalmente. Howard sempre pensou que poderia muito bem acontecer, principalmente na cidade em que vivia. Não dá pra habitar Gotham City por … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 16 Comentários

De pai para filho (Marcio Caldas)

Acordou melancólico naquela manhã. Antes mesmo de seu desjejum, seguiu para o porão, que, antigamente, era usado como laboratório. Atrás de algumas caixas antigas, encontrou a carcaça do berço que … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 20 Comentários

Entre irmãos – De volta à Rua Morgue (Rafael Sollberg)

O Comissário de polícia Jean Baptiste apertou minha mão com o entusiasmo de quem agarra uma boia em pleno maelstrom. Os olhos suplicantes e dóceis típicos de um sujeito acostumado … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 22 Comentários

A Freira e o Perueiro da Periferia (Paulo Luis Ferreira)

Do noticiário  Filha de lavradores, nascida na pequena São Gabriel da Palha. A freira Luzia Benedita Fortes, 38, veio para São Paulo em 1985 para se dedicar à carreira religiosa. … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 17 Comentários

Recuperado (Rubem Cabral)

Londres, Oceania, 27 de abril de 1985 (?). A enorme teletela do Café Castanheira grasnava com voz monocórdia a lista diária de conquistas do Partido: “Boas novas, boas novas, camaradas! … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 21 Comentários

Mangaratiba (Daniel Reis)

Ao abrir os olhos, acordado da soneca por um tranco inesperado no até então suave balanço do ônibus de linha, já havíamos passado há uns bons cinco minutos de Bento … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 14 Comentários

Por Outros Trilhos (Claudia Roberta Angst)

Um pequeno passo à frente. Sente o ar mudar: o inverno finalmente chegou. O trem também logo chegará, e então será a hora de partir. De vez.  É isso mesmo … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 14 Comentários

A Salvo (Fernanda Barbetta)

O doutor Fay está no quarto, em silêncio, sentado à beira de uma cadeira ao lado da porta, quando Humbert sussurra em seu francês nativo: fini, como se saboreasse, naquelas … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 43 Comentários

Espada na Escuridão (Pedro Paulo)

O medo pertence ao inverno, quando o sol esconde o rosto durante anos e os Outros se movem pelos bosques. Eles eram coisas frias que odiavam o ferro, o fogo, … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 32 Comentários

A Neblina (Fátima Heluany)

Deixei meu marido cortando a árvore caída sobre o gradil da casa e desci a ladeira.  — Não consigo pegar a Futura — minha filha reclamou mexendo no rádio.  Assim … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 17 Comentários

Episódio Seis e Meio (Jorge Santos)

1 Era já noite cerrada quando dois vultos entraram num edifício abandonado de Satkeel, uma das mais pequenas cidades de Numidian Prime. O mais baixo coxeava ligeiramente, fruto de uma … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 14 Comentários

Detective Comics #41 Set/2020 (Fabio Baptista)

A lua é sempre cheia em Gotham City. Foi o que Mike pensou, orgulho inconfesso por ter soado poético brotando nos lábios, ao contemplar o céu escuro onde uma mortalha … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 21 Comentários

Francisco Silva, funcionário do EntreContos, visita o universo (Andreas Chamorro)

Nos hábitos literários também é todo-poderosa a ideia de um sujeito único. É raro que os livros sejam assinados. Não existe conceito de plágio: ficou estabelecido que todas as obras … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 21 Comentários

O Pesadelo Mais Profundo (Leonardo Jardim)

Tina corria aterrorizada pelas ruas escuras. Por entre as brumas, surgia uma figura de chapéu, sorrindo sarcasticamente. — Por favor, Deus! — ela implorou, assustada. — Isso — o homem … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 16 Comentários

Meu nome é Alma, talvez porque não a tenha (Ana Maria Monteiro)

Dizem, “com o tempo se esquece”, Mas isto não é verdade, Que a dor real endurece, Como os músculos com a idade. O tempo é o teste da dor, Mas … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 15 Comentários

Paredão (Fernando Cyrino)

Enfrentamos o Liso do Sussuarão, lugar desgraçado que nem o Diabo visita. Cumprimos a travessia do deserto sem perder soldado e muito menos animal. Aquele sucesso foi recado dos céus … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 22 Comentários

Hank e Cass (Jowilton Amaral)

“… . Quando eu for embora para bem distante E chegar a hora de dizer-lhe adeus Fica nos meus braços só mais um instante, Deixa os meus lábios se unirem … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 19 Comentários

O Dilema da Serpente (Gustavo Araujo)

A promessa era de um emprego decente que, se não pagasse um salário maravilhoso, pelo menos serviria para deixar as contas em dia. Bastava partir. Cheguei em Botswana decidido a … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 19 Comentários

O fim de Batman (Luís Fernando Amâncio)

1. O desaparecimento do Cavaleiro das Trevas Quando a noite cai sobre Gotham, não é apenas a luz do sol que desaparece. Também se recolhe, apressadamente, a multidão que fervilhava … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 15 Comentários

Zhiji (Karen Cardoso)

Tudo na vida é muito fugaz. Quais são as coisas que permanecem, quais as que nos motivam a mais? Há momentos que lembraremos por mais tempo e outros que esqueceremos … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 15 Comentários

O andarilho do céu sem estrelas (Bibi Cammarota)

Ele caminhava sem destino, não por não saber aonde ir e sim porque ali, naquele lugar nenhum, nada havia, nem ao menos um destino.  Seus passos lentos sentiam o terreno … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 36 Comentários

Graça (Giselle Bohn)

– Cadê a cachorrinha? – Ela… ela… – Cadê ela? – A moça, sinhá, a das Dores… que começou no outro dia… foi embora… e levou ela junto… – Como … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 40 Comentários

O coronel que, este sim, matou o lobisomem (Anderson Prado)

A bem dizer, esta história já foi contada por um homem batuta cá de minha terra, escrevinhador de letra inteira, o senhor José Cândido, terminado de Carvalho, que bateu na … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 19 Comentários

O Salto (Marco Piscies)

Apenas por vivenciar a morte, um entende a vida. — Desconhecido   O vento corria livre pela lateral do penhasco; atingia a pedra, dobrava as folhas, ajudava as aves a … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 17 Comentários

O anjinho que virou sereia (Edneuda Pinto)

Eis que ele  chegou, o anjinho todo enrolado numa justeza  de vestes, pronto para ser levada para os braços de Nosso Senhor. Não fosse aquele pacotinho  caprichado e gente tão … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 17 Comentários

A Sombra na Parede (Antonio Stegues Batista)

Henry Jekill nasceu em Londres no ano de 1886. Estudou medicina na Universidade de Edimburgo. Herdeiro de uma grande fortuna, como todo ser humano, possuía boas e más qualidades. Teve … Continuar lendo

24 de agosto de 2020 · 15 Comentários

Regulamento Desafio “FanFic”

Capítulo I – Disposições Gerais Art. 1º A participação no Desafio “FanFic” é totalmente gratuita. Art. 2º O certame é voltado para ESCRITORES que orgulhosamente sejam também LEITORES. Art. 3º Para … Continuar lendo

2 de agosto de 2020

Neblina – Conto (Fabio D’Oliveira e Priscila Pereira)

Sempre gostei das metrópoles. Da acessibilidade, do movimento elétrico, dos barulhos constantes. Sou inquieta, cheia de energia, então acho que seja natural gostar desse tipo de ambiente. Mas quando minha … Continuar lendo

31 de julho de 2020 · 10 Comentários

Nó – Conto (Giselle Bohn)

Ela sabe no momento que atende ao telefone. Talvez porque a voz do outro lado tenha se demorado um segundo a mais. Talvez porque antes da saudação estranhamente casual ela … Continuar lendo

29 de julho de 2020 · 27 Comentários

Devaneios Improváveis – Sétima Antologia – Liga 2019 – O Lendário Javali

Sétima edição da Devaneios! Aí estão reunidos alguns dos contos que mais se destacaram em nossos desafios literários em 2019, o Ano da Liga, o ano do Lendário Javali! O … Continuar lendo

27 de julho de 2020 · 2 Comentários

Márcia, rua Capitão-Mor Aguiar Altero – Conto (Andreas Chamorro)

Parecia o interior da compaixão de uma ninfa d’água, o brilho madrepérola, amarelo ouro, velho em suas bordas e recém cunhado no âmago, mínimos fios de âmbar, tudo mesclado numa … Continuar lendo

23 de julho de 2020 · 4 Comentários

Sonâmbulas Submissões – Conto (Angelo Rodrigues)

Se corpo é destino, voz é maldição, e Ignácio Vilarinho possuía as duas coisas: era encovado e terroso, alto como uma vara de amoreira, e tinha uma voz de caverna, … Continuar lendo

20 de julho de 2020 · 6 Comentários

Minha Noite no Século Vinte e Outros Pequenos Avanços – Clássico (Kazuo Ishiguro)

Discurso de agradecimento do Prêmio Nobel de Literatura de 2017   Se você cruzasse comigo no outono de 1979, acharia difícil me classificar socialmente ou até racialmente. Eu tinha então … Continuar lendo

17 de julho de 2020 · 1 comentário

O Homem com Cabeça de Urubu – Conto (Glauber Costa)

Andava tranquilo pela rua, quando vi a criatura. Era um homem de estatura média, um pouco forte, bem vestido, alinhado, mas com andar um pouco despojado, e no lugar de … Continuar lendo

15 de julho de 2020 · 8 Comentários

O Assassino da Motosserra – Conto (Eduardo Fernandes)

— Um café expresso, por favor. — Peço ao garçom e pergunto à distinta senhora sentada à minha frente se quer algo para beber. — Não, obrigada. — Ela responde, … Continuar lendo

14 de julho de 2020 · 5 Comentários

A inominável personificação da Literatura – Conto (Caique Sobreira)

Sobre aquela fatídica e ensolarada tarde no campo, seguem breves e singelas notas de um pretenso conto. Estava eu a passar naquele cenário incomum para indivíduos caseiros e avistei duas … Continuar lendo

12 de julho de 2020 · 2 Comentários

“Lente de Aumento Para Coisas Grandes” – Sabrina Dalbelo – Resenha (Fil Felix)

Posso dizer que nunca fui um grande fã de poemas. Sempre tive um certo preconceito, associando à poesia aquela imagem romântica, quase blasê. Engano meu, né? Foi somente em 2017 … Continuar lendo

10 de julho de 2020 · 9 Comentários

O Encontro – Clássico (Ivan Turguêniev)

Um dia de outono, em meados de setembro, eu repousava num bosque de bétulas. O tempo estava in­certo: desde manhã, uma chuva fina alternava com um sol quente. O céu … Continuar lendo

8 de julho de 2020 · 1 comentário

Resultados do Desafio “Amazônia”

Caros entrecontistas, é a hora da verdade! Com um total de 37 contos inscritos, o Desafio “Amazônia” foi ao mesmo tempo céu e inferno — ao menos para a moderação … Continuar lendo

5 de julho de 2020 · 3 Comentários

Amazônia – Finalistas

Caros participantes, amigos e curiosos, Vencida a etapa de grupos, passamos à fase final, com os cinco contos que, em cada grupo, obtiveram as melhores avaliações. São os seguintes (em … Continuar lendo

27 de junho de 2020 · 19 Comentários

Amazônia – Avaliação – 1ª Fase

  Caros participantes e amigos, Agradecemos como sempre a presença de todos por aqui. No total tivemos 37 (trinta e sete) contos inscritos para este desafio. Passamos a seguir às regras … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 28 Comentários

Conexões Intermitentes (Fabio d’Oliveira)

“E então eu soube: pertencer é viver.” Clarice Lispector   Se existia algo melhor do que passear floresta adentro, a jovem Anahí desconhecia.  Sentia o cheiro da terra molhada, enxergava … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 37 Comentários

Purupuru (Fabiola Terra)

Purupuru é o nome de uma tribo indígena e também de um lago no estado do Amazonas. O significado, apesar de nada bucólico, tem a ver com o motivo de … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 28 Comentários

BR-230 (Daniel Reis)

Sobre a reportagem publicada domingo p.p. na página oito deste respeitável jornal, sob o título “Transamazônica: 50 anos incompletos”, gostaria humildemente de prestar meu testemunho, como leitor e participante, ao … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 25 Comentários

Ajuricaba do Nascimento (Regina Ruth Rincon Caires)

– Aceita um refrigerante? Água? Ao mesmo tempo em que meneia a cabeça negativamente, coloca a mão à frente reforçando recusa para a comissária. Ajeitando-se na poltrona, procura afastar o … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 49 Comentários

A Festa do Peru Carnudo (M. A. Thompson)

—O doutor Libério quer falar contigo. —Agora? —Falou assim que o senhor chegasse.  No elevador mil coisas passavam pela minha cabeça, mas eu já sabia o que estava prestes a … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 24 Comentários

Macaco Guariba (Gustavo Araujo)

Passou a mão na água escura enquanto o barco avançava. Gostava da sensação dos dedos rasgando o manto aquoso. O ruído do motor, porém, a impedia de escutar os sons … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 27 Comentários

Encontro (Claudia Roberta Angst)

Há tempos, tento me livrar desta obsessão. Nado contra a mesma correnteza todos os dias e receio que minhas braçadas não me levem a lugar algum. Canso-me mais de mim … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 27 Comentários

A Invocadora (Amanda Gomez)

Os pés descalços saltaram pela vegetação da floresta exótica e silenciosa. Pequenas criaturas esconderam-se assustadas com a visitante inesperada. Estava longe da estação, reconhecia pelo cheiro. A magia ali era … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 22 Comentários

O chapéu do curupira ou, quando o sonho acaba no leito de um rio seco (Antonio Stegues Batista)

Do outro lado da janela a paisagem passava velozmente, transmudando-se em manchas desbotadas. A viagem para casa, em Manaus, seria longa e cansativa. André fechou os olhos e acomodou-se na … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 22 Comentários

Tenebroso (Tereza Santiago)

Na cidade de Manicoré tudo era silêncio. Quando os ponteiros do relógio se encontravam, o som do sino da igreja da matriz invadia as casas anunciando que já era meia … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 21 Comentários

Nascendo Outra Vez (Emanuel Maurin)

Adoro nadar em águas perigosas. Toda vez que entro em algum rio, levo minha faca de aço damasco de uns 20 centímetros para eventuais desbravamentos. Meu irmão, o Pedro, que … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 23 Comentários

Amálgama (Rodrigues)

O homem acordou cheio de picadas pelo corpo, a mão suja com sangue ressecado grudado na faixa e descansando em cima do peito resfolegante. Não tinha saída. A próxima hora … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

Filhos da Amazônia (Priscila Pereira)

Sonhava com a floresta todas as noites, sem exceção. Tudo sempre do mesmo jeito. A quentura abafada e úmida, o suor escorrendo pelo rosto, o céu escondido pela copa das … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 14 Comentários

Quem quer? (Vanessa Honorato)

O sol brilhava forte no interior amazonense. A camisa de Jandir estava molhada nas costas e axilas, sinal de um longo dia de trabalho capinando entre as becas da pequena … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

Terra de Santa Cruz (Luciana Merley)

Nos braços já dormentes, esquecidos pela dor, Nadi sustentava junto ao peito o corpo gemente do menino enquanto embrenhava na mata sem trilhas. Os braços dele, finos e corados do … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 40 Comentários

Filho de mãe solteira (Anderson Prado)

Atrás da porta da sala, feito folhinha de calendário, minha mãe trazia pendurado, com barbante, prego e tabuinha, “No caminho, com Maiakovski”. E foi assim que eu fiquei sabendo que … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 20 Comentários

Labirinto (Bruna Francielle)

Uma mão de temperatura cadavérica acariciava a coxa direita e grossa de Mary Jane. Grãos de pipoca caiam da boca da moça enquanto ela e seu par assistiam a um … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 17 Comentários

O segredo em seus olhos (Fátima Heluany)

Quando botei o pé no primeiro convés da lancha, vi logo que estava pisando em um degrau de outro mundo. A linha d’água acompanhando a linha do horizonte, ribanceiras e … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

Iara (Sonia Zaghetto)

Sonho todas as noites com o rio. Por vezes estou no fundo, a ver passarem os peixes. Em outras ocasiões, afogada, olhos abertos, entre fios de capim e seixos que … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 25 Comentários

O destino de Acaé (Jorge Santos)

No ruído ténue da noite, enquanto o barulho da cidade se mistura com os uivos do cio dos vizinhos, olho desesperado para o monitor do computador à procura de inspiração. … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

As lágrimas que o rio esconde (Ana Carolina Machado)

Lydia gostou muito da idéia de viajar para o Amazonas, mais especificamente para o interior do estado. Iriam visitar  uma região em que a floresta amazônica ficava no quintal das … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 14 Comentários

A guerra de Abimar (Thiago de Melo)

(inspirado em acontecimentos reais) “Eu não tenho mais ninguém, pai!” disse a mulher, uma ponta de humilhação ferindo o peito. “Foi embora pra São Paulo, ficou lá esses anos todos … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 14 Comentários

Iberê (Renata Rothstein)

Mais um dia chegava ao fim, naquele distante Brasil. Tão distante, quanto belo e sofrido.  Na terra das chuvas o pouco era sempre muito, pra bem, ou pra mal. Misto … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 17 Comentários

O meio, o retorno e o fim (Cícero Lopes)

A “treta” começou quando a União Européia, sob liderança russa, desafiou todo aquele seu histórico de conduta, manifesta constantemente na neutralidade e decidiu, contra todas as expectativas e crenças, intervir … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 14 Comentários

Do lado direito, vinha um sul do oeste (Gustavo Aquino)

I O sol não havia brotado de dentro do Tapajós. – Vai ser um aguaceiro dos brabo… – suspirou Baltazar, desviando os olhos das pedras que se projetavam nas águas … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 22 Comentários

Asas abertas, voou (Pedro Paulo)

O jovem quis saber por que não alugaram uma canoa menor, mas o Xamã Mebêngôkre disse que entenderia quando chegassem. Já à margem da pequena ilha, logo depois de ser … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 20 Comentários

À Margem (Alexandre Coslei)

Calor. Uma gota de suor brotou na minha testa. Reforçada por outras gotas, ela marchou densa pelo meu rosto, num obstinado trajeto que encerrava a intenção suicida de saltar do … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 21 Comentários

A Mente Atormentada Produz Assombros (Angelo Rodrigues)

Aluguei um pequeno apartamento no Bixiga, precisava me concentrar e escrever. Suas duas janelas davam a um estreito prisma de ventilação onde o sol era visível apenas por duas hora, … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

Regulamento Desafio “Amazônia”

Capítulo I – Disposições Gerais Art. 1º A participação no Desafio “Amazônia” é totalmente gratuita. Art. 2º O certame é voltado para ESCRITORES que orgulhosamente sejam também LEITORES.  Capítulo II – … Continuar lendo

16 de maio de 2020

Menina Negra – Entre Continhos (Sofia Cassoli)

No dia 14 de setembro de 2008, nasceu uma menina chamada Isabela. Desde seu nascimento, seus pais sempre lhe deram carinho, amor, conforto. Seus pais tinham ótimos empregos. A mãe … Continuar lendo

13 de maio de 2020 · 5 Comentários

O Diário – Conto (Antonio Stegues Batista)

Diário encontrado durante a reforma do antigo hotel Blackhorse em Whitechapel, Londres. WHITECHAPEL, LONDRES 1888        Ainda estou morando nesse hotel sórdido, mas é por pouco tempo. Achei que poderia ter … Continuar lendo

10 de maio de 2020 · 4 Comentários

Meu Presidente – Conto (Regina Ruth Rincon Caires)

Início da década de 1960…  A pequena vila, acanhada, era quase estéril de empregos. Afora os pequenos sitiantes e comerciantes, o resto lutava só Deus sabe como… Mas tudo era … Continuar lendo

5 de maio de 2020 · 8 Comentários

A Máscara da Morte Rubra – Clássico (Edgar Allan Poe)

A “Morte Rubra” havia muito devastava o país. Jamais se viu peste tão fatal ou tão hedionda. O sangue era sua revelação e sua marca. A cor vermelha e o … Continuar lendo

2 de maio de 2020 · 3 Comentários

As Amantes de Celestino – Conto (Jorge Santos)

Na barbearia da pequena cidade do interior estão, ao todo, oito homens. O senhor Silva, homem baixo e vivido, com fama de mulherengo, cortava o cabelo a um homem de … Continuar lendo

28 de abril de 2020 · 7 Comentários

Mas, o que ele poderia fazer? – Conto (Angelo Rodrigues)

Quando eu era ainda um menino bem pequeno, meu pai nos deixou. Em casa ficamos apenas eu e mamãe. Aos poucos eu me tornava adulto e mamãe cautelosamente envelhecia, e … Continuar lendo

26 de abril de 2020 · 7 Comentários

Aquela Dor Agridoce, Aquele Vazio Conveniente – Conto (Fabio D’Oliveira)

Daniel não gostava daquela combinação de cores. Roxo e amarelo. Chamativo demais. Mas mantinha a parede da sala daquela forma. Não tinha dinheiro para contratar um pintor. — Está me … Continuar lendo

23 de abril de 2020 · 9 Comentários

Família é uma merda – Clássico (Rubem Fonseca)

Tenho uma saúde de ferro, mas andava sentindo umas dores de cabeça e fui à farmácia comprar aspirina. Foi assim que conheci Genoveva. Ela me perguntou para que eu queria … Continuar lendo

20 de abril de 2020 · 6 Comentários

Listando Desejos – O Encontro – Conto (Priscila Pereira)

Dizer que eu estava nervosa com o encontro daquela noite seria pouco, muito pouco. Eu estava apavorada! Petrificada! Morta de medo! Não diziam que depois de muito tempo de falta … Continuar lendo

18 de abril de 2020 · 6 Comentários

Resultados do Desafio “Envelhecer”

Caros entrecontistas, chegamos ao final de mais um desafio emocionante! No total, 38 contos inscritos divididos em dois grupos, com três contos desclassificados no total. Mas, no fim, o que … Continuar lendo

14 de abril de 2020 · Deixe um comentário

Envelhecer – Finalistas

Caros entrecontistas, Vencida a etapa inicial, passamos à finalíssima, com os contos campeões em cada um dos dois grupos. São eles: Grupo 1 – Amanhã vou ao Cinema (Velhinha);  Grupo … Continuar lendo

12 de abril de 2020 · 25 Comentários

Envelhecer – Avaliação – 1ª Fase

Caros participantes e amigos, Agradecemos como sempre a presença de todos por aqui. No total tivemos 38 (trinta e oito) contos inscritos para este desafio. Passamos a seguir às regras complementares … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 35 Comentários

Elena e Lena no reflexo (Ana Carolina Machado)

Quando se chega aos setenta anos os ponteiros do relógio chamado tempo começam a girar ao contrário. Como se o presente quisesse se encontrar com o passado e a velhice … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 23 Comentários

Retrato de Afrodite enquanto jovem (Bia Machado)

A coisa mais colorida nesse apartamento é a pintura que Simone fez de minha avó. Eu gosto de ficar em frente a ele, olhando para o “Retrato de Afrodite Enquanto … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 53 Comentários

Amanhã vou ao cinema (Paula Giannini)

Primeiro dia.  É meu aniversário. Não ligo, nunca me importei. Amo a vida, mas sempre detestei essa coisa de autocelebração. Ainda assim, a Dirlene fez um bolinho de cenoura com … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 71 Comentários

Do que mais me recordo… (Sergio Sola)

De sorriso embargado abri, com gestos trémulos, com as mãos enrugadas das vicissitudes do tempo, aquela caixa de cartão. Os meus 80  anos estavam quase todos ali. Aquela caixa… toda … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 22 Comentários

Velharia (Fernando Cyrino)

Caso fossem essas diferenças bobas do tipo: eu gosto de azul e o Jairo adora o vermelho, tudo bem. Só que na nossa situação os contrastes são tremendos e nos … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Asas de graúna (Catarina Cunha)

Não se sabe se Graúna ganhou o apelido por conta da cor de sua pele e cabelos, ou da potente voz soprano,  que encantava todos os um mil e quinhentos … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

A Maldição dos Eternos (Rafael Carvalho)

Nasci com uma condição rara, alguns chamam de doença, mas não acredito nisso, digamos que é apenas a vida tentando retornar seu curso.  Hoje é meu octogésimo sexto aniversário, e … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Lentamente (Cilas Medi)

─ Lá vem ele, falou rindo e abrindo os braços.  O netinho de onze anos não se fez de rogado e partiu para cima dele com o mesmo gesto festivo.  … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 19 Comentários

Em verdade vos digo (Inês Montenegro)

O que primeiro chamou a atenção de Emanuel foi o cão. Curvado e decrépito, chocalhava os ossos pela rua de calor e poeira, enxovalhado por com quem se cruzava, com … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

Juliana de Outrora Alhures (Rubem Cabral)

Foi no quase distante ano de 1964 que ela nasceu. Se menino fosse, seria Rômulo Jr., e não se falava mais disso. Se menina, Seu Rômulo Gregório, o pai,  queria … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Dente de leite (Cícero Lopes)

São velhos como os campos da várzea. Antigos como os cromos com as figuras de Ademir da Guia e de um certo “Diamante negro” – Leônidas. São pesados como a … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Viridis (Fábio D’Oliveira)

Epopeia de Viridis Em algum lugar no mundo de Prisca,  em águas distantes e solitárias,  Pulchram vivia como sempre viveu:  solitária numa ilhota.  Ser de essência astral, sem definição corporal, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 47 Comentários

João Antônio (Eneida Ferrai)

João Antônio, 84 anos, assiste a TV.  Corona Vírus, Corona Vírus, Corona Vírus… Mortes por Corona Vírus. As ruas estão vazias por conta do Corona Vírus. Na Itália são quase … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

A Incrível História do Morto que Estava Vivo (M. A. Thompson)

Aposentado, já havia perdido a mulher e os filhos para a vida. Os próprios pais foram bem antes, quando ele estava com 86 anos. E agora, quarenta anos depois, sem … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 22 Comentários

Cinzas na primavera (Elisa Ribeiro)

A vida inteira sonhara ter um carro esportivo, foi o que disse aos amigos.  Aos filhos, não deu satisfação, mas eles logo descobriram. A do meio sugeriu uma reunião de … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 24 Comentários

Os filhos de Egronte (Jorge Santos)

A coluna de soldados romanos atravessava o bosque. O passo era vigoroso mas no rosto era visível o cansaço. De todos eles, Agripius era o mais velho. Tinha 45 anos, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

A Escolha de Noninha (Claudia Roberta Angst)

Ao completar meio século de vida, recebi como presente uma missão no mínimo curiosa: ir atrás de dicas para envelhecer bem. Sim, meu chefe ousou me passar a inusitada tarefa … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 28 Comentários

Mestiço (Gustavo Araujo)

Com o tempo acostumara-se ao rangido agudo que escapava das rodas. Com o desequilíbrio enjoado que fazia seu corpo pender de um lado para o outro enquanto a carroça investia … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 19 Comentários

Minha Família Querida (Paulo Luis Ferreira)

“A vida é boa de se viver, a gente é que não presta”.                                                                        (Dito popular) Penso de quantas maneiras eu poderia apresentar e, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 28 Comentários

Não fazer nada é bom remédio (Fátima Heluany)

Tarde da noite começava a caçada. Vasculhava memórias, gavetas, agendas. Não buscava um estranho. Nem um desaparecido. Ele estava morto. Eu vivia com um pé no passado, esquadrinhando vestígios de … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 23 Comentários

Da Janela (Claudinei Novais)

Abri a cortina da sala e fiquei observando as crianças brincando na rua. Apesar do tempo frio, o dia amanheceu um pouco mais claro e sem garoa, e por conta … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 37 Comentários

Segunda-Feira (Amanda Gomez)

Cheguei no horário de costume, passei pelo segurança, Carlos, que já conhecia bem minha cara, me cumprimentou com o sorriso e o olhar de pena característicos. Meneei a cabeça e … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 30 Comentários

Pau Brasil (Jorge Miranda)

“Doutorzinho, manda eles darem comida pra Pau Brasil”. Essa frase surgiu de imediato em minha mente quando aquela figura esquálida atravessou a rua bem em frente ao meu carro. A … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 19 Comentários

Mulher-Dama (Regina Ruth Rincon Caires)

Não fosse a dor lancinante nas pernas, não sairia da cama antes que o sol estivesse a pino. Mas tornou-se insuportável. Precisava de café forte.  Tateando as paredes, chega à … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 25 Comentários

A vizinha (Rodrigues)

Ela tinha cabelos longos. Estava sempre com uma xícara de café, parada no alpendre. Eu ouvia conversas e risadas vindas de sua casa, embora não houvesse movimento. Pela noite, a … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 19 Comentários

Eu já disse que te amo hoje? (Daniel Reis)

Desde a primeira vez em que o viu, encostado num canto, teve a intuição de que ele seria tudo. Exatamente o que ela precisava e queria, a vida inteira. Ainda … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 22 Comentários

Vida Roubada (Fábio Monteiro)

Há quem diga que nascer é uma dádiva, que viver é uma luta e que envelhecer é uma graça. O que acontece entre essas três verdades é aquilo o torna … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Listando Desejos (Priscila Pereira)

Corri até o ponto do ônibus, bem, correr é só uma expressão mesmo, caminhei o mais rápido que minhas pernas e fôlego permitiam, e cheguei bem a tempo, ainda bufava … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 45 Comentários

Casa de Contrição (Luciana Merley)

O terreiro amarelo e bem varrido parecia-me agigantado assim como são todas as coisas na infância. Poeira que subia nas tardes de todo dia, nas peladas com menino homem, de … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 41 Comentários

Uma última batalha (Marco Piscies)

Afastou a lona e entrou na enorme tenda onde os soldados em breve se preparariam para a batalha. A luz do sol se arrastou para dentro do recinto vazio e … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

Em óleo sobre tela (Fernanda Barbetta)

Um quadro. Eu e o Carlos, lado a lado, retratados em tinta a óleo sobre uma tela de 120 centímetros de largura por 80 de altura. Segundo o Juninho, nosso … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 72 Comentários

Envelhecer (Júlia Alvim)

Sou uma carcaça. Tenho trezentos anos. Quem pensa ser eu algo sobrenatural, está se enganando. Os antigos viviam horrores, e ter essa idade não significa nada. Já vi de tudo, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 30 Comentários

Crepúsculo (Antonio Stegues Batista)

Roteiro 2413/35-VRHD.  Cavalo e cavaleiro, haviam transposto montanhas, atravessado pântanos e desertos em busca do Santo Graal. Quem beber o orvalho na taça, terá juventude eterna, dizia a lenda. Heitor … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 23 Comentários

Cansaço (Valéria Vianna)

Parei de ir à missa – disse. Num tom de voz baixo como se temesse ouvir-se.  O amigo estranhou:  – Por causa daquilo?  – Exatamente, por causa daquilo.   – Está … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 22 Comentários

Água Sanitária (Angelo Rodrigues)

Eram todos meninos e meninas que mal chegavam aos vinte anos; adultos que se apertavam na fila do supermercado, num encontro de línguas quase esquecidas de mim. Desconfortada naquele desencontro … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários