EntreContos

Detox Literário.

A Jornada de um Pequeno Herói (Emanuel Maurin)

Edgar levantou cedo, os três pães amanhecidos em cima da mesa eram para alimentar sua mãe e as duas irmãzinhas gêmeas, Ana e Flávia. As meninas tinham cinco anos, ele … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 23 Comentários

A Lenda do Urso Polar (Thiago Barba)

O que você sabe sobre os ursos? Antes de começar essa história quero saber. Eu vou fazer três perguntas e você vai pensar aí na sua cabecinha e tentar me … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 19 Comentários

A Pira (Momo Blair)

Adentrei no casebre que se localizava no fundo da paróquia. Estava muito escuro, era impossível evitar os barulhos do assoalho de madeira que fazia parte desta construção antiga. Eu simplesmente … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 14 Comentários

A Verdadeira Face do Demônio (Fabio Monteiro)

— Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. — Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. — Senhor, eu não sou digno de que entreis … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 22 Comentários

Amarga Travessia (Regina Ruth Rincon Caires)

  Pela vibração das tábuas dispostas no piso metálico, sob os pés, percebia-se que o vapor começava a movimentar-se. As roldanas giravam, e hélices iam cortando as águas salgadas. Seriam … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 27 Comentários

Angelical (Estevão Kinnek)

Deadwood compareceu em peso ao funeral e enterro de Peggy Irons. A mãe de Anne ficou com receio de levar a filha para se despedir da colega de sala, mas … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 25 Comentários

Apaga a Luz (Fernanda Barbetta)

Sinto um gosto amargo na boca. Abro os olhos devagar e os esfrego com as pontas dos dedos. Pisco algumas vezes até me acostumar à luz, fraca, porém suficiente para … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 44 Comentários

Apatia (Amanda Gomez)

  O cabo áspero da pá machucava suas mãos enquanto cavava em frenesi, o sangue manchando toda a extremidade, o suor encharcando suas roupas. Cantarolava uma canção há muito esquecida, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 19 Comentários

Aquilo (Angelo Rodrigues)

  Bethlem, South London. 1937, Winter. Silêncio… depois, tudo é loucura.   Que todos os livros sejam levados ao fogo, e mais precisamente o maldito volume Lugares Esquecidos, de Cayetano … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 22 Comentários

As Flores do Dia (Claudia Roberta Angst)

Quando o primeiro marido morreu, Eliza vestiu luto por achar apropriado. Fazia sentido honrar a memória do seu primeiro amor, daquele a quem havia jurado amor e fidelidade. Ou, talvez, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 31 Comentários

Brisa (Paulo Cesar dos Santos)

Luciana é mãe de duas princesinhas, Carolina e Isadora. Nos dias de hoje é aquela mãe tradicional. Solteira, formada, independente, enfim, dona de seu nariz. As lindinhas vieram de um … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 13 Comentários

Capitão Ventania (Gustavo Araujo)

Levou um pouco de tempo, mas um dia eu finalmente entendi porque meu pai insistia tanto para que eu e o Marquinhos ouvíssemos as aventuras do Capitão Ventania no rádio. … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 23 Comentários

Corrente Maldita (Sarah Nascimento)

O vento soprou pela fresta da janela no quarto da mãe. Ítalo arrepiou-se com o som e se encolheu sob a coberta azul. Em um movimento automático, o rapaz tapou … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 20 Comentários

Das Profundezas (Cícero Lopes)

  Maria corria na mata, carregando a filha em seus braços, arrastando a vegetação com seu corpo e rasgando sua pele nos espinhos. A pequena Glória mantinha sua cabeça aninhada … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 21 Comentários

Demasiado Humano (Fabio Baptista)

  Num canto do mundo onde sobrava sol e faltava todo o resto, duas meninas brincavam. O tijolo de construção riscava quadrados e números disformes na terra, os pulos de … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 24 Comentários

Diabinho na Garrafa (Caliel Alves)

O casal de idosos mimaram os netos até enjoar. Depois do dengo, Bebeto e Guto se atiçaram ao terreiro igual uma bala. Bebeto era genioso e tinha muita coragem. Guto … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 20 Comentários

Do Tamanho do Infinito (Priscila Pereira)

  Querida Mamãe, Estou com muitas saldades, dês de que a senhora foi em bora que meu coração ficou com um buraco que dói muito. Todas as noite eu choro … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 49 Comentários

Faca de Prata (Elisa Ribeiro)

— Esse hambúrguer está delicioso! O melhor que já comi na minha vida! — Cris, você falou a mesma coisa outro dia do hambúrguer caseiro que a sua amiga fez. … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 27 Comentários

Incógnita (Gabriel Moraes)

  Com o copo de uísque na mão, a matemática se sentou na poltrona com um suspiro mortificante. Tomou o drinque, sentiu a bebida queimar cada centímetro de seu corpo, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 22 Comentários

KIRAI! (Anorkinda Neide)

  Chovia intensamente quando Toninho acordou banhado em suor. O garoto levantou e foi até o banheiro trocar de roupa e secar o suor na toalha de rosto. Ele sabia … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 16 Comentários

Lobo Mau, A Garota da Capa Vermelha e os 3 Malvados (Antonio Stegues Batista)

O LOBO MAU A primeira foi a madrasta. Mulher insensível e má. Implicante, batia nele por qualquer motivo. O pai não se importava, parecia que não era filho dele. Quando … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 21 Comentários

Magnum Opus (Leonardo Jardim)

  Se eu imaginasse como aquele projeto terminaria, nem teria começado. Estávamos numa época de vício em RPG. Daqueles de mesa mesmo, D&D raiz, quando Daniel teve a ideia. — … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 22 Comentários

Mater Malum – A Mensageira do Mal (Elisabeth Lorena)

Tem uma luz surgindo atrás da porta, no fim do corredor. As pessoas do quarto tentam espremer-se nos cantos, mas, os pequenos corpos se chocam em objetos frios, fétidos, secos, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 47 Comentários

Moça Solteira Procura (Renan Carvalho)

Vai, traga-me outra cerveja, Patrício. Ainda sinto o gosto do lodo fétido no canto da boca. O quê? Quer que eu lhe conte, assim, no seco. Cê soube por quem? … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 21 Comentários

O Cão Que Queria Voar (Benjamin Nkadi)

O meu cão chamava-se Kazukuta. Um dia, eu, brincando de fazer bonecos de lodo, olhei para os pés dele. Kazukuta olhou de volta para mim, respirava com a boca aberta … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 19 Comentários

O Dia em que Faltei da Escola (Thiago Oliveira)

Eu amo a mamãe e o papai. Tô doente, e eles cuidam de mim. Meu corpo tá bem pesado, sinto frio. Isso faz eu me encolher e ficar tremendo na … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 29 Comentários

O Espírito da Cuidadora (Claudinei Novais)

Costumeiramente eu me deito antes da meia-noite e, como tenho o sono pesado, só acordo quando o relógio desperta, no dia seguinte, às dez para às 7h da manhã. Quando … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 24 Comentários

O Farol (M. A. Thompson)

O Alto Comando da Marinha me designou para investigar um sargento que tomava conta de um farol. Havia relatos do desaparecimento de pessoas por lá e a Marinha decidiu iniciar … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 21 Comentários

O Fim de Miss Bathory (Fil Felix)

  Houve um tempo em que o Teatro da Quimera apresentou as principais peças alternativas da capital paulista, recebendo estrelas e textos consagrados em seu palco giratório. Com o tempo, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 23 Comentários

O Homem de Preto (Luiz Ricardo da Rocha)

  Aos dezoito anos Thomas estava sentado em uma estreita cadeira de madeira fixada no chão, preso por correntes com argolas de ferro que envolviam seus tornozelos e punhos. Seus … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 13 Comentários

O Jardim da Infância (Daniel Reis)

As primeiras lembranças que tenho, e que mantenho muito bem guardadas desde os meus cinco anos sob uma grossa camada de medo e saudade, são apenas sensações: o frio do … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 23 Comentários

O Maníaco do Celular (Tiago Volpato)

  “Manda nudes?”, ela leu em letras pretas em fundo verde e pronto, lá se vão todas aquelas semanas flertando com ele. Por que tinha que ser assim? Por que … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 15 Comentários

O Ônibus, a Estrada e o Menino (Fernando Cyrino)

Cismaram com papai no morro. O pessoal do tráfico, desconfiado de que ele era X9 da polícia, nos expulsou. Nem vender a casa pudemos. Saímos com as roupas do corpo … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 45 Comentários

O Parque (Ricardo Falco)

É o papai que me acorda todo dia, desde que a mamãe trocou de emprego de novo. Ele me leva todas as manhãs pra passear no parque, logo depois que … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 23 Comentários

O Segredo é Simples (Fátima Heluany)

O convite. — Bom dia, está …?   — Acordada? Sim — retorqui, ainda meio a dormir, ninada pela garoa matinal. Depois, dei uma olhadela ao relógio e exclamei com … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 20 Comentários

O Sorriso da Falsa Fada (Ana Carolina Machado)

Fez para o seu querido ursinho uma capa de super-herói usando um pedaço da sua blusa. Sabia que sua mãe não iria gostar, mas achava que o seu amiguinho merecia. … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 21 Comentários

O Sorriso do Elefante (Estela Goulart)

Isabela brincava animada no jardim de sua casa. Corria pelas lajotas desgastadas entre os arbustos que mais pareciam trilhas perigosas de uma selva brutal e pulava entre as hortas de … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 20 Comentários

O Telefone (Luís Fernando Amâncio)

Eu nunca quis aquela linha de telefone. Quem ainda liga para número fixo? Só telemarketing ou gente mais velha. Só que a empresa de internet praticamente me obrigou a ter … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 19 Comentários

O Terror de Tito (José Erneste Tonon)

Tito era um rapaz extremamente magro, esguio e alto. Vivia numa cidadezinha no interior e nunca havia saído de lá, até que por um único motivo tivera que viajar. Ficou … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 13 Comentários

Olhos (Luis Guilherme)

Desenhando corações no bafo da janela, Renata bufava, amargurada. A garota detestava aquelas viagens intermináveis dos encontros familiares.  Todo fim de semana prolongado, seus pais insistiam em se meter por … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 22 Comentários

Os Presentes de Vvitaen (André Felipe)

  A mãe estava na cozinha da casa quando um cassaco entrou e sentou na cadeira. “Porque você só escolhe virar isso? Eu podia ter te matado sem saber. Olhe”, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 20 Comentários

Penumbra (Fabio D’Oliveira)

  Esse odor acre… Essa penumbra… Esse silêncio mórbido… Paredes com infiltração, antigas, tão antigas. Móveis frágeis, aos pedaços. Velas de santos, com supostos poderes divinos, distribuídas estrategicamente pelo ambiente. … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 24 Comentários

Por Amor (Tom Lima)

  Uns anos atrás, morei em uma pequena cidade, próxima da divisa com o estado do Rio. Pequena de verdade, nem mil habitantes. Não direi o nome porquê isso causa … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 14 Comentários

Prisão de Carne (Leandro Barreiros)

I Não há prisão mais cruel do que o corpo. Aprendeu isso por experiência própria. Na maior parte do tempo, sentia apenas a escuridão fria preenchendo sua existência e observava … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 44 Comentários

Qualia (Gustavo Moura)

A manhã nascia de maneira lenta e arrebatadora. A caminhada imperial do Sol não se abalava com nada que ocorria abaixo de si, ele não poderia se comover com coisa … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 34 Comentários

Rato Rei (Pedro Paulo)

O beco constituía um festival de aromas. O calçamento, arruinado, entrecortado por gramíneas e lama, era também pontuado por poças de água cinzenta e malcheirosa. À porta da pizzaria que … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 46 Comentários

Rolê no Inferno (Carolina Pires)

  A única coisa de que me lembrava era da luz intensa que me cegou. Minha cabeça doía tão forte que pensei que iria vomitar umas duas vezes antes de … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 19 Comentários

Santa Gertrudes (Evandro Furtado)

  Era sexta feira à tarde e eu andava meio preocupado com um caso recente de um tarado de bigode que vivia espiando as mulheres da cidade. O maluco encontrava … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 21 Comentários

Sarcófago (Davenir Viganon)

  Preciso continuar relatando o que aconteceu. Quando terminar de contar tudo que sei, começar contar novamente. Incontáveis vezes até minha sanidade termine de vazar espaço afora. O registro deve … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 20 Comentários

Seus olhos (Marco Piscies)

  A chuva castigava a cidade, transformando a madrugada em uma noite impiedosa. Lúcio permanecia de pé sob a água incessante, segurando um guarda-chuvas que o protegia apenas da cintura … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 21 Comentários

Sob as Águas (Pedro Teixeira)

  “Só não vejo, até agora inda não vi O Deus que me mandou ressuscitar” Murilo Mendes     Paulo guiava o policial Dênis pela trilha no bosque. A escuridão … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 13 Comentários

The Black Pet (Adauri Falcão)

Atirei o pau no gato-to, Mas o gato-to não morreu-reu-reu, Dona Chica-ca adimirou-se-se Do berro, do berro que o gato deu: Miau!   Enquanto eu segurava o rabo daquele bicho, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 15 Comentários

Troca-troca Estelar (Catarina Cunha)

  Era uma vez uma estrela que queria ser menino. E um menino que queria ser estrela. A estrela invejava o menino que podia correr sob o sol, nadar na … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 46 Comentários

Um Desfalque (Cirneu Pereira)

– Willian, para de ler desgraça nesse jornal! – Hum, hum… – Já lavou a louça? – Já… – O rapaz responde com outro grunhido. A senhora desacelera e estica … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 42 Comentários

Variante Amarela (Rubem Cabral)

  Hoje trouxe um filhote de capivara para mamãe. Capturei-o com uma armadilha, perto do lago pantanoso ao sul da fazendinha onde vivemos. Uma região selvagem, com nuvens de mosquitos, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 23 Comentários

Vim, Vi e Perdi (Rafael Sollberg)

“Happy-New-Year” gritei como um idiota para o pelotão de olhos incrédulos e furiosos. Para completar, sorri como uma estampa idiota redonda, velha e amarelada gerando todo o combustível necessário para … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 25 Comentários

Zezinho (Neusa Fontolan)

Zezinho acordou com um raio de sol banhando seu rosto, empurrou o trapo que usava como coberta e de gatinhas saiu do buraco onde se escondia para dormir. Sorriu, teve … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 15 Comentários

Três Primas e um Gato – Conto (Nilza Amaral)

Hoje acordei diferente dos outros dias. Talvez um pouco cansada da vida, mas com uma esperança remota revivida. Moro sozinha, é melhor do que morrer queimada, porém, como fui professora, … Continuar lendo

29 de abril de 2019 · 4 Comentários

A Vingança é Amarga – Clássico (George Orwell)

Tribune 9 de novembro de 1945 Sempre que leio expressões do tipo “julgamentos de crimes de guerra”, “punição de criminosos de guerra” e similares, volta-me à cabeça a lembrança de … Continuar lendo

23 de abril de 2019 · 2 Comentários

Ciclo Lúcido – Conto (Fernando Kracheski)

— Ahh, e pensar que tenho um monte de coisa pra fazer hoje — diz Ricardo a si mesmo enquanto está se sentando na cama, se espreguiçando. — Ué, quem … Continuar lendo

22 de abril de 2019 · Deixe um comentário

O Filho da Katia Perla – Conto (Angelo Rodrigues)

Tava voltando de férias com a minha Nataly, porque tiro férias uma vez por ano, mas Nataly tá sempre de férias porque é um mulherão e nem não precisa de … Continuar lendo

20 de abril de 2019 · 5 Comentários

Conto dos Títulos – Liga 2019 Rodada 1 (Neusa Fontolan)

Desafio – Liga 2019 – Rodada 1 COMÉDIA, FANTASIA   Em ‘Betiron, um Reino’ muito, muito distante, acoplado no meio de ‘Uma Floresta Alucinante’, vivia ‘Lúcia no mundo das coisas’. … Continuar lendo

18 de abril de 2019 · 4 Comentários

Tratamento Paranoico – Conto (Sidney Muniz)

“A realidade nada mais é que a aceitação daquilo que sua mente cria” “Sidney Muniz”   – Carlos Roberto! (IIIII+IIIIIIII) – Chamou a voz da recepcionista. – Eu? Quer dizer… … Continuar lendo

18 de abril de 2019 · 9 Comentários

Colheita – Clássico (Nélida Piñon)

Um rosto proibido desde que crescera. Dominava as paisagens no modo ativo de agrupar frutos e os comia nas sendas minúsculas das montanhas, e ainda pela alegria com que distribuía … Continuar lendo

16 de abril de 2019 · 5 Comentários

Liga 2019 – Rodada 2

  COMO PARTICIPAR? 1 – Esteja preparado para ler e comentar até 19 contos. 2 – Escreva um conto de Terror ou um conto Infantil / Infantojuvenil, com até 2.500 … Continuar lendo

16 de abril de 2019 · 4 Comentários

Zacarias: A Visita dos Parentes Conto (Angelo Rodrigues)

Era domingo pela manhã e eu falei pra minha Nataly: Nataly, tenho uma surpresa pra você; e Nataly deu um salto de lado, meio que assustada, e disse: Sai pra … Continuar lendo

10 de abril de 2019 · 3 Comentários

A Terra Inútil – Clássico (T. S. Eliot)

“Nam Sibyllam quidem Cumis ego ipse oculis meis vidi in ampulla pendere, et cum illi pueri dicerent: Σίβνλλα τί ϴέλεις; respondebat illa: άπο ϴανεΐν ϴέλω.”(*) Para Ezra Pound, il miglior … Continuar lendo

9 de abril de 2019 · 7 Comentários

Amor Próprio ou Zóio de Vidro – Conto (Gabriel Bartolomeu)

1 O amor-próprio é o artifício usado para nos protegermos de nossas imperfeições e o mais importante indicador da dificuldade que é lidar conosco de maneira mais realista.   2 … Continuar lendo

8 de abril de 2019 · 2 Comentários

Van Gogh, a Vida – Steven Naifeh e Gregory White Smith – Resenha (Gustavo Araujo)

Quem quer que tenha passado pela Terra nos últimos 90 anos deparou-se em algum momento com um quadro de Vincent van Gogh. A Noite Estrelada, os Girassóis, o Quarto em … Continuar lendo

5 de abril de 2019 · 7 Comentários

Policitação – Poesia (Francisco Ferreira)

Em mim A poesia faz arte Enlaça-me a cintura. Por que me tiras para dançar Se de chumbos são os meus pés E nunca me arrisquei Num passo sequer? De … Continuar lendo

4 de abril de 2019 · 2 Comentários

Modos de Fazer Um Livro – Artigo (Angelo Rodrigues)

Como seria árdua a tarefa de enumerar todas os modos de se fazer um livro. Creio que tantos quanto seria o Homem capaz de os imaginar. Falo de alguns. As … Continuar lendo

3 de abril de 2019 · 6 Comentários

A Morte dos Girassóis – Clássico (Caio Fernando Abreu)

Anoitecia, eu estava no jardim. Passou um vizinho e ficou me olhando, pálido demais até para o anoitecer. Tanto que cheguei a me virar para trás, quem sabe alguma coisa … Continuar lendo

2 de abril de 2019 · 7 Comentários

Resultados – Liga 2019 1ª Rodada

Caros Entrecontistas, Saudamos entusiasticamente todos os participantes da Liga Entre Contos 2019. Gente experiente, novatos, mas todos com muita vontade de aprender, de colocar seus textos à prova. No total, … Continuar lendo

1 de abril de 2019 · 5 Comentários

Liga 2019 – Rodada 1.2 – Série C

Prezados participantes, seguem os 12 contos classificados para a segunda etapa da Série C:   – A Dama Rubra – A Lenda da Árvore Cantante – Apenas Um Dia Comum … Continuar lendo

10 de março de 2019 · 18 Comentários

Liga 2019 – Rodada 1 – Séries A e B

Esse é o tópico de votação para os participantes das Séries A e B da Liga 2019 – RODADA 1. Confira abaixo a composição de cada grupo, com a indicação … Continuar lendo

19 de fevereiro de 2019 · 41 Comentários

Liga 2019 – Rodada 1.1 – Série C

Esse é o tópico de votação para os participantes da Séries C da Liga 2019 – RODADA 1. Confira abaixo a composição de cada subgrupo, com a indicação de quais contos … Continuar lendo

19 de fevereiro de 2019 · 30 Comentários

[Colchetes] (Davenir Viganon)

  Parte 1: A fila – “Leve essa papelada para carimbar”, dizia a mensagem no watts vinda do chefe da Casa, que prosseguiu argumentando. Enumerou todos os problemas da administração … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 23 Comentários

A Batalha da Planície (Rafael Penha)

É noite na Planície. Rodrik está no centro do círculo formado por seus companheiros, sujo e ofegante. Após o golpe, sua visão finalmente volta a focar e ele enxerga a … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 24 Comentários

A Cidade Debaixo D’água, a Porta Trovadora e o Homem que Roubou o Luar (Fabio D’Oliveira)

  Seu nome era Trinus. E desde que se entendia por gente, vivia naquela casa com sua querida avó. Não era muito grande, mas servia para eles. Dois quartos, uma … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 45 Comentários

A Dama de Negro (Fabio Rodrigues)

Solstício de inverno. Sentei-me próximo a lareira de minha casa. Afoito, receoso, ansioso como sempre. Uma sensação de tristeza profunda. Os dias não têm sido normais. Às vezes, sinto um … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 11 Comentários

A Dama Rubra (Cirineu Pereira)

Ao despertar depois da cirurgia, notei a presença dela no quarto. Cabisbaixa, o corpo esquálido em vestes brancas permanecia em pé, imóvel no canto mais próximo à porta, entretanto, sem … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 43 Comentários

A Lenda da Árvore Cantante (Caliel Alves)

Os deuses concederam um propósito ao povo Jatenã, eles protegeriam a Árvore Cantante. Sumé, “o Emissário dos Deuses”, deu uma única ordem: nenhum dos Jatenã comeria dos seus frutos ou … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

A Lenda de Aylana (Givago Thimoti)

A Floresta dos Sonhos era uma simples floresta com um nome mais caprichado, dado pelos habitantes do vilarejo Aurora. Era comum que alguns se embrenhassem no matagal a fim de … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 31 Comentários

A Outra Face dos Anjos (Michele Barão)

O céu do entardecer pincelado de nuvens avermelhadas anunciava a chegada do inverno e, apesar da beleza daquele fenômeno, o desconforto era visivel à jovem e bela Anne que não … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 15 Comentários

A Passagem Secreta (Elisabeth Lorena)

Uma manhã como outra qualquer. Sol entrando pela  fresta das janelas laterais, brigando com as enormes cortinas escuras. O barulho matinal, diminuindo os restos de silêncio mortal da noite cansativa. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 25 Comentários

A Procissão (Vera Marta Reis)

Na noite do ocorrido, ficou sem dormir, sentado no Mourão da porteira. Não adiantou que o chamasse, insistisse, brigasse. Estacou, e como estátua ficou. O nascer o tomou de sobressalto … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 10 Comentários

A Ressurreição dos Mortos (Daniel Reis)

  Chuva fina e insistente – lágrimas sobre lápides escurecidas pela poluição. Entre corredores e jazigos, a mulher rastreava o endereço definitivo daquele seu tio praticamente desconhecido. Nunca se encontraram … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

A Viagem do Rei (Antonio Stegues Batista)

Sentado no banco do jardim, ele observava algumas pombas num telhado distante. Pensava que suas lembranças eram agora como aquelas pombas que voavam para longe. Como aquelas do poeta Raimundo … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

Apenas Um Dia Comum (Virgílio Gabriel)

  Parte 1 – Mamãe, a casa subiu Em uma manhã de segunda-feira, Alfredo Corvino escutou o seu despertador tocar. Não que ele tivesse algum compromisso durante o dia. Na … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 17 Comentários

Autorregeneração (Ana Sophya Linares)

– Como vais escapar? Tudo aqui pode matar-te, mas eu posso o fazer de forma mais eficiente. – Disse Juan. – Vou precisar de vestir umas calcinhas antes de me … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 21 Comentários

Benza Deus as Amizades (Angelo Rodrigues)

Tem hora que a gente dá a maior sorte, e isso não acontece todo dia, porque a vida não é sempre assim tão boa, como quando eu tava saindo de … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

Betiron, um Reino (Luciano Alves)

Seus olhos estavam embotados pela poeira quente do deserto, mesclada ao suor que porejava em seu rosto, produzindo gotículas que reluziam em sua pele antes de misturarem-se ao pó; algumas … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 17 Comentários

Brejo da Cruz (Paula Giannini)

  Fechou o buraco. Era o quinto que plantavam naquela semana. Todos jovens, todos azuis e filhos do mesmo destino, sina marcada em cada um deles desde o dia em … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 41 Comentários

Cara de Lata (Roque Aloisio)

Bota apreensão que me acode! Preciso sair para caminhar, pois minha médica, uma querida ex-aluna do ensino fundamental, lá no início dos anos noventa, me mandou ao ar livre pelo … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 13 Comentários

Crônicas do Servo que Habita o Nó e Daqueles que o Desvencilham (Leandro Barreiros)

Sorrindo, olhou o garoto a admirá-lo. Era negro, de cabelos crespos e pernas esmirradas. O lugar era como qualquer outro. Às vezes as construções eram monumentais, noutras épocas, apenas pequenas … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 41 Comentários

Dezembro (Gustavo Moura)

  É difícil saber do que se trata quando alguém sorri ao longe, olhando, aparentemente, para ti. Decerto há um encontro nas feições de quem se admira, seja o recanto … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 40 Comentários

Drama (Rodrigues)

O cuidador – que era japonês e cego – empurrava a cadeira de rodas do baixinho que o contratara há muitos anos. A dupla passava pela frente de um muro … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

Fim, Nomes e Descobertas (Luis Guilherme)

  Apoiou os cotovelos sobre a cerca, contemplando aquela imensidão colorida. Apenas seus suspiros ritmavam o silêncio, enquanto o dourado do sol finalizava sua trajetória, escondendo-se às costas do Pico … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Fogueira das Sanidades (Rafael Sollberg)

  Grenaldo Rosa acordou completamente desajuizado. Coçou o cenho com força e percebeu que estava sem óculos. Jamais havia usado esse artefato – sua visão era ótima – mas como … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Herdeiros da Vingança (Fabio Baptista)

  No final da trilha coberta pela neve, surgiu o vulto de um samurai. Em seus postos no alto da torre de vigia, soldados se alvoroçaram, sentiram as entranhas se … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 20 Comentários

Histórias Não Contadas (Luiz Ricardo da Rocha)

Deveria ser o fim do mundo. Cataclismos generalizados abalavam a estrutura do planeta terra. O maior tsunami já visto invadia a cidade arrasando tudo sob um céu negro, tomado por … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 10 Comentários

Intuição (Alessandro Diniz)

Sentado sobre a cama de hospital no consultório, Ângelo balançava impacientemente as pernas para frente e para trás. Na mesma sala, separada apenas por um biombo, uma junta médica avaliava … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 11 Comentários

Justiça Flamejante (Victor O. de Faria)

I. Morte Agonizante era um dragão triste. Suas asas incandescentes cor de fogo o impediam de manter contato com qualquer criatura viva, incluindo a floresta ao seu redor. Talvez por … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Lágrimas de Orvalho (Evandro Furtado)

Puck voava despreocupado como de costume. Veloz como era, ziguezagueava por entre as coníferas, balançando folhas e galhos e derrubando frutos que, por sua vez, eram logo atacados por esquilos … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Leitor Inácio (Danilo Bezerra)

1. Tudo mudou no dia que o pai disse: “Meu filho, se quiser ser alguém nessa vida, leia muito! ”. Inácio estava então com nove anos de idade. Nove anos! … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 12 Comentários

Lua Cheia (Renata Rothstein)

1851 Naquele outono de 1851, Samira e Tobias casaram-se às escondidas, tendo como testemunhas o céu, as estrelas e a lua. Amavam-se de verdade, corpo e alma, desde o primeiro … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Lúcia no Mundo das Coisas (Shay Soares)

Lúcia tinha uma grande admiração pela palavra coisa, ela via nesse agregado de letras a possibilidade de ser tudo e nada ao mesmo tempo, não possuía nenhum significado concreto e … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 20 Comentários

Maicon (Ricardo Falco)

  Nunca consegui aprender outro idioma. Nem mesmo aquele que praticamente todo mundo falava; até os flanelinhas da rua. Tentei por diversas vezes, mas me enrolava todo. Quero dizer, quase … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

Miguel e o Caldeirão (Thiago Barba)

Quando pulou no caldeirão do inferno, Miguel não sabia que seria tão bom. Lhufas ao que sua mãe dizia, “Não seja mal educado.”, “Você precisa respeitar os mais velhos.”, “Seja … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 11 Comentários

O Animalismo (Cícero Lopes)

Sobre quem sou eu nesse mundo cada vez mais extraórdinário e bizarro; a memória que tenho mais fresca é a de tocar bateria no trio muito famoso, em ao menos, … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 37 Comentários

O Dia Em Que Acordei Morto (Paulo Luis Ferreira)

Riam! Podem rir à vontade! Pois eu também ri muito na manhã daquele dia. Quero dizer pensei em rir, mas não pude, pois não conseguia nem me mexer. Achava-me atado. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 34 Comentários

O Enigma do Rei (Gustavo Araujo)

Sob o céu alaranjado do crepúsculo, sacou a espada e posicionou-se, os pés fincados no chão, aguardando a investida do animal. A expressão fechada, a respiração curta, as mãos crispadas … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 21 Comentários

O Gnomo e Eu (Emanuel Maurin)

Já fiz um pouco de tudo na vida: catei sucata, fui marceneiro, pedreiro, encanador, caminhoneiro, empresário e um excelente construtor. Também fui viciado em baralho, bebidas, cigarro e frequentei todos … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 28 Comentários

O Homem do Cão (Luís Amorim)

Em rapidez de ocasião numa manhã solarenga, lá seguia o veículo rumo à propriedade espaçosa e acolhedora em perspectiva futura onde a casa-museu ia sendo preparada desde meses que havia … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 22 Comentários

O Homem que Tudo Verá Encontra o Homem que Tudo Promete (Pedro Paulo)

Não confiava em si mesmo com aquilo e por isso tremia com o revólver na mão. Encostada na ponta letal do cano, a mula encarava o chão, displicente, talvez resignada … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 38 Comentários

O Retorno Para a Nuvem Negra (Fernando Cyrino)

  Leves como plumas, voávamos cada vez mais alto. Costela dava latidos de alegria. Os velhos subiam conosco, os conhecidos e muitos outros que haviam nos precedido. Olhei para baixo … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 21 Comentários

O Saci-pererê Galopando uma Mula-sem-cabeça (Maria Mello)

Saci-pererê e mula-sem-cabeça, conversavam sobre futebol, na cachoeira do Lobisomem, ao lado da ilha do lago. O Saci-pererê é um “moleque” peralta, que gosta de infernizar as pessoas com suas … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 26 Comentários

O Som e o Silêncio (Priscila Pereira)

  Apoio sonoro: clique aqui   “Olá, escuridão, minha velha amiga…” Gamesh surgiu das profundezas e pousou seu olhar perdido entre as árvores do Bosque Sagrado. “Guardiã dos sonhos perdidos … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 20 Comentários

O Suplício de um Deus (Fil Felix)

  A Sala Dourada, o cárcere privado de Omthy, mergulhada no cheiro dos incensos de cravo e canela. As Venyusas em êxtase, dançando e contorcendo-se pelo quarto quente e abafado. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

O Trabalho Mais Difícil de Kalil (Sarah Nascimento)

O estrondo interrompeu a conversa da galera. – Tá com a mão furada? Toma cuidado Narciso! – ralhou um dos colegas. O conteúdo da caixa se espalhou pelo chão e … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 13 Comentários

O Vaso Milenar (Marco Piscies)

Marcus fechou o livro e respirou fundo, navegando pela sensação que o assomava sempre que terminava uma leitura. Levou algum tempo até que se levantasse da poltrona e pusesse o … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

Os Dois Lados da Penteadeira (Estela Goulart)

Diziam relatos que a penteadeira amaldiçoada estava abandonada no sótão da casa do Seu Damião, e o mais ressentido com isso era ele. Motivos para chamá-la assim não faltavam, sem … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 20 Comentários

Os Invisíveis (Catarina Cunha)

Um peixe garoupa, revoltado com as más condições de vida na baía da Guanabara, sobe o rio Carioca até a estação do bondinho do Cristo Redentor, onde cria hábitos urbanos. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

PAF! (Jowilton Amaral)

  Conhecia o trajeto perfeitamente, embora nunca o houvesse percorrido de baixo de tamanho aguaceiro, muito menos depois de inalar três grossas e longas carreiras de PAF. Ele aumentara a … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Passageiro 3J (Fernanda Barbetta)

Naquela noite Ronaldo foi um dos primeiros passageiros a embarcar no Boeing 767-300, que estava prestes a deixar Detroit com destino a Guarulhos. Em seu ticket, recém-impresso, o assento 3J … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 41 Comentários

Pequenos Grandes Segredos (Rubem Cabral)

Ora, dirá você, vivemos na era moderna, do cinismo científico e, apesar de terraplanistas, criacionistas e antivaxxes, não há mais espaço para o sobrenatural, para as crendices tolas da infância … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Por Dentro do Tufão (Fátima Heluany)

  — Dói? — Imagine a eletricidade passando pelo seu corpo. Mas parece que está ligado a uma tomada. Um, dois, três, a luz acende e se está “no ar”. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Revelações (Wender Lemes)

Seres alados caminharam entre os homens, mas nenhuma trombeta soou naquele dia. Ouviu-se, em contrapartida, o silvo agourento de corujas. *** O Opala desbotado a acomodava enquanto, perdida por lembranças … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

Saga dos Sapos (Matheus Pacheco)

No fundo do mato, quase no meio do pântano, foi gerada uma criança, abandonada pela , sem ninguém para que a aplacasse da fome ou que a tirasse do frio. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

Salvador ou a Lenda do Medroso Valente (Jorge Santos)

  1. A espada e o escudo Era uma vez um rapaz que não conhecia o medo. Nota do autor: o que acabei de escrever é mentira. Era um rapaz … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 18 Comentários

Santo Segredo (Regina Ruth Rincon Caires)

No canto do quarto, no restolho de um berço, Zaqueu dormia. Aquele arremedo de cama, sem grades laterais, havia servido como abrigo de muitos rebentos, ali, por aquelas paragens.  De … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 41 Comentários

Sensitu (Elisa Ribeiro)

  As vozes na minha cabeça me pediam uma criança, espécie de sacrifício, remédio para dar sentido à minha vida pequena. I Passado o susto, Lúcia ignorou o sonho, não … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 20 Comentários

Sinestesia (André Gonçalves)

O desaparecimento d’Ela Queria tanto te presentear Com tudo aquilo que não me pediu Deitar sobre ti uma cama de pingos floridos Te oferecer a boa sorte do que é … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 14 Comentários

Somos Seis (José Ernesto Tonon)

Uma a uma elas desciam os degraus até que chegassem ao porão. Fazia muitos anos que as irmãs todas juntas não desciam até aquele lugar. Sempre que a mãe ia … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 13 Comentários

Toda Professora Já Sonhou em Ser o Michael Douglas (Mariana Carolo)

7h45min (Faltam doze horas para o incidente) A Escola Municipal de Ensino Fundamental Brasil do Futuro implantara uma rígida política de contenção de gastos. Nesse sentido, duas das cadeiras da … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 20 Comentários

Uai, Hoje é Dia de Rock, Bebê! (Claudia Roberta Angst)

─ Acho que eliminamos todas as provas do crime… do grande crime da minha existência. ─ diz antes de desabar sobre o sofá. ─ Faltou alguma coisa, Maria Bethânia? Alex … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 21 Comentários

Um Goblin Sonhador (Leonardo Jardim)

Uma algazarra daquelas de acordar até princesa enfeitiçada tomava conta da taverna. Não era um cavaleiro recrutando guerreiros para uma aventura, nem uma jovem de cabelos esvoaçantes cantando por ajuda … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 20 Comentários

Uma Canção Para Nara (Ana Carolina Machado)

O pequeno Marcos estava ansioso pelo nascimento da sua irmãzinha Nara. Seria bom ter alguém para brincar além do seu gatinho. Pensava em como os dois formariam uma dupla de … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 20 Comentários

Uma Floresta Alucinante (Tiago Volpato)

  Enquanto assistia a criatura comer o cadáver de um desconhecido, seu rosto assumiu uma expressão cartunesca. Os olhos aumentaram, as pálpebras encolheram e o cérebro perguntou: “que merda é … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

O Mendigo do Viaduto do Chá – Conto (Regina Ruth Rincon Caires)

A moeda corrente era o cruzeiro. A passagem de ônibus custava sessenta centavos. O ano era 1974. Eu trabalhava no centro da cidade, em um banco que ficava na Rua … Continuar lendo

8 de fevereiro de 2019 · 2 Comentários

Contemplando Nostalgia – Poesia (Estela Goulart)

A emoção é essa situação Sem pé nem cabeça Tão frágil quanto algodão Esperando que você esqueça Troco palavras ao vento Abstrações que são visíveis aqui Bem no fundo de … Continuar lendo

7 de fevereiro de 2019 · 1 comentário

A Luta com o Monstro – Clássico (Victor Hugo)

Depois do grande esforço, Gilliatt precisava recuperar as forças e começou a procurar alimento. Um grande caranguejo, assustado com a presença dele, tinha pulado na água, mas não mergulhou tanto … Continuar lendo

5 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Ustra – Conto (Fernanda Rodrigues)

“A injustiça que se faz a um é a ameaça que se faz a todos.” Montesquieu Recostado na desconfortável cadeira giratória que rangia sob seu peso, ele tentava disfarçar a … Continuar lendo

4 de fevereiro de 2019 · 1 comentário

“Peste e Cólera” – Patrick Deville – Resenha (Gustavo Araujo)

Você provavelmente já ouviu falar da Peste Negra, a epidemia que matou 200 milhões de pessoas na Europa e na Ásia durante o século XIV. Para se ter uma ideia … Continuar lendo

1 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Refrega – Conto (Marco Antonio Rodrigues)

A vida é reduto de guerreiros, de lutadores, de combatentes… Os que não se enquadram nesse categoria são encaminhados para a fila dos natimortos. Aspectos que compõem a complexidade humana … Continuar lendo

31 de janeiro de 2019 · Deixe um comentário

“Os Livros Apócrifos” – Vários Autores – Resenha (Davenir Viganon)

“Os livros apócrifos: antologia de histórias inspiradas na Bíblia” da Editora Caligo é uma coleção bastante ousada de contos tirados da mitologia cristã, muitas vezes subvertendo acontecimentos conhecidos mostrando versões … Continuar lendo

30 de janeiro de 2019 · 3 Comentários

O Conto da Ilha Desconhecida – Clássico (José Saramago)

Um homem foi bater à porta do rei e disse-lhe, Dá-me um barco. A casa do rei tinha muitas mais portas, mas aquela era a das petições. Como o rei … Continuar lendo

29 de janeiro de 2019 · 2 Comentários

As Asas de Gregório – Conto (Davenir Viganon)

Apesar de ter um par de asas Gregório, um inseto monstruoso, nunca voou. Como todos na cidade Esgoto aprendem desde pequeninho, não há nada mais nojento que uma barata que … Continuar lendo

24 de janeiro de 2019 · 1 comentário

A Singularidade do Conto – Artigo (Angelo Rodrigues)

O conto, por óbvio, conta. Mas será assim tão óbvio que um conto deva se reduzir à ideia de que ele deva apenas contar alguma coisa?, com princípio, meio e … Continuar lendo

24 de janeiro de 2019 · Deixe um comentário

Arquipélago – Conto (Felipe Holloway)

“Pai nunca leu Joyce nem Flannery O’Connor, pai nunca leu Carver. Pai trabalhava de sol a sol como uma besta de carga.” – Jorge Espina   O carro morre logo … Continuar lendo

23 de janeiro de 2019 · 1 comentário