EntreContos

Literatura que desafia.

Resultados do Desafio Fantasmas

Caros participantes, leitores e almas desenganadas; as doze badaladas anunciam, chegou a hora da liberação dos resultados! Por isso, pare de arrastar correntes e balançar castiçais pelo ar e confira … Continuar lendo

16 de janeiro de 2014 · 127 Comentários

Votação – Fantasma

Caros participantes, Agradecemos mais uma vez a presença de todos por aqui. Abram as cortinas e espantem as assombrações; chegou a hora da votação Totalizando 63 contos, tivemos o recorde … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 32 Comentários

Sem Descanso (Edson Marcos)

Quando encostou o cano frio do Smith&Wesson em sua têmpora direita, Phill perguntou-se qual seria a sensação de ter 0,38 polegadas de chumbo rasgando seus miolos. Apertou o gatilho. — … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 24 Comentários

Os Mortos Andam Sobre Cinzas (Pedro Viana)

Os homens andam fardados. Se são homens ou não, desconfio. Quando os vejo, marchando pelas ruas com a sincronia de pássaros, não vejo rostos. Somente máscaras de severidade que cobrem … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 50 Comentários

O item 48 da loja de bizarrices de Leonardo Magnus (Carlos Relva)

18h01 – Eu quero comprar um fantasma – disse o homem de terno negro ao entrar na Magnusa.

28 de dezembro de 2013 · 54 Comentários

Vida por Vidas (Edson Marcos)

Machado encaixou na fenda da túnica o último botão dourado, pequenas jóias reluzentes que sintonizavam com as medalhas que ostentava no peito. Trazia na lapela da túnica duas machadinhas cruzadas … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 43 Comentários

Amor aos Pedaços (Marcellus Pereira)

A chuva fria fustigava seu rosto, enquanto aguardava que alguém atendesse o interfone. Eram duas da manhã e a cada relâmpago Madalena orava para que abrissem logo. Não bastasse perder … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 34 Comentários

Clair de Lune (Gustavo Araujo)

Para completa imersão, acione “play” antes do início da leitura *** Olho para a porta à minha frente. Como de costume, tenho medo de abri-la. Não por desconhecer o que … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 40 Comentários

O Vizinho (Tom Lima)

Rogério mora num apartamento confortável. Não grande, mas confortável. Dois quartos, sala cozinha e banheiro. Um quarto virou escritório. Mais do que suficiente para um cara e seu cachorro. Fica … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 41 Comentários

A Herança (Charles Dias)

Laura subiu o último lance de escadas da estação de metrô e emergiu em uma típica rua parisiense fora do circuito turístico, tranqüila, cercada de prédios sóbrios, elegante em sua … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 21 Comentários

O morto e Burumé (Leandro Barreiros)

Não havia muitos rostos familiares no funeral. De fato, não havia muitos rostos, reconhecíveis ou não. Rafaela não tinha nenhum parente morando na região, sorte dividida também pelo falecido marido. … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 59 Comentários

Quer saber o que me assombra? (Mariana Bizinotto)

Há fantasmas que me assombram. Eu não posso vê-los, mas os escuto todo o tempo. Eles me sussurram o que eu deveria fazer, eles gritam comigo. O pior de tudo … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 23 Comentários

Gente Morta (Bia Machado)

Eu tinha oito anos. Isso, oito anos. Foi a primeira vez em que vi um fantasma. A gente se lembra pouco dessa época, só as coisas bem, bem marcantes mesmo. … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 48 Comentários

Where is Mr. Brown? (Fernando Abreu)

As três rodas vinham barulhentas do fim da estrada. Romário e Enam esfumaçavam abaixo das palmeiras. Olhos vermelhos, tossidinhas e gargalhadas doídas. Envolvidos no vapor da erva, sentados na vegetação … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 26 Comentários

A viagem fantasma (Ryan Martins Silva)

Eu sempre fui um cara cético quanto a essas coisas. Não que eu não gostasse do tema, ou coisa do tipo, porém eu apenas sabia que era pura ficção, sabia … Continuar lendo

28 de dezembro de 2013 · 46 Comentários

Inocência (Rodrigo Ferreira Silva)

O garoto, sentindo-se solitário e triste, caminhou sorrateiramente pelo corredor, subiu as escadas e abriu a porta que dava para um quarto amplo, e começou a desligar e ligar a … Continuar lendo

27 de dezembro de 2013 · 26 Comentários

Dentro da Gaveta (Ricardo Falco)

Dentro da gaveta da cabeceira de sua cama havia um caderno, um lápis… Desde que os sonhos esquisitos transformaram-se em pesadelos recorrentes, Bruno tratou de pesquisar na internet sobre formas … Continuar lendo

27 de dezembro de 2013 · 26 Comentários

Sr. Villari (Raione Pedrosa)

Escutei a história em conversas com um amigo ao longo de quase um ano, em ocasiões fortuitas nas quais era retomada por diferentes maneiras, como variações de uma mesma piada, … Continuar lendo

27 de dezembro de 2013 · 52 Comentários

O Segredo do Natal (Thais Pereira)

Seu plano era perfeito: esconder-se-ia atrás da árvore abarrotada de enfeites e esperaria pacientemente pela chegada do velhinho safado. Safado, por se ocultar das crianças quando depositava debaixo das meias, … Continuar lendo

26 de dezembro de 2013 · 61 Comentários

Apenas um Office-boy (Lucia Almeida)

Não queria acreditar ainda. A dor da alma me chegava aos ossos, minhas mãos estavam amortecidas, trêmulas. Os lábios secos incomodavam, de uma maneira estranha. É engraçado o modo como … Continuar lendo

26 de dezembro de 2013 · 28 Comentários

Assombrados Anônimos (Pedro Luna)

  Dante largou o livro que estava lendo, algo escrito por Dickens, e consultou o relógio de pulso. Se quisesse mesmo ir, era preciso sair agora. Sentado no sofá da sala … Continuar lendo

24 de dezembro de 2013 · 26 Comentários

A Casa Amarela (Rafael Magiolino)

            Mais uma bela tarde se implantava na cidade. O céu estava limpo com um belo azul, as crianças brincavam pelas ruas ou iam ao clube … Continuar lendo

23 de dezembro de 2013 · 25 Comentários

O Portão do Inferno (Weslley Reis)

Esmurrava as portas da Catedral da Sé em pânico. Não tinha coragem de olhar para trás. Aquele rosto que conhecia tão bem o aguardava, sabia disso. Gritava para qualquer padre, … Continuar lendo

23 de dezembro de 2013 · 36 Comentários

A Loucura (Diego Luccas Barbosa)

Joe levantou-se da cama com as mãos tremulas e o suor escorrendo pela testa. Há alguns dias que não conseguia dormir. Dirigindo-se até o pequeno criado mudo ao lado de … Continuar lendo

23 de dezembro de 2013 · 29 Comentários

Acerto de Contas (Günther Miranda)

Por volta das onze horas da noite daquele dia, 05 de dezembro de 2013, o investigador Remo estava sozinho na 9ª Delegacia de Polícia. Chovia muito: um rio se formou em … Continuar lendo

23 de dezembro de 2013 · 25 Comentários

O Homem Planta o Que Pode, e Colhe o Que Plantou (Jefferson Lemos)

O dia está quente hoje. Não consigo me lembrar de um dia que tenha sido tão quente quanto o de hoje está sendo. Hoje está diferente, e eu me sinto … Continuar lendo

22 de dezembro de 2013 · 56 Comentários

Na Pista… (Ricardo Falco)

Por trás da persiana ela olhava para fora do quarto. A luz do Sol fazia com que enxergasse tudo envolto em uma espécie de névoa. Uma aura luminosa que lhe … Continuar lendo

21 de dezembro de 2013 · 24 Comentários

Um Feixe de “Eus” (Sandra Datti)

O museu de Ribeirinha se estampou nas manchetes dos principais jornais do Brasil. O povo daquela vila pacata ficou em polvorosa com os boatos de que o museu estava mal-assombrado. … Continuar lendo

20 de dezembro de 2013 · 37 Comentários

Morto na Estante (Ricardo Labuto Gondim)

Com a mesma leveza com que passeava pelas ruas de nossa cidade, o Dr. Egídio deixou este mundo. Não foi como costuma ser. A vida não lhe castigou o corpo … Continuar lendo

20 de dezembro de 2013 · 34 Comentários

Lua, Morte, Fantasma e Zumbi (Thales Soares)

Numa velha sacada em uma pequena casa na Inglaterra, sob o luar do século XVII, John e Emily encontravam-se inteiramente imersos na mais profunda e sincera paixão que suas almas … Continuar lendo

20 de dezembro de 2013 · 37 Comentários

O Perdedor Profissional (Gustavo Micael Martins)

Era a primeira vez que a alguém a via. Não que antes não houvessem tido aqueles que, por um momento, como se percebendo uma estranha figura parada bem ali, tão … Continuar lendo

19 de dezembro de 2013 · 29 Comentários

Teus Olhos em Mim (Claudia Roberta Angst)

Passou a noite, rasteira e silenciosa. Orvalhadas expectativas de um novo começo. Ou, talvez, de não precisar desfazer laços e nós. Amanhecer simplesmente com a intenção de não mais pertencer … Continuar lendo

19 de dezembro de 2013 · 61 Comentários

Murmúrios (Abílio Junior)

Claire estava correndo pela casa atrás de uma borboleta que lhe enganava com rodopiadas precisas, enquanto eu assistia aquilo me peguei pensando em como conseguiria escrever meu próximo livro, aquele … Continuar lendo

19 de dezembro de 2013 · 30 Comentários

Frisson (Sérgio Ferrari)

Pairando no céu da cidade, duas almas, uma delas vagando no umbral por muitos anos e a outra, recém-desencarnada, conversam enquanto observam a movimentação do cotidiano.·. . “Já deve ter … Continuar lendo

18 de dezembro de 2013 · 43 Comentários

O Presente (Cácia Leal)

O carro seguia tranquilo pela rodovia. No rádio, um clássico dos anos 80, com Cazuza. De vez em quando, um farol passava veloz na direção oposta, iluminando brevemente a face … Continuar lendo

17 de dezembro de 2013 · 32 Comentários

Quatrilho (Bia Machado)

Já dizia o poeta: “João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém.” Quase sempre é assim. Essa história que acompanham agora não … Continuar lendo

17 de dezembro de 2013 · 66 Comentários

Letícia (Susy Ramone)

O coração retumba e ela arqueia o tronco, está na cama; as costas apoiadas por inúmeros travesseiros, o suor escorre da testa enquanto treme, cansada, com medo, as pernas e … Continuar lendo

17 de dezembro de 2013 · 28 Comentários

O Carrossel (Alice Kapling)

Perdi a memória quando era criança, menina de uns 8 anos, de cachinhos dourados e vestidinho vermelho. Hoje já nem lembro que idade tenho, já nem sei quem sou ou … Continuar lendo

17 de dezembro de 2013 · 30 Comentários

Borboletas brancas (Ana Paula Lemes)

“Ela era branca, branca. Dessa brancura que não se usa mais. Mas sua alma era furta-cor.” Mario Quintana   ♫ Dó ♫ Ela acabarade chegar ao vilarejo de Kamenica e … Continuar lendo

16 de dezembro de 2013 · 44 Comentários

Crepúsculo em Tons de Cinza (Jefferson Lemos)

Olho para o céu tempestuoso e tudo que consigo sentir são os pingos de chuva. Queimam como ácido e encharcam como a verdadeira água. Tudo aqui é tão cinza, sem … Continuar lendo

16 de dezembro de 2013 · 63 Comentários

Alex e Lisa (Thais Pereira)

A primeira vez que Alex apareceu, eu tinha apenas seis anos. Ele tinha oito. Lembro com nitidez de como surgiu: estava chovendo e minha mãe havia me impedido de brincar … Continuar lendo

16 de dezembro de 2013 · 34 Comentários

Ceia em Panny Lane (Pétrya Bischoff)

-1- O relógio analógico descansado delicadamente entorno daquele frágil pulso pálido de riscos azulados marcava quinze para meia-noite quando o táxi vermelho estacionou no fim da rua muito escura e … Continuar lendo

16 de dezembro de 2013 · 37 Comentários

Ismaël (José Geraldo Gouvea)

“O passado nos condena, Ismaël.” Ainda posso ouvir rasgando minha alma essas palavras pro­fe­ri­das pelo velho, com seu porte de capitão Ahab, como se estivesse à amurada de um velho … Continuar lendo

16 de dezembro de 2013 · 31 Comentários

A Insanidade D´Alma (Felipe França)

Prólogo As sensações físicas desagradáveis e os sentimentos de uma alma atormentada e doente alternavam entre lapsos visuais de alívio por saber que todo aquele inferno astral resolver-se-á com um simples … Continuar lendo

14 de dezembro de 2013 · 34 Comentários

Fantasma! (João Henrique Bruni)

Quando me olhei no espelho, o que vi lá? Um FANTASMA! Que susto!!! Corri em disparada, com o coração batendo a mil por hora. Tropecei na mesinha que sustentava fotos … Continuar lendo

14 de dezembro de 2013 · 28 Comentários

Pacto (Marcelo Porto)

– Lembre-se de que ele matou a sua filha… Aqui se faz, aqui se paga! O timbre infantil revira as minhas entranhas. O terror há muito se dissipou, só restou a … Continuar lendo

14 de dezembro de 2013 · 32 Comentários

Castelo de Areia (Ricardo Falco)

Dentre todas as coincidências, aquela era a mais comum. Encontrar Luzia ali, em meio a tantas outras pessoas, não era assim tão inesperado. Era um dia de sol, a praia … Continuar lendo

14 de dezembro de 2013 · 30 Comentários

Paranoide (Elton Severo)

Sou exceção à regra. Enquanto a maioria dos padres força a fé pelo medo, eu busco em meus fiéis a crença pelo amor. Faço com que acreditem na salvação pelo … Continuar lendo

14 de dezembro de 2013 · 32 Comentários

As Muitas Vozes de Felix (Caio Pereira)

Deitado em sua cama, ele contemplava. Seu quarto era pequeno; tinha um armário, uma estante de livros e uma mesa com um computador. Na prática era ainda menor. O sujeito … Continuar lendo

14 de dezembro de 2013 · 27 Comentários

Daemons (Marcellus Pereira)

Seria sua primeira noite sozinha na mansão. Defronte à janela do escritório que fora do pai, podia ver o último carro a se afastar da propriedade. Não pisava naquela casa … Continuar lendo

14 de dezembro de 2013 · 31 Comentários

O Próximo Passo (Frank Bacurau)

Acordo em meu quarto e me assusto ao ver Carolina com a cabeça sobre meu peito! _ Mas você está…

12 de dezembro de 2013 · 33 Comentários

Inspiração (Claudia Roberta Angst)

Já estava sentada ali há quase duas horas. Na verdade, começava a temer que algum garçom sugerisse que ela desocupasse aquela mesa. Não, eles não poderiam fazer isso. Seria indelicado … Continuar lendo

11 de dezembro de 2013 · 33 Comentários

A Missão de Júlia (Isabella Beatriz)

O mundo é silencioso. Pelo menos para mim, ele é. Quando eu era pequeno havia dois tipos de pessoas: As Sonoras e as Silenciosas. As Sonoras estavam sempre fazendo barulho: … Continuar lendo

11 de dezembro de 2013 · 43 Comentários

Reis Xamãs (Alan Cosme Machado)

Setenta mil anos atrás… – Eu costumava caçar com meu pai aqui, tenho certeza de que se a gente seguir reto nessa

11 de dezembro de 2013 · 39 Comentários

Juntos Para Sempre (Isabella Beatriz)

Era meia-noite, e o relógio bateu na torre. Doze badaladas e tudo acabou, e o silêncio voltou a reinar na noite escura. Botas levantavam a poeira por onde passavam e … Continuar lendo

11 de dezembro de 2013 · 31 Comentários

Benedita (Inês Montenegro)

  Benedita… Ao longe não lhe parecia uma visão tão sufocante. Era um vulto, uma figura – um espantalho. Poderia fingir que não era ele. Era outro, algum outro, mas … Continuar lendo

10 de dezembro de 2013 · 38 Comentários

Enfim Sós, Fantasmas (Claudia Roberta Angst)

− Não acredito em fantasmas. A corretora fechou a agenda que tinha nas mãos e suspirou. Baixinha e arredondada em todos os pontos que deveriam ser ângulos, sorriu disfarçando seu … Continuar lendo

10 de dezembro de 2013 · 35 Comentários

O Quadro de Sangue (Amanda Leonardi)

  A primeira coisa que notei, logo que entrei no quarto do hotel, foi o cheiro de sangue. Um cheiro tão forte que me deu um pouco de tontura e … Continuar lendo

9 de dezembro de 2013 · 34 Comentários

A Caça (Letícia Cavalcante)

Você pode achar que eles não estão nem aí pra você. Mas está errado. Eles querem a sua carne, o seu sangue. Eles querem você. Jéssica estava rindo com seus … Continuar lendo

9 de dezembro de 2013 · 33 Comentários

Anita, Olhos de Capitu (Andrea Carvalho)

Existe coisa mais difícil que esquecer um grande amor? É como se um pedaço da gente estivesse morrendo, é como se tirassem de dentro do peito, à fórceps, o que … Continuar lendo

8 de dezembro de 2013 · 32 Comentários

A Garota da Biblioteca (Andrea Carvalho)

Trabalhava na biblioteca há pelo menos cinco anos. Conhecia cada livro, cada corredor. A rotina era sempre a mesma: destrancava janelas, iluminava o lugar, arrumava prateleiras e esperava os estudantes. … Continuar lendo

8 de dezembro de 2013 · 33 Comentários

Brincando no Mausoléu (Andrea Carvalho)

Ele fazia quase todos os dias o mesmo caminho. Uma trilha que cortava ao meio o matagal fechado. Estrada improvisada construída pelo tempo e por muitos que precisavam chegar ao … Continuar lendo

8 de dezembro de 2013 · 33 Comentários

Regulamento Desafio “Fantasmas”

Como presente de Natal a todos aqueles que gostam do EntreContos, trazemos à vida o “campeão moral” da última enquete: FANTASMAS. Talvez um dos temas mais recorrentes na literatura fantástica … Continuar lendo

7 de dezembro de 2013 · 21 Comentários