EntreContos

Literatura que desafia.

Movido pelo Selvagem (Fátima Heluany)

As aves tornavam-se raras nas biqueiras e os telhados se despovoavam. A fome trouxe a transformação. Qualquer coisa servia de alimento. O homem, no ermo, conversava com o animal. Ele … Continuar lendo

18 de maio de 2017 · 50 Comentários

2020 – Conto (Fátima Heluany)

Era pouco depois do jantar. H olhou a lua, da varanda, abriu um sorriso. Passava um bando de drones, quase superpostos, laminados, faiscando. Os meninos, sentados na mureta, ocupados com … Continuar lendo

16 de abril de 2017 · 6 Comentários

Ao bater das caixas (Fátima Heluany)

Seis de setembro, dia em que não pude abandonar-me ao abandono. Como num susto estava aqui na praça que deixei há dezesseis anos. Pensava em como seria voltar. Não sabia … Continuar lendo

10 de março de 2017 · 41 Comentários

No sábado – Conto (Fátima Heluany)

Irineu vai à academia com a vizinha, Marina. Ainda pela manhã, dá carona para Lia até o supermercado. Lá, discute os preços com Sônia, ajuda Helena com os pacotes. Mais … Continuar lendo

14 de fevereiro de 2017 · 4 Comentários

O Engodo dos Caniços (Fátima Heluany)

Os meninos descobriram os peixes, depois do verde, na água contida do açude. Estavam à espera: por isso bastava o roçar dos anzóis nas águas clamantes e o peso dos … Continuar lendo

12 de janeiro de 2017 · 86 Comentários

Eu Quero é Ficar Sedado (Fátima Heluany)

Zav corria descalço pela grama úmida. A chuva cessara, e o azul do céu era cortado por um arco íris. O vento balançava os galhos das árvores e desmanchava os … Continuar lendo

25 de novembro de 2016 · 40 Comentários

Flutuando na Poeira (Fátima Heluany)

Eu sei que estou morto. Uma existência fria e metálica. Cada passo, uma encruzilhada, num susto perdido tentando estabelecer o contato entre o que eu fora e o que eu … Continuar lendo

24 de setembro de 2016 · 44 Comentários