EntreContos

Detox Literário.

O Encontro – Clássico (Ivan Turguêniev)

Um dia de outono, em meados de setembro, eu repousava num bosque de bétulas. O tempo estava in­certo: desde manhã, uma chuva fina alternava com um sol quente. O céu … Continuar lendo

8 de julho de 2020 · Deixe um comentário

Resultados do Desafio “Amazônia”

Caros entrecontistas, é a hora da verdade! Com um total de 37 contos inscritos, o Desafio “Amazônia” foi ao mesmo tempo céu e inferno — ao menos para a moderação … Continuar lendo

5 de julho de 2020 · 3 Comentários

Amazônia – Finalistas

Caros participantes, amigos e curiosos, Vencida a etapa de grupos, passamos à fase final, com os cinco contos que, em cada grupo, obtiveram as melhores avaliações. São os seguintes (em … Continuar lendo

27 de junho de 2020 · 19 Comentários

Amazônia – Avaliação – 1ª Fase

  Caros participantes e amigos, Agradecemos como sempre a presença de todos por aqui. No total tivemos 37 (trinta e sete) contos inscritos para este desafio. Passamos a seguir às regras … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 28 Comentários

Conexões Intermitentes (Fabio d’Oliveira)

“E então eu soube: pertencer é viver.” Clarice Lispector   Se existia algo melhor do que passear floresta adentro, a jovem Anahí desconhecia.  Sentia o cheiro da terra molhada, enxergava … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 37 Comentários

Purupuru (Fabiola Terra)

Purupuru é o nome de uma tribo indígena e também de um lago no estado do Amazonas. O significado, apesar de nada bucólico, tem a ver com o motivo de … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 28 Comentários

BR-230 (Daniel Reis)

Sobre a reportagem publicada domingo p.p. na página oito deste respeitável jornal, sob o título “Transamazônica: 50 anos incompletos”, gostaria humildemente de prestar meu testemunho, como leitor e participante, ao … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 25 Comentários

Ajuricaba do Nascimento (Regina Ruth Rincon Caires)

– Aceita um refrigerante? Água? Ao mesmo tempo em que meneia a cabeça negativamente, coloca a mão à frente reforçando recusa para a comissária. Ajeitando-se na poltrona, procura afastar o … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 49 Comentários

A Festa do Peru Carnudo (M. A. Thompson)

—O doutor Libério quer falar contigo. —Agora? —Falou assim que o senhor chegasse.  No elevador mil coisas passavam pela minha cabeça, mas eu já sabia o que estava prestes a … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 24 Comentários

Macaco Guariba (Gustavo Araujo)

Passou a mão na água escura enquanto o barco avançava. Gostava da sensação dos dedos rasgando o manto aquoso. O ruído do motor, porém, a impedia de escutar os sons … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 27 Comentários

Encontro (Claudia Roberta Angst)

Há tempos, tento me livrar desta obsessão. Nado contra a mesma correnteza todos os dias e receio que minhas braçadas não me levem a lugar algum. Canso-me mais de mim … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 27 Comentários

A Invocadora (Amanda Gomez)

Os pés descalços saltaram pela vegetação da floresta exótica e silenciosa. Pequenas criaturas esconderam-se assustadas com a visitante inesperada. Estava longe da estação, reconhecia pelo cheiro. A magia ali era … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 22 Comentários

O chapéu do curupira ou, quando o sonho acaba no leito de um rio seco (Antonio Stegues Batista)

Do outro lado da janela a paisagem passava velozmente, transmudando-se em manchas desbotadas. A viagem para casa, em Manaus, seria longa e cansativa. André fechou os olhos e acomodou-se na … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 22 Comentários

Tenebroso (Tereza Santiago)

Na cidade de Manicoré tudo era silêncio. Quando os ponteiros do relógio se encontravam, o som do sino da igreja da matriz invadia as casas anunciando que já era meia … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 21 Comentários

Nascendo Outra Vez (Emanuel Maurin)

Adoro nadar em águas perigosas. Toda vez que entro em algum rio, levo minha faca de aço damasco de uns 20 centímetros para eventuais desbravamentos. Meu irmão, o Pedro, que … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 23 Comentários

Amálgama (Rodrigues)

O homem acordou cheio de picadas pelo corpo, a mão suja com sangue ressecado grudado na faixa e descansando em cima do peito resfolegante. Não tinha saída. A próxima hora … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

Filhos da Amazônia (Priscila Pereira)

Sonhava com a floresta todas as noites, sem exceção. Tudo sempre do mesmo jeito. A quentura abafada e úmida, o suor escorrendo pelo rosto, o céu escondido pela copa das … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 14 Comentários

Quem quer? (Vanessa Honorato)

O sol brilhava forte no interior amazonense. A camisa de Jandir estava molhada nas costas e axilas, sinal de um longo dia de trabalho capinando entre as becas da pequena … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

Terra de Santa Cruz (Luciana Merley)

Nos braços já dormentes, esquecidos pela dor, Nadi sustentava junto ao peito o corpo gemente do menino enquanto embrenhava na mata sem trilhas. Os braços dele, finos e corados do … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 40 Comentários

Filho de mãe solteira (Anderson Prado)

Atrás da porta da sala, feito folhinha de calendário, minha mãe trazia pendurado, com barbante, prego e tabuinha, “No caminho, com Maiakovski”. E foi assim que eu fiquei sabendo que … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 20 Comentários

Labirinto (Bruna Francielle)

Uma mão de temperatura cadavérica acariciava a coxa direita e grossa de Mary Jane. Grãos de pipoca caiam da boca da moça enquanto ela e seu par assistiam a um … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 17 Comentários

O segredo em seus olhos (Fátima Heluany)

Quando botei o pé no primeiro convés da lancha, vi logo que estava pisando em um degrau de outro mundo. A linha d’água acompanhando a linha do horizonte, ribanceiras e … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

Iara (Sonia Zaghetto)

Sonho todas as noites com o rio. Por vezes estou no fundo, a ver passarem os peixes. Em outras ocasiões, afogada, olhos abertos, entre fios de capim e seixos que … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 24 Comentários

O destino de Acaé (Jorge Santos)

No ruído ténue da noite, enquanto o barulho da cidade se mistura com os uivos do cio dos vizinhos, olho desesperado para o monitor do computador à procura de inspiração. … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

As lágrimas que o rio esconde (Ana Carolina Machado)

Lydia gostou muito da idéia de viajar para o Amazonas, mais especificamente para o interior do estado. Iriam visitar  uma região em que a floresta amazônica ficava no quintal das … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 14 Comentários

A guerra de Abimar (Thiago de Melo)

(inspirado em acontecimentos reais) “Eu não tenho mais ninguém, pai!” disse a mulher, uma ponta de humilhação ferindo o peito. “Foi embora pra São Paulo, ficou lá esses anos todos … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 14 Comentários

Iberê (Renata Rothstein)

Mais um dia chegava ao fim, naquele distante Brasil. Tão distante, quanto belo e sofrido.  Na terra das chuvas o pouco era sempre muito, pra bem, ou pra mal. Misto … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 17 Comentários

O meio, o retorno e o fim (Cícero Lopes)

A “treta” começou quando a União Européia, sob liderança russa, desafiou todo aquele seu histórico de conduta, manifesta constantemente na neutralidade e decidiu, contra todas as expectativas e crenças, intervir … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 14 Comentários

Do lado direito, vinha um sul do oeste (Gustavo Aquino)

I O sol não havia brotado de dentro do Tapajós. – Vai ser um aguaceiro dos brabo… – suspirou Baltazar, desviando os olhos das pedras que se projetavam nas águas … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 22 Comentários

Asas abertas, voou (Pedro Paulo)

O jovem quis saber por que não alugaram uma canoa menor, mas o Xamã Mebêngôkre disse que entenderia quando chegassem. Já à margem da pequena ilha, logo depois de ser … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 20 Comentários

À Margem (Alexandre Coslei)

Calor. Uma gota de suor brotou na minha testa. Reforçada por outras gotas, ela marchou densa pelo meu rosto, num obstinado trajeto que encerrava a intenção suicida de saltar do … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 21 Comentários

A Mente Atormentada Produz Assombros (Angelo Rodrigues)

Aluguei um pequeno apartamento no Bixiga, precisava me concentrar e escrever. Suas duas janelas davam a um estreito prisma de ventilação onde o sol era visível apenas por duas hora, … Continuar lendo

7 de junho de 2020 · 13 Comentários

Regulamento Desafio “Amazônia”

Capítulo I – Disposições Gerais Art. 1º A participação no Desafio “Amazônia” é totalmente gratuita. Art. 2º O certame é voltado para ESCRITORES que orgulhosamente sejam também LEITORES.  Capítulo II – … Continuar lendo

16 de maio de 2020

Menina Negra – Entre Continhos (Sofia Cassoli)

No dia 14 de setembro de 2008, nasceu uma menina chamada Isabela. Desde seu nascimento, seus pais sempre lhe deram carinho, amor, conforto. Seus pais tinham ótimos empregos. A mãe … Continuar lendo

13 de maio de 2020 · 5 Comentários

O Diário – Conto (Antonio Stegues Batista)

Diário encontrado durante a reforma do antigo hotel Blackhorse em Whitechapel, Londres. WHITECHAPEL, LONDRES 1888        Ainda estou morando nesse hotel sórdido, mas é por pouco tempo. Achei que poderia ter … Continuar lendo

10 de maio de 2020 · 4 Comentários

Meu Presidente – Conto (Regina Ruth Rincon Caires)

Início da década de 1960…  A pequena vila, acanhada, era quase estéril de empregos. Afora os pequenos sitiantes e comerciantes, o resto lutava só Deus sabe como… Mas tudo era … Continuar lendo

5 de maio de 2020 · 8 Comentários

A Máscara da Morte Rubra – Clássico (Edgar Allan Poe)

A “Morte Rubra” havia muito devastava o país. Jamais se viu peste tão fatal ou tão hedionda. O sangue era sua revelação e sua marca. A cor vermelha e o … Continuar lendo

2 de maio de 2020 · 3 Comentários

As Amantes de Celestino – Conto (Jorge Santos)

Na barbearia da pequena cidade do interior estão, ao todo, oito homens. O senhor Silva, homem baixo e vivido, com fama de mulherengo, cortava o cabelo a um homem de … Continuar lendo

28 de abril de 2020 · 6 Comentários

Mas, o que ele poderia fazer? – Conto (Angelo Rodrigues)

Quando eu era ainda um menino bem pequeno, meu pai nos deixou. Em casa ficamos apenas eu e mamãe. Aos poucos eu me tornava adulto e mamãe cautelosamente envelhecia, e … Continuar lendo

26 de abril de 2020 · 7 Comentários

Aquela Dor Agridoce, Aquele Vazio Conveniente – Conto (Fabio D’Oliveira)

Daniel não gostava daquela combinação de cores. Roxo e amarelo. Chamativo demais. Mas mantinha a parede da sala daquela forma. Não tinha dinheiro para contratar um pintor. — Está me … Continuar lendo

23 de abril de 2020 · 9 Comentários

Família é uma merda – Clássico (Rubem Fonseca)

Tenho uma saúde de ferro, mas andava sentindo umas dores de cabeça e fui à farmácia comprar aspirina. Foi assim que conheci Genoveva. Ela me perguntou para que eu queria … Continuar lendo

20 de abril de 2020 · 6 Comentários

Listando Desejos – O Encontro – Conto (Priscila Pereira)

Dizer que eu estava nervosa com o encontro daquela noite seria pouco, muito pouco. Eu estava apavorada! Petrificada! Morta de medo! Não diziam que depois de muito tempo de falta … Continuar lendo

18 de abril de 2020 · 6 Comentários

Resultados do Desafio “Envelhecer”

Caros entrecontistas, chegamos ao final de mais um desafio emocionante! No total, 38 contos inscritos divididos em dois grupos, com três contos desclassificados no total. Mas, no fim, o que … Continuar lendo

14 de abril de 2020 · Deixe um comentário

Envelhecer – Finalistas

Caros entrecontistas, Vencida a etapa inicial, passamos à finalíssima, com os contos campeões em cada um dos dois grupos. São eles: Grupo 1 – Amanhã vou ao Cinema (Velhinha);  Grupo … Continuar lendo

12 de abril de 2020 · 25 Comentários

Envelhecer – Avaliação – 1ª Fase

Caros participantes e amigos, Agradecemos como sempre a presença de todos por aqui. No total tivemos 38 (trinta e oito) contos inscritos para este desafio. Passamos a seguir às regras complementares … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 35 Comentários

Elena e Lena no reflexo (Ana Carolina Machado)

Quando se chega aos setenta anos os ponteiros do relógio chamado tempo começam a girar ao contrário. Como se o presente quisesse se encontrar com o passado e a velhice … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 23 Comentários

Retrato de Afrodite enquanto jovem (Bia Machado)

A coisa mais colorida nesse apartamento é a pintura que Simone fez de minha avó. Eu gosto de ficar em frente a ele, olhando para o “Retrato de Afrodite Enquanto … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 53 Comentários

Amanhã vou ao cinema (Paula Giannini)

Primeiro dia.  É meu aniversário. Não ligo, nunca me importei. Amo a vida, mas sempre detestei essa coisa de autocelebração. Ainda assim, a Dirlene fez um bolinho de cenoura com … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 71 Comentários

Do que mais me recordo… (Sergio Sola)

De sorriso embargado abri, com gestos trémulos, com as mãos enrugadas das vicissitudes do tempo, aquela caixa de cartão. Os meus 80  anos estavam quase todos ali. Aquela caixa… toda … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 22 Comentários

Velharia (Fernando Cyrino)

Caso fossem essas diferenças bobas do tipo: eu gosto de azul e o Jairo adora o vermelho, tudo bem. Só que na nossa situação os contrastes são tremendos e nos … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Asas de graúna (Catarina Cunha)

Não se sabe se Graúna ganhou o apelido por conta da cor de sua pele e cabelos, ou da potente voz soprano,  que encantava todos os um mil e quinhentos … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

A Maldição dos Eternos (Rafael Carvalho)

Nasci com uma condição rara, alguns chamam de doença, mas não acredito nisso, digamos que é apenas a vida tentando retornar seu curso.  Hoje é meu octogésimo sexto aniversário, e … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Lentamente (Cilas Medi)

─ Lá vem ele, falou rindo e abrindo os braços.  O netinho de onze anos não se fez de rogado e partiu para cima dele com o mesmo gesto festivo.  … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 19 Comentários

Em verdade vos digo (Inês Montenegro)

O que primeiro chamou a atenção de Emanuel foi o cão. Curvado e decrépito, chocalhava os ossos pela rua de calor e poeira, enxovalhado por com quem se cruzava, com … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

Juliana de Outrora Alhures (Rubem Cabral)

Foi no quase distante ano de 1964 que ela nasceu. Se menino fosse, seria Rômulo Jr., e não se falava mais disso. Se menina, Seu Rômulo Gregório, o pai,  queria … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Dente de leite (Cícero Lopes)

São velhos como os campos da várzea. Antigos como os cromos com as figuras de Ademir da Guia e de um certo “Diamante negro” – Leônidas. São pesados como a … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Viridis (Fábio D’Oliveira)

Epopeia de Viridis Em algum lugar no mundo de Prisca,  em águas distantes e solitárias,  Pulchram vivia como sempre viveu:  solitária numa ilhota.  Ser de essência astral, sem definição corporal, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 47 Comentários

João Antônio (Eneida Ferrai)

João Antônio, 84 anos, assiste a TV.  Corona Vírus, Corona Vírus, Corona Vírus… Mortes por Corona Vírus. As ruas estão vazias por conta do Corona Vírus. Na Itália são quase … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

A Incrível História do Morto que Estava Vivo (M. A. Thompson)

Aposentado, já havia perdido a mulher e os filhos para a vida. Os próprios pais foram bem antes, quando ele estava com 86 anos. E agora, quarenta anos depois, sem … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 22 Comentários

Cinzas na primavera (Elisa Ribeiro)

A vida inteira sonhara ter um carro esportivo, foi o que disse aos amigos.  Aos filhos, não deu satisfação, mas eles logo descobriram. A do meio sugeriu uma reunião de … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 24 Comentários

Os filhos de Egronte (Jorge Santos)

A coluna de soldados romanos atravessava o bosque. O passo era vigoroso mas no rosto era visível o cansaço. De todos eles, Agripius era o mais velho. Tinha 45 anos, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

A Escolha de Noninha (Claudia Roberta Angst)

Ao completar meio século de vida, recebi como presente uma missão no mínimo curiosa: ir atrás de dicas para envelhecer bem. Sim, meu chefe ousou me passar a inusitada tarefa … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 28 Comentários

Mestiço (Gustavo Araujo)

Com o tempo acostumara-se ao rangido agudo que escapava das rodas. Com o desequilíbrio enjoado que fazia seu corpo pender de um lado para o outro enquanto a carroça investia … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 19 Comentários

Minha Família Querida (Paulo Luis Ferreira)

“A vida é boa de se viver, a gente é que não presta”.                                                                        (Dito popular) Penso de quantas maneiras eu poderia apresentar e, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 28 Comentários

Não fazer nada é bom remédio (Fátima Heluany)

Tarde da noite começava a caçada. Vasculhava memórias, gavetas, agendas. Não buscava um estranho. Nem um desaparecido. Ele estava morto. Eu vivia com um pé no passado, esquadrinhando vestígios de … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 23 Comentários

Da Janela (Claudinei Novais)

Abri a cortina da sala e fiquei observando as crianças brincando na rua. Apesar do tempo frio, o dia amanheceu um pouco mais claro e sem garoa, e por conta … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 37 Comentários

Segunda-Feira (Amanda Gomez)

Cheguei no horário de costume, passei pelo segurança, Carlos, que já conhecia bem minha cara, me cumprimentou com o sorriso e o olhar de pena característicos. Meneei a cabeça e … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 30 Comentários

Pau Brasil (Jorge Miranda)

“Doutorzinho, manda eles darem comida pra Pau Brasil”. Essa frase surgiu de imediato em minha mente quando aquela figura esquálida atravessou a rua bem em frente ao meu carro. A … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 19 Comentários

Mulher-Dama (Regina Ruth Rincon Caires)

Não fosse a dor lancinante nas pernas, não sairia da cama antes que o sol estivesse a pino. Mas tornou-se insuportável. Precisava de café forte.  Tateando as paredes, chega à … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 25 Comentários

A vizinha (Rodrigues)

Ela tinha cabelos longos. Estava sempre com uma xícara de café, parada no alpendre. Eu ouvia conversas e risadas vindas de sua casa, embora não houvesse movimento. Pela noite, a … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 19 Comentários

Eu já disse que te amo hoje? (Daniel Reis)

Desde a primeira vez em que o viu, encostado num canto, teve a intuição de que ele seria tudo. Exatamente o que ela precisava e queria, a vida inteira. Ainda … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 22 Comentários

Vida Roubada (Fábio Monteiro)

Há quem diga que nascer é uma dádiva, que viver é uma luta e que envelhecer é uma graça. O que acontece entre essas três verdades é aquilo o torna … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 21 Comentários

Listando Desejos (Priscila Pereira)

Corri até o ponto do ônibus, bem, correr é só uma expressão mesmo, caminhei o mais rápido que minhas pernas e fôlego permitiam, e cheguei bem a tempo, ainda bufava … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 45 Comentários

Casa de Contrição (Luciana Merley)

O terreiro amarelo e bem varrido parecia-me agigantado assim como são todas as coisas na infância. Poeira que subia nas tardes de todo dia, nas peladas com menino homem, de … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 41 Comentários

Uma última batalha (Marco Piscies)

Afastou a lona e entrou na enorme tenda onde os soldados em breve se preparariam para a batalha. A luz do sol se arrastou para dentro do recinto vazio e … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

Em óleo sobre tela (Fernanda Barbetta)

Um quadro. Eu e o Carlos, lado a lado, retratados em tinta a óleo sobre uma tela de 120 centímetros de largura por 80 de altura. Segundo o Juninho, nosso … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 72 Comentários

Envelhecer (Júlia Alvim)

Sou uma carcaça. Tenho trezentos anos. Quem pensa ser eu algo sobrenatural, está se enganando. Os antigos viviam horrores, e ter essa idade não significa nada. Já vi de tudo, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 30 Comentários

Crepúsculo (Antonio Stegues Batista)

Roteiro 2413/35-VRHD.  Cavalo e cavaleiro, haviam transposto montanhas, atravessado pântanos e desertos em busca do Santo Graal. Quem beber o orvalho na taça, terá juventude eterna, dizia a lenda. Heitor … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 23 Comentários

Cansaço (Valéria Vianna)

Parei de ir à missa – disse. Num tom de voz baixo como se temesse ouvir-se.  O amigo estranhou:  – Por causa daquilo?  – Exatamente, por causa daquilo.   – Está … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 22 Comentários

Água Sanitária (Angelo Rodrigues)

Eram todos meninos e meninas que mal chegavam aos vinte anos; adultos que se apertavam na fila do supermercado, num encontro de línguas quase esquecidas de mim. Desconfortada naquele desencontro … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 20 Comentários

Regulamento Desafio “Envelhecer”

Capítulo I – Disposições Gerais Art. 1º A participação no Desafio “Envelhecer” é totalmente gratuita. Art. 2º O certame é voltado para ESCRITORES que orgulhosamente sejam também LEITORES.  Capítulo II – … Continuar lendo

29 de fevereiro de 2020 · 1 comentário

O profeta e o matador – Conto (Givago Thimoti)

Era o terceiro da chuvosa noite. O movimento já era conhecido por seus impotentes rivais, treinado até a exaustão desde criança, quando ouviu pela primeira vez a profecia enunciada por … Continuar lendo

23 de fevereiro de 2020 · 3 Comentários

Enchente – Conto (Ronaldo Brito Roque)

Todo mundo tem um parente ou amigo que mora num apartamento mais alto. Este será incomodado. Todo mundo tem um parente ou amigo que tem uma camionete ou um pequeno … Continuar lendo

21 de fevereiro de 2020 · 1 comentário

A Essência de uma Mulher – Poesia (Nonato Nogueira)

Fecho os olhos e vejo-a. Deslumbrante como a lua de inverno. Feito pétalas na primavera exala teu cheiro Inebriante feito feromônio corporal Tua força sobrepuja a vida andante Teus desejos … Continuar lendo

19 de fevereiro de 2020 · 8 Comentários

A Onça do Sertão – versão estendida – Conto (Rafael Penha)

Era tarde, o sol batia forte na casa de tolerância da pequena cidade no interior do Pernambuco, pouco maior que um vilarejo. Gritaria e correria se ouviam pelas ruas. – … Continuar lendo

19 de fevereiro de 2020 · Deixe um comentário

Fogão de Lenha – Poesia (Welton Moraes)

A infância permeada pelo calor das suas mãos ao fim da brincadeira de roda Lenço amarrado na cabeça aparando o suor Vinha lá de dentro bailando livremente tendo a brisa … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2020 · 7 Comentários

O Inferno no terreno baldio – Conto (Isaías Gresmés)

Num terreno baldio, esquecido até pelo proprietário, concentra-se entre os montes de lixos de toda natureza, uma parcela, apenas mais uma parcela da sociedade. A parcela dos esquecidos, dos mortos-vivos, … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2020 · 2 Comentários

Oh, Capitão, Meu Capitão – Clássico (Walt Whitman)

Oh Capitão! Meu Capitão! Nossa viagem terrível terminou; O barco venceu todas as tormentas, o prêmio que perseguimos foi ganho; O porto está próximo, ouço os sinos, o povo todo … Continuar lendo

15 de fevereiro de 2020 · 1 comentário

Deve ser ela – Conto (Moisés Soares)

O telefone tocou: “deve ser ela”, pensou Joaquim, este pensamento já se tornara automático para ele, nunca era ela. As coisas tinham se tornado tão complicadas para ele que ele … Continuar lendo

13 de fevereiro de 2020 · Deixe um comentário

Augusto – Conto (Angelo Rodrigues)

Seria o primeiro emprego de Augusto. Havia estudado por meses em apostilas, cadernos, livros, anotações, o diabo. Passou num concurso cujo desejo de vitória alcançava a muitos. Com vinte anos … Continuar lendo

11 de fevereiro de 2020 · 6 Comentários

Elisa Ribeiro

Maria Elisa Soares Ribeiro nasceu no Rio de Janeiro e vive atualmente em Lisboa. Sempre gostou de escrever, mas somente a partir de 2015 passou a se dedicar ao ofício … Continuar lendo

9 de fevereiro de 2020 · 4 Comentários

Um Salieri da Vida Real – o embate Poe X Griswold – Artigo (Sonia Zaghetto)

Edgar Allan Poe – nascido em 19 de janeiro – é o mestre do fantástico, do romantismo sombrio, raiz primeira do romance policial. Seu trabalho é impregnado de brumas, de … Continuar lendo

7 de fevereiro de 2020 · 3 Comentários

Uma Proposta Modesta – Clássico (Jonathan Swift)

É motivo de melancolia para aqueles que passeiam por esta grande cidade, ou que viajam pelo campo, verem nas ruas, nas estradas, e às portas das barracas, uma multidão de … Continuar lendo

5 de fevereiro de 2020 · 1 comentário

Resultados do Desafio Micro Contos 2020

Caros entrecontistas, amigos, e até mesmo você que deixou de participar por um triz! Um desafio sensacional e intenso! Muito legal ver nosso site e nosso grupo bombando! Oitenta e … Continuar lendo

2 de fevereiro de 2020 · Deixe um comentário

Avaliação – Desafio Micro Contos 2020

  Caros Entrecontistas, Agradecemos mais uma vez a presença de todos por aqui. No total 85 (oitenta e cinco) micro contos inscritos neste desafio aberto! E o que é melhor, … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 69 Comentários

Vertigens (Fabiano Sorbara)

Testemunho Jesus repartir o pão. 2.027, o Brasil torna legal a pena de morte. Dia D, Normandia. Presencio o nascimento da minha avó. Chernobyl. Woodstock. Titanic. Amanhã enfartarei. Pensei que Cleópatra … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 78 Comentários

Só o mensageiro (Carlos Vieira)

Jojosé, prestativo, ingenuinamente gago, portava recado sério ao Delegado Olegário: “Sua mulher, Cicinha, reabandonara-o por outro!”. Atravessou-lhe, porém, boato do estouro de Boião Chifrudo, animal de conhecida faixa etária: oitenta … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 83 Comentários

[Insira seu sonho aqui] (Alan Ferazi)

Sinto-me vazio quando eu ando pelo meu coração. Já teve essa sensação? De quando há um mundo inteiro em cima de você quando não há mundo algum perto de ti? … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 108 Comentários

Um homem feliz (M. A. Thompson)

Chegariam mais tarde hoje.  Há os que preferiram não arriscar. Entre os que liam alguns resolveram ir mais cedo para casa. “Cornélio morreu” estampava a capa de todos os jornais. … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 177 Comentários

Tenso (Fernanda Barbetta)

Enxugou o suor da testa, inspirou fundo, precisava fazer uma nova tentativa. As mãos tremiam e a bala estava muito lá no fundo, não conseguia alcançá-la. Quando finalmente sentiu que … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 112 Comentários

Tempestades (Fátima Heluany)

Ela dormia virando na cama! numa cama enorme, num quarto enorme, sozinha.  Acordou cercada de feras, sacudida por ruídos temerosos. Suor na testa, baba no travesseiro.  Janela entreaberta, olhos em … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 82 Comentários

Um prato que se come cru (Vitor de Lerbo)

A roça é um péssimo lugar para se ter insônia. Noite após noite, assim que Fred conseguia pregar os olhos, lá pelas 4, o galo, chamado Talo, começava a cantar. … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 79 Comentários

Vincent (Angelo Rodrigues)

Quis pegar a maçaneta da porta, mas não o fiz, e fui até a janela atraído pelo movimento daqueles que passavam pela rua. Que urgências moveriam tantas pessoas?  Sentei na … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 80 Comentários

Rhyldax, o Feiticeiro (Carolina Oliveira)

Nos confins do subterrâneo havia uma família de elfos negros um tanto quanto assustadora. Eles se orgulhavam muito de seus atos vis e todos, exceto um, cometeram atrocidades. Este, de … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 85 Comentários

Pendência (Elisa Ribeiro)

Saiu pela porta da garagem empurrando a bicicleta. Àquela hora, a rua reta e plana estava completamente vazia. Vinha tentando há três semanas, exceto nos dias em que chovia. Os … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 82 Comentários

Plano de observação (Nelson Danilo)

Finalmente, lá estava ela! Ajustei outra vez o foco, pois queria uma imagem bela. Melhor a aparência, melhor a qualidade como evidência.  A ilha, desprendida da gravidade, contrariava as leis … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 75 Comentários

Receita de um casamento (Bruna Francielle)

Esta é a Receita do casamento entre uma Rúcula amarga e um Tomate seco, feito sobre uma massa de paixão tostada e arrebatadora. Complementa queijo de luxúria e orégano de … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 73 Comentários

Pupa (Augusto Brock)

Nasceu na merda. Rastejou pela podridão e dela se alimentou até merecer a crisálida, inerente, biológica, mais forte que todas as suas escolhas. Entregou-se involuntária e se transformou. Criou expectativas. … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 79 Comentários

Silêncio (Catarina Cunha)

Lírios beijados flutuam para Iemanjá. O céu surdo explode esperança. Na areia as pegadas mudas de um ano ruim.  Ele chegou manso e sentou-se ao seu lado. Ela suspirou sentindo … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 76 Comentários

Permuta (Marco Piscies)

Amanda não gostava de estar no corpo de um homem, mas era o preço a pagar. Agora chorava a ausência da esposa – ela mesma – em um funeral feito … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 74 Comentários

Rosinha (Jowilton Amaral)

O garotinho volta do jardim e entra no quarto seguido de sua irmãzinha Rosa. A mãe, ao celular, observa-os da sala. Minutos depois, um grunhido abafado chama a atenção da … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 81 Comentários

Rosas (Emanuel Maurin)

Cravo, por ciúmes, empurrou Rosa. A infeliz correu amedrontada para perto da roseira no jardim, e Cravo, entregue cegamente ao impulso irracional, arrancou o facão da cintura e correu atrás … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 74 Comentários

O Planner (Amanda Gomez)

Olhava o teto em completa apatia, uma lágrima atrevida escorria por seu rosto. “Mais um dia, menos um dia” De repente uma energia inesperada a fez levantar.  “Esse ano vai … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 71 Comentários

No Velório (Raione Pedrosa)

No velório da tia Hilda, um velho conhecido seu, membro das Testemunhas de Jeová, veio sentar ao meu lado no banco. Dada minha extrema juventude, deve ter se sentido tentado … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 72 Comentários

O Chatô de galochas (Davenir Viganon)

Assim intitulo o filme que nunca lancei. Apesar das inúmeras regravações, remendos no roteiro e remasterizações de antigas cenas granuladas. A grande produção da minha vida é dirigida por mim, … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 73 Comentários

Parto de Ternura (Regina Ruth Caires)

A melodia envolvente, de maneira imprevista e regida pela toada do clarinete, abraçou a noite que mal nascera. Passado o êxtase dos primeiros acordes, muitos acorreram às janelas. Sob o … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 74 Comentários

Os Vampiros (Ana Maria Monteiro)

Os vampiros, sedentos, invadiram a cidade dos homens, apagando toda a luz. Os homens, roídos pelo medo, entregaram o poder aos vampiros. Os vampiros sugaram tudo aos homens: esperança, vontade, … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 71 Comentários

Não seria hoje (Alice Castro)

Não seria hoje nem agora que ela iria embora. Mas já havia dito que ia, porque estava muito braba. Zangada e enfezada. Ameaçava, batia o pé e até gritava. Mas … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 103 Comentários

O Sentido das Coisas (Fabio D’Oliveira)

Avril meneou a cabeça, incrédula. “Por que insiste nisso? Vai ficar todo molhado!” O menino se levantou, aproximando-se da proa do barquinho de cedro, meio distraído, e respondeu: “Porque quero … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 74 Comentários

O precipício (Leandro Coelho)

Os dois chegaram de mãos dadas à beira do precipício. Sem ter para onde andar, fecharam os olhos e giraram por alguns segundos. Tontos, ainda de olhos cerrados, pararam, suspiraram … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 88 Comentários

Numa tarde de primavera… (Eder Capobianco)

– Você não está cansado de sofrer? – Hã? – Sofrer! Por amor, falta de dinheiro, angústia. Porque mora num apartamento pequeno nos confins da cidade. Porque você não tem … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 74 Comentários

Na Avenida (Gustavo Moura)

Disse meu nome pela terceira vez. Espantei o porteiro com minha bronca. Três vezes! Um insulto. Subi as escadas apressado, acendi a luz e fui para o terraço. Uma multidão … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 71 Comentários

Morto de Rir (Sabrina Dalbello)

Sentiu pequenos apertões nas axilas e leves toques no pescoço provocaram-lhe arrepios. Não conteve os espasmos dos músculos, o eriçar dos pelos. Mas não riu. Ninguém sente cócegas enterrado vivo.

19 de janeiro de 2020 · 71 Comentários

Morte (Nilo Paraná)

Eu a conheci a algum tempo, e desde então a morte me visita toda noite. Travamos batalhas incessantes, algumas homéricas. Ora um se adianta, ora outro toma vantagem. Vivemos um … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 83 Comentários

Mar (Fernando Cyrino)

Laura trouxe o baldinho amarelo e a pá. Juntou-se aos novos amigos que tentavam construir um túnel na areia. O casal saiu embolando suas coisas, arrastava toalhas, brinquedos e filhos. … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 74 Comentários

Inferno (Andreza Araujo)

O público encarava a enorme bola de fogo que se aproximava com rapidez. O herói também; estalou os dedos, preparou-se para voar. Qual era o sentido de tudo aquilo, afinal? … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 69 Comentários

Lição (Thais Pereira)

— O que você está lendo, papai? Seis palavras que me tiraram completamente da zona de conforto. Enquanto minha filha brincava, no chão da sala, eu aproveitava para colocar a … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 70 Comentários

K. (Bia Machado)

Uma, duas, três peninhas perto da janela entreaberta. Segurou Maurice enquanto ele lambia uma pata. – Menino malvado! Como consegue fazer uma coisa dessas? Pensativa, alisou o pelo do gato. … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 141 Comentários

Irma e Enzo (Luciana Merley)

Irma é o nome do vento que passeou pela Flórida em 2017.  Os olhinhos de Enzo, estatelados de anseio, saboreavam a chegada de cada caixa de suprimentos pra manter a … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 72 Comentários

Hoje dou cabo disso! (Cláudio Alves)

“Hoje dou cabo nisso!” – resolveu Maciel. “Hoje dou cabo nisso!” – murmurou Ernesto. “Hoje dou cabo nisso!” – vociferou Joana, envenenando o café de Manuel. “Hoje dou cabo nisso.” … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 140 Comentários

Fim de tarde (Renata Rothstein)

O sol do fim de tarde espalha ondas alaranjadas pelo assoalho. No tapete, Mariana e Carlos fazem amor, apaixonadamente. Reconciliação. Outra.  Então, as vozes – incessantes, cruéis. Chora, em silêncio. … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 69 Comentários

Em tempo real (Tom Lima)

Forca, cadeira elétrica e até mesmo fogueira foram propostas da família presidencial quando a pena de morte passou a vigorar no Brasil, mas a injeção letal foi deferida enquanto espetáculo … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 72 Comentários

Faxina (Claudia Roberta Angst)

Esfregou, torceu e mergulhou o pano no balde. Repetiu a operação várias vezes até ficar satisfeita. Cantava, chorava, ou talvez quem sabe, rezasse uma ladainha. Lembrou-se do que o falecido … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 72 Comentários

Despedidas (Givago Thimoti)

Depois de anos distantes, o falecido assombrava Cristiano, quase homem feito; noivo, doutor formado, riquíssimo, de postura importante. Não lembrava em nada o jovem choroso, sonhador, exilado que a cidadezinha … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 77 Comentários

Eles se amam (Cícero Lopes)

O meu paletó de giz riscado e o seu vestido de seda estampado, quem poderia supor? Caíram um sobre o outro quando os atiramos, e agora, ainda que esgotados, continuaram … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 69 Comentários

Enquanto isso, numa nanofábrica para backups de consciência… (Leandro Ciccarelli)

— Sinceramente não entendo como as pessoas abrem mão de seu livre arbítrio para conectar-se a uma nuvem… Neurônios e sinapses, todos prisioneiros de uma falsa ilusão nanotecnológica… Não engulo … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 71 Comentários

Gelo e Lâmina (Giovani Gomes)

Ouvi a plateia e esperei para entrar, excitado com o ressoar das vozes e da lâmina que sulcaria o gelo sob meus pés. Logo que a luz da arena me … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 77 Comentários

GPS (Marília Ramos)

Quando nenhum caminho me leva até você, todos parecem errados. Há tantas rotas no GPS, mas nada me deixa de frente pra tua porta, de cara contigo. Aqui diz que … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 69 Comentários

Errado (Matheus Pacheco)

-Você não estava morto? -Correção, eu estou morto! -Você é um fantasma? -Não sou. -Você é real? -Também não. -Então…eu finalmente fiquei louco. -Na mosca

19 de janeiro de 2020 · 75 Comentários

Cultivando Sinceridades (Fil Felix)

Sempre ouvi que “certas verdades doem“… O sereno da noite caía sobre nós dois quando puxei da garganta um caule carregado de espinhos, espesso e brilhante feito pedra de jade. … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 70 Comentários

Daquelas coisas a que chamamos de ilusão (Angela Cristina)

Pensou no que aconteceu antes, mas de que adiantava? Puro masoquismo! -Que ódio, que ódio, que ódio! Cada palavra era intercalada por um soco na mesa. -Daqui pra frente sou … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 69 Comentários

Ballet (Alice Zocchio)

Passaram a tarde criando coreografias com a música que vinha dos ensaios. Até cansar e dormir. Uma hora antes da estreia, levaram a sacudida. – Olha a fila. Saiam da … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 69 Comentários

Calendário (Daniel Reis)

— Tarde, seu Rubens. — Quanto tempo, seu Luís! Vai beber o quê? — Não bebo mais, nessa idade. A mulher mandou pedir calendário, daqueles de parede… — Ixi, 2020? … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 90 Comentários

Desculpa N°94 (Sarah Nascimento)

Ajudou a filha com a lição de casa. Geografia, formação de cavernas. De noite, antes de adormecer, as palavras ficavam se repetindo nos pensamentos do pai. “Calcário, fendas, água, formações … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 69 Comentários

Brisa de Outono (Evandro Furtado)

Ajoelhou-se em frente à lápide, os olhos repletos de lágrimas. No bolso, a passagem de volta pra São Paulo. – Tá aqui, mainha. Como prometido. Virou as costas e partiu. … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 71 Comentários

De príncipe a sapo: um conto de “fardos” sem final feliz (Luiza Moura)

Era um príncipe encantador e ela à primeira vista se apaixonou, mas quando juntos o belo castelo desmoronou e o beijo doce em um veneno se transformou, da flor à … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 142 Comentários

Boa Menina! (Rubem Cabral)

Laika, sozinha no espaço, sem entender. Gotas de saliva boiando em bolinhas viscosas através da cápsula. O mundo azul, girando, girando, lá fora. A respiração formando nuvens de vapor, cada … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 71 Comentários

Através da fechadura (Jorge Miranda)

Ela não possuía grande formosura. Mesmo com a visão limitada pela fechadura eu olhava as suas formas e chegava quase a sentir o aroma de sua pele. Seria tão bom … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 74 Comentários

Acidente (Ana Carolina Machado)

Decidiu por um ponto final na relação quando foi agredida. Afogou as mágoas com uma garrafa de vinho e o namorado na piscina.

19 de janeiro de 2020 · 70 Comentários

A Longa Espera (Luiz Eduardo Domingues)

Tirou do bolso uma caixinha de veludo, pondo-a delicadamente sobre a mesa, procurando o melhor arranjo possível. Tentava concentrar-se na televisão, que exibia novamente o caso do incêndio num shopping … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 71 Comentários