EntreContos

Detox Literário.

[Colchetes] (Adélio Um)

  Parte 1: A fila – “Leve essa papelada para carimbar”, dizia a mensagem no watts vinda do chefe da Casa, que prosseguiu argumentando. Enumerou todos os problemas da administração … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

A Ressurreição dos Mortos (Lázaro Anástasis)

  Chuva fina e insistente – lágrimas sobre lápides escurecidas pela poluição. Entre corredores e jazigos, a mulher rastreava o endereço definitivo daquele seu tio praticamente desconhecido. Nunca se encontraram … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Brejo da Cruz (Julinho de Adelaide)

  Fechou o buraco. Era o quinto que plantavam naquela semana. Todos jovens, todos azuis e filhos do mesmo destino, sina marcada em cada um deles desde o dia em … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Drama (Glen&Glenda)

O cuidador – que era japonês e cego – empurrava a cadeira de rodas do baixinho que o contratara há muitos anos. A dupla passava pela frente de um muro … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Fogueira das Sanidades (Gogol Wolfe)

  Grenaldo Rosa acordou completamente desajuizado. Coçou o cenho com força e percebeu que estava sem óculos. Jamais havia usado esse artefato – sua visão era ótima – mas como … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Herdeiros da Vingança (Keiko)

  No final da trilha coberta pela neve, surgiu o vulto de um samurai. Em seus postos no alto da torre de vigia, soldados se alvoroçaram, sentiram as entranhas se … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Justiça Flamejante (Gerd)

I. Morte Agonizante era um dragão triste. Suas asas incandescentes cor de fogo o impediam de manter contato com qualquer criatura viva, incluindo a floresta ao seu redor. Talvez por … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Lágrimas de Orvalho (Alissa Harlem Kewpie)

Puck voava despreocupado como de costume. Veloz como era, ziguezagueava por entre as coníferas, balançando folhas e galhos e derrubando frutos que, por sua vez, eram logo atacados por esquilos … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Maicon (Michaelis Tradukka)

  Nunca consegui aprender outro idioma. Nem mesmo aquele que praticamente todo mundo falava; até os flanelinhas da rua. Tentei por diversas vezes, mas me enrolava todo. Quero dizer, quase … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

O Enigma do Rei (Montserrat)

Sob o céu alaranjado do crepúsculo, sacou a espada e posicionou-se, os pés fincados no chão, aguardando a investida do animal. A expressão fechada, a respiração curta, as mãos crispadas … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

O Suplício de um Deus (Rogan)

  A Sala Dourada, o cárcere privado de Omthy, mergulhada no cheiro dos incensos de cravo e canela. As Venyusas em êxtase, dançando e contorcendo-se pelo quarto quente e abafado. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

O Vaso Milenar (Hefesto)

Marcus fechou o livro e respirou fundo, navegando pela sensação que o assomava sempre que terminava uma leitura. Levou algum tempo até que se levantasse da poltrona e pusesse o … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Os Invisíveis (Guelrio)

Um peixe garoupa, revoltado com as más condições de vida na baía da Guanabara, sobe o rio Carioca até a estação do bondinho do Cristo Redentor, onde cria hábitos urbanos. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

PAF! (Mormaço)

  Conhecia o trajeto perfeitamente, embora nunca o houvesse percorrido de baixo de tamanho aguaceiro, muito menos depois de inalar três grossas e longas carreiras de PAF. Ele aumentara a … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Pequenos Grandes Segredos (Roberto Bluechevy)

Ora, dirá você, vivemos na era moderna, do cinismo científico e, apesar de terraplanistas, criacionistas e antivaxxes, não há mais espaço para o sobrenatural, para as crendices tolas da infância … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Revelações (Gavião)

Seres alados caminharam entre os homens, mas nenhuma trombeta soou naquele dia. Ouviu-se, em contrapartida, o silvo agourento de corujas. *** O Opala desbotado a acomodava enquanto, perdida por lembranças … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Uai, Hoje é Dia de Rock, Bebê! (Perna Curta)

─ Acho que eliminamos todas as provas do crime… do grande crime da minha existência. ─ diz antes de desabar sobre o sofá. ─ Faltou alguma coisa, Maria Bethânia? Alex … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Um Goblin Sonhador (Kobain)

Uma algazarra daquelas de acordar até princesa enfeitiçada tomava conta da taverna. Não era um cavaleiro recrutando guerreiros para uma aventura, nem uma jovem de cabelos esvoaçantes cantando por ajuda … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · Deixe um comentário