EntreContos

Detox Literário.

O Despertar de Cthulhu – Conto (Wilson Barros Júnior)

– Shub-Niggurath! – o monstro gritou, estilhaçando o silêncio da noite – O Bode Preto da Floresta de Mil Filhos! Ia começar de novo. A criatura nascida do horror girava … Continuar lendo

23 de abril de 2021 · 11 Comentários

Um Caso de Consciência (Wilson Barros Júnior)

O General Leonardo Ferro, Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, entrou na sala de reuniões do Palácio do Planalto, e olhou ao redor, irritado. O cômodo havia sido … Continuar lendo

20 de novembro de 2018 · 17 Comentários

Xadrez de Estrelas (Wilson Barros Júnior)

    1   – Isso não é modo de resolver um impasse – o General Li, chefe da segurança da embaixada da Terra junto a Marte, soltou a mão … Continuar lendo

1 de setembro de 2018 · 30 Comentários

Não quero assim (Wilson Barros Júnior)

“Não é assim que eu quero”, Karolaine proferia sua frase predileta, energicamente, como se fosse uma criança de quatro anos. Desta vez era porque não queria comer churrasco, mesmo tendo … Continuar lendo

5 de agosto de 2017 · 26 Comentários

O Retorno dos Deuses (Wilson Barros Júnior)

Olhei para baixo, e com uma exclamação de sobressalto, vi que tinha acontecido de novo: meus pés estavam enormes, deformados e com poucos dedos. Consternado, notei também que minha altura … Continuar lendo

20 de maio de 2017 · 62 Comentários

A Galinha Degolada II (Wilson Barros Júnior e Gustavo Araujo)

Por muito tempo eu vivera na paz que todo ser humano almeja. Os direitos autorais do meu livro “Estupradas ao Anoitecer” eram suficientes para uma vida confortável, e eu ainda … Continuar lendo

13 de julho de 2016 · 39 Comentários

Isso Não é Um Assalto (Amanda Gomez e Wilson Barros Júnior)

O que estou prestes a fazer pode ser resumido em uma única palavra: Estupidez. Uso uma peruca ruiva tipo Chanel, óculos escuro e um vestido muito colado. A peruca e … Continuar lendo

2 de julho de 2016 · 36 Comentários

Xadrez dos Universos (Wilson Barros Júnior)

Miguel Los Mundos abriu os olhos e deparou-se mais uma vez com a estranha praia. Próximo à areia, as ondas deslizavam graciosamente. Entretanto, mar adentro, elas erguiam-se até grandes alturas, … Continuar lendo

14 de maio de 2016 · 55 Comentários

O Feitiço de Verínia (Wilson Barros Júnior)

Isto aconteceu no antigo Egito, lugar repleto de lendas, onde viveu Cleópatra, cercada por seus gatos. Mas essa famosa rainha viveu muito depois da história que vamos contar agora. Na … Continuar lendo

5 de março de 2016 · 29 Comentários

O Discurso (Wilson Barros Júnior)

– Queridos alunos – a professora começou -, encerramos o ano. Agradeço e perdoem-me os erros. Quem quiser pode reclamar de alguma injustiça. Transcorridos alguns segundos, a professora ia continuar. … Continuar lendo

14 de janeiro de 2016 · 58 Comentários

Pensar (Wilson Barros Júnior)

O Moderador Final Nauro-Andrel moveu sua taça de cristal curdo um milímetro para a direita. Só então levantou os olhos e dirigiu-se a Massif-Sornel, Arquentólogo Sênior. – O que o … Continuar lendo

9 de dezembro de 2015 · 77 Comentários

Pão Cotidiano (Wilson Barros Júnior)

“Quando eu estou sob as luzes Não tenho medo de nada E a face oculta da lua – que é a minha! Aparece iluminada. Sou o que escondo – sendo … Continuar lendo

12 de setembro de 2015 · 19 Comentários

O Homem do Caos (Wilson Barros Junior)

Eu não conseguia afastar os olhos do seu terno amarelo-mostarda. – Doutor, o senhor já deve ter ouvido falar de Simon de Laplace – perguntei. – O matemático. O psicanalista … Continuar lendo

3 de julho de 2015 · 54 Comentários

Rock da Fobia (Wilson Barros Júnior)

Desta vez eu entrei no apartamento e não falei nada, apenas fui ao estúdio e trouxe o violão para a sala. Adriele olhava curiosa, como um gato quando fareja coisa … Continuar lendo

30 de maio de 2015 · 34 Comentários

Amor de Verdade (Wilson Barros Júnior)

Se o amor verdadeiro pode ou não ser comprado eu não posso dizer com certeza, mas sei que o amor é muito diferente entre os ricos e os pobres. Os … Continuar lendo

31 de março de 2015 · 38 Comentários

O Sétimo Pecado (Wilson Barros Júnior)

– Vivifica, vivifica nossas almas, oh Senhor… Há muito eu não ouvia o antigo hino galês, recriado em português pelo Reverendo Wright. O nome desta antiga canção, “Ebenézer”, significa “até … Continuar lendo

2 de fevereiro de 2015 · 45 Comentários