EntreContos

Literatura que desafia.

Resultados do Desafio “Faroeste”

Caros participantes, amigos e curiosos de plantão. Este foi o melhor desafio no quesito comentários-por-participante, o que demonstra o engajamento de todos quanto à escrita e principalmente quanto à leitura. … Continuar lendo

25 de maio de 2014 · 21 Comentários

Votação – Faroeste

  Caros participantes, Agradecemos mais uma vez a presença de todos por aqui. Os arbustos rolam pelo chão seco! O suspense se faz presente! Hora da votação! O tema “Faroeste” … Continuar lendo

5 de maio de 2014 · 27 Comentários

O Rei Branco (Vitor Stuani)

  Não foram preciso muitos dias para adentrar no hermetismo que assola as terras a oeste. Com menos de uma semana de viagem, já não contava com a segurança nata … Continuar lendo

4 de maio de 2014 · 31 Comentários

Corações Negros no Desfiladeiro do Diabo (Marcellus Pereira)

– B’noite, meu bom homem! Onde um servo de Deus pode conseguir uma caneca de Arbuckles’ por aqui? Herman Wolfe encarou o homem sorridente, de sobretudo preto e colarinho branco, … Continuar lendo

4 de maio de 2014 · 26 Comentários

The Ecstasy of Gold (Willians Marc)

John Silver voltava do Sallon onde havia ido comprar leite. Usando sua roupa velha e sob seu chapéu preto, ele se mantinha de cabeça baixa, caminhando lentamente. Mesmo que John … Continuar lendo

4 de maio de 2014 · 20 Comentários

Uma História de Vingança (Davi Mayer)

I Três pistoleiros em seus cavalos cruzavam o deserto Mojave. Dois iam à frente e o terceiro na retaguarda, a uns dez metros de distancia. O sol do meio dia … Continuar lendo

4 de maio de 2014 · 25 Comentários

Pistoleiros em Boldie (Swylmar Ferreira)

– De quem foi a ideia idiota de vir a um lugar destes? Perguntou Cole, olhando a paisagem mista de vegetação rasteira, terra e areia. O sol a pino e … Continuar lendo

4 de maio de 2014 · 24 Comentários

Entre o Rifle e o Coração (Felipe Moreira)

1 Éramos apenas dois; Dedo-Torto e eu, lamentando o inverno tenebroso de Silverland. Não me lembro de ter passado uma noite tão fria desde que chegamos há dois anos. Caminhávamos … Continuar lendo

4 de maio de 2014 · 20 Comentários

Até Que Ninguém Mais Fale Sua Língua (Tom Lima)

Um cruzado rápido, certeiro e potente. O braço forte da lei. O golpe fez o forasteiro cambalear para longe do balcão. Rapidamente o salão foi tomado pelo caos. Ninguém ofenderia … Continuar lendo

4 de maio de 2014 · 22 Comentários

Duelo Final (Thais Pereira)

No horizonte, o sol se escondida. Manchava o céu de vermelho alaranjado, mostrando que o suor que escorria na face das pessoas ali presentes não era causado pelo calor escaldante. … Continuar lendo

4 de maio de 2014 · 25 Comentários

Depois do Duelo (Leandro Barreiros)

I Sonny não era um bom pistoleiro. Ele sempre soube disso, mesmo antes do desbrochar vermelho que agora tomava sua camisa, crescendo, como uma flor, de um pequeno buraco em … Continuar lendo

3 de maio de 2014 · 24 Comentários

A Noite do Cão Vermelho (Maria Santino)

A Aldeia O jovem sioux havia completado dezesseis anos de idade e estava na hora subir as montanhas para ter a sua revelação. Por esse motivo, naquela noite, em especial, … Continuar lendo

1 de maio de 2014 · 29 Comentários

Eu Atirei no Xerife (Bia Machado)

Ted emudeceu diante da confissão da garota. Tinham finalmente parado, depois de se distanciarem muito de Carlson Valley. Assim era Lilly: louca, quase insana, capaz de gargalhar de repente, sem … Continuar lendo

1 de maio de 2014 · 54 Comentários

Bananas em Columbine (Rafael Sollberg)

“Dentro de mim há dois cachorros: um deles é cruel e mau; o outro é muito bom. Os dois estão sempre brigando. O que ganha a briga é aquele que … Continuar lendo

27 de abril de 2014 · 30 Comentários

Um Estranho Duelo (Thiago Lopes)

Lembro com nitidez: ao som das esporas, seguiu-se a figura imponente – a pele queimada pelo sol do Norte, os olhos cinzentos, o chapéu de couro e a barba longa, … Continuar lendo

26 de abril de 2014 · 33 Comentários

Poncho de la Pachamama (Anorkinda Neide)

‘contra mim bate a esperta difusão do tempo, a extensa confusão do olhar, a vibrante galeria da cor: o espaço. durante uma pequena e qualquer loucura, não me componho. se … Continuar lendo

26 de abril de 2014 · 35 Comentários

Versões do Oeste (Cláudia Roberta Angst)

Há três dias, chegara àquela cidade. Desde então, desenvolvia a mesma rotina com metódica complacência. Até seu cavalo acostumara-se à monotonia de espaço e tempo. Um belo e forte animal, … Continuar lendo

26 de abril de 2014 · 53 Comentários

Yah-ik-tee: o jeito Apache (Rubem Cabral)

A palavra “tats-an” significa “morto” em Apache; embora eles nunca a empreguem quando falando de um amigo ou parente falecido, nestes casos eles dizem “yah-ik-tee”, o que significa que ele … Continuar lendo

25 de abril de 2014 · 38 Comentários

Sem Lugar no Tempo (Pétrya Bischoff)

Havia sido condenado à forca. Como todo grande evento no “bom e velho” oeste, ao meio-dia. Seguia, então, aquela procissão funesta; à frente, o desgraçado de barbas ruivas desgrenhadas e … Continuar lendo

25 de abril de 2014 · 36 Comentários

Reinação dos Covardes (Sérgio Ferrari)

As quarenta crianças circundaram Walter com gritos de alegria, enchendo-o de perguntas que não compreendia totalmente. O norte americano, muito alto, sorria olhando para baixo, apalpando as cabeças agitadas, feliz … Continuar lendo

24 de abril de 2014 · 56 Comentários

Persecutório (Eduardo Selga)

Shinbone City, 1860, qualquer dia desses, outono. Meus caros alguns de vocês, Primeiro, é importante saibam o que nunca foi de hoje: eu me odeio. E isso não é um … Continuar lendo

23 de abril de 2014 · 29 Comentários

O Desejo de uma Criança (Rodrigo Arcádia)

Foi num dia de muito sol, na poeira levantada, que ele chegou. Fazendo barulho, assustando o cachorro e as galinhas no terreno, trazendo o vento que chiava, melancolicamente. Certamente, não … Continuar lendo

23 de abril de 2014 · 30 Comentários

Planície (Ricardo Labuto Gondim)

Quando os canhões do Forte Bolt silenciaram já não se distinguia a fumaça das armas de fogo da fina neblina que cobria a planície. A chuva fria lavrou a terra … Continuar lendo

22 de abril de 2014 · 34 Comentários

O Sol Nascente do Oeste Selvagem (Jefferson Lemos)

Fort Summer, Novo México, 13 de Julho de 1881.   O Homem Sem Mestre   Os sons animados do piano mecânico preenchiam o ar com uma melodia alegre e contagiante. … Continuar lendo

21 de abril de 2014 · 29 Comentários

Coisas que lembraremos antes de ver o pôr do sol (Fabio Baptista)

Bungalow Bill secou o suor da testa, fixou o olho bom no céu e viu que o Sol já caia, brilhando como uma moeda de prata jogada em direção ao … Continuar lendo

20 de abril de 2014 · 38 Comentários

A Balada de John Raymond (Thales Soares)

O detetive apreciava seu último cigarro. Não conseguira largar esse vício, mesmo após diversas tentativas. Mas agora já não importava. Nada mais importava. Observava calmamente as lápides ao seu redor. … Continuar lendo

19 de abril de 2014 · 37 Comentários

Questão de Honra (Victor O. de Faria)

I Ainda não conseguia lembrar-se de quem realmente era. Tinha certeza apenas de um fato: possuía o gatilho mais rápido do oeste. Naquela manhã empoeirada, a cidadezinha de Nova Vitória … Continuar lendo

19 de abril de 2014 · 34 Comentários

Regulamento Desafio “Faroeste”

Este mês a enquete realizada na nossa página no facebook teve um resultado surpreendente. Sem dar chances a qualquer outro, “Faroeste” foi eleito como tema para o nosso próximo desafio. O horizonte … Continuar lendo

15 de abril de 2014 · 18 Comentários