EntreContos

Detox Literário.

A angústia da procrastinadora na hora dos deadlines (Ana Maria Monteiro)

Oh, bolas! O prazo termina hoje e ainda nem pensei nisso. Felizmente, a tarefa não é de grande monta. “Mas teria sido bom (ao menos) pensar antes em como iria … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 20 Comentários

Diversão (Maria Alice Zocchio)

Os irmãos se sentem livres quando a mãe está absorvida pelo calor do ferro e a perfeição dos vincos. Desligam a TV, abrem armários, gavetas, o guarda-roupas e os objetos … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 23 Comentários

Para sempre (Giselle Fiorini Bohn)

– Eu sinceramente não sei pra que vocês me chamaram aqui. Já foi, acabou. Se me arrependo? De jeito nenhum. Faria tudo de novo. Pior seria viver sabendo que poderia … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 21 Comentários

É lógico! (Jowilton Amaral)

— Ei, Gordo, por que você acha que eu e a Taís terminamos? — Você chifrou ela e ela soube, ora! — Mas, você acha mesmo que esse foi o … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 20 Comentários

Pedro Pedreiro (Antonio Stegues Batista)

Pedro desperta às 6:30 da manhã. Muda de roupa. Prepara a marmita, feijão, arroz, um ovo, um pedaço de linguiça, duas bananas. Coloca na mochila. Pega o ônibus. Quarenta minutos … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 29 Comentários

Quase (A. Capelli)

A menina urgente tinha pressa. As horas passavam lentas, os dias eram meses e ao fim de um mês era como se houvesse se passado uma década. Dormia estática a … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 27 Comentários

O especialista (Elisa Ribeiro)

Viam-se todas às terças e sextas. Ela, ainda de dentro do ônibus, o olhar atraído pela estranheza de sua figura, caminhando solitário na areia. Ele a acompanhava com a respiração … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 22 Comentários

A fotografia (Angelo Rodrigues)

Havia chegado o dia em que Melinda faria a fotografia que marcaria a sua infância, e ela desejou tirá-la sob uma acácia florida que havia nos jardins de sua casa. … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 21 Comentários

Nuances (Natália Koren)

O vestido era amarelo e sem graça. O sorriso também. Não conseguia entender aquele lugar. Como podia ser cidade grande quando tudo era tão pequeno? As ruas estreitas, o apartamento … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 29 Comentários

Sol que me guia (Amarelo Carmesim)

Sol, que no batismo foi chamado Marcelo, caminha só pela pantanosa região do que já foi o planalto ao redor do monte Roraima, seus passos firmes demonstram a musculatura de … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 19 Comentários

Ciclo (Maria Santino)

A escuridão do velho casebre foi quebrada pela faísca e chama do fósforo a acender o cachimbo nos lábios da idosa. Lampejos em prévia de tempestade adentraram pelas frestas sendo … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 26 Comentários

Sobre Asteroides e Pontes (Fabio D’Oliveira)

É uma verdade universal de que o som não se propaga no espaço sideral. Ninguém ouviu seu nascimento, mas ele chorou de qualquer forma. A vida é isso: comunicação. Mesmo … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 19 Comentários

Desconectado (Elisabeth Lorena Alves)

Não há o que fazer quando alguém quer criar e a Literatura e a Tapeçaria se interpõem em seu caminho. Nem mesmo a paisagem bucólica ajuda. E é fácil se … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 38 Comentários

Sonhos lúcidos não saem da sombra (Rafael Carvalho)

Chegou do hospital gritando por Alice, mas lembrou que sua filha não estava em casa. Deveria estar brincando com alguma boneca idiota na casa da amiga.  “Drª Marion, troca de … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 20 Comentários

O Expresso Fantasmão (Welington Pinheiro)

Te segura que lá vem ele, o Expresso Fantasmão. Todo preto, chei’de marra; sem luz, sem buzina; lá vem ele à toda, cavalgando endiabrado na buraqueira do morro. Não é … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 45 Comentários

Viagem aos seios de Catharina (Thiago de Castro)

O pastor Adalberto escutava, em sua sala, reclamações de um casal.  — Estou cansado.  — Do meu esforço na cozinha, das crianças? — Faz seis meses que a gente não… … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 20 Comentários

Pausa para o lanche (Felipe Lomar)

Às vezes, é necessário parar e refletir no que acabou de acontecer. Não faz nem quinze minutos, com uma fome danada e uma ansiedade que não permitiam concentrar nos processos, … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 19 Comentários

Bodas, bolhas finas (Simone Lopes Mattos)

Enquanto entravam, a mulher apoiava-se no braço do marido. Havia tempos que não usava saltos, mas escolhera o único sapato que escondia as unhas. Ele corria os olhos pelo ambiente … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 20 Comentários

Pinto caído (Emanuel Maurin)

— Marcos, tenha calma e relaxe, vai levantar… — murmurou Anita: — se você ficar chacoalhando, o bicho vai morrer de vez. E numa tentativa desesperada, beijou o pinto caído. … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 20 Comentários

Será, amor? (Luciana Merley)

Tiro o termômetro da boca, confirmo o trinta e seis ponto zero e alguma coisa, mostro-lhe o relógio e nós fazemos amor. Lépido, ele, no meio da terceira semana de … Continuar lendo

5 de julho de 2021 · 40 Comentários