EntreContos

Literatura que desafia.

Resultados do Desafio “Comédia”

Caros participantes, amigos e curiosos de sempre.

Um desafio polêmico – porque fazer graça é sempre um risco. Ao todo, 65 contos inscritos, com todas as vertentes possíveis do humor. Ou quase.

Conforme o regulamento, os participantes foram divididos em grupos. As tabelas abaixo, contendo o nome do conto, o pseudônimo e o nome verdadeiro do autor, demonstram como foram divididos.

Na primeira etapa, os participantes comentaram e avaliaram os contos do grupo imediatamente posterior. Após as avaliações, passaram à fase final os dez contos de melhor média em cada grupo, bem como desclassificados aqueles cujos autores deixaram de atender o regulamento.

Por fim, os autores classificados para a etapa final comentaram a e avaliaram todos os textos. Não só eles, mas também sete dos autores que não passaram à segunda fase, que tiveram as notas atribuídas devidamente consideradas. Infelizmente, também tivemos uma desclassificação nessa fase. O resultado final pode ser conferido na tabela abaixo:

Como vencedor, “Literassex“, de Gustavo Araujo, com 314,8 pontos e média de 8,994:

“Logo se imaginou com ela num transatlântico em alto mar, ou melhor, numa ilha deserta, porque tinha horror ao balanço das ondas, que o deixavam enjoado. Sim, os dois nus, em um pequeno deque (afinal ninguém merece areia no meio da transa), rodeados por um mar esmeralda, à sombra de coqueiros e com um helicóptero à disposição – para irem embora depois. Ele a possuiria lendo, em voz alta, parágrafos selecionados de 50 Tons de Cinza – não, porra, esse não…‒ isto é, de “A Casa dos Budas Ditosos”, do João Ubaldo, perfeito!

Em segundo lugar, com 304,3 pontos e média de 8,694, “Tutoriar“, de Fabio Baptista:

Pegou o notebook e digitou “como construir uma piscina?”. O primeiro link direcionava para um vídeo no canal “Tutoriais Tiro e Queda”, onde um rapazote sorria entusiasmado: “Oi, pessoarrr! Eu sô o Gui e no tutoriar tiro e queda de hoje, vô ensiná ocêis a construirrr uma piscina! Côs meu tutoriar, ocê nunca se dá mar!”. A princípio, Edgard assistiu mais por curiosidade do que por achar que dali sairia algo útil. “

Completando o pódio, com 303,0 pontos e 8,657 de média, “Por favor, me deixe longe do Top 10“, de Vitor de Lerbo:

– Coé, é por isso que um monte de gente não tem mais religião, tem que se modernizar! Tem que meter umas missas por Skype, fazer promoção de vinho. Marketing! Imagina quantos fiéis não iam gostar à beça de uma confissão delivery? Ia fazer mais sucesso que a porra do UberEATS!.

Para efeitos de ranking, será adotada a seguinte classificação:

Lembrando que o campeão receberá em casa, livre de custos, um exemplar de “Garotos da Fuzarca”, de Ivan Lessa.

Uma vez mais parabenizamos todos os participantes pela preocupação que demonstraram em dar o melhor de si, tanto na elaboração dos próprios contos, como principalmente nos comentários realizados.

Parabéns, especialmente àqueles que, mesmo não tendo passado à segunda fase, leram, comentaram e avaliaram todos os textos finalistas: Cilas Medi, Fernando Cyrino, Renata Rothstein, Pedro Luna, Marco Piscies, Priscila Pereira e Amanda Gomes.

Mais do que isso, agradecemos aqueles que dedicaram horas preciosas para analisar os contos postados, que perceberam que este espaço só funciona porque todos se ajudam.

A partir de agora os comentários referentes à votação estão liberados.

Até o próximo desafio!

Equipe EntreContos.

……………….

Post atualizado às 00h07 de 03/09/2017

Anúncios

6 comentários em “Resultados do Desafio “Comédia”

  1. Gustavo Araujo
    3 de setembro de 2017

    O que deu para ver com este Desafio é que comédia é assunto sério. Nunca tivemos um certame com tantas alterações – as que pipocaram e ainda pipocam por aqui foram apenas a pontinha do iceberg – sinal de que o pessoal se entregou ao tema de corpo e alma.

    Pessoalmente gosto das polêmicas. Debates, sugestões e reclamações ajudam o site a evoluir. Claro que eu tenho minhas concepções e acabo discordando de um ou outros dos aspectos abordados. Essa questão do sotaque levantada pelo Selga, por exemplo, achei exagerada (desculpe), pois levada às últimas consequências, teríamos que banir o gibi do Chico Bento de toda a existência. Além de execrar o clássico Mazarópi. Mas divago. Em certos aspectos, o melhor é manter o silêncio.

    De todo modo, uma das razões da nossa longevidade como espaço literário – 4 anos agora – é justamente essa permeabilidade que temos com relação ao que se propõe aqui e ali. Claro que às vezes as decisões que tomamos desagradam alguns dos participantes – sabemos disso – mas é importante perceber que fazemos tudo com o intuito de não prejudicar o todo. E às vezes, reparem, é preciso tomar uma decisão mais firme. Moderação é para isso.

    Quanto ao Literassex, digo que por nunca ter escrito uma comédia na vida, busquei inspiração nos mestres, em especial no Luis Fernando Veríssimo. O Rubem foi quem melhor percebeu isso lá nos comentários, quando disse que meu conto era resultado de um exercício. Na mosca. E para fugir de polêmicas, preferi abordar um tema que agrada todo mundo – sexo. Não importa o time de futebol, a religião, o nível de esperteza, riqueza ou orientação política. Todo mundo gosta de sexo, não é verdade? Então, por que não escrever sobre isso? A ideia de um escritor que se excita com elogios não deixa de ser uma metáfora para a nossa vaidade. Quem não gosta de receber uma boa impressão sobre sua escrita? Eu apenas levei a ideia para mais perto dos extremos, tentando manter a sanidade do protagonista – que não sou eu! Juro! Se bem que tinha uma fulaninha Dória na minha escola na oitava série… Ai, ai…

    Então, galera, mais uma vez obrigado pela participação, pelas sugestões, pelas reclamações, pelos elogios (ops!), tanto na parte da organização como no meu próprio texto. Segue o barco! Quando a gente menos esperar tem desafio novo chegando.

  2. M. A. Thompson
    2 de setembro de 2017

    Parabéns aos participantes e obrigado por todos os comentários feitos em meu conto.

  3. Olisomar Pires
    2 de setembro de 2017

    Agradecimentos a todos. Dicas anotadas. Como ainda estou aprendendo, todo desafio me tira da “zona de conforto”, mas confesso que “comédia” fica duas quadras além da área já fora de tal “zona”. Ainda bem que muitos gostaram, eu gostei escrever. Alguém perguntou sobre o título:

    O título foi inspirado num conto do Machado de Assis “A Igreja do Diabo” onde um dos personagens diz que sempre há franjas de algodão em mantos de seda e vice-versa.

    Parabéns a todos !

    • Claudia Roberta Angst
      2 de setembro de 2017

      O seu conto foi o meu preferido, Olisomar. Parabéns!

  4. Fheluany Nogueira
    2 de setembro de 2017

    Parabéns ao pódio! Parabéns à administração! Parabéns a todos participantes! Fico orgulhosa de estar neste grupo. Abraços.

  5. Fernando.
    2 de setembro de 2017

    parabéns, ao pódio, parabéns ao top dez, abraço especial ao Gustavo, grande campeão. Parabéns aos demais classificados e até aos que foram ficando pela estrada. Foi bom demais participar. Abraços orgulhosos de fazer parte, mesmo lá atrás no meio do povão desse grupo de excelência.

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 2 de setembro de 2017 por em Comédia, Comédia Finalistas e marcado .