EntreContos

Detox Literário.

Minha Família Querida (Paulo Luis Ferreira)

“A vida é boa de se viver, a gente é que não presta”.                                                                        (Dito popular) Penso de quantas maneiras eu poderia apresentar e, … Continuar lendo

22 de março de 2020 · 28 Comentários

As Essências Perdidas (Paulo Luis Ferreira)

Tinha guardado consigo uma pequena amostra com a essência dos amores outrora vividos. Todos devidamente identificados. Certo dia a solidão apertou-lhe e a saudade lhe acorreu aos odores e as … Continuar lendo

19 de janeiro de 2020 · 76 Comentários

Júlia, Romeu e… (Paulo Luis Ferreira)

“Querida Júlia, estou te escrevendo apenas para dizer o quanto você não sai dos meus pensamentos e o quanto te imagino em minhas emoções fantasiosas. Ontem, no trabalho, você estava … Continuar lendo

1 de agosto de 2019 · 20 Comentários

A Donzela, o Jegue Encantado e um Príncipe Inglês (Paulo Luís Ferreira)

Era uma vez… A história de uma menina. Uma menina quase moça que já pensava em namorar. Porque lá pelas bandas do agreste/sertão nordestino é assim: “Mandacaru quando fulora na … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · 28 Comentários

De Arabel os Dias de Naomir (Paulo Luis Ferreira)

“Diante da vastidão do tempo e da imensidão do universo, é um imenso prazer para mim dividir um planeta e uma época com você”. (Carl Sagan)   Ontem fui à … Continuar lendo

12 de março de 2018 · 64 Comentários

A Morte do Boi – Crônica (Paulo Luis Ferreira)

Numa manhã, ao lado do Mercado Municipal, na cidade de Carinhanha,  extremo norte do estado da Bahia, às margens do Rio São Francisco, presenciei a cena brilhantemente iluminada pelo sol … Continuar lendo

18 de janeiro de 2018 · 2 Comentários

Dona Nina – Conto (Paulo Luís Ferreira)

Dona Nina foi dar com o presidente desse nosso país. Suas dificuldades não foram às burocráticas. Pois ela fora incisiva em sua missiva. — visto que, o presidente fora deveras … Continuar lendo

10 de janeiro de 2018 · 3 Comentários

O Chefe (Paulo Luis Ferreira)

“Moro em minha casa própria, nada imitei de ninguém e ri de todo mestre  que não riu de si também”. (Nietzsche)   Estava confirmado. Como sempre, o Chefe viria à … Continuar lendo

3 de dezembro de 2017 · 60 Comentários

O Cachorro e a Moça numa Tarde de Sol – Conto (Paulo Luís Ferreira)

Eu estava olhando o mar quando um cachorro veio tirar minha solidão. Que instante! Um cão desanuviou minha mente. Balancei a cabeça desacreditada de mim mesma, e ele o rabo … Continuar lendo

24 de novembro de 2017 · 8 Comentários

Mistério: Assassino, de quem Morreu? (Paulo Luis Ferreira)

Como se percebe, pelo título, o enigma desse aterrorizante crime não é o criminoso, mas a vítima. Afinal quem enfim morreu, nessa estrambótica trama?… Embora valha ressaltar, não se martirize … Continuar lendo

28 de setembro de 2017 · 54 Comentários

O frango e a freira (Paulo Luis Ferreira)

Nasceu em 23 de março de um ano desses qualquer na cidade de Mogi das Cruzes, na grande São Paulo. A princípio não ganhou nome por ser filho de chocadeira. … Continuar lendo

5 de agosto de 2017 · 23 Comentários