EntreContos

Detox Literário.

A Rosa – Poesia (Marcilene Cardoso)

Sou eu.
Sou eu novamente.
Sou a mesma,
mas trago duas coisas:
Uma rosa e um espinho.
Ou é uma coisa só?
Acho que é,
porque não levo a rosa sem o espinho.

Levo o espinho se quero a rosa,
mas suporto tudo,
por que amo a rosa.
Vou suportar a rosa com o espinho,
até que possa retirá-lo.

Minhas mãos estão feridas,
Mas tenho o perfume da rosa,
Vejo meus dedos trêmulos sangrando,
mas tenho a rosa…

Minha vida sem essa rosa não é vida,
morro…
Então,
esqueço o espinho pra cuidar da rosa,
minha vida.

Anúncios

9 comentários em “A Rosa – Poesia (Marcilene Cardoso)

  1. Juliana Costasi
    7 de abril de 2017

    Gostei bastante! …Apesar de toda a construção do poema fincar-se no dueto rosa/espinho num jogo demasiadamente repetitivo, acredito que a intenção enfática da autora tenha surtido efeito na emotividade poética!

    • marcilenecardoso2000
      7 de abril de 2017

      O ”fincar-se no dueto rosa/espinho” é primordial para a interpretação do poema. O momento exigia essa ênfase para destacar a dualidade de sentimentos por um mesmo ser duo: amor pela rosa, ódio pelo espinho. A personagem se vê obrigada a suportar o espinho por causa da rosa. Obrigada por sua visita e atenção. Volte sempre, beijo.

  2. Rafael Luiz
    6 de abril de 2017

    Um poema em ciranda. Apesar da repetição intencional me ocasionar um certo desconforto, gostei.

    • marcilenecardoso2000
      7 de abril de 2017

      Obrigada pela visita. Volte sempre aos meus escritos.

  3. Gilson Raimundo
    6 de abril de 2017

    Me lembra a vida do pequeno príncipe e o carinho que tinha por sua única companhia no planetoide B612.

    • marcilenecardoso2000
      7 de abril de 2017

      Quando escrevi também lembrei do pequeno príncipe. As rosas sempre me lembram ”cativar” e ”pequeno príncipe”. Meu poema fala do valor da rosa, uma específica, assim como a que conquistou nosso referido personagem e por ele foi conquistada.

  4. Cilas Medi
    6 de abril de 2017

    Gostei!

    • marcilenecardoso2000
      7 de abril de 2017

      Obrigada pela visita. Volte sempre aos meus escritos.

    • marcilenecardoso2000
      7 de abril de 2017

      Obrigada

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 6 de abril de 2017 por em Poesias e marcado .