EntreContos

Literatura que desafia.

Poesia (Cácia Leal)

poesia

A esfera desliza,

movimenta-se frenética sobre o papel,

linha após linha.

Rabiscos que ganham forma,

moldam sentimentos

indizíveis,

defloram a folha virgem

até alcançar a alma.

 

E assim vai-se construindo o poema,

que ganha vida,

ganha o mundo,

toca os céus,

Até se tornar

o próprio ser.

Anúncios

12 comentários em “Poesia (Cácia Leal)

  1. Brian Oliveira Lancaster
    9 de julho de 2015

    Curtíssimo e direto ao ponto. Conseguiu transmitir várias sensações em poucas palavras. Louvável.

  2. Lucas Lopes
    25 de junho de 2015

    Só pra dizer que curti. 😀

  3. Anorkinda Neide
    17 de junho de 2015

    Muito bonito
    e diz tudo!

    Parabéns!

    Assim como Maria disse, é dificil encontrar as palavras certas para montar o puzzle e vc encontrou… que bom!
    Poetisa! 😉

    Abraço!

  4. mariasantino1
    11 de maio de 2015

    Muito bom. Parece simples, mas escolher palavras é como montar um puzzle, tem que ter as peças certas senão não encaixa. Bela construção.

  5. Wender Lemes
    10 de maio de 2015

    Concordo plenamente sobre o poema ganhar o mundo. A esfera da caneta que você materializou é diferente da esfera que eu imaginei, como é diferente da esfera que cada leitor imaginará. Assim, o poema ganha o mundo, porque não é só uma parte de quem escreveu, mas também uma parte de cada um que lê; da mesma forma, o poema não é a parte de um ser, mas o próprio ser, como você bem expressou, o ser de todos nós. Parabéns.

  6. Ricardo Gnecco Falco
    8 de maio de 2015

    Legal, Cácia! 😉
    Curtinho, mas proporcionando muito prazer à alma dos leitores! 🙂
    Abração!

  7. Jefferson Lemos
    7 de maio de 2015

    Muito bom, Cácia! Curtinho, mas com emoção!

    Curti!

  8. Fabio Baptista
    6 de maio de 2015

    Muito bom, Cácia! 😀

  9. Roberto Noir
    6 de maio de 2015

    Uma belíssima descrição do fazer poético! Meus parabéns, nós e as musas agradecemos pela criação desta pequena obra-prima!

  10. Carlos Henrique Fernandes Gomes
    6 de maio de 2015

    Tem poesia que se torna o próprio ser mesmo e sua tornou-se um poeta. Deu para ver você compondo, o sentimento virando letras, palavras, versos, estrofes e esse poema, tudo através da sua mão. Sua poesia causou sensação em mim.

  11. Neusa Maria Fontolan
    6 de maio de 2015

    Muito bom

  12. vitor leite
    6 de maio de 2015

    para mim, é isso mesmo a poesia. parece que se falasses na importância do significado das palavras ficaria perfeito e completo (seja lá o que isso é). mas gosto muito desse teu texto. parabéns

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 6 de maio de 2015 por em Poesias e marcado .