EntreContos

Detox Literário.

Poesia (Cácia Leal)

poesia

A esfera desliza,

movimenta-se frenética sobre o papel,

linha após linha.

Rabiscos que ganham forma,

moldam sentimentos

indizíveis,

defloram a folha virgem

até alcançar a alma.

 

E assim vai-se construindo o poema,

que ganha vida,

ganha o mundo,

toca os céus,

Até se tornar

o próprio ser.

12 comentários em “Poesia (Cácia Leal)

  1. Brian Oliveira Lancaster
    9 de julho de 2015

    Curtíssimo e direto ao ponto. Conseguiu transmitir várias sensações em poucas palavras. Louvável.

  2. Lucas Lopes
    25 de junho de 2015

    Só pra dizer que curti. 😀

  3. Anorkinda Neide
    17 de junho de 2015

    Muito bonito
    e diz tudo!

    Parabéns!

    Assim como Maria disse, é dificil encontrar as palavras certas para montar o puzzle e vc encontrou… que bom!
    Poetisa! 😉

    Abraço!

  4. mariasantino1
    11 de maio de 2015

    Muito bom. Parece simples, mas escolher palavras é como montar um puzzle, tem que ter as peças certas senão não encaixa. Bela construção.

  5. Wender Lemes
    10 de maio de 2015

    Concordo plenamente sobre o poema ganhar o mundo. A esfera da caneta que você materializou é diferente da esfera que eu imaginei, como é diferente da esfera que cada leitor imaginará. Assim, o poema ganha o mundo, porque não é só uma parte de quem escreveu, mas também uma parte de cada um que lê; da mesma forma, o poema não é a parte de um ser, mas o próprio ser, como você bem expressou, o ser de todos nós. Parabéns.

  6. Ricardo Gnecco Falco
    8 de maio de 2015

    Legal, Cácia! 😉
    Curtinho, mas proporcionando muito prazer à alma dos leitores! 🙂
    Abração!

  7. Jefferson Lemos
    7 de maio de 2015

    Muito bom, Cácia! Curtinho, mas com emoção!

    Curti!

  8. Fabio Baptista
    6 de maio de 2015

    Muito bom, Cácia! 😀

  9. Roberto Noir
    6 de maio de 2015

    Uma belíssima descrição do fazer poético! Meus parabéns, nós e as musas agradecemos pela criação desta pequena obra-prima!

  10. Carlos Henrique Fernandes Gomes
    6 de maio de 2015

    Tem poesia que se torna o próprio ser mesmo e sua tornou-se um poeta. Deu para ver você compondo, o sentimento virando letras, palavras, versos, estrofes e esse poema, tudo através da sua mão. Sua poesia causou sensação em mim.

  11. Neusa Maria Fontolan
    6 de maio de 2015

    Muito bom

  12. vitor leite
    6 de maio de 2015

    para mim, é isso mesmo a poesia. parece que se falasses na importância do significado das palavras ficaria perfeito e completo (seja lá o que isso é). mas gosto muito desse teu texto. parabéns

Deixe uma resposta para Anorkinda Neide Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado às 6 de maio de 2015 por em Poesias e marcado .