EntreContos

Detox Literário.

Resultados do Desafio “Superpoderes”

Caros entrecontistas, amigos e curiosos de sempre.

Um desafio superlativo, que demonstra que a supercriatividade é supercomum por aqui!

No total, 47 contos inscritos, cujas autorias são reveladas na tabela abaixo:

No total, tivemos apenas três contos desclassificados, o que demonstra o elevado grau de comprometimento dos nossos participantes neste desafio!

Antes de passarmos à divulgação dos resultados — claro que a 99% das pessoas que estão lendo este post já foram conferir os vencedores — queríamos dizer que uma das partes mais emocionantes de gerenciar o certame é apurar as notas. As ultrapassagens, as mudanças de posição, tudo varia muito conforme os votos, e não é exagero dizer que normalmente essa “briga” vai até o último votante!

Para vocês terem uma ideia dessa alternância de posições conforme os votos vão sendo postados, desta vez disponibilizamos as parciais, com 10, 20, 30 e 40 votantes:

10 Votantes

20 Votantes

30 Votantes

40 Votantes

Por fim, como todo mundo segue o pódio, com apenas 1,2 ponto separando os três primeiros colocados!

Como vencedor, com 193,9 pontos e 4,509 de média, “Bichoman“, da rainha fitness do EC, a primeira e única Madame Cat, Catarina Cunha:

As dores foram crescendo, a água subindo, Valentina segurando o grito, mas seu Zé não aguentou: “Acuda aqui que a preta vai parir na minha mesa de bilhar!”. Pedido tardio. Valentina já na posição de parto fechou os olhos e rezou: “Valei-me meu São Jorge, dai-me tua coragem de guerreiro fiel. Não me desampare nesta hora. Traz meu filho à luz digno de tua honra.”  Um trovão iluminou as ruas transfiguradas em rios, o relógio bateu 14 horas. Um rio também saiu de dentro de Valentina formando cachoeiras pelas caçapas da mesa, em  seu leito deslizou um neguinho forte como um urso. Berrou arreganhando os pulmões sem que ninguém precisasse lhe tocar. Abriu os olhos cor de sol e a chuva parou, o céu se abriu e o canto das cigarras fez Valentina gargalhar sobre as lágrimas: “Bem-vindo, meu pequeno Jorge, a este mundo de merda!”.”

Em segundo lugar, Versos do Ocaso“, de Gustavo Araujo, com 193,2 pontos e média de 4,493:

“Não sem certa amargura, viu-se chegando à surrada constatação de que os tesouros da infância são facilmente esquecidos. Como se a maturidade trouxesse um efeito colateral imperceptível, uma amnésia liberada em gotas, ano a ano, apagando as memórias mais cândidas.

O estranho, agora percebia, era como, a partir de certo ponto, essa névoa espessa de esquecimento parecia abrir-se, permitindo que antigas reminiscências ressurgissem tão intensas que pareciam ter ocorrido ainda ontem.

Sim, um poema sobre o ipê. O ipê amarelo.

Completando o pódio, com 192,7 pontos e média de 4,481, “As Dores de cada um“, de Rubem Cabral:

— Me desculpe, Jorge. De repente tudo ficou… escuro, nada mais fazia sentido e eu não tinha ânimo nem sequer pra levantar ou ter pena de mim… Hoje finalmente comi algo e tomei banho. Isso vem e vai, e meus remédios não estão funcionando mais.

— Depressão? – ele perguntou.

— Em parte. Transtorno bipolar… Dói até na alma às vezes… E eu poderia em outros dias devorar o mundo…

— Podemos nos encontrar, Théo? Eu acho que posso ajudar.

— E você é terapeuta? Ou só tá querendo me comer?

— Não sou. Quero, mas não é só isso que quero… – ele riu.

— Então vem. Anota meu endereço…

A tabela abaixo traz a classificação completa de todos os participantes (já excluídos os desclassificados) inclusive para efeitos de ranking.

Lembrando que a campeã receberá em casa um exemplar de “Avenida Dropsie”, de Will Eisner.

Uma vez mais parabenizamos todos os participantes pela preocupação que demonstraram em dar o melhor de si, tanto na elaboração dos próprios contos, como principalmente nos comentários realizados.

A partir de agora os comentários referentes à votação estão liberados.

Até 2018!

Equipe EntreContos.

Anúncios

10 comentários em “Resultados do Desafio “Superpoderes”

  1. Pingback: Retrospectiva 1 – Os livros de 2017 e as metas para 2018! – 1 Pedra no Caminho

  2. Gustavo Araujo
    31 de dezembro de 2017

    Antes do ano virar, queria agradecer todo mundo que passou pelo “Versos do Ocaso” e deixou suas impressões. Gostei muito de escrever esse conto, que serve mais ou menos como uma válvula de escape para algo que me marcou em 2017, que foi a partida minha avó, aos 89 anos.

    De certo modo, Virginia é como ela foi, vivendo sozinha em um apartamento, com poucas amigas a visitar, depois que todos os filhos deixaram a casa, depois de meu avô ter morrido há oito anos.

    Esse tema da velhice há tempos me fascina e preocupa, talvez por causa de Dona Nilce. A maneira como as pessoas enfrentam, ou aceitam, a fase final da nossa existência cada um a seu modo, relembrando momentos, repetindo histórias, dando conselhos…

    Mais do que uma homenagem à minha avó, tentei passar para o conto essas questões que, ao que me parece, permeiam a vida de quem já não tem planos de longo prazo. Amizade, reminiscências, a maneira como os tesouros – ou os poderes – vêm e vão. O que realmente importa no fim?

    Enfim, este desafio me deixou meio filosófico e nostálgico, além de aprofundar aquela sensação de vazio que se forma quando alguém que nos é importante se vai. Se eu tivesse os poderes de Virginia, não teria muitas dúvidas sobre como usá-los.

    Então, para quem tem avós vivos ainda, aproveitem e encham eles de beijos e abraços.

    Feliz 2018 a todos!

    • Gustavo Araujo
      31 de dezembro de 2017

      Claro, sem esquecer dos parabéns mais do que merecidos à Cat e ao Rubem. Mas também a todo mundo que deu o seu melhor. Abraços a todos!

  3. Fernando Cyrino
    31 de dezembro de 2017

    parabéns, pra Catarina, parabéns para o pódio, para o top 5, top 10… para todos enfim. Gratidão ao Gustavo.

  4. Fheluany Nogueira
    31 de dezembro de 2017

    E, parabéns á administração impecável, Gustavo! Parabéns ao pódio e a todos participantes. Abraços!

  5. Catarina
    31 de dezembro de 2017

    Bom dia cabeçada! Tô feliz pra caraio! Fazia tempo em que eu não acordava com uma notícia tão boa, principalmente neste ano de merda. Muito obrigada, entrecontistas, pela envernizada que deram no meu ego. Este primeiro lugar veio na hora certa. Ontem, o último sorteio do jogo do bicho, deu 5245 – ELEFANTE na cabeça.
    OBS: Chefe, adorei o título “rainha fitness do EC, a primeira e única Madame Cat”!

    • Fheluany Nogueira
      31 de dezembro de 2017

      Parabéns, rainha! Merecido! Gosto muito de tudo que você escreve. Beijos.

    • Gustavo Araujo
      1 de janeiro de 2018

      Você merece, minha amiga! Aqui nos bastidores, o desejo de ver uma mulher de novo no topo era grande. Feliz que tenha sido você. Aliás, a armada feminina do EC só faz aumentar a qualidade do nosso site. Muito bom! Ótimo 2018 para todos nós!

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 31 de dezembro de 2017 por em Superpoderes e marcado .