EntreContos

Literatura que desafia.

Naquele dia – Conto (Priscila Pereira)

Como olhar em teus olhos, sabendo que contêm a intensidade primordial?

Como receber teu sorriso, sabendo que pode aquecer o universo?

Como te abraçar, sabendo que teu toque estremeceria os fundamentos da Terra?

Como pegar em tuas mãos, sabendo que os buracos foram feitos por mim?

Como posso eu, tão pequena e falível, tentar seguir os teus passos?

Como posso me doar ao próximo com a intensidade do teu desprendimento?

Como te amar mais do que tu me amas?

Meus olhos anseiam por serem consumidos pela sua presença.

Meu coração espera ser aquecido pelo teu sorriso.

Meus ossos desejam ser abalados pelo teu abraço.

Minhas mãos procuram a companhia das suas.

O amor que sinto em meu espírito, te reconhecerá naquele dia, mesmo sem nunca ter colocado os olhos sobre ti.

Só quero que os teus olhos me reconheçam como uma ínfima parcela da recompensa pelo teu sacrifício.

Anúncios

8 comentários em “Naquele dia – Conto (Priscila Pereira)

  1. Neusa Maria Fontolan
    24 de abril de 2017

    Faço minhas as palavras da Marcilene, bonito mesmo, mas não é um conto, talvez ficasse melhor encaixado entre as poesias. Parabéns por mais esse

    • Priscila Pereira
      24 de abril de 2017

      Oi Neusa, obrigada pelo comentário!! Na verdade foi o site que classificou como conto, a minha ideia era para ser um poema ou oração mesmo.

  2. Rafael Luiz
    20 de abril de 2017

    Que lindo! Arrepiou e comoveu. A melhor oração que já vi
    .

    • Priscila Pereira
      20 de abril de 2017

      Obrigada Rafael, essa oração foi feita com todo o meu coração. Que bom que gostou!!

  3. Fheluany Nogueira
    20 de abril de 2017

    Romântico, profundo e sincero! Parabéns!

    • Priscila Pereira
      20 de abril de 2017

      Obrigada Fátima!! 🙂

  4. marcilenecardoso2000
    20 de abril de 2017

    Uma oração de entrega, reconhecimento e agradecimento pelo sacrifício de Cristo. Lindo, comovente, emocionante. mas não é um conto…
    Falou muito ao meu coração. Parabéns pela bela obra.

    • Priscila Pereira
      20 de abril de 2017

      Oi Marcilene, fico muito feliz que você tenha gostado, que tenha tocado o seu coração!!! Quanto a não ser conto, eu concordo, é mais uma confissão de fé, um manifesto, nem eu sei classificar… kkk . Um abraço.

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 20 de abril de 2017 por em Contos Off-Desafio e marcado .