EntreContos

Literatura que desafia.

Nossas Últimas Palavras (Thais Pereira)

palavras

— Você tem apenas 150 palavras para me dizer o que sente — ela o ameaçou, enquanto buscava se embebedar com mais uma taça daquele vinho ruim que ele sempre escolhia. Ele disfarçou, enquanto agitava o conteúdo de sua própria taça, que rodopiava como a própria cabeça. Só parou quando ela desistiu de seduzi-lo, terminando com raiva sua bebida. — Agora são apenas 93! 89!

Uma pausa foi necessária para acompanhar o aplauso da plateia aos músicos.

— Não sou bom com as palavras… — ele disse assim que tocaram as primeiras notas do piano.

— E qual desculpa será dita desta vez, hum? Que seria necessário um desafio de mais de 4.000 palavras para expressar tudo que sente?

— (…)

Ambos gostavam daquela música…

— Vamos dançar? — ele convidou, ela hesitou, mas logo eles estavam envolvidos no salão. — Existem coisas mais importantes do que nascer em um romance.

— Como o quê?

— Nós dois aqui. Agora.

Dançaram eternamente.

Anúncios

57 comentários em “Nossas Últimas Palavras (Thais Pereira)

  1. Fabio D'Oliveira
    29 de janeiro de 2016

    ௫ Nossas Últimas Palavras (Maria Antônia)

    ஒ Estrutura: Estilo simples e magistral. Nossa, quanta beleza! Fiquei extasiado com esse estilo contraditório, entre a simplicidade e a complexidade, entre a racionalidade e a poesia. Muito bom!

    ஜ Essência: Uma forma criativa de aborda a situação, mas perigosa. Não irá agradar todos. O toque romântico pode fazer a diferença para alguns, porém!

    ஆ Egocentrismo: Gostei muito desse conto. Escrita perfeita. E final maravilhoso!

    ண Nota: 10.

  2. Tamara Padilha
    29 de janeiro de 2016

    Que criativo. Adorei. Ainda inserindo o tanto de palavras do desafio… Esse está no meu top quinze.

  3. Matheus Pacheco
    29 de janeiro de 2016

    EXCELENTE, meu amigo, eu adorei o jeito que você usou uma das metas do desafio e adequou ao texto

  4. Nijair
    29 de janeiro de 2016

    .:.
    Nossas Últimas Palavras (Maria Antônia)
    1. Temática: Tempo, enquanto limitador de realizações.
    2. Desenvolvimento: Interessante ampulheta simbólica que se criou – o limite de palavras como limite de possibilidade declaratória.
    3. Texto: Dialogado e tenso, mas corrompido pelo desfecho.
    4. Desfecho: A ideia de finitude foi contradita aqui – se finda, como dançar eternamente?
    Li uma redação do ITA sobre essa temática, faz muito tempo… O tempo, literalmente, sufocava ao ser gasto – a ideia foi boa, mas não percebi muita relação entre a limitação do desafio e o prazo da conquista – 150 palavras.

  5. mkalves
    28 de janeiro de 2016

    A brincadeira em torno do desafio até poderia ter funcionado, se o clima de humor se mantivesse. Mas diálogos soarem naturais é algo muito difícil mesmo… E depois, do aparente tom irônico, derrama-se um romantismo que não convenceu. Boa sorte no desafio que talvez se proponha de extrair dessa ideia outras possibilidades de desfecho. ;o)

  6. Thales Soares
    28 de janeiro de 2016

    Olha, Maria Antônia…

    Eu gosto bastante de histórias que utilizam metalinguagem. Eu mesmo já utilizei em vários dos desafios passados. Só que, assim como eu adoro metalinguagem, eu não me encanto nem um pouco por histórias de amor estilo água com açúcar, daquelas que a gente lê e pensa “nossa, que fofo”.

    O conto todo está bem escrito. Algumas repetições ali e aqui, mas está fluido. Não me atraiu somente porque não faz o meu tipo. Mas eu gostei da ideia central da história.

    Boa sorte no desafio.

  7. Swylmar Ferreira
    27 de janeiro de 2016

    Um conto romântico com um final feliz. Foi muito bem escrito e bem criativo.
    Gosto de romances e gostei de seu texto.
    Parabéns autor(a).

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 14 de janeiro de 2016 por em Micro Contos e marcado .