EntreContos

Detox Literário.

Peixes Dourados (El Seudónimo)

– Não farei isso! Não assim. Não é hora, ela é muito nova!

– Não existe idade certa para isso, tem que aprender logo. Você devia ter pensado nisso quando cedeu à vontade dela. Peixe é um bicho que morre rápido.

– Não quero que minha filha seja exposta à morte assim, tão cedo!

– Não é cedo. E quanto mais rápido ela aprender, melhor.

– Pai… se ela souber que o peixinho dela morreu, vai passar o sábado chorando!

– Mas terá aprendido uma importante lição. Uma que valerá para o resto da vida!

O homem saiu da cozinha e pescou com a mão o cadáver que boiava. Subiu as escadas decidido. A filha foi incapaz de frear o ímpeto do pai. Talvez ele estivesse certo.

Diante da porta, o homem estacou e repensou o que estava fazendo. Então entrou, devagar. A menina já estava acordada, e a luz do celular em suas mãos iluminava o quarto ainda escuro. Ele abriu as cortinas, e ambos sorriram, um para o outro.

– Dormiu bem?

– Tive um pesadelo, vô. Sonhei que tava me afogando. Queria ver na internet o que isso quer dizer, mas acabei ouvindo as mensagens das minhas amigas. Sabia que a baleia não é um peixe? É um mamáfero.

– É um mamífero, bobinha. – Ele sentou-se na cama.

– Mamífero!

– Então, gosta de peixes, né?

– Gosto, sim! Mamãe disse que logo vou poder colocar outro no meu aquário!

– Olha, filhinha, tenho uma coisa muito ruim para te contar. E não quero que você fique chateada, porque não é sua culpa. Mas as coisas são assim. Quero que você aprenda logo.

A menina arregalou os olhos, que já começavam a marejar.

– Seu peixinho dourado morreu. Deus levou ele para o céu.

A menininha agarrou o cobertor puxando-o para junto do rosto. O homem abriu a mão e mostrou o peixe morto.

– Todo bichinho que você tiver, vai morrer. E você sempre vai ficar triste. É assim que as coisas são, e eu gostaria que você descobrisse isso cedo.

– Vô, o que ele fez para morrer? Deus não gostava dele?

– Ele não fez nada de errado. Mas ele é pequenininho, então tem uma vida pequenininha. Ele nasceu, cresceu e morreu na hora certa. Quero que você saiba que é assim para todo mundo, entendeu? Todo mundo.

Ela acenou que sim, chorando. Horas depois, assistindo à televisão na sala, parecia já conformada. A mãe estava surpresa e o avô feliz, por estar no caminho certo.

– Você sabia como ela iria reagir?

– Não sabia. Mas achei que ela precisaria desse choque. Na verdade, esse foi um primeiro passo para um muito mais dolorido.

Ele pegou seu paletó e tirou do bolso interno um envelope. Estendeu-o para a filha.

– Me desculpe por contar dessa forma. Mas não consigo pensar em uma melhor. Já não há mais o que fazer.

No envelope o nome do pai e o logotipo de uma clínica oncológica.

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.