EntreContos

Detox Literário.

Troca-troca Estelar (Catarina Cunha)

 

Era uma vez uma estrela que queria ser menino.

E um menino que queria ser estrela.

A estrela invejava o menino que podia correr sob o sol, nadar na praia, ter um monte de amigos e uma família para abraçar. O Menino podia vestir roupa e calçar sapato colorido, andar de bicicleta, ler, escrever e desenhar.

O menino invejava a estrela que tudo via lá de cima sem precisar viajar, não tinha que tomar vacina, nem fazer dever de casa, nem obedecer professora, nem pai e nem mãe. Nem irmão tinha para chatear. Não precisava tomar banho e nem cama tinha para arrumar.

Numa noite de lua cheia o menino sonhou com a estrela e a estrela sonhou com o menino,  o mesmo sonho ao mesmo tempo. No dia seguinte os dois acordaram de casa trocada.

O menino brilhando sozinho lá no céu.

A estrela na cama com travesseiro e lençol.

O menino ficou encantado com todos os planetas, satélites e universos ao seu redor. Assistia o planeta Terra acordar. De lá de cima viu o sol nascer no Japão e a lua no Brasil. Viu o mar batendo nas encostas da Irlanda, a imensidão da Amazônia, as pirâmides no deserto do Egito e a neve pintando o ar de branco no polo norte e no polo sul. Tudo era belo e forte. A felicidade do menino reluzia mais do que qualquer cometa, planeta, e até mais do que o sol. O dia foi maravilhoso, mas precisava descansar. Antes de se recolher resolveu dar uma olhada em sua antiga casa. Viu a estrela vestida com o seu pijama de estimação, sentada na janela de seu quarto com o cão deitado no colo.

A estrela pulou da cama, correu para beijar a família toda. Lambeu o cachorro, comeu tudo o que estava no prato, tomou banho completo, escovou os dentes e passou cotonete sem que ninguém mandasse. Fez o dever de casa do menino e foi para a escola. Abraçava quem encontrava pelo caminho, cheirava flores dos canteiros e, no recreio, jogou bola de goleiro e atacante, pulou amarelinha e ainda sobrou tempo para trocar figurinha.  Na volta correu pela rua, deitou na areia da praia e mergulhou no mar. Foi um dia tão bom que a estrela ficou exausta. Vestiu o pijama, abraçou o cachorro e viu pela janela o menino na sua casa no céu.

O menino acordou com saudade de ser menino. Viu o mundo todo e mais um pouco. Mas ficou enjoado da vida de estrela. As outras estrelas ficavam muito longe e não tinha ninguém para conversar. Então ficou a olhar, o tempo todo, para a janela do menino.

A estrela acordou com saudade de ser estrela. Conheceu muita gente e animais. Mas cansou de tanta coisa que tinha que fazer como menino.  Então ficou a olhar, o tempo todo, para a janela do menino.

Naquela noite demoraram a dormir e sonharam novamente, ao mesmo tempo, o mesmo sonho.

Antes do nascer do dia, quem olhou com atenção para o céu, viu que uma pequena estrela tinha sumido.

Mas só o menino soube que, para sempre, ele seria uma estrela iluminando o caminho de todo o mundo.

46 comentários em “Troca-troca Estelar (Catarina Cunha)

  1. Catarina Cunha
    18 de junho de 2019

    Cicero, eles conseguiram? O que você acha? Eu acho que ficou faltando a viagem do leitor. O final aberto foi proposital. Um conto que gera na criança dúvidas e questionamentos; e de que forma evoluímos?
    Quanto a ser “profissa da série A”, tudo é relativo. Lembre-se que, se não é motorista é passageiro. Amanhã posso estar na B e você na A. Somos todos estrelas no mesmo céu trocando de lugares.

  2. Cirineu Pereira
    15 de junho de 2019

    Resumo
    Garoto habituado a mirar o céu noturno aspira ser uma estrela, tal qual a estrela que ao observar do céu a rotina do garoto, deseja ter uma vida de menino. Um dia, após dormir sonhar com a vida do outro, ambos amanhecem de papéis trocados.
    Aplicação do idioma Linguagem simples, apropriada e bem aplicada, sem erros, mas também sem uso de maiores recursos como onomatopeias ou outras figuras de linguagem.

    Técnica
    Uma história curta e simples, provavelmente dedicada a crianças em idade pré escolar, com estilo típico. Porém sem enlevos, sem novidades e sem aplicação de recursos notáveis. O problema é que histórias como essa costumam ser lidas para o público alvo e, ao meu ver, são tanto melhores quanto mais fáceis de contar, ou seja, na proporção inversa do esforço de interpretação que demandam da quem a conta.

    Título
    Adequado, apropriado.

    Introdução
    Provavelmente incitante para seu público alvo.

    Enredo
    Não é um enredo original, o núcleo da história é de fato bem repetido atualmente e pode ser visto em livros, filmes e animações.

    Conflito
    O conflito é rápido e superficial, até pela brevidade da história como um todo. Pergunto-me se a criança para a qual alguém lesse essa história se sentiria afetada pelo dilema. Por quanto tempo? O quão intensamente?

    Ritmo
    Imagino que histórias voltadas para o público extremamente infantil precisem corresponder a ansiedade natural das crianças. Aqui, no entanto, a narrativa é regular demais.

    Clímax
    Bom clímax, porém me pareceu faltar o “entusiasmo narrativo” próprio desse tipo de história. E, não havendo o autor inserido na narrativa essa ênfase, esse enlevo, caberia ao contador(a) da história adicioná-lo.

    Personagens
    Vi os personagens devidamente edificados, apropriados, a estrela era em si outra criança, até mesmo antes de se tornar um menino.

    Tempo
    Marcação de tempo apropriada ao gênero, ainda que a narrativa me pareça mesmo excessivamente rápida.

    Espaço
    Boa utilização dos espaços reportando o público alvo ao “céu” e propiciando aplicações didáticas da história.

    Valor agregado
    Considerado o público alvo, o conto possui grande valor agregado, pois leva a criança a ponderar sobre o valor da própria realidade e cotidiano em contraposição a tudo com que possa sonhar e aspirar.

    Adequação ao Tema
    Totalmente de acordo com atemática infantil.

  3. Gustavo Azure
    15 de junho de 2019

    RESUMO Um menino e uma estrela trocam de lugar por um dia, até se cansarem da vida que tanto almejaram e desejam voltar a ser o que eram. Então apagam-se da vida.
    CONSIDERAÇÕES Uma história curta sobre o desejo de ser o que não é, o que deixa a história interessante e o final surpreende.
    NOTA 4

    • Catarina Cunha
      16 de junho de 2019

      Olá Gustavo,
      Tenho grande preocupação em surpreender no final.
      Muito obrigada pelo comentário.

  4. Gustavo Azure
    15 de junho de 2019

    RESUMO Um menino e uma estrela trocam de lugar por um dia.
    CONSIDERAÇÕES Uma história curta sobre o desejo de ser o que não é, o que deixa a história interessante e o final surpreende.
    NOTA 4

  5. Estela Goulart
    14 de junho de 2019

    Resumo: um menino ansiava em ser estrela e uma estrela que ansiava ser menino. Quando os dois sonham ao mesmo tempo, trocam de lugar.

    Comentários da história: podia ser melhor trabalhada. Uma impressão bem superficial deu a entender que você escreveu apenas para participar do desafio, sem muitas preocupações. Mas a história podia ter mais aventura ou simplesmente mais.

    Comentários da narrativa: muito fluida e rimada. Uma boa progressão da história.

    Comentários da gramática: muitas repetições da palavra “menino”. Pode ser ao público infantil, mas não podemos subestimar as crianças com os textos.

    • Catarina Cunha
      16 de junho de 2019

      Olá Estela,
      Escrevi este conto, meu primeiro infantil e com especial carinho, para minha primeira neta. Não simplesmente para participar. Embora participar e aceitar desafios é o grande lema do EC. Mas o meu maior desafio é manter o meu estilo compacto e aberto.
      Gostei de sua observação quanto a repetição da palavra “menino”. Vou me policiar.
      Muito obrigada pelos comentários.

  6. Estela Goulart
    14 de junho de 2019

    Resumo: um menino que narra a dificuldade da vida dele com seus pais, quando a mãe vai ao hospital e só moram os dois na casa. No entanto, o menino ouve vozes, que são da mãe, e passam a ir ao parque, cemitério. Ela manipula o menino para que tenham o destino dela.

    No início, o leitor até acha que é uma história infanto-juvenil, mas quando percebe que a história é mais tensa, simplesmente já está na leitura. Uma história macabra, principalmente com a linguagem do menino, deixando tudo de fácil compreensão. É horripilante, o modo de deixar uma narrativa doce com um fundo de terror enorme.

    • Catarina Cunha
      16 de junho de 2019

      Olá Estela, quero crer que este comentário você postou aqui por engado. Não consigo ver qualquer relação com “Troca-troca estelar”.

  7. Priscila Pereira
    14 de junho de 2019

    Troca-troca Estelar (Galileu)

    Resumo: Uma estrela e um menino trocam de lugar e vivem, por um dia, a vida um do outro.

    Olá Autor(a)! Seu conto é singelo e bonito. Você poderia tê-lo aprofundado um pouco mais, mas entendo a sua decisão, tratando-se de tema infantil. Não sei se entendi direito o final. Não parece que eles apenas destrocaram, deu a entender que eles se tornaram um, a estrela sumiu e o menino passou a iluminar o caminho de todos. É isso?? Bem, de qualquer forma é um bom conto infantil. Parabéns! Desejo sorte!

  8. Sarah
    14 de junho de 2019

    Uma estrela deseja ser um garoto e um garotinho deseja virar uma estrela. Ambos encontram vantagens e tem vontades que envolvem a existência do outro.
    Eles trocam de lugar e aproveitam tudo aquilo que imaginaram de bom. Porém, cada um deseja voltar a sua forma antiga, pois lembram de detalhes e acontecimentos que só conseguiam ter e sentir sendo quem eram antes.
    Após a segunda troca o céu fica sem uma estrela e o garoto sente que brilhará para todos que o cercam.

    Já no início achei muito legal mostrar o que a estrela queria fazer e que o menino podia fazer, e no ponto de vista dele, as coisas que não eram tão agradáveis e o que ele enxergava como sendo interessante se fosse uma estrela.
    Muito bela a descrição do dia de ambos, cada um apreciando os acontecimentos à sua maneira.
    Só demorei um pouco para entender o final, no fim o menino e a estrela viraram um só. Um conto muito bonito, aparentemente simples, mas com uma reflexão linda e tocante.
    É o tipo de história que se contaria para um filho antes de dormir, muito bem escrita e executada.

    • Catarina Cunha
      17 de junho de 2019

      Olá Sarah, foi exatamente essa imagem que tive: o adulto desejar ler para uma criança este conto. Muito obrigada por seu comentário.

  9. Ana Carolina Machado
    12 de junho de 2019

    Oiii. Um conto que fala sobre um menino e uma estrela que trocam de lugar, depois dos dois terem o mesmo sonho. No começo o menino aprecia muito ser estrela e a estrela aprecia muito ser menino, sendo que a estrela até faz as tarefas que o menino não gostava muito(como dever de casa, tomar banho e essas coisas) com alegria. Mas depois de um tempo ambos desejam ter seus lugares de volta e no fim mesmo que o menino tenha voltado a ser menino ele sente que ainda tem o poder de iluminar o caminho das pessoas. Um conto bem fofo e que no fim deixa uma lição, assim como a maioria dos contos infantis que tanto gosto : mesmo que seja legal se imaginar estando em outro lugar o melhor é ser nós mesmos. Foi legal também a parte que descreve o que o menino viu sendo estrela e de como no fim, no coração dele, ele ainda mantinha o brilho. Parabéns pelo conto e boa sorte no desafio.

  10. Davenir Viganon
    10 de junho de 2019

    O menino sonhou em ser estrela e a estrela ser menino. um dia o sonho se realizou. depois que aproveitaram as vantagens, o menino quis voltar a ser menino e a estrela também. O menino e a estrela acabaram virando uma coisa só.
    O melhor texto infantil que li aqui no desafio. É conciso, simples de entender e profundo ao mesmo tempo. Mostra uma história em perspectiva e eu daria para qualquer criança ler sem pestanejar. Tão bom que não me parece ter sido escrito para o desafio, pois tá bem escrito demais pra ter sido feito em poucas semanas. Parabéns!

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Ah, Devenir, fiz o conto com muito carinho, alinhavado aos poucos. Muito obrigada por seus comentários.

  11. Luis Guilherme Banzi Florido
    10 de junho de 2019

    Boa tardeee! Tudo bem por ai?

    Resumo: estrela e menino invejam a vida um do outro, e, após sonharem juntos numa noite, acordam de vida trocada. A principio, adoram a nova vida, mas logo sentem falta da antiga. Ao fim, Menino e estrela parecem se tornar um.

    Comentario:

    Bela história infantil! por meio de uma espécie de fábula (apesar de não ter animal), você transmite uma mensagem importante: as pessoas sempre ficam imaginando como a vida do outro é melhor que a dela, e esquecem de tudo que têm de valioso. Normalmente, só percebemos o que perdemos após ter perdido.

    Fiquei um pouco em dúvida quanto ao desfecho. Pelo que entendi, estrela e menino viraram uma vida só. É isso? Não entendi mto bem o pq de a estrela ter sumido.

    A escrita é boa, e o conto é curto e prazeroso de ler.

    Só acho que “troca-troca” não é um bom título pra conto infantil, devo admitir que pensei que seria um conto sabrinesco ou de humor, rsrs (isso é só um comentário sem importância, obviamente não tem influência na nota).

    Enfim, belo conto e bela mensagem. Parabéns e boa sorte!

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Luis Guilherme,
      Sou muito ligada ao título do que escrevo e aqui, realmente, não caiu bem para um conto infantil. Foi pura inocência. Bastava pesquisar no Dr. Google para descobrir que “troca-troca” não é mais a brincadeira infantil de imitar o coleguinha, fingir que é outra pessoa. Mas daria um ótimo título para um conto erótico, né? Kkkk…
      Muito obrigada por seus comentários.

      • Luis Guilherme
        18 de junho de 2019

        Kkkkkkk

        Te adoro, Cat!

  12. Evandro Furtado
    5 de junho de 2019

    A história é simples, tem um menino que queria ser uma estrela e uma estrela que queria ser menino. Eles trocam de lugar, no primeiro dia tá tudo bom, depois já enjoam e querem voltar pra onde estavam antes.

    Não é preciso esforço algum para notar a narrativa infantil adotada pelo(a) autor(a). As repetições, a linguagem simples, e mesmo a trama não muito complexa evocam o gênero em questão. No entanto, senti falta de alguma profundidade, de repente alguma discussão evocada pela situação. Eles trocam de lugar, se cansam, voltam pra onde estavam, mas nada parece resultar disso.

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Evandro, o resultado está na cabeça do leitor. Muito obrigada por seus comentários.

  13. Shay Soares
    2 de junho de 2019

    Um menino sonha em ser uma estrela, a qual sonha em ser um menino. Um dia trocam de lugar.

    Acho que o autor enviou o esboço/ideia inicial.

    • Catarina Cunha
      17 de junho de 2019

      Olá Shay, Acho que seu comentário também foi um esboço/ideia inicial. Grata pelo comentário.

      • Shay Soares
        3 de julho de 2019

        Nossa Catarina, não sei nem como começar a me desculpar. Sinto muito por esse comentário, ele está longe de ser o comentário que eu pensei ter postado.

        Eu confesso que essa foi a primeira coisa que eu escrevi, eu fiquei muito zangada com o seu texto. Muito porque eu adorei a ideia e o título, acabei criando uma expectativa que infelizmente o texto ficou bem longe de alcançar.

        Mas nossa, eu não teria enviado esse comentário, ele acaba sendo inútil e agressivo, realmente sinto muito por isso. Eu escrevo todos os comentários num arquivo e posto todos juntos, como o seu texto foi o último que avaliei devo não ter salvo o comentário final (ou não sei).

        Para justificar minha nota: mesmo sendo uma história infantil eu senti que a história poderia ter se estendido um pouco mais e explorado um pouco mais tanto o imaginativo e o sentimento de desconstrução daquela ideia de que ser estrela era tão bom assim (e vice-versa), quanto a simbologia daquela história de que quando alguém morre vira estrelinha lá no céu (teria sido interessante essa ver isso no contexto da história).

        Também senti que a evolução do sentimento de ambos os personagens foram muito abruptas, para mim elas poderiam ter se demorado mais, não estou falando do texto ser mais longo e sim de intensidade.

        No fim eu não entendi porque a estrela se apagou, fiquei imaginando que ela nunca voltou?

  14. Paulo Luís
    2 de junho de 2019

    Olá, Galileu, boa sorte no desafio. Eis minhas impressões sobre seu conto.

    Resumo: O menino queria ser estrela, a estrela queria ser menino, num desfazer mágico um foi o outro e o outro passou a ser o um. E passaram cada um viver a vida um do outro. Até que cada um se cansou de ser o outro e voltaram a ser o mesmo de cada um como era antes de cada um ser o outro.

    Gramática: É um conto que, mesmo que houvesse erros gramaticais, ficaria perdoado por toda licença poética concedida.

    Tema/Enredo: É um poético conto proseado, apesar de curto, o enredo é muito bem estruturado. Com começo meio e fim dentro de uma lógica e sentido bem delineado, simples, compacto e eficiente. Belíssimo conto, talvez venha a ser prejudicado, em virtude da proporção quanto à extensão proposta pelo desafio, visto que alguns comentários venham a desfavorecer. Mas pra mim, mais do que positivo.

  15. Sidney Muniz (@SidneyMuniz_)
    23 de maio de 2019

    Resumo: Troca-troca Estelar (Galileu)

    Um excelente conto, o título eu detestei, mas fazer o que… risos. Bem, achei linda a história e o que faltou na série C de contos infantis de verdade, aqui na série A estou encontrando em fartura por enquanto. Um menino que troca de lugar com uma estrela, acompanhamos como foi o dia dos dois, e que lindo a condução do autor(a) para com a obra, perfeito mesmo!

    Avaliação: (Para os contos da Série A-B não considerarei o título, as notas serão divididas por 5 para encontrarmos a média. Porém teremos uma ordem de peso para avaliação caso tenha empates… Categoria/ Enredo / Narrativa / Personagens / Gramática.

    Terror/infanto juvenil: de 1 a 5 – Nota 5 (Excelente infantil)

    Gramática – de 1 a 5 – Nota 5 (Sem problemas)

    Narrativa – de 1 a 5 – Nota 5 (Diferente e bem executada)

    Enredo – de 1 a 5 – Nota 5 (Muito bom)

    Personagens – de 1 a 5 – Nota 5 (Gostei bastante)

    Total: 15,0 / 5 = 5

    Fica a ressalva para o título, achei ruim para um infantil, mas respeito a escolha.

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Sidney,
      Sou muito ligada ao título do que escrevo e aqui, realmente, não caiu bem para um conto infantil. Foi pura inocência. Bastava pesquisar no Dr. Google para descobrir que “troca-troca” não é mais a brincadeira infantil de imitar o coleguinha, fingir que é outra pessoa. Mas daria um ótimo título para um conto erótico, né? Kkkk…
      Eu teria tirado um ponto pelo título, no mínimo, dúbio.
      Muito obrigada por seus comentários e generosidade. .

  16. Elisa Ribeiro
    18 de maio de 2019

    Menino e estrela invejam-se mutuamente. Certa noite têm um sonho sincronizado e trocam de lugar: a estrela vira menino e o menino via estrela. Ambos, porém, acabam sentindo saudade da situação anterior.

    Uma fábula infantil que fala de forma poética e alegórica sobre o desejo de ter/ser o que está distante. Uma ideia interessante que me pareceu ter rendido menos do que poderia. De qualquer forma, foi uma leitura interessante, embora muito curtinha.

    A linguagem e o tema me pareceram bastante adequados ao público infantil ao qual se destina. Também achei bem feliz o desfecho dado ao conto.

    Parabéns pelo trabalho e sucesso! Um abraço.

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Olá Elisa, sim, eu continuo nos curtinhos, sendo este o primeiro infantil.
      Muito obrigada por seus comentários.

  17. Fernanda Caleffi Barbetta
    16 de maio de 2019

    Resumo
    Um menino sonhava em ser estrela enquanto uma estrela sonhava em ser menino, cada um vendo as coisas positivas da outra vida e as negativas da sua própria. Um dia, os dois sonham e acabam trocando de papéis. O menino virou estrela e a estrela virou menino. No início, ambos ficam felizes com a troca e aproveitam o que julgavam ser a parte boa da outra vida, mas logo perceberam o lado negativo da novidade e sentiram saudades do que eram antes.

    Comentário
    Gostei da ideia do texto e está muito bem escrito. Porém, o último parágrafo traz uma ideia diferente do que eu achei que seria a “moral da história”. A meu ver, o conto discorreu sobre o fato de que tudo tem seu lado positivo e negativo e que precisamos dar valor ao que temos. Porém, o final trouxe como ponto central o valor do menino, o fato de ele ser sempre uma estrela que iluminaria o caminho dos outros. Para mim, houve um contracenso entre o a mensagem que o texto trouxe e o seu desfecho, me parecera duas mensagem diferentes. Outra coisa é que eu entendi que o menino havia trocado de lugar com a estrela novamente, retomando sua vida, mas quando a estrela sumiu, eu fiquei confusa. Como é um texto infantil, acho que deveria ser mais claro.

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Fernanda, o meu objetivo era não ser clara, deixar que a criança continuasse o conto com seus pensamentos, viagens, etc.

      Muito obrigada por seus comentários.

  18. George Armado
    15 de maio de 2019

    Sinopse: Em tom de prosa poética, um menino e uma estrela passam a admirar a vida um do outro, desejando aquele espaço distante que o outro ocupa em sua vida. De repente, numa noite em que sonhos convergem, algo mágico acontece e menino e estrela mudam de lugar, o que acontece quando um menino ascende ao céu e um uma estrela desce a terra?

    Comentário: Esse conto me lembrou com muita nostalgia das antigas histórias infantis onde poesia e realidade se misturavam de modo que ninguém sabia o limite das duas coisas. Temos magia sem recorrer a bruxas e entes encantados. E um belo aprendizado sem a necessidade de moral piegas, parabenizo o autor. O título é que não condiz muito com o clima infantil, dá conotações sexuais mesmo.

    A Árvore que Divide o Mundo – NOTA: 1,0
    Amarga Travessia – NOTA: 5,0
    Aquilo – NOTA: 4,5
    Capitão Ventania – NOTA: 4,0
    Demasiado Humano – NOTA: 4,5
    Lobo Mau, A Garota da Capa Vermelha e os 3 Malvados – NOTA: 1,9
    Magnum Opus – NOTA: 4,0
    O Fim de Miss Bathory – NOTA: 5,0
    O Jardim da Infância – NOTA: 5,0
    O Ônibus, a Estrada e o Menino – NOTA: 3,5
    O Parque – NOTA: 1,0
    Penumbra – NOTA: 1,5
    Prisão de Carne – NOTA: 3,5
    Rato Rei – NOTA: 3,0
    Seus olhos – NOTA: 4,0
    Troca-troca Estelar – NOTA: 5,0
    Variante Amarela – NOTA: 1,0
    Vim, Vi e Perdi – NOTA: 1,0
    ——————————–
    Melhor técnica: Aquilo
    Conto mais criativo: Amarga Travessia
    Conto mais impactante: O Jardim da Infância
    Melhor conto: Troca-Troca Estelar
    ——————————–

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      George,
      Você definiu, com bastante propriedade, a essência do conto. Mesmo com o título dúbio, você manteve a nota máxima.
      Muito obrigada por seus comentários e generosidade.

  19. Fheluany Nogueira
    14 de maio de 2019

    O menino invejava a estrela, que invejava o menino. Trocaram de lugares por um tempo. A estrela se cansou de ser menino e, este de ser estrela. Nova noite, outro sonho. A estrela sumiu do céu, “mas só o menino soube que, para sempre, ele seria uma estrela iluminando o caminho de todo o mundo”.

    A narrativa traz estrutura e linguagem simples, poética, frases curtas e repetitivas, algumas rimas. Tem como herói um menino comum, apresenta um conflito interessante, envolvente, uma situação de desafio que estimula a criança a pensar em formas de superar obstáculos e resolver problemas com um final feliz. Só faltam mesmo as muitas ilustrações para agradarem, definitivamente, a crianças menores e auxiliá-las a se desenvolver em todos os sentidos.

    O cenário é do cotidiano, mas com a divertida fórmula de repetir a situação acrescentando um novo elemento, como as crianças tanto gostam de brincar. O tema seria a busca de uma vida melhor e, aos poucos, os pequeninos, leitores ou ouvintes, vão descobrindo que, neste mundo de diferenças, não há nenhuma de fato. Gostei muito, tem uma boa imaginação…

    Parabéns pelo trabalho que tem conteúdo para influenciar crianças de uma forma positiva. Sucesso no desafio. Um abraço.

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Fheluany, essa é a mensagem que eu queria passar: “neste mundo de diferenças, não há nenhuma de fato. ” Muito obrigada por seus comentários.

  20. Emanuel Maurin
    12 de maio de 2019

    Galileu, paz e bem.

    O conto fala de um menino que olhava para o céu e sonhava ser estrela. Numa vez, sonharam simultaneamente o menino e a estrela que trocaram de posição, o menino virou estrela e a estrela virou menino. O menino no corpo da estrela iluminava o céu, conhecia vários planetas e a estrela no corpo do menino fazia todas brincadeiras, estudava e até passava cotonete sem ninguém mandar, ia dormir cansado de tanto brincar. Um dia sonharam juntos outra vez e voltaram ao normal.

    O conto é pequeno e eu gosto. O seu foi bem construído, de fácil entendimento e muito criativo, achei bem legal o menino trocar de lugar com a estrela. Não encontrei erros de gramática, nem de estrutura e a narrativa fluiu bem. Li e assimilei em um suspiro só e isso faz toda a diferença.

    Boa sorte!

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Emanuel, que bom que ainda existem leitores com essa capacidade: assimilar o conteúdo em um suspiro. Muito obrigada por seus comentários.

  21. neusafontolan
    7 de maio de 2019

    Vixi. Acho que achei o conto da Catarina Cunha kkkk
    Se não for dela o autor(a) que me desculpe
    Mas de qualquer forma ficou uma graça.
    Parabéns.

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Dona Neusa, Agora você acerta todos os meus contos. Meu próximo desafio será você não me descobrir. Kkkkk

  22. angst447
    6 de maio de 2019

    RESUMO:
    Um menino queria ser uma estrela e uma estrela queria ser um menino. Numa noite de lua cheia, sonharam um com o outro e acordaram trocados. O menino agora era uma estrela e vice-versa. Com o tempo, a novidade foi cansando e ambos quiseram retornar ao que eram antes. Sonharam novamente e voltaram a ser um menino e uma estrela, mas agora sabiam como era ser um e outro.

    AVALIAÇÃO:
    Conto quase uma poesia, uma fábula infantil muito bem escrita. O lúdico está presente em cada frase, e há um colorido especial nas imagens criadas.
    Não encontrei falhas de revisão.
    Por ser um conto bem curto, a leitura se torna muito ágil e agradável. Não há muito o que se falar, o(a) autor(a) cortou a gordura que achou desnecessária. Os dois personagens cativam pela simplicidade e por nos resgatar parte da infância.
    Conclusão após leitura: a grama do vizinho sempre parece ser mais verde; ou seja a vida do outro é sempre mais interessante, mas se há a possibilidade de troca, nota-se que bom mesmo é ser quem se é.
    Boa sorte no desafio!

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Claudia,
      Cortei a gordura mesmo. Dieta cada vez mais dura. Rsrsrs. Muito obrigada por seus comentários

  23. Cicero Gilmar lopes
    6 de maio de 2019

    Troca troca estelar
    Uma estrela desejava ser um menino e o menino desejava ser uma estrela, então eles sonharam o mesmo sonho e trocaram de lugar. De início a rotina que passam a viver é bastante satisfatória, cheia de novidades e encantos, mas logo a natureza de cada um se sobressai e o desejo de voltar a ser o que eram se torna mais e mais presente. Fiquei na dúvida do último parágrafo – eles não conseguiram?

    Considerações
    É uma narrativa simples, poética e creio que atenda as expectativas de um conto infantil. Como todos os contos que li, esse também tem muita qualidade. O pessoal da “série A” é “profissa” mesmo! Eu esperava mais desdobramentos e ocorrências. Ficou faltando alguma coisa.

    • Catarina Cunha
      18 de junho de 2019

      Cicero, eles conseguiram? O que você acha? Eu acho que ficou faltando a viagem do leitor. O final aberto foi proposital. Um conto que gera na criança dúvidas e questionamentos; e de que forma evoluímos?
      Quanto a ser “profissa da série A”, tudo é relativo. Lembre-se que, se não é motorista é passageiro. Amanhã posso estar na B e você na A. Somos todos estrelas no mesmo céu trocando de lugares.

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado às 1 de maio de 2019 por em Liga 2019 - Rodada 2, Série A e marcado .