EntreContos

Literatura que desafia.

Ciclos (Victor O. de Faria)

chuva_janela

Gotas escorriam pela janela da sala, enquanto a pequenina sonhava com um universo de perguntas. A bola de pelos ronronou em seu colo.

— Pai, por que o céu tá chorando?

— É a chuva. O ciclo da vida.

— Chorar faz parte do ciclo da vida?

Surpreso, calou-se. O que diria a ela, sabendo que quando crescesse, enfrentaria inúmeras dificuldades?

— Filha, certa vez, um famoso poeta disse: “Os tristes acham que o vento geme; os alegres acham que ele canta”.

Não sabia se aquela resposta a deixaria satisfeita, mas, pelo menos, ganharia tempo até elaborar uma explicação melhor. Continuou a ajeitar a mesa. Esquecia, no entanto, que a nova geração raciocinava de forma muito mais rápida.

Não demorou nem cinco minutos.

— Então, quando dá temporal, é o vento cantando na chuva?

Sorriu.

— Sabe, tem um filme antigo com esse nome. Podemos assistir um dia desses…

Colocou os pratos.

— Acho que descobri – disse ela, de repente.

— O que?

— O céu tá triste com as pessoas. Elas mais gemem do que cantam.

Não falou mais nada. A abraçou e permaneceram juntos, em silêncio, observando os tímidos raios de Sol surgirem entre as nuvens espessas. As flores lá fora voltaram à vida.

A natureza sempre dava um jeito. Por que ele não? Estava na hora de seguir adiante. Retomou o assunto.

— Sim. Chorar faz parte do ciclo da vida… Sua mãe está lá fora, em algum lugar, recebendo a mesma chuva.

— Cantando ou gemendo?

— Apenas… Descansando.

O horizonte brilhou com o orvalho recém despejado. A gata pulou sobre seus ombros e começaram a brincar – três sombras de diversos tamanhos dentro de uma pequena casa colorida, aconchegante, sob a luz de um límpido céu azul.

Um universo de respostas.

Anúncios

4 comentários em “Ciclos (Victor O. de Faria)

  1. simoni dário
    9 de maio de 2015

    Lindo texto! Sou nova por aqui, mas percebo que o Universo participa dos teus textos, de uma forma ou de outra. Excelente.
    Parabéns!

  2. Fabio Baptista
    4 de maio de 2015

    Mandou bem, Brian!

    Tenho uma queda por gotas escorrendo na janela e o texto me fisgou logo de cara.

    Confesso que imaginei que seria FC. Foi uma boa surpresa. Um tema diferente, mas a mesma qualidade.

    Abraço!

  3. Gustavo Castro Araujo
    3 de maio de 2015

    Simples e direto. Um texto sobre a vida, sobre as fases que fazem de nós seres humanos. Gostei da abordagem no sentido quase-fábula. Ótimo texto.

  4. rsollberg
    3 de maio de 2015

    Um texto de sensibilidade ímpar!!!
    Usou muito bem o Veríssimo.
    Ótimo diálogo e conclusão.
    Parabéns.

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 2 de maio de 2015 por em Contos Off-Desafio e marcado .