EntreContos

Detox Literário.

My Best [girl]Friend (Welington Hungria)

Todo mundo que já se apaixonou por alguém, com certeza se apaixonou por sua melhor amiga também. Eu como, um bom rapaz, que sempre esta nas regras e não nas exceções, também me apaixonei por minha amiga, Flor.

Flor era aquele tipo de pessoa que com certeza iria para o céu, um poço de bondade, um coração generoso, sempre pronta para ajudar alguém, e eu, como um bom amigo, é claro, sempre pronto para ajudá-la.

Durante anos fomos os melhores amigos que alguém poderia sonhar em ter. Gostávamos das mesmas coisas, dos mesmos amigos, me divertia muito ao lado dela, apenas a sua presença já me bastava para alegrar meu dia.

Durante o tempo em que cada um de nos tinha namorado e namorada, sempre há vi como uma amiga inseparável. Tanto era assim, que quando terminei com minha namorada, Flor estava lá, para me colocar para cima, até me apresentou uma de suas belíssimas primas, e que prima, e nos fez sair “de casal”.

Mas como algumas coisas não acontecem por acaso, o destino resolver colocar um pouco de tempero em nossas  e vidas e Flor também terminou seu namoro, e passamos meses saindo, apenas nós dois. Fui a vários de seus recitais, ela é uma excelente pianista, tocava como uma fada aqueles compositores com nomes de vodcas  de difícil pronuncia.

_Você deve sentir a música. – dizia ela, com sua voz suave.

Foi apenas uma questão de tempo para o desejo começar a nascer, para que eu começasse a notar suas curvas, seu rosto perfeito, o balançar dos seus cabelos enquanto caminhava. Quando percebi, estava perdidamente apaixonado por Flor.

Não sabia o que fazer, pela primeira vez fiquei sem reação, se fosse qualquer outra garota seria fácil, mas com Flor era diferente, com ela não dava apenas para ficar, eu não poderia tentar beija – lá na balada, e naquela época não tinha o conselho do Dr. Love.

Resolvi então dar alguns sinais para ver se era recíproco, tentei enciúma – lá, não deu muito certo, também tentei armar um clima bem romântico em minha casa, para ver se ela pelo menos percebia que estava gostando dela mais do que apenas como amigo. Nada também, e com resultado coloquei fogo no sofá com as velas.

Aquilo já estava me consumindo, já não sabia o que fazer, então resolvi ir a uma festa da sala, sem chamar Flor é claro, mas ela já estava lá, então começamos a beber juntos, e como bebemos.

Flor sempre foi fraca para beber, na terceira caipirinha, já estava rindo atoa, na sexta, já não era mais dona da sua consciência. Eu também resolvi “enfiar o pé na jaca”. Mas logo desisti, alguém teria que levar Flor para casa.

Então pelas três horas da manha, fomos embora, eu Flor, e sua irmã mais velha. Quando chegamos a casa delas, ajudei a deitar Flor, que estava bem “alegre”. Falando pelos cotovelos.

Foi quando sua irmã saiu do quarto e ficamos apenas nós dois. Isso nunca me constrangera antes, mas agora as coisas são diferentes, agora eu a via como mulher, e não apenas como uma amiga.

Flor percebendo meu desconforto me perguntou por que estava tão calado. Não respondi nada. Então ela lançou outra pergunta.

-Você quer me beijar?

De fato esta pergunta me espantou, e respondi quase que instantaneamente:

-Não!

Foi então que Flor começou a chorar, dizendo que eu não gostava dela como ela gostava de mim, disse que me amava, mas não queria estragar nossa amizade.

Então falei para ela tudo que sentia, que há tempos estava perdidamente apaixonado por ela, que sentia ciúmes de vê-la com outros caras, e tudo mais. Ela me escutou silenciosamente, falei por quase cinco minutos tudo que estava preso dentro de meu peito por meses. Então sua irmã voltou ao quarto, com certeza percebeu que algo tinha acontecido ali, mas não falou nada.

Quando estava saindo, ela me convidou para ficar, então eu disse:

-Hoje não estamos em condições de decidir isso, mas se amanha , quando acordar, se você me ligar, e falar que se lembra de tudo que aconteceu hoje, e que tudo que você disse era verdade, eu serei o cara mais feliz no Mundo. (like a knight).

Então saí arrependido de não ter ficado, mas se tivesse ficado, também estaria arrependido, pois Flor não estava em condições de avaliar a situação.

Esperei Flor me ligar pela manhã, na verdade nem dormi naquela noite, tamanha era a expectativa. Por várias vezes decidir ligar para ela, e pelo mesmo número de vezes desisti de ligar. Já eram duas horas da tarde, já tinha em mente que ela se esquecera de tudo, ou pelo menos poderia falar isso, pois tinha a prerrogativa de estar meio de pileque.

Mas quando todas as minhas esperanças já tinham acabado, eis que o meu telefone toca, era Flor, mas já eram quatro horas da tarde. Então atendi.

-Nossa que ressaca. – Disse ela.

– Esperei você ligar mais cedo – respondi.

– Mas você disse que era para ligar, mas não falou que era cedo – disse ela.

Neste momento, meu coração já batia mais rápido, já não era dono de minha consciência, novamente Flor me deixou sem ação, foi quando o interfone tocou. Pedi para ela esperar, e fui atender, precisava de tempo para pensar em algo legal para falar.

Atendi o interfone, e do outro lado a pessoa disse “Você quer me beijar?”, era Flor, ela havia acordado e ido direito para minha casa. Depois fiquei sabendo que ela escreveu tudo o que eu disse para ela na noite anterior, apenas para ter certeza de que era verdade.

Semana que vem vamos nos casar.

E você, já se apaixonou por sua melhor amiga? Falou para ela? Fale, pois com certeza ela já sabe.

Anúncios

3 comentários em “My Best [girl]Friend (Welington Hungria)

  1. Ledi Spenassatto
    8 de outubro de 2014

    Hum!!! – ??? -= “…”

  2. Nara Susane Klein
    6 de outubro de 2014

    Leve, divertido e romântico. Adorei!

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado às 6 de outubro de 2014 por em Contos Off-Desafio e marcado .