EntreContos

Detox Literário.

Saga dos Sapos (Matheus Pacheco)

No fundo do mato, quase no meio do pântano, foi gerada uma criança, abandonada pela , sem ninguém para que a aplacasse da fome ou que a tirasse do frio. … Continuar lendo

17 de fevereiro de 2019 · 19 Comentários

Teatro das Vozes (Matheus Pacheco)

Teatro das Vozes de dias abusivos, de corais silenciosos que no frio fazem cantar para as Profundezas do Senhor que da terra já abandonou. Teatro das Vozes que paira sobre … Continuar lendo

20 de novembro de 2018 · 17 Comentários

106 151 155 040 144 157 163 040 164 145 155 160 157 163 (Matheus Pacheco)

09 e2 80 9c 56 6f 63 c3 aa 20 74 61 6d 62 c3 a9 6d 20 76 c3 aa 3f 20 56 6f 63 c3 aa 20 74 … Continuar lendo

10 de março de 2018 · 83 Comentários

Estranha é a Matinta (Matheus Pacheco)

“Criatura horrenda que caminha por minha vila, deixe os pobres e trabalhadores repousarem a cabeça no colo de suas esposas, deixe as crianças sonharem com doçuras e brincadeiras e deixe … Continuar lendo

10 de março de 2017 · 44 Comentários

Ela já foi feliz (Matheus Pacheco)

Vê aquela garota chorando no canto da sala? Ela já se entregou de corpo e alma para mim, repleta de solidão e desamparo. Em mim ela encontrou o conforto digno … Continuar lendo

13 de janeiro de 2017 · 87 Comentários

… (Paula Giannini e Matheus Pacheco)

Gostava assim… olhar o mar e não pensar em nada. Era ali que eu me sentia plena. Sentada na pedra, ouvindo o quebrar das ondas contra as rochas. A cada batida … Continuar lendo

12 de julho de 2016 · 77 Comentários

Santo Sertão que Arde (Matheus Pacheco e Marco Piscies)

Breve amigo ribeirinho Santo Sertanejo, descalço e queimado, ardente pelo Sol, por que para na frente de meu casebre? “Vejo esse rio que corre para o leste e oeste ao … Continuar lendo

6 de julho de 2016 · 44 Comentários