EntreContos

Detox Literário.

A Criadora de Porcos e o Tocador de Flauta (Miranda Raja)

Além de uma pequena vila, havia uma bela casa, junto de uma represa, cercado por pastagens e onde crescia um imenso coqueiral, uma estradinha seguia até a entrada do portão, ladeada por frondosas mangueiras cheias de frutos. Uma menina, que era criadora de porcos, estava a derrubar as mangas maduras para alimentar os animais. Assustada, viu o patrão chegar a cavalo em grande algazarra, seguido de vários cavaleiros. Apressada, tocou-os do caminho para os lados, mas tão rápido estavam eles que, ela mal teve tempo de pular tentando subir na árvore. Era ainda criança, pequena, delgada, belo rostinho com olhos doces e meigos.

Mas os homens a galope e, por pura por maldade, atiçaram os cães nos porcos que correram em disparada pelo pasto, fazendo a pobrezinha cair no meio dos animais em uma poça de lama.

– Que cena mais engraçada – disse o mais velho dando risada.

– E o seu rosto está coberto de lama – acrescentou o outro.

– Agora é uma porquinha também – diziam rindo até não poder mais.

– Uma porquinha magrinha demais – concluiu o velho.

Os cachorros latiam. Assustada a pobrezinha derrubava grossas lágrimas soluçando sem parar.

Enquanto a menina ficava tentando se levantar, um jovem vendo a cena não achou graça nenhuma, conseguiu segurá-la, era o filho de um fazendeiro que pretendia comprar terras por aqueles arredores, estava participando da caminhada para conhecer as terras junto ao pai.

Pobre criança – disse o moço – desculpando-se pelo o que lhes disseram levantou-a do chão. Não conseguindo limpar seu rosto, por causa da lama, recolocou o lenço no bolso, tirou uma flauta e lhe tocou uma linda canção. Sabia que os valentões ainda pagariam pelo mau comportamento.

Seguiram todos em direção a casa, foram recebidos pelos empregados que os esperavam com uma grande festa regada a cerveja e vinho . O jovem foi chamado ao salão para tocar sua flauta; como se recusava, pediram para trazer a menina dos porcos ao salão, quem sabe estava apaixonado por ela?

Preocupado que trouxessem a pobrezinha para servir de zombaria, resolveu a contra gosto atendê-los. Mais tarde, o patrão bêbado mandou servir vinho em um penico a um dos seus funcionários, e acharam a brincadeira engraçada, veio o baralho, perdeu como de costume mais uma vara de porcos.

José e Benjamim por fim saíram do casarão, que o pai chamou de lugar impróprio para um jovem como o filho frequentar.

No quintal a pequena criadora de porcos o cumprimentou agradecida. Estava limpa e trocada, a beleza de Dandara então foi notada pelo jovem Benjamim, que se encantou com sua pele queimada do sol e lindos cabelos negros e encaracolados.

Passaram-se os anos, a velha mangueira floresceu e se encheu de frutos por quatro vezes mais, e naquela casa tudo acabou mal com os jogos e festas, o fazendeiro teve que vender a propriedade a um nobre que, não era outro senão o pai do flautista.

José, era um homem honrado e trabalhador, que ao tornar-se o dono da terra não permitiu que fizessem desfeita aos empregados. A menina cresceu, frequentando a escola que o patrão levantara na vila, e a esposa que era professora, ensinava crianças e adultos, contribuindo com a mudança de vida de tantos em Mangueiral do Norte.

Benjamim casou-se com a bela jovem Dandara. A casa passou por reformas, e nas terras plantaram um grande mangueiral, tornado-se um lugar cheio de flores e felicidades. Um pintor fez o quadro da linda esposa e sua família.

E na casa grande nunca mais houve qualquer destrato aos servidores, que recebiam sua parte na criação dos animais e nas plantações.  

O velho era honrado e respeitador, a família querida e festejada por todos na região. E o tempo passou muito depressa para tanta felicidade.

O bisneto, agora dono da casa e médico formado na capital, ao passar pelo salão faz um momento de silêncio, depois toca em sua flauta uma música suave e apaixonada, que foi composta pelo avô para a linda morena que sorri agradecida no quadro da sala.

Anúncios

Sobre Fabio Baptista

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado em 1 de maio de 2019 por em Liga 2019 - Rodada 2, Série C1.