EntreContos

Literatura que desafia.

Sonho Amargo (Simoni Dário)

– Vocês já pararam pra pensar que um dia o mar foi a estrada do mundo?

Silêncio constrangedor. A professora esforçava-se para dar aulas interativas, mas quem pensaria no mar à uma hora daquelas?  Calor de 40 graus à sombra e o sonho por férias na praia. Nenhum jovem era cúmplice, a estrada deles era outra e se chamava internet.

– Mas não existiam estradas sôra?

– Não, o mundo era conectado pelo mar. Uma parte dele, a que já havia sido descoberta.

Silêncio. Não absoluto. Alguns assobios, plim plim, tec tec. “A navegação moderna”.

Desistiu. Além das merecidas férias queria ar puro. Aposentou-se e embarcou para o fluxo de vida à moda antiga. Voltou orgulhosa da agência de turismo. Conferiu o destino mais uma vez – Indonésia. Num gole de vinho imaginou o final de 2004 no paraíso, sonho de consumo de uma vida inteira.

Anúncios

73 comentários em “Sonho Amargo (Simoni Dário)

  1. Navegador On Line
    29 de janeiro de 2016

    Em dezembro de 2004, um terremoto de magnitude 9,15 na costa da província indonésia de Aceh desencadeou um tsunami no Oceano Índico, que causou a morte de cerca de 226.000 pessoas na Indonésia, Sri Lanka, Índia, Tailândia e outros nove países.
    http://www.gazetadopovo.com.br/mundo/como-foi-o-tsunami-de-2004-no-oceano-indico-dy8v2w11tao2d22839mb3bscu.

    Para os que não pegaram a referência quanto a viagem da professora para a Indonésia.

  2. Miguel Bernardi
    29 de janeiro de 2016

    E aí, tudo bem?

    Não gostei deste.. A ideia de percepções e trazer a dinâmica de uma aula foi boa, mas não foi bem utilizada. As metáforas e comparações não soaram legal, sabe, ficaram deslocadas… Não funcionou bemz pra mim. Abraços e boa sorte.

  3. Nijair
    29 de janeiro de 2016

    .:.
    Sonho Amargo (Navegador On Line)
    1. Temática: Visões de mundo, percepções.
    2. Desenvolvimento: A pergunta inicial causou a reação seguinte em mim: silêncio sepulcral mesmo!
    3. Texto: Bem interessante, até o desfecho.
    4. Desfecho: Frustrou um pouco – pareceu-me que a preocupação inicial da professora esvaziou-se com a viagem. Ainda acredito que ser professor é para qualquer um; educador, não, é vocacional.

  4. Tamara Padilha
    29 de janeiro de 2016

    Em primeiro lugar devo destacar que achei o termo Sôra muito deslocado. Se eram crianças todas envolvidas na tecnologia, talvez aquilo ali não se encaixasse. O conto teve início, meio e fim como deve ser, mas não me atraiu, achei o enredo fraco.

  5. Thales Soares
    29 de janeiro de 2016

    O texto em si está bem escrito. Entretanto, a ideia do autor não me agradou nem um pouco. Achei simples demais. Na verdade, acho que não fui capaz de enxergar o verdadeiro propósito desta história.

    Uma professora que cansou, se aposentou e foi viajar? Hmm… Não gostei.

  6. Wilson Barros Júnior
    29 de janeiro de 2016

    “Navigare necesse; vivere non est necesse” (Navegar é preciso, viver não é preciso), dizia o grande Pompeu. Essa professora reencarna, modernamente, o espírito dos navegadores antigos. Interessante o paralelo com os navegadores modernos: a vã navegação de hoje é mais necessária que a vida, que passa à margem dos faces&whatsapp. O General Romano estava certíssimo, acenariam, afirmativamente, os jovens de hoje. Quem parece discordar, revoltada, dessa navegação moderna é a professora, que sai em busca da sua própria. Que por sinal, concorda com a frase dos antigos: ela pode até morrer, mas navega. Muito interessante.

    • Navegador On Line
      29 de janeiro de 2016

      Que máximo esse comentário, da mais nobre profundidade!
      Obrigado por isso!
      Abraço.

  7. Tom Lima
    29 de janeiro de 2016

    Estava gostando, até o último parágrafo aparecer. Ele ficou apresado, culpa do limite, pra dar um desfecho um tanto trágico para a história.

    Talvez pra ter o efeito desejado focar na professora fosse melhor pro desafio, contando sobre as frustrações dela, a taça de vinho e os planos sem entrar no diálgo direto com o aluno

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 14 de janeiro de 2016 por em Micro Contos e marcado .