EntreContos

Detox Literário.

Enxurrente (Leda Spenassato)

493c456a-9758-4b8c-a647-7a9571cc7612

No terceiro estrondo, em que o céu iluminou a terra, ainda que, por poucos segundos, o Morro dos Perdidos resolveu descer ladeira abaixo. Mexeu-se bem devagarzinho e foi tomando velocidade, competindo com a da Luz. Arrastou Rosa, abraçada aos três filhos, soterrando seus olhos gordos, cansados de padecer.

A espera do Tegretol para o segundo filho dela, Pedrinho que era epilético, chegou ao fim. Morreu na enxurrente, sem tomar o seu xaropinho. A maldita licitação se deu bem. Não era preciso arrancar-lhe os cabelos, para que, ela cumprisse as promessas do vereador Otaviano.

Antonio, o pai, certamente, vai continuar introspectivamente, rogando todas as pragas do mundo aos vereadores e ao prefeito da Vila dos Miseráveis, que nunca cumpriram com suas promessas, incluindo seu Joca, o maldito patrão, que há muito lhe rouba as horas extras.

Anúncios

58 comentários em “Enxurrente (Leda Spenassato)

  1. Nijair
    29 de janeiro de 2016

    .:.
    Enxurrente (Dona Licitação)
    1. Temática: Causo. O título seria algum neologismo, mistura de enxurrada com enchente?
    2. Desenvolvimento: Fatalista e resignado, inicialmente; despois, descamba para a revolta gratuita, no sentido de que não resolve nada.
    3. Texto:
    a) Não era preciso arrancar-lhe os cabelos para que ela cumprisse as promessas do vereador Otaviano.
    b) Antonio, o pai, certamente vai continuar, introspectivamente,…
    4. Desfecho: Deixou algumas lacunas que prejudicaram tudo.

  2. Tamara Padilha
    29 de janeiro de 2016

    Triste… uma cena muito realista, dolorosa… O desabamento de morros. Parabéns, autor você teve uma ótima ideia, ee escreve bem.

  3. Miguel Bernardi
    29 de janeiro de 2016

    E ai, tudo bem?

    Por mais que o texto seja atual e trate de um assunto importante, não gostei tanto (como conto). Algumas vírgulas em lugares que julgo desnecessárias e alguns elementos que não combinam com o texto fizeram eu não gostar tanto.
    A ideia da licitação ficou solta.

    Grande abraço e boa sorte.

  4. Thales Soares
    29 de janeiro de 2016

    Não gostei.

    A ideia central proposta pelo conto não me atraiu. A escrita está boa, e a história foi apresentada ao leitor de forma bacana. Mas não vi grandes atrativos que me façam colocá-lo em meu top 15. Teve algumas passagens que achei meio confusas, e o final não me caiu bem.

    De qualquer forma, boa sorte no desafio.

  5. Tom Lima
    29 de janeiro de 2016

    O que critiquei em Sonho Amargo aqui funciona.

    É algo que mostra o real, usando um sarcasmo duro e criticando a sociedade.

    Mostra os pontos onde tudo deu errado, a cadeia de erros e descasos que leva a essas situações que parecem sempre se repetir.

    Parabéns.

  6. rsollberg
    29 de janeiro de 2016

    Achei a crítica interessante.
    Contudo, não saquei bem o lance da “licitação” se dando bem, como uma espécie de entidade autônoma, não soou legal.
    Ademais, acho que o autor atirou para tudo quanto era lado, resvalando em tudo, sem acertar em nada.
    A narrativa ficou muito corrida, certamente para tentar criar uma unidade, mas sobrou o seu “inclusive seu Joca”, que poderia ter uma frase só pra ele. Assim, não teríamos dúvida, pragas/promessas.

    De qualquer modo, é um texto que causa necessariamente reflexão no leitor, esse, no meu entender, é o seu grande trunfo.

    Parabéns e boa sorte!

  7. Pedro Luna
    29 de janeiro de 2016

    ”Morreu na enxurrente, sem tomar o seu xaropinho.”

    Cara, essa parte doeu.

    Achei um bom conto, com crítica social. De início, não gostei do final falando do seu Joca. Achei que o conto tinha alvo certo na política, e o seu Joca ali estava enchendo linguiça. Mas penso que com as horas extras, talvez o personagem estivesse em condições melhor.

    Enfim, tudo é uma sucessão de acontecimentos que moldam o destino.
    Gostei.

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 13 de janeiro de 2016 por em Micro Contos e marcado .