EntreContos

Detox Literário.

Votação – Noir

l_a088ed20-8e83-11e1-b1a3-c71a4d500003

Caros participantes,

Agradecemos mais uma vez a presença de todos por aqui.

É hora de começar a resolver o mistério e ajudar a escolher os campeões do nosso Desafio.

Foram 44 contos ao todo, uma marca que superou até mesmo o tema do mês passado.

Isso é ainda mais surpreendente devido às particularidades e ao quase desconhecimento do universo noir.

Por isso, todo mundo está de parabéns pelo empenho, pela pesquisa e pelo estudo eigido. Estou certo de que todos tentamos o melhor.

Bom, chega de lenga-lenga e vamos ao que interessa.
1) Os contos concorrentes são aqueles constantes da Área do Desafio do blog.

2) Somente serão computados os votos dos participantes do Desafio. Excepcionalmente, não-participantes poderão votar, desde que tenham comentado TODOS os contos do Desafio.

3) Não é permitido votar no seu próprio conto.

4) Os votos deverão ser inseridos por meio de comentários neste post aqui, até as 23h59 do dia 05 de dezembro de 2013.

5) Uma vez enviado o comentário, não caberá arrependimento. Portanto, pense bem antes de eleger os seus contos preferidos.

6) Os comentários da votação permanecerão “aguardando moderação” até o dia da divulgação do resultado. O voto, portanto, é secreto, para evitar as influências de parte a parte.

7) No dia 06 de dezembro, quando da divulgação do resultado, também em post específico, os comentários dos votantes no tópico de votação serão liberados, de modo a atestar a transparência na apuração.

8) Os votantes poderão relacionar até 10 (dez) contos de sua preferência. A maneira de indicar os escolhidos será a seguinte: “1) Nome do Conto (Pseudônimo do Autor); 2) Nome do Conto (Pseudônimo do Autor)….” e assim por diante. Desse modo, o primeiro indicado receberá 10 pontos, o segundo, 9, o terceiro, 8, e assim sucessivamente.

9) A bonificação para quem ler e comentar TODOS os demais textos será de 15 (quinze) pontos.

***

Vamos lembrar que os comentários são o grande diferencial do nosso certame: aqui se lê, aqui se comenta. Isso é tudo o que um escritor deseja, portanto, vamos nos empenhar 🙂

Aliás, para que não fiquem dúvidas, os comentários nos contos em si serão liberados desde logo. Apenas os comentários da votação é que ficarão suspensos até a data do resultado.

Por último, deixo a dica para que todos “curtam” a página do EntreContos no FB (https://www.facebook.com/entrecontos ) e, mais do que isso, que selecionem a opção “todas as atualizações”, para não perderem as novidades.

Mãos à obra, então!

E mais uma vez, obrigado a todos pela participação.

Gustavo Araujo.

Anúncios

56 comentários em “Votação – Noir

  1. Leandro B.
    6 de dezembro de 2013

    Ontem, enquanto comentava os últimos contos, uma chuva bíblica caiu no RJ… A luz acabou 21:00 e quando saí para trabalhar hoje, às 7:30, ainda não tinha voltado.

    Peço mil desculpas aos outros autores. Hoje vou finalizar os comentários e fazer um top10 apenas caso algum autor ainda tenha interesse em minha listinha pessoal. Como ainda não vi de quem é cada conto, não ficarei acanhado como o Pedro.

  2. Rodrigo Sena Magalhaes
    6 de dezembro de 2013

    Bom-dia, pessoal!
    Fui gentilmente convidado pelo Gustavo para participar do desafio. Havia mais de um ano que não escrevia devido atividades profissionais. Estou encontrando muita dificuldade em escrever pois parei de fumar há 1 ano e meio e o cigarro, o uísque e as madrugadas eram “meus companheiros” de escrita. Escrevi 3 contos, o primeiro fiz apenas umas adaptações, outro é um projeto que tentarei finalizar em 2014 e como foi comentado, é apenas um esboço. O outro foi uma ideia meio mórbida que tive, mas não agradou. Hehehe! O nível dos contos que li (ainda vou ler todos, faço questão) é realmente assustador, no bom sentido. Muitos escritores aqui já estão preparados para o mercado editorial. Vou convidar um editor que tenho contato(em nível internético) para dar uma passada no site. E por fim, quero me desculpar com Gustavo e com os demais escritores que não comentei seus contos. Ainda o farei. A minha vida neste fim de ano está muito, muito corrida. E agradeço de coração aos que leram e comentaram meus contos. Alguns comentários nos deixa meio pra baixo, meio putos, mas no fim a gente acaba concordando. Muito obrigado, Gustavo por ter me convidado, muito obrigado amigos e amigas de pena pela leitura e comentários. Grande abraços a todos!

    • Ricardo Gnecco Falco
      6 de dezembro de 2013

      Cara… Reconheci o sobrenome “Sena” assim que bati com os olhos no Beto. Rs!
      Sei o quanto você fica à vontade escrevendo neste estilo… E você também sabe do meu desejo nada oculto de um dia ainda produzir aquela sua “joia” que tive o privilégio de conhecer “ainda cheirando à tinta”… Rs! 😉
      Parabéns, Rodrigão! Parceiro “véi de guerra”!
      Abração!
      🙂

  3. Pedro Luna Coelho Façanha
    6 de dezembro de 2013

    :/ Huumm..tranquilo. Eu que deixei tudo pra última hora mesmo. O único culpado sou eu. Entendo perfeitamente 🙂 Enfim, na próxima eu não cometo esse erro. Valeu.

    • Ricardo Gnecco Falco
      6 de dezembro de 2013

      Pedro, mesmo não valendo mais para a pontuação, creio que seja válido você expressar por aqui sua “listinha”… Rs!
      Assim a gente fica sabendo sobre os gostos pessoais de mais um colega de pena!
      Abração!
      😉

      • Pedro Luna Coelho Façanha
        6 de dezembro de 2013

        Pô, Ricardo. Agora que já sei quem escreveu cada conto, não fico muito a vontade para listar, não..rs

        Mas meus preferidos foram Coração Negro, Lágrimas são vãs sob a chuva, Agite antes de usar e Beto Colt 😉

      • Ricardo Gnecco Falco
        6 de dezembro de 2013

        Valeu, Pedro!
        🙂

  4. Pedro Luna Coelho Façanha
    6 de dezembro de 2013

    Oi, é que aqui em Fortaleza ainda é 23:21. Não me toquei do horário de verão 😦 ainda posso fazer minha votação? Se não puder, vou entender.

    • EntreContos
      6 de dezembro de 2013

      Oi, Pedro… Infelizmente, não dá… No regulamento consta que o horário é o de Brasília… Se abrirmos uma exceção, alguém poderia se julgar prejudicado… Espero que vc compreenda. =/

  5. EntreContos
    6 de dezembro de 2013

    Votação encerrada.

  6. dibenedetto
    5 de dezembro de 2013

    1- O Vermelho do Diabo (Chirrin Chirrion)
    2- A Loira do Banheiro (Filipe Portugal)
    3- O Caso Colombo (Batista Baltazar)
    4- Era Uma Vez na Noite… (Big Bad Wolf)
    5- Homicídios Manchados de Rosa (Celine)
    6- A Mulher Falsa (P. Marlowe)
    7- Desatinos de um noir invertido (Bunch)
    8- Crime em Pindorama (O Carcará Sardo)
    9 – Ardor e Dor (Alana das Fadas)
    10 – Beto Colt (Raimundo Chaves)

  7. Marcelo Porto
    5 de dezembro de 2013

    Neste mês foi bem complicado achar tempo para ler todos os contos, descobri que estou grávido de gêmeos (com a mulher enjoando até da minha cara), em pleno planejamento para 2014 aqui da empresa e ainda com a obrigação de prestigiar os colegas do EntreContos.

    Impressionante como todos que escolhi para ler são excelentes, quanto o primeiro colocado, quando terminei a leitura, não tive dúvidas. Os demais a briga foi boa.

    1. Coração Negro (Sam Spade)
    2. Lusco-Fusco (Clarice Lispector)
    3. Olhos de Adágio (Listrado)
    4. Era Uma Vez na Noite… (Big Bad Wolf)
    5. Beto Colt (Raimundo Chaves)
    6. Mellitus (Vincent Miles)
    7. Detroit, 19-11-2043 (B. Wilder)
    8. Falsa Simbiose (A.S.A.)
    9. Assassinatos na Noite de Natal (Eliot Ness)
    10. O Caso de Natanael (Severino Ramos)

  8. Alana das Fadas
    4 de dezembro de 2013

    Depois de me desdobrar pra ler todos os contos em três míseros dias, lá vai o resultado!

    1 – Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river)
    2 – Detroit, 19-11-2043 (B. Wilder)
    3 – Homicídios Manchados de Rosa (Celine)
    4 – Beto Colt (Raimundo Chaves)
    5 – Era Uma Vez na Noite… (Big Bad Wolf)
    6 – A Mulher Falsa (P. Marlowe)
    7 – A Loira do Banheiro (Filipe Portugal)
    8 – Coração Negro (Sam Spade)
    9 – O Vermelho do Diabo (Chirrin Chirrion)
    10 – Vingança (V)

    Parabéns a todos os participantes! Abraço! ; )

  9. Felipe Falconeri
    4 de dezembro de 2013

    Terminada a maratona de textos – no final eu tava quase chamando detetive de minha loura e contratando um serial killer pra investigar uma femme fatale – vamos aos trabalhos:

    1) Lusco-Fusco (Clarice Lispector) – Explosão de criatividade, criação de um universo riquíssimo, elementos noir bem explorados e personagens intrigantes. No topo do pódio com louvor.

    2) Olhos de Adágio (Listrado) – Sobretudo pelo excelente protagonista, de longe o personagem que mais me cativou nesse desafio. Além disso tem uma trama divertida e meio maluca, ótimos diálogos e um desfecho que me surpreendeu. Vale a medalha de prata.

    3) Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river) – Ousadia em mostrar a história através dos olhos de um personagem que comete um crime hediondo e não oferecer-lhe nenhum tipo de redenção. História forte, bem escrita e com uma excelente analogia que reverbera por todo o conto.

    4) Crime em Pindorama (O Carcará Sardo) – Tivesse um pouquinho mais de noir e poderia beliscar um lugar no pódio. Apresenta uma história alternativa muito bem bolada, um protagonista divertido e brinca com personagens reais. Conto muitíssimo bem escrito, descrições excelentes. É provavelmente o autor que melhor demonstrou domínio da pena.

    5) A Loira do Banheiro (Filipe Portugal) – Um noir infanto-juvenil. Subverteu muito bem as expectativas acerca do tema. Um conto simples, divertido e cativante. Deixa um gosto doce de infância na boca.

    6) Coração Negro (Sam Spade) – A trama não me cativou, mas tem o mérito de ser um noir “de raiz”, explorando de maneira eficiente os principais elementos do gênero e localizando a história em seu mais famoso cenário.

    7) Homicídios Manchados de Rosa (Celine) – Faltou uma ambientação que caracterizasse de maneira mais assertiva a atmosfera noir, mas compensou pela subversão do tema e pela criatividade. Revisita de maneira muito imaginativa os personagens de contos de fadas e tem uma tacada de mestre na criação de uma nova princesa.

    8 – O Caso Colombo (Batista Baltazar) – Aqui o noir só passou de raspão. Porém, a criatividade do mote, o domínio da escrita e a ótima construção da narrativa documental fizeram com que o conto figurasse na minha lista de preferidos.

    9 – Detroit, 19-11-2043 (B. Wilder) – Outro conto que apenas tangencia o tema. A trama não me envolveu, mas a criação do cenário me ofereceu uma ótima imersão. Talvez tenha sido o conto que melhor me passou essa sensação. É um universo que, sendo do interesse do autor, poderia facilmente ser expandido para além das fronteiras desse texto.

    10 – Beto Colt (Raimundo Chaves) – Fechando meu top 10, um conto despretensioso, curtinho, mas bastante eficiente e divertido. Uma boa sátira ao universo noir e um protagonista carismático. Um texto que se destaca justamente por seu espírito leve.

    Aproveito e já deixo cá os meus agradecimentos a todos os que leram e comentaram meu conto. E também aos possíveis leitores mais tímidos que o tenham lido mas não comentado, rs. Há muito que eu não escrevia e participar do desafio foi bastante divertido.

    Agradeço particularmente ao Gustavo, que me tirou do limbo literário quase me puxando pela mão. E também ao Rubem por lembrar de mim para esse desafio.

    Por fim, peço desculpas se ofendi alguém com algum dos meus comentários. Os que já me conhecem sabem que minhas observações, mesmo quando bastante duras, nunca tem a intenção de destruir ninguém. As críticas às vezes machucam, mas sem elas acabamos por nos acomodar e nos repetirmos em nossos erros. É preciso saber assimilar uma “porrada” e conseguir extrair o que pode vir de bom dela.

    Parabenizo então todos aqueles que participaram do desafio, como autores e/ou leitores. Até a próxima. o/

    SPLASH

    • Ricardo Gnecco Falco
      6 de dezembro de 2013

      Estava com saudades, parceiro!
      🙂
      Seja muitíssimo bem-vindo!

      • Felipe Falconeri
        6 de dezembro de 2013

        Valeu Rick!

        E parabéns pelos comentários inspirados, rs.

      • Ricardo Gnecco Falco
        6 de dezembro de 2013

        É paixão mesmo, parceiro… rs!
        😉
        Abrax!

  10. Gustavo Araujo
    3 de dezembro de 2013

    Confesso que este desafio me surpreendeu positivamente. No início, torci o nariz para o tema, mas no fim, acabei entendendo que para progredirmos como escritores, é necessário sair da nossa zona de conforto. Com tal pensamento em mente é que acabei escolhendo meus favoritos: aqueles que corajosamente buscaram escrever um conto noir de raiz, abandonando o porto seguro de temas que lhes fossem conhecidos. Nada contra quem, de alguma forma, buscou abrigo em linhas conhecidas. Foi só um critério pessoal que utilizei e que de maneira nenhuma significa a verdade suprema de qualquer julgamento.

    Bem, aos escolhidos, então:

    1) Desatinos de Um Noir Invertido (Bunch) – por ter explorado o tema como ninguém, com uma perícia invejável na escrita. E, claro, tem a casa antiga, abandonada, habitada por lembranças e espíritos. Matou a pau.

    2) Assassinatos na Noite de Natal (Eliot Ness) – por ter abordado o tema à luz de uma realidade tipicamente brasileira. Ganhou meu voto por causa das músicas mencionadas e por conta do anti-heroísmo do protagonista.

    3) Lágrimas são vãs sobre a chuva (Cry Me a River) – por ter refletido a noção clássica da atmosfera noir, como se seguisse uma cartilha. Próximo da perfeição.

    4) O Caso de Natanael (Severino Ramos) – simplesmente por ter me deixado de queixo caído, pensando “cara, eu nunca conseguiria escrever desta forma…”

    5) O Vermelho do Diabo (Chirrin Chirrion) – pelo impacto, pela utilização do noir para explicar o mistério mais tenebroso em todos os contos por aqui.

    6) Detroit, 19.11.2043 (B. Wilder) – pelo contexto apresentado à la Blade Runner. As imagens de uma Detroit futurista e decadente estão até agora na minha cabeça.

    7) Olhos de Adágio (Listrado) – por concentrar em um momento tudo o que se espera de um bom noir – um anti-herói, uma femme fatale, um mistério, um clímax, tudo narrado de forma sarcástica e irônica, como deve ser. Apesar de o protagonista ser um oficial de justiça 😛

    8) Mellitus (Vincent Miles) – pelo envolvimento proporcionado ao leitor, repleto de ansiedade e tensão.

    9) A Loira do Banheiro (Filipe Portugal) – porque eu tenho um fraco gigantesco por temáticas infanto-juvenis. Esse conto tem tudo isso e, ainda, o mérito de reciclar brilhantemente uma lenda urbana batida.

    10) Bonne Anée (Masaki) – pela ambientação em Paris. Ficou show. Parecia que eu estava lá.

    Na realidade, foi muito difícil chegar a essa lista. Pelo menos outros dez contos poderiam figurar aí, com toda certeza. “Blonde Noir”, “Apenas Um Peão…”, “Agite Antes de Usar” e “Olhos de Gato” são exemplos típicos.

    “Crime em Pindorama”, “Lusco Fusco”, “Era Uma Vez na Noite…”, “Homicídios Manchados de Rosa”, “O Despertar”, “Morte na Eternidade” e “A Mulher Falsa” são contos que só não figuraram na seleção porque, a meu ver, fugiram um pouco da temática proposta.

    “Ardor e Dor”, “Incógnito”, “Homem Não Chora”, “Vingança”, Entre Nós”, “Direto ao Ponto”, “Noite Podre”, “O Caso Colombo”, “Falsa Simbiose” e “Perdidos no Borrão…” são ótimos contos policiais, mas não noir, e por isso os deixei de fora.

    É isso. De todo modo, parabéns a todos e… até a próxima!

    • Felipe França
      6 de dezembro de 2013

      Gustavo, obrigado por me colocar no TOP 10. Foi muito difícil disputar contra todos estes excelentes contos! Até a próxima.

  11. Andrey Coutinho
    3 de dezembro de 2013

    Todos lidos e devidamente comentados, vamos à fatídica votação. Foi muito difícil escolher esse mês… muitos contos excelentes! Cheguei a rankear todos, do meu favorito ao menos favorito, mas só postarei os 10 primeiros e algumas menções honrosas.

    1. Coração Negro (Sam Spade): esse texto venceu duplamente pra mim: foi meu enredo favorito, e ao mesmo tempo conseguiu o encaixe mais perfeito no tema do desafio.

    2. Lusco-Fusco (Clarice Lispector): foi um dos últimos que li, e juro que àquela altura não esperava que algum texto fosse tirar o Crime em Pindorama do segundo lugar. Mas com uma premissa até um pouco similar, esse aqui me fascinou em seu desenvolvimento fantástico. Em verdade, sinto uma carência muito grande de “fantasia urbana”, com bastante ação e poderes sobrenaturais etc. na literatura nacional. E mesmo os que se aventuram nesse caminho o fazem muito timidamente. Eu adoraria ver os personagens desse conto em uma narrativa longa, uma história em quadrinhos ou uma animação.

    3. Crime em Pindorama (O Carcará Sardo): esse texto dispensa comentários. Muita criatividade na concepção e muita habilidade na execução. Só não o coloquei em primeiro porque, apesar de reconhecer o talento do autor, os personagens dos outros dois textos acabaram me cativando mais, e pra mim isso pesa muito.

    4. Desatinos de um noir invertido (Bunch): a mistura de fatos verídicos com ficção, a linguagem precisa e poética, as misteriosas personagens e seu misterioso relacionamento… tudo isso contribuiu para destacar esse texto frente aos demais.

    5. Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river): as metáforas usadas pelo autor potencializaram a narrativa de tal maneira a me fazer vibrar. Além disso, a história em si foi bastante surpreendente e emotiva. Um conto redondo, profundo e balanceado. A maioria dos textos ou fez bem na linguagem, ou nas imagens, ou no enredo em si. Esse fez tudo bem.

    6. Entre Nós (Lorena Prado): Esse e o “Desatino” foram os que fizeram melhor uso de imagens poderosas e linguagem poética, intimista. Esse em especial é um texto bastante “fotogênico”, por assim dizer… se você pausar a leitura em qualquer trecho, vai ter uma frase impactante em suas mãos.

    7. Direto Ao Ponto (Orion Scar): Todos os elogios que pude fazer a esse texto, já o fiz nos comentários dele. O autor mereceu entrar no pódio por fazer de algo mundano uma verdadeira jornada pelas emoções do protagonista.

    8. Gelo Negro (Sérgio Lima): Esse texto é bem escrito, redondo em seu desenvolvimento, e tem um diferencial, que é o setting interessantíssimo e pouquíssimo utilizado por autores nacionais.

    9. Perdidos no Borrão da Noite (Bueiro): Um texto que adicionou ainda mais variedade ao desafio, com personagens cativantes (já falei que me importo demais com personagens, né?), humor na medida certa, e algumas imagens muito boas.

    10. A Mulher Falsa (P. Marlowe): Esse aqui começou lá no topo do meu top 10, e foi caindo à medida em que fui achando outros textos que gostei mais. Mesmo assim, é realmente uma excelente ideia, e foi escrita sem erros, de maneira direta, curta e simples. Apesar disso, não pecou por falta, tampouco por excesso. Um trabalho equilibrado e digno de nota.

    Menções honrosas: O Caso Colombo (Batista Baltazar), Homicídios Manchados de Rosa (Celine), Molduras (Acaso) foram alguns dos que ficaram na minha cabeça.

    Na verdade, teve muuuuuuito texto bom. Pessoal tá realmente de parabéns. Foi trabalhoso ler e comentar direitinho tudo (é muito texto), mas espero que tenha ajudado os autores com minhas sugestões tolas. Tenho certeza que daqui vão sair alguns dos contistas mais importantes da nossa geração, e por isso tenho muito orgulho em participar dos desafios e divulgar meu trabalho ao lado de escritores tão habilidosos e esforçados. Parabéns, pessoal!

    • Ricardo Gnecco Falco
      6 de dezembro de 2013

      Andrey, quem dera tivéssemos mais “colegas de pena” como você! 😉
      Você chegou com o jogo já rolando, quase indo pro segundo tempo, e fez bonito, parceiro! Rs! Leu, comentou e ainda se preocupou em não sofrer qualquer estímulo oriundo dos demais comentários. Fiquei muito feliz com sua atitude e saiba que é muito prazeroso conhecer outras pessoas que dividem o mesmo carinho para com a nossa “nova” literatura. Gostei muito de lhe conhecer, parceiro! E parabéns pelas suas contribuições!
      Grande abraço! 🙂

      • Andrey Coutinho
        6 de dezembro de 2013

        Opa, valeu Ricardo! Eu realmente entrei meio atrasado pra festa (meu texto foi o último a entrar rs), mas fiz questão de tentar comentar tudo. Cheguei a ler e comentar 17 contos no mesmo dia (acho que fui dormir sonhando com aquela porrada de universos e personagens diferentes). Ao invés de ir comentando assim que lia, eu fiz um arquivo no Word onde eu ia colocando as observações de maneira mais “rascunhada”, e no final eu editei tudo pra ficar legível e saí postando de um por um.

        Pra mim, esse desafio é uma verdadeira “corrente do bem”. Todo mundo sabe como é difícil pra um escritor conseguir bons “leitores preliminares”. Ao mesmo tempo, escritores geralmente são ávidos leitores, e têm boas opiniões sobre o que lêem. Se todo escritor ajudasse vários outros na condição de leitor preliminar, seria mais fácil pra todo mundo conseguir feedback e, enfim, poder realizar um processo de edição mais eficiente e instruído dos seus textos.

        É exatamente isso que acontece aqui nos desafios, e isso é sensacional. Mesmo sem participar dos desafios, tentarei levar isso pra vida: buscar autores necessitados e oferecer a eles a minha leitura preliminar e impressões, na esperança de que outras almas caridosas façam o mesmo por mim (e se não fizerem, que seja, saldo positivo de karma nunca é demais na vida de alguém).

      • Claudia Roberta Angst - C.R.Angst
        6 de dezembro de 2013

        Capricho, objetividade, planejamento e generosidade admiráveis. Fiquei encantada com a sua sensibilidade. Parabéns.

  12. Masaki
    3 de dezembro de 2013

    1 – Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river)
    2 – Homicídios Manchados de Rosa (Celine)
    3 – A Loira do Banheiro (Filipe Portugal)
    4 – Ardor e Dor (Alana das Fadas)
    5 – Coração Negro (Sam Spade)
    6 – Era Uma Vez na Noite… (Big Bad Wolf)
    7 – Crime em Pindorama (O Carcará Sardo)
    8 – Blonde Noir (Peri Sux)
    9 – Olhos de Gato (William Wallace)
    10- Olhos de Adágio (Listrado)

  13. Alexandre Santangelo
    3 de dezembro de 2013

    1- Desatinos de um Noir Invertido (Bunch)
    2- Lágrimas vãs sob a chuva (Cry me a River)
    3- Era uma vez na noite (Big Bad Wolf)
    4- Bonne Anne (Masaki)
    5- Direto ao Ponto (Orion Scar)
    6- Olhos de Adágio (Listrado)
    7- Coração Negro (Sam Spade)
    8- O Caso Colombo (Batista Baltazar)
    9- O Vermelho do Diabo (Chirrin Chirrion)
    10- Homicidios Manchados de Rosa (Celine)

    • Felipe França
      6 de dezembro de 2013

      Alexandre, beleza? Fico muito feliz por escolher o meu conto entre seus favoritos.
      Obrigado e até a próxima.

  14. Thata Pereira
    3 de dezembro de 2013

    1º – Coração Negro, Sam Spade
    2º – Lágrimas São Vãs Sob a Chuva, Cry Me a River
    3º – Ardor e Dor, Alana das Fadas
    4º – Mulher Falsa, P. Marlwe
    5º – Era uma vez na Noite, Big Bad Wolf
    6º – O Vermelho do Diabo – Chirrin Chirrion
    7º – Bonne Année, Masaki
    8º – Falsa Simbiose, A.S.A
    9º – Detroit, 19-11-2043, B. Wilder
    10º – Assassinatos na Noite de Natal, Eliot Ness

    • Felipe França
      6 de dezembro de 2013

      Oi, Thata… Tudo bem? Fiquei muito feliz em saber que você era a Celine. Seu conto é genial, e é lógico, fez parte do meu TOP 3. Até mostrei para minha noiva à sua excelente trama que mistura Noir com conto de fadas. Brilhante! E por último, muito obrigado por colocar o meu conto na sua lista de favoritos. Até a próxima.

      • Thata Pereira
        6 de dezembro de 2013

        Olá Felipe! E como não gostar do seu conto? Como disse no meu comentário, foi um dos contos mais charmosos que já li. Fico contante de estar no seu TOP 3 e de ter até mostrado para sua noiva. Obrigada! O que ela achou?

        Até! ^^

      • Felipe França
        6 de dezembro de 2013

        Gostou muito! Quem sabe ela usa em sala de aula? Seria uma excelente ideia.
        Abraços.

      • Thata Pereira
        6 de dezembro de 2013

        Ficarei honrada! ^^
        abraços!!

  15. Agenor Batista Jr.
    3 de dezembro de 2013

    1 – Entre Nós (Lorena Prado)
    2 – Crime em Pindorama (O Carcará Sardo)
    3 – Coração Negro (Sam Spade)
    4 – Beto Colt (Raimundo Chaves)
    5 – Desatinos de um noir invertido (Bunch)
    6 – Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river)
    7 – Assassinatos na Noite de Natal (Eliot Ness)
    8 – Incógnito (EmptySpaces11)
    9 – O Caso Colombo (Batista Baltazar)
    10 – Ardor e Dor (Alana das Fadas)

  16. Marcellus
    3 de dezembro de 2013

    1) Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river)
    2) Crime em Pindorama (O Carcará Sardo)
    3) Assassinatos na Noite de Natal (Eliot Ness)
    4) Blonde Noir (Peri Sux)
    5) Incógnito (EmptySpaces11)
    6) Beto Colt (Raimundo Chaves)
    7) A Mulher Falsa (P. Marlowe)
    8) O Vermelho do Diabo (Chirrin Chirrion)
    9) Era Uma Vez na Noite… (Big Bad Wolf)
    10) Lusco-Fusco (Clarice Lispector)

  17. Claudia Roberta Angst - C.R.Angst
    2 de dezembro de 2013

    Os meus eleitos são:

    1 – LÁGRIMAS SÃO VÃS SOB A CHUVA – Cry me a river
    2 – BETO COLT – Raimundo Chaves
    3 – HOMICÍDIOS MANCHADOS DE ROSA – Celine
    4 – OLHOS DE GATO – William Wallace
    5 – CORAÇÃO NEGRO – Sam Spade
    6 – BLONDE NOIR – Peri Sux
    7 – A LOIRA DO BANHEIRO – Filipe Portugal
    8 – DIRETO AO PONTO – Orion Scar
    9 – INCÓGNITO – EmptySpaces11
    10 – ARDOR E DOR – Alana das Fadas

    • Ricardo Gnecco Falco
      6 de dezembro de 2013

      Vem cá… É impressão minha ou nós combinamos votos??? Rs!!!
      Caraca, Claudia… Temos gostos literários MUITO parecidos! Hauhauhauah!
      SiniXtro!
      😉

      • Claudia Roberta Angst - C.R.Angst
        7 de dezembro de 2013

        É mesmo! Os três primeiros escolhidos exatamente iguais. Muito siniXtro! Coisa de fantasmas.. 😉

      • Ricardo Gnecco Falco
        9 de dezembro de 2013

        …Num é!!?? (rs!)
        😀

  18. Fernando Abreu
    2 de dezembro de 2013

    1) Gelo Negro (Sérgio Lima) – ficou rodando na minha cabeça e o final foi marcante demais

    2) Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river) – pela saga violentamente pessimista e realista

    3) Olhos de Gato (William Wallace) – bem x mal de forma bem feita, final muito bom

    4) Coração Negro (Sam Spade) – primor nas descrições e a musa noir mais sexy do mundo

    5) Lusco-Fusco (Clarice Lispector) – pelo bom tratamento (massagem) em meus neurônios

    6) A Loira do Banheiro (Filipe Portugal) – originalidade na utilização do tema

    7) Era Uma Vez na Noite… (Big Bad Wolf) – os gordões italianos, as putas, a música e o final

    8) Crime em Pindorama (O Carcará Sardo) – construção verossímil de um tempo passado

    9) Blonde Noir (Peri Sux) – bom humor e o nome Glauro

    10) O Vermelho do Diabo (Chirrin Chirrion) – detetive lutando contra os seus demônios

  19. rubemcabral
    29 de novembro de 2013

    Depois da maratona de leituras:

    1-Era uma vez na noite – Big Bad Wolf
    2-Desatinos de um noir invertido – Bunch
    3-O Caso Colombo – Batista Baltazar
    4-Coração Negro – Sam Spade
    5-A Mulher Falsa – P. Marlowe
    6-O Vermelho do Diabo – Chirrin Chirrion
    7-A loira do banheiro – Filipe Portugal
    8-Apenas um peão num jogo sujo – James Ellroy
    9-Lusco-fusco – Clarice Lispector
    10-Assassinatos na Noite de Natal – Elliot Ness

    • Ricardo Gnecco Falco
      6 de dezembro de 2013

      Rubem… Tive que vir aqui especialmente para parabenizá-lo pelo excelente conto com o qual presenteou a todos por aqui neste Desafio! Sei que você já está nesta estrada há tempos, mas confesso que este texto seu, em especial, conseguiu me conquistar para o já enorme roll de admiradores de sua escrita.
      Esta sua obra, parceiro… Sei lá. Chega a me assustar de tão sensacional (literalmente).
      Parabéns pela criação e obrigado por compartilhar este verdadeiro tesouro por aqui. Sério, mesmo… Arrebentou, cara!
      ;O)
      Abrax!

      Paz e Bem!

      • rubemcabral
        6 de dezembro de 2013

        Puxa vida, Ricardo. Muito legal você ter gostado tanto do texto. Feito eu já comentei em algum outro lugar, o conto “baixou”, foi o maldito Gervásio que escreveu. Ah, a propósito, talvez você conheça “de nome”, na minha cabeça a história do Gervásio se passa no Ed. Rajah (hoje em dia Ed. Solymar), em Botafogo.

      • Ricardo Gnecco Falco
        6 de dezembro de 2013

        Ôh, se conheço… Eu estudei em um colégio na praia de Botafogo. Volta e meia tinha que passar em frente ao “famoso” prédio… Dia de jogo do Botafogo nem cogitava fazer isso… Nem a polícia entrava sem reforço neste prédio, nos idos anos 90. Ser atropelado nos corredores por motocicletas era o que de melhor poderia lhe acontecer ali dentro… Rs!

  20. charlesdias
    29 de novembro de 2013

    1 – Coração Negro (Sam Spade)
    2 – A Loira do Banheiro (Filipe Portugal)
    3 – Blonde Noir (Peri Sux)
    4 – Bonne Année (Masaki)
    5 – Assassinatos na Noite de Natal (Eliot Ness)
    6 – O Vermelho do Diabo (Chirrin Chirrion)
    7 – Chevrolett sujo de Whiskey (Johan Von Spux)
    8 – Homicídios Manchados de Rosa (Celine)
    9 – Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river)
    10 – Olhos de Gato (William Wallace)

    • Felipe França
      6 de dezembro de 2013

      E aí, Charles? Belezinha? Valeu por colocar o meu conto entre os seus prediletos. O desafio estava muito difícil com muitos excelentes escritores. Obrigado e até a próxima.

  21. Jefferson Lemos
    21 de novembro de 2013

    01 – Crime em Pindorama – O Carcará Sardo
    02 – Agite Antes de Usar – Evrim Selem
    03 – Apenas um Peão Num Jogo Sujo – James Ellroy
    04 – Lágrimas São Vãs Sobre a Chuva – Cry Me A River
    05 – A Loira do Banheiro – Filipe Portugal
    06 – Incógnito – EmpitySpaces11
    07 – O Vermelho do Diabo – Chirrin Chirrion
    08 – Falsa Simbiose – A.S.A
    09 – Assassinatos na Noite de Natal – Eliot Ness
    10 -Ardor e Dor – Alana das Fadas

  22. Ricardo Gnecco Falco
    20 de novembro de 2013

    E vamos lá! 🙂

    1) Lágrimas são vãs sob a chuva (Cry me a river);
    2) Beto Colt (Raimundo Chaves);
    3) Homicídios manchados de rosa (Celine);
    4) A loira do banheiro (Filipe Portugal);
    5) Entre nós (Lorena Prado);
    6) O caso de Natanael (Severino Ramos);
    7) O caso Colombo (Batista Baltazar);
    8) Desatinos de um noir invertido (Bunch);
    9) Bonne Année (Pierre Lamont);
    10) Olhos de gato (William Wallace).

    – Procurei votar nos textos que entendi como “noir”, dentro da proposta para o mês, mesmo que subvertendo de alguma forma o gênero. Optei por assim agir devido a minha preferência por obras que não contemplam o tema do presente Desafio. Ou seja, se fosse dar meus votos apenas levando em consideração os textos que mais gostei de ler, certamente, minha lista seria (BEM) diferente… rs!

    Parabéns para todos os participantes, principalmente para os que demonstraram saber que os maiores prêmios destes Desafios Literários não residem apenas no pódio, mas sim (e principalmente!) na interação entre todos nós, criativas criaturas criadoras, possibilitando assim o crescimento mútuo e, ainda, a prazerosa convivência (mesmo que virtual) entre pessoas “do nosso meio”; permitindo, inclusive, o estreitamento — à partir daqui — de laços e afinidades.

    Aproveito para agradecer a todos que leram, comentaram e participaram ao máximo, dentro de suas possibilidades, de mais este belo evento literário!

    E que venham os próximos!

    Um Feliz Natal e um Próspero (e criativo!) Ano-Novo para todos nós!

    Abrax,

    Paz e Bem!

    • Masaki
      6 de dezembro de 2013

      Ricardo, se eu entrar com o pseudônimo de Pierre Lamont no próximo conto, você vai adivinhar que sou eu? hahaha
      Abraços e obrigado por ter me colocado no TOP 10.

      • Ricardo Gnecco Falco
        6 de dezembro de 2013

        Rs! A Tatá já falou que vai criar um conto com um personagem chamado Pier… (oops, quase!) Hehehe… Esse nome já entrou para a história!!! :O)
        Tem que agradecer nada não, parceiro! Merecidíssimo seu conto estar no Top 10! Parabéns pela obra e pela participação nos comentários dos textos dos colegas!
        Abração e sucesso!
        ;O)

      • Thata Pereira
        6 de dezembro de 2013

        Hahahaha’
        Se não acusasse que eu fosse a autora eu iria mesmo! Me diverti muito com o seu psicológico lendo aquele comentário rs’
        Mas ainda devo fazer qualquer outra brincadeirinha sobre isso mês que vem… rsrs’

      • Marcellus
        6 de dezembro de 2013

        Esse aqui é QUASE o Pierre Lamont… [http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/12/jovem-descontrolado-que-depredou-prefeitura-lamenta-minha-vida-virou-avesso.html] 🙂

      • Felipe França
        6 de dezembro de 2013

        Por uma letra… hahaha.

      • Felipe França
        6 de dezembro de 2013

        Ou melhor… duas!

      • Ricardo Gnecco Falco
        6 de dezembro de 2013

        Hauhauhauhau! “Pierre Ramon”… Coitado! Além de tudo o que aconteceu na vida do cara, ele ainda me vai ler Paulo Coelho! Rs! Só você mesmo para achar estas “preciosidades” na Net! 🙂
        Marcellus, se já não tivesse trocentos contos com a temática, iria escrever algum sobre uma certa família de “fantasmas stripers”, inteiramente formada por “Pierres”… Imagine só as loucuras que não iriam acontecer por baixo destes lençóis! Hehehehe!
        😛

      • Ricardo Gnecco Falco
        6 de dezembro de 2013

        Vê lá o que vai aprontar, heim Thata! 🙂

    • Claudia Roberta Angst - C.R.Angst
      6 de dezembro de 2013

      Ricardo, agradeço a honra de estar entre os seus contos escolhidos. “Tô me achando” Agora, vamos ver se conheço mais de fantasmas do que de personagens noir. Espero que sim. Estou muito curiosa para ver o que vai surgir nesse desafio. Seremos assombrados??

      • Ricardo Gnecco Falco
        6 de dezembro de 2013

        Creio que todo escritor já o seja, Claudia! Rs! Não é vero…? 😉
        E honrado senti-me eu, rs, lendo o seu magnífico conto! Parabéns!

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

Publicado às 20 de novembro de 2013 por em Noir e marcado .