EntreContos

Detox Literário.

[EM] Fantasia Bilíngue (cut_air_doom1997)

Prologue

Login: cut_air_doom1997

Password: **********

Loading…55%…60%…99%…100%. 

Bem-vindo ao Apocalipsed World Building Blaster Fielding, o mais novo MMORPG da Brazilian Fantastic Game Gang! 

Start to Play!

Introdução:

“No continente de Lamúria, o final dos tempos se faz presente. A convivência desarmoniosa entre as inúmeras raças enfureceu os deuses que, em comum acordo, decidiram girar a roda do apocalipse para destruir o Mundo Antigo e fundar uma Nova Era. Cada raça deverá lutar pela sua sobrevivência, a fim de ganhar espaço nessa nova configuração: a paz de seus semelhantes só virá pela guerra. As raças aceitarão seu violento destino ou ousarão enfrentar os deuses?”

Choose your character* 

Barbarian: De regiões afastadas de Lamúria, migraram para o centro do continente em busca de terras e controle. Possuem muita força bruta, aguentam armas e armaduras pesadas, porém pecam na inteligência. 

Sorcerer: Habilidosos em magias de invocação, caracterizam-se pela elegância e domínio político de boa parte do continente de Lamúria. Se tornam vulneráveis quando o nível de mana é baixo e, na luz do luar, tem o poder elevado. 

Goblin: Raça errante em Lamúria. Tiveram suas terras roubadas pelos Sorcerer’s desde tempos imemoriais. Espalhados pelo continente, se tornaram exímios comerciantes, agregando lucro em tudo aquilo que vendem. Tem muita agilidade e eficiência no combate em grupo. 

Troll: Criaturas enormes e primitivas, habitantes originários dos pântanos de Lamúria. Muitas cidades proíbem sua entrada. Possuem alta resistência, principalmente à magia e, apesar da lentidão, podem acabar com a batalha com apenas um hit de porrete. 

*AWBBF ainda está em fase beta, em franca expansão. Em breve, mais raças e categorias serão inseridas para disputar a grande batalha pelo continente de Lamúria!

Parabéns!

 Você escolheu Goblin! Agora está pronto para entrar no continente de Lamúria e lutar pela sua raça. 

Loading…33%…75%…95%…100%. 


***

Chapter One

Goblin engabelado, soul arriado, tomou hit de Sorcerer, fubecada de cajado. 

O tempo, chegado, já era finado, deadline, melhor dizendo, daquele mundo inventado. 

Cotardo, coitado, sad songs na playlist, não sabia que, fora da matrix, seria agudizado seu estado triste.


A mãe com dedo em riste —Menino, pelo amor! — ameaçava coça — Larga desse computador. 

Cotardo finge que não escuta. Ela insiste na labuta. 

— Mãe, please — suplicava o jogador, chinela no visor — Só no Apocalipsed World Building Blaster Fielding reconhecem meu valor!

— Deixe de conversa fiada, cê é noob, tô bem ligada, até eu que não entendo sei que tu não joga nada.

Fez cara de What the Fuck, o surpreso Cotardo. A palavra gringa, com rage pela mãe regurgitada, assustou mais do que o shutdown do fio puxado da tomada. 

— E não faça alarde! Vá até a mercearia do Cristóvão apanhar pão pro café da tarde.

Cotardo, amuado, enfiou o calçado, sol rachando no coco, sentiu-se louco com o acontecido inusitado. Meio down com o game over, pela vida não ser de seu character um cover, pediu pão branco fiado e pensou bem que poderia chover right now para ter o ânimo sumonado

Pouco desconfiado, Cotardo jamais tomou ciência do seguinte fato:  foi a mãe que o matou, jogando AWBBF na versão mobile, no smartphone logado, pois compartilhava, ocultamente, o mesmo lifestyle do rebento mimado. 

— Pra que tome tenência, moleque lesado, só apronta noobice — languidesce no sofá cheia de gaiatice — Game Over, filhote,ou fim de jogo, qualquer um tá bom, mas tem que me respeitar, porque a mãe tá on

Seguiu farmando, a genitora, sem aceitar afronta. 

Na verdade, só uma. 

Despachou Cotardo porque não queria ver a cara de Troll do seu Cristóvão quando ela pedisse para pendurar a conta. 

***

Epilogue

Ops! Infelizmente nossos servidores estão temporariamente fora do ar. Que os deuses de Lamúria poupem vossos destinos. Por que não aproveitam para conhecer o novo lançamento da Brazilian Fantastic Game Gang: The Goblin Hotel? 

O jogo é All Free e sem Pay to Win

A mais nova comunidade virtual espera por vocês, basta acessar: http://www.fantasticgoblinhotel.com.br. 


***

Glossário:

Prologue: Prólogo.

Password: Senha.

Loading: Carregando.

MMORPG: “Massively Multiplayer Online Role-Playing Game” ou “jogo de representação de papéis online, multijogador em massa”, em tradução livre.

Start to Play: Comece a jogar.

Choose your character*: Escolha seu personagem.

Barbarian: Bárbaro.

Sorcerer: Espécie de feiticeiro.

Mana: energia mágica para realizar feitiços.

Goblin: Tipo de Duende, geralmente representado como pequeno e ambicioso.

Troll: Monstro gigante, geralmente representado como agressivo e bestializado.

Chapter One: Capítulo um.

Soul: Alma.

Hit: Dano causado por um golpe.

Deadline: Prazo final.

Sad Songs: músicas tristes.

Matrix: Referência ao mundo artificial criado pelas máquinas no filme Matrix(1999).

Please: Por Favor.

Noob: Amador em algum tipo de jogo eletrônico.

What the Fuck: “Que porra é essa? ”, Expressão de surpresa.

Rage: Fúria.

Shut Down: Queda de energia súbita.

Down: Desanimado.

Game Over: Fim de jogo.

Character: Personagem.

Cover: Imitação.

right now: Agora.

sumonado: De Summon, que significa “convocar”.

Lifestyle: Estilo de vida.

Noobice: Coisas que o noob faz.

Farmando: De Farm, relativo à colher, usado nos jogos como expressão para subir de nível ou angariar itens.

All Free: Tudo livre.

Pay to Win: Pagar para vencer.

12 comentários em “[EM] Fantasia Bilíngue (cut_air_doom1997)

  1. Ana Caroline de Arimathea
    6 de maio de 2021

    Ambientação: Um pouco confusa

    Enredo: Não entendi nada pra falar a verdade

    Escrita: Não sei, parece um rap do projota

    Considerações gerais: Devo admitir que foi criativo

  2. thiagocastrosouza
    4 de maio de 2021

    Ambientação: Que surpresa! Já estava encarando com enfado a introdução genérica de jogo de RPG, propositalmente exagerada, me pareceu, até que você me entra no universo cotidiano de uma família brasileira, um se relacionando com o outro.

    Enredo: Simples, menino joga um MMORRPG cuja temática é o fim do mundo, toma toco e depois revela-se que, quem o matou no game foi a mãe. O mérito está na forma como contou a história.

    Escrita: Aqui, está o ponto alto, achei, onde você se deixou brincar com exageros de linguagem, mesclando sem muita pretensão, palavras estrangeiras com expressões brasileiras. As rimas deixaram a leitura ligeira.

    Considerações finais: Gostei. Conto curto, para fechar bem a sequência de hoje, com uma visão humorada sobre a influência desse universo dos jogos eletrônicos e estrangeiros no cotidiano da nossa gente.

    • Cotardo
      6 de maio de 2021

      Mr, Castro, enfado? Really? Are you seriously?

      Só não convoco-te para um x1 porque preciso upar mais uns leveis no AWBBF, mas se mamãe spawnar no combate, te ganha com uma fubecada de cajado!

      Lhe pouparei pelo comentário positivo, but I am more gamer tham writher.

      Take care!

  3. Lucas Julião
    2 de maio de 2021

    Ambientação: É interessante.
    Enredo: Tá, é a mãe expulsando o moleque do video-game. Cadê o fim do mundo?
    Escrita; Pior que o jeito que tu escreveu foi legal.
    Considerações gerais: Não é um conto sobre o fim do mundo.

    • Cotardo
      2 de maio de 2021

      Caro Lucas Julião, não leste a introdução do Apocalipsed World Building Blaster Fielding, my dear? Você, feito mamãe, sai falando sem levar em consideração meu esforço para garantir a prosperidade da minha raça em Lamúria, que está no final dos dos tempos!

      Expulsar-me do vídeo-game é sim, o fim do mundo, pelo menos do meu!

      • Lucas Julião
        3 de maio de 2021

        meu champz! Já joguei muito MMORPG, quando voltar da mercearia tu volta de onde parou. Dá pra enganar os outros que não conhecem nerdices, mas a mim não.

        E o apocalipse nunca vai acontecer enquanto o jogo continuar dando lucro.

    • Cotardo
      3 de maio de 2021

      Mamãe é daquelas que esconde o fio 😦

    • Lucas Julião
      4 de maio de 2021

      Aí é foda. Tu é um cotardo mesmo =(

  4. Pedro Teixeira
    1 de maio de 2021

    Ambientação: A ambientação do jogo e do ambiente familiar é muito bem construída e nos deixa familiarizados logo de cara.
    Enredo: Enredo simples mas eficiente, que se concentra no essencial da história.
    Escrita: A escrita é meio antropofágica, pegando palavras estrangeiras e habilmente as inserindo no texto. Curti demais a proposta das rimas, que me lembrou o Marcelino Freira.
    Considerações gerais: Beleza de conto, que segue caminhos diferentes dos quais estamos habituados e se sai muito bem.

    • Cotardo
      2 de maio de 2021

      Thank you, Peter! O cursnho da Fantástic Brazil Language tem feito sucesso aqui no bairro. Eles vendem, junto com o inglês, um curso técnico de computação, datilografia e marketing esportivo. A Dona de português, na aula de literatura, me falou dessa tal antropofagia, assim como desse menino Marcelino aí. Ele escreve RPG? Vou pesquisar.

      Fiquei excited com seu comentário!

  5. Anderson Prado
    1 de maio de 2021

    Ambientação: A ambientação no jogo ficou perfeita, embora a presença de “versos” tenha me pegado de surpresa.

    Enredo: O enredo está bem desenvolvido, mas o conto é curto (mais longo, o enredo teria ficado “mais bem” desenvolvido ainda.

    Escrita: Escrita ótima. De regra, a presença de idiomas estrangeiros na literatura brasileira me irrita, mas, neste caso aqui, aprovei.

    Considerações gerais: Não entendi nada, mas adorei! Nota 10!

    • Cotardo
      2 de maio de 2021

      Meadow Andersen, I’m glad that you liked my short story!

      Look, o conto só ficou curto porque o caminho de casa até a mercearia é logo ali, coisa de ir num pé e voltar no outro, understand? Fora que vou correndo para voltar logo para o AWBBF, porque you know, righ? Jogo on-line, não tem pausa, but mother don’t understand.

      Thankk you for the apreciation!

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado em 1 de maio de 2021 por em EntreMundos - Fim do Mundo.