EntreContos

Detox Literário.

U açaçinato du portugeis (Rubem Cabral)

DSC04900

Meo testemunhu:

Manuel Joakin, meo maridu, nunca phoi gramde coiza. Gosstava de bancá o maxão pruquê ganhava maix, prequê eu era çó profeçora munissipau. Todu dia keria comida pronta y meza possta quando xegace. Tudu certinhu, kentinho, na ora certa.

Un dia, há, me revoutei, dice: “Num sô tua empreghada! Ogi não vô cosinhá!”.

Mais a koisa num prestô! U disgrassadu me centô a mão na kara, gritô ums sinquenta palavrõins i berrô que a porrta da rua era cerventia da caza!

Xorei um bucadu, maix fikei queta. Nu dia cequinte, preparrei um bacalhal daquelles de visinho batê na porrta. Botey azeiti, pimenton, sebola, uma kabessa de alhu enteira e um vidrin de xumbinhu, qui comprey no kamelô. U danadu bateu um pratarrão y nen reclamo du temperu ixpessiau!

Menus de meya ora dispois, comessô a extrebuxar e intendel u que eu tinha feitu. U qui eu num sabia, era que o mauditu tinha parti cum o Demu. Tá amarradu i reprendidu!

Ele falô: “Eu te amaudissoo! Tu numca maix vai conssequir iscrevê direitu!”. Logu eusinha, que sô profeçora de portugueis! Que cei usar craze, ífem, voz passiva e regênça!

Intão, eu keria pidir o aucílio de todus us irmãons, pra rezaren pur min, pra rimovê eça mandinga. Num kero continuá a açaçinár u portugueis, poes uma vex çó já mi basstô!

Anúncios

7 comentários em “U açaçinato du portugeis (Rubem Cabral)

  1. Leonardo Jardim
    5 de setembro de 2015

    Muito legal e divertido. Um texto leve é sempre muito bem vindo!

    Abraços.

  2. Davenir Viganon
    1 de setembro de 2015

    Divertido. Assassinou-se o marido e a norma culta, mas a língua continua viva, senão nada entenderíamos do texto.

  3. Fabio D'Oliveira
    1 de setembro de 2015

    ☬ U Açaçinato du portugeis
    ☫ Rubem Cabral

    ஒ Físico: Seria ignorância minha reclamar do português, hahaha. Existe um motivo para a estrutura ser dessa forma. E o motivo é bom. Ficou excelente! Apesar do assassinato do português, a narrativa se manteve numa qualidade acima do normal, como podemos identificar em todos os contos desse autor.

    ண Intelecto: Aí está uma grande caricatura. De personagens e situações. O ponto mais forte desse estilo de estória é a diversão que ela garante. No entanto, o maior defeito é a falta de profundidade. Em contos pequenos, como esse, não tem problema, apenas evitar fazer isso em contos maiores, que requer mais envolvimento entre leitor e personagem.

    ஜ Alma: O texto é divertido em sua essência. Seja a situação, seja a narradora. Mesmo o português sendo assassinado foi possível notar a técnica e a racionalidade do autor. Isso é ótimo!

    ௰ Egocentrismo: É impossível não se divertir com o texto. Não vou falar que mudou a minha vida, mas me proporcionou alguns minutos de alegria.

    Ω Final: Um texto que representa toda a potência de um escritor que exerce seu talento com excelência. O assassinato do português realmente ficou interessante e muito bem feito. A caricatura apresenta suas falhas, mas se aplica no texto sem grandes falhas. Um ótimo conto!

    ௫ Nota: 9.

  4. rubemcabral
    1 de setembro de 2015

    Muintcho ubrigadu, pessoau! U uordi cuasi ficô doidu cun eça bagassa!

  5. Claudia Roberta Angst
    1 de setembro de 2015

    Curtinho e bem criativo. O final inverte mesmo a nossa expectativa, o que é sempre muito bom. Uma leitura divertida, sem pretensão e por isso mesmo deliciosa. Valeu!

  6. Laís Helena
    31 de agosto de 2015

    Bem conciso e criativo! Gostei da quebra de expectativa gerada no final, esse tipo de história sempre me diverte.

  7. Fabio Baptista
    31 de agosto de 2015

    Comu diziria Silvo Santo (i tamém as maconherada lá ditraiz da minha rrua):

    Bein bolada, bein bolada! 😀

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 31 de agosto de 2015 por em Contos Off-Desafio e marcado .