EntreContos

Detox Literário.

Microcontos 2021 – Winnie (Ana Martorelli)

[A3] Sobressalto

— Seu celular está tocando! — sem resposta, berrou outra vez. O coração acelerou e a respiração falhou, o velho não andava bem. Levantou-se e foi até o quarto, encontrou-o deitado de olhos fixos no teto. — Pai, não escutou eu chamar?

— Escutei filha, estava em modo ocioso.

[A4] Dose final

Inconsequente, impulsivo… se soubesse que o imposto era tanto, teria trazido menos charutos e whiskys. Agora, esquálido, pagava o preço da alfândega de uma vida inteira e bebericava sua última dose paliativa. Do médico a sentença:

— Sinto muito seu Ofélio, não podemos fazer mais nada.

[B1] Tão curtos instantes

Pelo ar voavam esparsas, aqui e ali encontravam o destino efêmero. Nos galhos das árvores, nos filetes de grama ou mesmo no ar sem nenhum motivo aparente, acabavam na iminência de perfeição, as bolhas e também seus relacionamentos.  

[B3] Felicidade a longo prazo

Senão com ele, talvez não tivesse valido a pena. Tropeços, caminhadas e tombos, nada muito excitante. A rotina morna como o leite de todas as manhãs ainda tinha o mesmo sabor adocicado, mas agora só uma xícara jazia em seu pires.

[C3] Ponto de não vista

— Amor, você viu meus óculos?

— Pra quê? Sabe que já não te adianta mais.

O velho encrispou o cenho, cego de tudo deu de ombros.

— Cê sabe, é que eu fico mais bonito…

[C4] O Salto

— É coragem que você quer? Pois eu vou.

— Duvido, você fala demais e não faz quase nada.

— Se depender do teu estímulo não faço mesmo.

Jogou a aliança no ex-marido e pulou com o paraquedas. Antônio sentou-se à beira do avião, com bunda colada ao chão acovardou-se definitivamente.

[D3] A Fuga

Pensava em outros mundos, França, quem sabe Inglaterra, viajaria tão logo pudesse pisar fora da Terra. — Não aguento mais esse lugar, é na lua que vou morar! — pensou a pequena logo após a mãe lhe negar o repeteco da sobremesa.

[D4] Antes fosse

Tira a vassoura de trás da porta, caminha até a soleira e encara a escuridão. O gato entre as pernas mia impaciente, quer dar uma volta.

— Vai bichano, você é livre! Eu ainda não.

Chiado da vassoura a limpar o chão.

[E1] Velhos amigos

— Alô?

— Paulo?

— Depende de quem pergunta…

— É o Joca!

Silêncio; segue então o som de linha caída.

[E3] Por garantia

Desfrutavam de um garboso jantar, ela cheia de intensões passava os pés desnudos pela perna do marido.

— Muito linda a teoria, um amor perfeito, barriga cheia, sede saciada e a fruta preferida, estou felizão, mas dai-me paciência, Marcia! Passa logo esse Rivotril!

34 comentários em “Microcontos 2021 – Winnie (Ana Martorelli)

  1. Ana Carolina Machado
    10 de abril de 2021

    Oiiii. Abaixo falarei um pouco mais detalhadamente de cada texto:
    (A3)
    Um microconto que tem um clima de suspense, pois sentimos a preocupação da moça quando ela chama o pai e ele não responde. Ainda bem que no final ele apenas estava em modo ocioso.

    (A4)
    Um microconto sobre um homem que enfrenta em seu corpo as consequências de uma vida de excessos.

    (B1)
    Um microconto sobre relacionamentos que se desmanchavam como bolhas de sabão.

    (B3)
    Um microconto que pelo que entendi fala de uma separação, pois no fim restou apenas uma xícara.

    (C3)
    Um microconto sobre um idoso que perdeu a visão, mas que parece não ter perdido o bom humor e o amor pela vida. O óculos não servia mais ao propósito original, mas para ele ainda podia ser um acessório para realçar sua beleza.

    (C4)
    Um microconto sobre uma separação que ocorre antes da mulher saltar de paraquedas.

    (D3)
    Um microconto sobre uma garotinha que não repete a sobremesa e por isso pensa em morar na lua. Achei um texto doce como a infância.

    (D4)
    Um microconto sobre uma moça e seu gato. No começo pensamos que ela vai usar a vassoura para voar com ele, mas no fim apenas o gato pode sair para passear e fica uma certa melancolia no ar.

    (E1)
    Um microconto sobre uma amizade que chegou ao fim e uma ligação interrompida que parece ter sido o ponto final definitivo da amizade. Assim como o texto anterior fica uma certa tristeza no ar.

    (E3)
    Um microconto sobre um jantar que terminou com o marido pedindo um remédio para ansiedade. Acho que isso pode significar que mesmo durante um momento que era para ser leve a ansiedade o seguiu.

    Parabéns pelos textos e boa sorte no desafio.

  2. anamartorelli
    10 de abril de 2021

    Olá Winnie,

    Aqui temos textos para vários gostos, alguns em tons de piada outros mais reflexivos, alguns pequenos deslizes de ortografia e pontuação, sugiro melhor revisão, mas no todo não deixa de cativar. Escrita concisa e fácil de entender, gosto do estilo, uns funcionam melhor que outros, mas claro que em uma coleção mais longa isto seria inevitável.

    Quanto aos favoritos fico com B1, pelo paralelo entre relacionamentos e as bolhas (cuidado para não depender do estímulo, poderia ter evitado colocando “bolhas de sabão”) e A4, meu queridinho.

    Parabéns pelos textos e boa sorte

  3. Ana Maria Monteiro
    10 de abril de 2021

    Olá, Winnie.

    A sua escrita é simples, concisa, direta e fácil de ler. As suas escolhas tiveram um viés bem original dentro do conjunto. Gostei mais de A4 que de A3; B1 e B3, B3 é mais conseguido enquanto conto, B1, não sendo um conto, tem maior beleza; Entre C3 e C4, prefiro C3, mas, uma vez mais, entendo que C4 cumpre melhor a função de conto; D3 e D4, também aqui prefiro um deles, no caso D4, o conto funciona melhor porque tem um sentido que vai além das palavras; E1 e E3, não apreciei particularmente nenhum dos dois, mas E1 sai ganhador. Os meus favoritos foram C3 e D4.

    Parabéns e boa sorte no desafio.

  4. Regina Ruth Rincon Caires
    10 de abril de 2021

    Microcontos 2021 – Winnie

    [A3] Sobressalto

    Texto bem escrito. Esses velhos dão trabalho, não é?! Mas o modo ocioso é muito bom!

    [A4] Dose final

    É. A vida cobra. Interessante que este texto me fez lembrar do nome de um bar em algum lugar por onde passei: “A Penúltima Parada”. Kkkkkkk

    [B1] Tão curtos instantes

    Caraca, que texto filosófico! A imaginação do leitor corre do voo de uma ave, passa pela saliva, pelo orvalho, e chega ao relacionamento humano. Certeiro.

    [B3] Felicidade a longo prazo

    A dor da perda, a solidão do depois…

    [C3] Ponto de não vista

    Que bonitinho! Isso que é amor próprio, valorizar-se. Muito bom (apesar dos errinhos).

    [C4] O Salto

    Que desafio! Coragem é para poucos. O texto, se fosse cuidadosamente pontuado, seria mais fácil para entender.

    [D3] A Fuga

    Próprio da inocência da criança. A Terra se resume ao lugar em que está. Tudo o mais é LUA. Muito bom.

    [D4] Antes fosse

    Que bonito. Há compromisso, algum propósito. Texto dolorido e profundo.

    [E1] Velhos amigos

    O susto o fulminou? Emoção?! Mágoa?!

    [E3] Por garantia

    É, Rivotril. Triste. O erro ortográfico tira um pouco o encanto da leitura.

    Winnie, os seus textos são camuflados. Aparentam inocência, mas trazem uma densidade enorme. Parabéns pelo trabalho!

    Boa sorte no desafio!

    Abraços…

  5. Amana
    10 de abril de 2021

    Oi, Winnie, tudo certo? Poxa, eu gostei bastante dos seus micros. Eles parecem despretensiosos, ou foi de propósito? rsss… Ainda pegou e deu título para eles, hein? Gostei mais de A3, B3 e D3. O E3 tem um “intensões” ali, só isso que vi, acredito.

  6. Fil Felix
    9 de abril de 2021

    Olá, Winnie!

    Um coleção de micros que aborda os contrastes, reencontros e, sobretudo, pontos de vista: não somente no micro que leva esse nome, mas também em outros como a visão sobre a liberdade ou de quem pergunta ao telefone. Gostei bastante do primeiro, apesar de achar estranho o ocioso para silencioso, apesar da rima. A ideia que passa é muito boa, para os momentos em que queremos entrar em “modo avião” ou simplesmente se desligar.

    Muitos dos micros também conversam sobre temas cotidianos, como o casal de velhinhos ou a criança que fica emburrada. Um dos meus preferidos foi o A4, pois traz essa questão do cotidiano (o vício) e aborda a inspiração de maneira metafórica, comentando e trazendo para a discussão o preço que temos que pagar pela vida que levamos. Um micro muito interessante e que pode gerar várias interpretações, o que sempre é ótimo. Como ponto negativo, alguns dos outros contos não me cativaram tanto, como o da ligação ou dos óculos, por trazer uma estrutura mais de anedota, sabe? Não sei se era a intenção, mas foi como acabei lendo.

  7. Klotz
    9 de abril de 2021

    Em quem foi baseado o pseudônimo? Winnie the Pooh? Winnie Mandela? Ou outro? Winnie, vim, venci?
    A3- procure identificar no início quem são os interlocutores. Da forma que está é preciso reler para captar a intenção. E, piada que precisa ser recontada perde a graça. A4 o plural de whiskey é whiskies. Em vez de arriscar com estrangeirismos prefira uísque. Ao comentar acredito ter percebido a intenção do conto: em vez de “ter trazido” ter bebido e fumado menos faz mais sentido. B1 – Penso que o microconto deve “provocar” o leitor, mesmo na ausência do mote (foto, imagem, música). Não foi o caso. B3 Idem. C3 – Humor negro, mas bom.C4 – Procure informar o leitor no início do conto quem são os interlocutores e qual é o cenário. Observe que nos filmes, primeiro contam-se as histórias dos personagens antes de envolve-los na trama, assim causam mais impacto. D3 – Mesmo problema. Melhoraria se mudasse para A pequena sonhava com outros mundos. D4 mesmo problema da identificação. E1 – não entendi. E3 -hahaha – marido broxante.

  8. jeff A Silva
    9 de abril de 2021

    Olá caro autor ou autora

    Devo dizer que vc tem contos bem escritos aqui. Tudo lindo (com pouquíssimos deslizes de revisão) e como manda o figurino, entretanto não consegui achar o impacto e a essência deles. A narrativa por sua vez não tem muita vida e o humor simplista sofre para ter algum brilho nas construções. Isso tornou bem menos prazerosa minha experiência de leitura. Mesmo assim ainda cito o bom A4 como a melhor produção dessa coleção.

    Parabéns pelo trabalho e sorte no certame.

  9. Luciana Merley
    9 de abril de 2021

    Olá, caro autor.

    Para minha avaliação, utilizarei dois critérios principais: se o microtexto é uma HISTÓRIA e o IMPACTO que ela provocou.

    Seus textos vão pra’s cabeças, como dizem por aqui, ao menos na minha lista. Gostei de todos. Um desfile espetáculo no EC. Você tem domínio da técnica narrativa, muita criatividade e inteligência nas inversões do sentido (tão importantes para o impacto dos micros). Soube mostrar que é possível construir personagens marcantes e enredos, num curto espaço, utilizando todo o espaço possível, sem deixar sobrar sentidos e palavras. Amei de verdade.

    [A3]
    Micro perfeito. Uma história bem contada e com um final saboroso.

    [A4]
    Um absurdo com ares cotidianos. Muito bom.

    [B1]
    “acabavam na iminência de perfeição” trecho perfeito, cheio de significados. Ótimo conto.

    [B3]
    A ternura na solidão após uma vida juntos. Texto bonito, bem escrito.

    [C3]
    Espirituoso, terno, engraçado.

    [C4]
    Parece ser um salto literal do avião, mas poderia ser também um “saltar do barco” desse bobão. Ótimo.

    [D3]
    Os doces absurdos do mundo infantil e as coisas pequenas que parecem finalísticas, enormes, catastróficas….todos os dias tem algo assim. Amei o conto.

    [D4]
    Que texto esplêndido, espirituoso. Uma bela subversão do conceito de bruxinha.

    [E1]
    E que turrão hilário.

    [E3]
    Isso é que é balde de água fria. Que marido é esse? Imagino que ela o aporrinhava com leituras de autoajuda para casais (kkkk). Excelente.

    Parabéns pelos textos espetaculares.

  10. Felipe Lomar
    9 de abril de 2021

    Olá
    Eu reparei uma escrita bem cuidadosa, mas infelizmente achei que as narrativas são um pouco rasas e não são muito impactantes. acho que um pouco de surpresa ou reviravolta fariam bem aos seus textos. EU gostei do C3, há pessoas que se mantém vaidosas mesmo quando na pior, me lembra quando Mussolini pediu para não atirarem no rosto quando foi fuzilado.
    Boa sorte.

  11. Anorkinda Neide
    9 de abril de 2021

    Winnie!!
    Muito bons os seus contos!! é.. com poder de contos mesmo.
    As historias com o velhinho são muito fofas… ate mesmo a cobrança da vida do fulano que abusou da saúde, é meiga..não sei se é pq eu estava flutuando já.. rsrs
    o B1..poético, muito lindo!! Todas as historias boas em suas características próprias, achei bem sortido, digamos assim , o seu rol de microcontos para degustação 🙂
    Abraços e Parabéns!

  12. davenirviganon
    8 de abril de 2021

    [Winnie]
    [A3] Sobressalto: Os apetrechos tecnológicos tem funções baseadas nas nossas ações, como estar ocioso, por exemplo. Até que ponto estamos delegando necessidades a tecnologia? Foi uma das coisas que seu conto me fez refletir.
    [A4] Dose final:A conta vem, quererendo ou não.
    [B1] Tão curtos instantes: Um sentimento de alguém que tem relacionamentos breves, como bolhas de sabão, que somem repetinamente mas são lindos enquanto duram. Parece que está tudo ok.
    [B3] Felicidade a longo prazo: Um sentimento oposto ao conto anterior. Uma sensação de vazio após um longo e morno relacionamento.
    [C3] Ponto de não vista: Imagino dois velhos teimosos nesse diálogo. Cada um lidando com a cegueira de sua forma.
    [C4] O Salto: Gostei do humor do micro. Uma situação limite de um casal geralmente gira entorno de onde cada um quer ir.
    [D3] A Fuga: Fofo, mas não apenas isso, é bem escrito e a quebra de expectativa é bem colocada.
    [D4] Antes fosse: Não gostei das rimas, deixa com mais cara de poesia que um conto poético. Mas a situação foi tão interessante que não consigo desgostar deste escrito.
    [E1] Velhos amigos: Então, eu atendo telefone sempre assim. Quem liga é que tem que saber com quem quer falar não é?!
    [E3] Por garantia: Não consegui enxergar cenários que levariam aquele final. Não funcionou comigo.

  13. Fernando Dias Cyrino
    8 de abril de 2021

    ei, Winnie, vim até aqui para te visitar e ler as suas histórias. Um belo conjunto de microcontos você me apresenta. Ficou legal a sua coleção. Você domina a língua e faz uso bastante bem do humor na sua narrativa trazendo-me saídas inesperadas ao final. Parabéns e se posso destacar uma história, essa será o diálogo curto e logo cortado do Paulo com o Joca. Conseguiu impacto esse “bater o telefone”. Fica com o meu abraço.

  14. Catarina Cunha
    8 de abril de 2021

    Micro: A linguagem direta, sem sobressaltos, ajudou na leitura. Pouco ousado, mas muito bem estruturado.

    Conto: O D4 me surpreendeu por revirar a imagem da bruxa trabalhando e não voando, passeando com o gatinho. Os demais são divertidos.

    Destaque: Esse foi meu queridinho. Tão doce que até fiquei feliz.

    “[C3] Ponto de não vista
    — Amor, você viu meus óculos?
    — Pra quê? Sabe que já não te adianta mais.
    O velho encrispou o cenho, cego de tudo deu de ombros.
    — Cê sabe, é que eu fico mais bonito…”

  15. Fernanda Caleffi Barbetta
    8 de abril de 2021

    [A3] Sobressalto
    Gostei do uso que fez da palavra ocioso. Cria um suspense ali no meio que me agradou.

    [A4] Dose final
    Não entendi esta frase: “pagava o preço da alfândega de uma vida inteira”
    Gostei do título, dose final.

    [B1] Tão curtos instantes
    Gostei da ideia de comparar as bolhas aos relacionamentos, ambos com destinos efêmeros.

    [B3] Felicidade a longo prazo
    Não sei se entendi o final.
    Soou estranha esta frase – “Senão com ele, talvez não tivesse valido a pena”.

    [C3] Ponto de não vista
    Ah, que fofinho esse. Gostei.

    [C4] O Salto
    Uma bela crítica aos relacionamentos.

    [D3] A Fuga
    Engraçado o exagero da criança rsrs. Boa ideia pois não imaginei que seria a birra de uma criança.

    [D4] Antes fosse
    Gostei bastante deste, mas receio que o mesmo não ocorreria se eu não tivesse a ilustração como referência. Gostei bastante da mensagem de às vezes não estarmos preparados para sermos livres.

    [E1] Velhos amigos
    Kkkkk bem engraçada e, muitas vezes, o que gostaríamos de fazer (talvez por isso mesmo). O título velhos amigos o torna ainda mais divertido.

    [E3] Por garantia
    O final inesperado e engraçado.
    Intensões – intenções

  16. danielreis1973
    7 de abril de 2021

    Prezado(a) Winnie:
    Seus microcontos são precisos, cirúrgicos, trazendo a situação/história à vista do leitor. Sensacional! Difícil destacar um só, por isso elogio E1 (Velhos Amigos) e C3 (Ponto de não-vista). Como conselho para melhoria, a revisão geral, pois tropecei na falta de algumas vírgulas e num “intenções” com S.

  17. Elisa Ribeiro
    7 de abril de 2021

    Gostei bem de tudo no seu conjunto, a linguagem, a forma de narrar que captura a atenção com eficiência, mas sobretudo das personagens interessantes que vc entregou em todos os seus micros. Parabéns mesmo. Meu preferido foi C3, tenho um fraco por personagens idosos bem humorados, embora tenha sido o único em cuja leitura solavanquei. Não gostei do coloquialismo em “cê” desnecessário a meu ver e dessintonizado com a sua linguagem simples e elegante. Sorte. Um abraço

  18. Elisabeth Lorena Alves
    7 de abril de 2021

    Olá, Winnie.

    [A3] Sobressalto, perfeito. A ideia do sobressalto ser da filha foi inteligente.

    [A4] Dose final, Executado a contento, assim como [B1] .[B3] Felicidade a longo, traz a doçura e a solidão de mãos dadas. [C3] é legal porque traz o humor para uma situação que não é humorada, o que é muito bom porque dá verdade à existência do cego vaidoso.

    [C4] O Salto é a melhor discussão de relacionamento da vida. Um salto e acabou o casamento. [D3] A Fuga, traz o elemento surpresa mais encantador: a criança fugitiva. [D4] Antes fosse, traz a história de quem ainda não se vê pronto para a Liberdade. Belíssima releitura da ilustração.

    [E1] traz o valor da Semântica. Aqui “velhos amigos” não significa uma amizade contínua e sim, um laço quebrado. Perfeito.

    Já [E3], Por garantia, sei lá, me incomodou. Mas o que é um único incômodo entre tantos acertos?

    Boa sorte no Desafio.

  19. cgls9
    6 de abril de 2021

    Parodiando John Lennon: “Vida é o que acontece a você, enquanto escreve contos”! Muito bem escritos os seus contos e além disso, oferecem sempre o inesperado, um clímax. Não consigo destacar um só, acho que a força está no conjunto homogêneo. Parabéns e boa sorte!

  20. Fabio D'Oliveira
    5 de abril de 2021

    Buenas, Winnie! Que bela coletânea do cotidiano, hein.

    Preciso admitir: geralmente não gosto muito dessa temática. O que salvou a leitura, no meu caso, foi a ótima escrita, experiente e bem gostosa. Não me cansou em nenhum momento.

    Não percebi nenhuma abordagem na esfera macro e como cada micro possui uma individualidade bem forte, creio que esse foi seu foco mesmo. Com sua habilidade de escritora, gostaria de ver um trabalho um pouco mais complexo, sei que daria conta e entregaria algo bom.

    Meu micro favorito é E1. É difícil falar o porquê. Na realidade, achei a maioria das histórias me soaram genéricas demais e nenhuma me causou um grande impacto. Esse foi o conto mais atraente para mim, talvez pelo humor, não sei definir muito bem.

    Parabéns pelo ótimo trabalho!

  21. Nilo Paraná
    5 de abril de 2021

    olá Winnie, você tem um grupo de contos consistentes. bem elaborados com ótimos finais (que para mim são a essência dos micros). alguns poéticos como B1, a grande maioria bem humorados. gostei muito de D3, C3 e D4. Parabéns, boa sorte.

  22. Luis Fernando Amancio
    5 de abril de 2021

    Olá, Winnie. Muito interessante sua coleção de microcontos! Gosto do seu olhar para o cotidiano. Textos que não querem ganhar o leitor pela surpresa do fim, mas proporcionar um bom percurso ao longo da (curta) leitura. Percebe-se como sua característica a apropriação poética da vida ordinária.
    Gostei muito do D4. Bonito, triste, releitura criativa da imagem. O E1 também é divertido. Direto. Os demais, mesmo que não tenham se destacado para mim, apresentam uma boa média.
    Boa sorte no desafio!

  23. angst447
    4 de abril de 2021

    No geral, gostei dos seus microcontos. Aprecio o modo como trabalha as imagens e as, palavras baseando-se nos temas apresentados como inspiração.
    O meu preferido é o [A4].
    Temos alguns probleminhas de revisão. O[a] autor[a] esqueceu-se de colocar vírgula antes do vocativo:
    > Escutei filha > Escutei, filha
    > Sinto muito seu Ofélio > Sinto muito, seu Ofélio
    > Vai bichano > Vai, bichano
    E uma outra falha que poderia ter sido evitada = ela cheia de intensões > ela cheia de intenções. Intensão existe, mas não é o caso aqui.
    Parabéns pela participação e boa sorte.

  24. j2bohn
    2 de abril de 2021

    MICROCONTOS 2021 – WINNIE

    A3: Conto bem trabalhado, mas para mim não trouxe a esperada surpresa.

    A4: Gostei da sua ideia e execução, com interpretação inovadora do estímulo “alfândega”. Para mim, o destaque da coleção.

    B1: Conto poético sobre o destino efêmero das bolinhas de sabão, mas um pouco exagerado para mim.

    B3: Gostei da língua diferenciada usada. O conto em si não me capturou.

    C3: Um microconto de vaidade, sóbria, que convida a uma reflexão mais profunda.

    C4: Conto com boa dinâmica e uso adequado do estímulo, mas o desenvolvimento da história não parece convincente e é um pouco exagerado.

    D3: Gostei da proposta da filha rebelde, microconto fofo e conciso.

    D4: Um microconto sereno, tranquilo, um pouco filosófico e lindo.

    E1: Ideia boa, mas bastante simples e sem muito sentido para este leitor inexperiente.

    E3: Interpretação interessante da letra da música, com conclusão tipo anticlímax.

    Parabéns pelo bom trabalho e boa sorte no desafio!

  25. Marlo Romulo Werka
    1 de abril de 2021

    Winnie, o conjunto é bom, muito bom.
    Vocabulário rico, palavras bem encaixadas, ideias marcantes, ótimo humor.
    Só não curti o A3, pela falta de impacto, que considero elemento essencial em um microconto.
    Mas E1 e E3 compensam tudo, e deixam o saldo positivo, com folga.
    Parabéns e boa sorte.

  26. Evelyn Postali
    31 de março de 2021

    Caro(a) autor(a),
    O microconto C3 é adorável! Eu fiquei confusa ao ler o C4 e reli para ter certeza do entendimento. Os demais estão bem escritos e tem uma estrutura coerente. Gostei do conjunto.
    Boa sorte no desafio.

  27. Sandra Daher
    31 de março de 2021

    Oi, Winnie, seus contos no geral são ótimos, tive boas surpresas na sua leitura! Criativos, com desfechos inesperados. Achei lindos o B1 e o B3. Mas encontrei alguns deslizes, acho, na gramática, peço rever.O primeiro me causou estranheza, mas não estou certa; a se conferir se a palavra e o plural e estão escritos corretamente: “whiskys”. Outro: “intenções” é a palavra correta. Outro: uso de “você” e “tu” no mesmo conto, O Salto. Mas me trouxe alegrias ler suas histórias. Parabéns! Muito boa sorte!

  28. Fheluany Nogueira
    31 de março de 2021

    O nome Winnie está relacionado ao zelo pela amizade e o conjunto de micros também traz a mesma ideia — o dia-a-dia com algum tempero de bom-humor e bom-senso. São, no geral, bons contos, que pegam o leitor desprevenido, ao tentar adivinhar o resultado final.

    Preferido? Sem dúvidas, o diálogo no telefone. Curto, direto e significativo.
    Parabéns e boa sorte! Abraço.

  29. Bruno Raposa
    31 de março de 2021

    [A3] Gostei, achei divertido, rs. Foi um bom uso da palavra de estímulo, tem um final com um humor que funciona bem.

    [A4] Não gostei tanto. É bem escrito, tem uma narrativa, mas não gera impacto.

    [B1] Tem um lirismo interessante, faz bom uso da imagem. Bom micro.

    [B3] Muita coisa dita em pouco espaço, sensível, bonito, boa analogia com o leite. A frase final é inspirada. Gostei bastante.

    [C3] Muito legal, divertido, apresenta um personagem interessante em poucas linhas e a frase final fecha com muito humor. Também gostei muito desse.

    [C4] Não chega a arrebatar, mas tem uma trama interessante e um bom uso da citação inspiradora. Não brilha, mas não compromete.

    [D3] Tem uma boa subversão de expectativas, uso muito inteligente da imagem guia. Cativa com a imaginativa birra infantil. Outro ponto alto.

    [D4] Subverte a ilustração de estímulo. Foi uma sacada inteligente, mas o micro em si não achei meio pálido.

    [E1] Ótimo micro. Em pouquíssimas palavras constrói uma narrativa, deixa muito subentendido, trabalha bem o sentimento. A última frase fecha muito bem. Meu favorito.

    [E3] Tem um erro bem feio no início, um “intensões” ao invés de “intenções”. Num texto tão curto, erros assim comprometem. De resto, achei interessante, trabalha com humor, mas não tem a mesma força dos anteriores.

    No geral, gostei muito dessa coleção. Trabalha a temática cotidiana com humor e sensibilidade. Um ou outro ponto baixo, que não comprometem. Já os pontos altos se sobressaem. Entra na minha lista de preferidos. 🙂

    Boa sorte no certame.

    Abraço.

  30. antoniosbatista
    30 de março de 2021

    A 3- Pai com preguiça de se levantar. Meigo.
    A 4- Esse micro dá um alerta para o excesso de consumo de fumo e álcool. Valeu.
    B 1- Analogias perfeitas. Bom
    B 3-Simples e óbvio. O B3 é um dos estímulos que gerou poucos micros originais (diferentes). Faltou criatividade. Às vezes a inspiração não vem, né mesmo? Aquele chamado bloqueio criativo. Faz parte da vida do escritor.
    C 4- Esse também falhou em impacto e originalidade. Pena.
    D 3- Metaforicamente, os balões levaram a menina para a Lua. Valeu.
    D 4- Coerente. Tem relação com a imagem. Bom.
    E 1- Já não era mais amigo. Direto.
    E 3- Marido nada romântico. Além do mais, viciado em Rivotril. Hilário.
    No geral são bons micro contos, embora faltando originalidade em alguns. Bons diálogos.

  31. Kelly Hatanaka
    29 de março de 2021

    Oi Winnie.

    Gostei de seus contos, todos bem cotidianos e mesmo assim, com um toque de “magia”. São pequenas grandes mensagens, pitadas de verdade e de sal.

    O meu favorito foi o B3, intrigante e agridoce. O A4 também se destacou, você direcionou a ideia para o universo da alfândega e, surpresa, estava falando de outra coisa!

    Parabéns e boa sorte!

  32. thiagocastrosouza
    28 de março de 2021

    Winnie, gostei de quase tudo o que escreveu. Há humor e poeticidade nos seus micros, e acho que se saiu melhor nos cômicos, pois se distanciam dos estímulos com originalidade, caso de C3, C4, D4 e E1, todos muito bons. Há brilho nos demais também, porem os citados foram mais marcantes durante a leitura, me fizeram reagir, rir de canto de boca.

    Destaque:

    “— Alô?

    — Paulo?

    — Depende de quem pergunta…

    — É o Joca!

    Silêncio; segue então o som de linha caída.”

    Como comentei em outro conto, adoro essa música do Oswaldo Montenegro, porém, ela já carrega uma melancolia absurda e, repetí-la no micro, não traz muito novidade. Você brincou com essa melancolia, invertendo o cenário: talvez existam amigos que sejam um verdadeiro porre e, riscá-los da lista é o melhor a se fazer.

    Parabéns e boa sorte no desafio

  33. mariasantino1
    28 de março de 2021

    Oi, Winnie!

    Então, tenho críticas e elogios, ok?

    Bem, bateu a rebordose aqui nos contos “[A4] Dose final”, “[B1] Tão curtos instantes” e “[D4] Antes fosse.” Puxa! Uma tristeza só, hein? Nesses eu senti mesmo aquela tristeza que bate quando estamos ficando bêbados e vem na mente as cagadas da vida (filosofei 😀 ). Gostei bastante de como vc deu sentido para a alfândega e a efemeridade das bolas de sabão unidas aos amores. O mistério no que foi baseado na ilustração da bruxa também não fica atrás. É um conto simples, mas eficiente no repasse de frustração. A moça não era livre por ter responsabilidades, certamente um trabalho árduo o qual ela não pode se desvencilhar. Esses três contos são muito bons, no repasse de sensações e sentidos figurativos. Tem impacto, são fortes e funcionam bem solo, sem necessariamente dependerem dos estímulos para fazer sentido. O que não ocorre no texto “[E1] Velhos amigos”. Observe que música dá um sentido para o texto, pois um dos personagens está riscando o que realmente não importa da lista dele, só que sem esse incentivo–a música do Oswaldo Montenegro–, não tem muito impacto ou sentido o conto. É só uma conversa com algum humor. Já o primeiro conto o lance de ocioso chega a ser bobo, uma resolução que jogou contra o impacto desejado. Também senti os textos [C4] e[D3] igualmente engraçadinhos e só. O último tem o lance do Rivotril e, na boa, cada um faz graça com que lhe aprouver.Dito isso, eu até curti e o sentido também que a inserção do remédio dá para o texto, só senti que foi algo apressado. Com mais espaço o impacto certamente seria melhor.

    Acho que é isso.

    Parabéns e boa sorte no desafio.

    • mariasantino1
      28 de março de 2021

      Nota zero pra mim pelo comentário cheio de repetições da palavra “sentido” São seis em tão curto espaço. Ai ai… 😦

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado às 27 de março de 2021 por em Microcontos 2021 e marcado .