EntreContos

Literatura que desafia.

Sequestro – Conto (Tamires de Carvalho)

Interior, sabe como é: Só tem ocorrência de roubo de galinha, briga de casal. Quando muito, vez ou outra, aparecia algum “projeto de traficante”. Mas nada que fosse muito difícil de resolver. Estávamos fazendo nossas atividades de rotina, naquele que tinha tudo para ser mais um dia normal de serviço.

Dei um pulo do banco do patamo quando ouvi um alerta de sequestro. O recrutinha que estava comigo ficou até sem cor quando o comando falou pelo rádio: “Alerta de sequestro contra o Ten. B na avenida central. Atenção todas as unidades. Dirijam-se à avenida central. Atenção, todas às unidades…”.

Como estávamos bem perto, fomos os primeiros a chegar. Parecia filme americano. Em mais ou menos dez minutos já havia umas oito viaturas e mais ou menos vinte policiais.

O Ten. B estava simplesmente apavorado. Falava igual puta na chuva, nem dava para entender direito. Como eu era, abaixo dele, o policial de maior patente (e estava de serviço), disse a ele para se acalmar que eu conversaria com o meliante.

Para a minha surpresa (e para a de alguns colegas), o tal meliante, que era um caminhoneiro, também estava à beira de um ataque de nervos. Tão logo me aproximei, ele foi se explicando:

– Ô Sargento, pelo amor de Deus! Eu não ia sequestrar ninguém não. Nem sabia que o rapaz ali era da polícia. Por favor, sou pai de família, não me leva preso não…

– Tudo bem, calma. Me fala exatamente o que aconteceu, para que eu possa entender.

Neste momento, percebi que o Ten. B e vários outros colegas estavam estrategicamente dispersos, ouvindo toda a conversa. O caminhoneiro, sem se importar com isso, prosseguiu:

– Ô meu chefe, vou confessar o que aconteceu. Foi tudo um mal entendido. Faz dois meses que estou fora de casa. Sei que o senhor não está nem um pouco interessado em minha vida particular, mas…

– Mas o quê? Desembucha logo!

– O seu colega ali vinha caminhando, de shortinho curto, blusinha apertada. Tinha um jeitinho meigo no caminhar, um rebolado…

– Ai, porra…  – Deixei escapar, imaginando a fofoca que isso ia virar no batalhão. Olhei em volta e percebi que eu não era o único que estava segurando para não rir.

– Então chefe, poxa, eu tô necessitado. Acompanhei ele devagarinho aqui do caminhão, tentei chamar a atenção dele. Sei lá, de repente rolasse alguma coisa. Mas tudo no respeito, no consentimento. Ele é um cara bonito… Mas, quando dei por mim estava cercado de viaturas, sendo acusado de tentativa de sequestro.

Não havia mais nada a ser dito, ou a fazer. Todos que estavam ali perto ouviram e a fofoca rapidamente se espalhou. Dispensei o “meliante” e a turma foi se dispersando, sem nem olhar para o Ten. B. Ninguém seria corajoso o bastante para tirar a história a limpo com ele naquela hora.

Anúncios

8 comentários em “Sequestro – Conto (Tamires de Carvalho)

  1. Tamires de Carvalho
    1 de novembro de 2016

    Muito obrigada a todos pelos comentários! ❤

  2. Neusa Maria Fontolan
    27 de outubro de 2016

    Bom conto. Estranhei oito viaturas e mais de vinte policiais em uma cidade do interior.

    • Tamires de Carvalho
      27 de outubro de 2016

      Obrigada! É mais normal do que se imagina, tendo em vista que algumas cidades de interior são de médio porte, tendo sede de batalhão da PM nelas.

  3. Brian Oliveira Lancaster
    26 de outubro de 2016

    Curto e direto. Uma pegada cômica em um espaço cotidiano. A proposta ficou com cara de “causo”. Centrar a ação ao redor de uma “tirada” é bastante arriscado, mas aqui você se saiu bem.

  4. Maria Sonia Oliveira
    26 de outubro de 2016

    Muito bom!

  5. Óscar Fernandes
    26 de outubro de 2016

    Narrativa fluida e uma história muito divertida!

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 26 de outubro de 2016 por em Contos Off-Desafio e marcado .