EntreContos

Detox Literário.

E aí, já casou? (Alex Martins)

E AI JÁ CASOU?

 

 

E aí, já casou? Por que não?

Um dia você casa. Sempre o mesmo: já casou?

E ai, já casou?

Só se existe completo se casado?

 

Casamento é kit de sobrevivência?

Ontem uma vizinha velha perguntante

Sempre na mesma: você já casou?

Um dia você casa, porque não um dia?

 

Tudo se plenifica quando casado?

Um velho amigo de trabalho: e aí,

Casou já? Continuei sorrindo sem jeito,

Um dia você casa.

 

Quantos anos você tem, que nada,

Um dia você casa, você tem que casar,

Está na Bíblia. Ao meu redor, amigos, familiares,

Assaz traições; e aí, já casou?

 

Olá, tudo bem? Está morando por aqui, e já casou?

Casado tudo melhora? A vida melhora?

Parece que aquela velha perguntante está

Aqui na minha orelha insistindo: e você já casou?

 

Tu deves? Imperativo categórico ou

O que quer que seja? Você ainda não casou?

Quesito de felicidade, casamento?

Solteiro, incompleto? E aí, já casou?

 

 

Um dia você casa, toda panela tem a sua…

Tu deves? Um homem desejar somente uma

Mulher a vida toda, olhar somente

Para uma, e ainda jurar na frente de todo mundo,

 

 

 

 

Já existiu esse homem será?

E aí, já casou? Um dia você casa,

Vai sair dessa. Amor sem aliança é amor?

Casado tudo melhora? Viver bem é fazer muito sexo?

 

A carne é tudo? Sexo, brigas, e

Uma criança com um divórcio nas mãos,

E aí, já casaste? Já caçaste? Já cansaste?

Não casou ainda? Por quantas horas dura o amor?

 

 

Só você não casou?

Quarenta anos e ainda solteiro, Jesus!

Um dia você casa, aí você vai ser feliz,

Igreja, flores, festa, desejar uma só mulher,

 

Só um Super-Homem para tal façanha,

Consegue amar sem fazer sexo?

Consegue amar, sem fazer sexo?

Já casou? E tua irmã, casou né?

 

Então, se ela casou, um dia você casa.

Mas eu estou grávida, precisamos casar!

Grávida? Você está louca? Eu ainda estou na

Faculdade, não dá pra gente pagar aluguel!

 

 

Está de três semanas? Mas você disse que

Me amava! Mas agora tem essa criança,

Você parou de tomar as pílulas? Esqueceu?

Eu não posso criar essa criança sozinha.

 

 

Só se existe completo se casado?

Sempre, sempre o mesmo: já casou?

Um dia você casa. Porque não um dia?

E aí, já casou?

Anúncios

4 comentários em “E aí, já casou? (Alex Martins)

  1. Anorkinda Neide
    3 de março de 2015

    olha…muita gente pode pensar em panelinha
    mas como ler e comentar contos dos novos, se eles nao dao um retorno? um obrigado?

    autor,kd vc?!!!

    bem,aqui nao temos um conto, mas um poema
    é minha praia 🙂

    Mas gostei muito não…
    a reflexão é boa e estava indo num ritmo gostoso até ter aquela pausa grande ali..
    apesar dos problemas de pontuação..

    depois reflexão se perde e o repetitivo que vinha dando o ritmo, sem o ritmo acabou ficando apenas repetitivo 🙂

    mas é isso, poesia é prática!
    abração

  2. Edivana
    3 de março de 2015

    Não casei, não vou casar! rs
    Ficou muito bom esse arremate ao tema. Pergunta insana e complementos que não necessitamos.

    Abraço!

  3. abreurafa
    2 de março de 2015

    comentando apenas para aparecer e ver se consigo arrumar um casamento…

  4. Fabio Baptista
    1 de março de 2015

    Já me aventurei a contar histórias / fazer reflexões assim nesse formato de versos. Hoje não consigo mais. E na maioria das vezes essa estrutura não me chama muito a atenção.

    Aqui, porém, os dilemas acerca do casamento acabaram me fisgando.

    Boa leitura.

    Abraço!

E Então? O que achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado às 28 de fevereiro de 2015 por em Contos Off-Desafio e marcado .