EntreContos

Detox Literário.

Microcontos 2021 – Lollo (Evelyn Postali)

[A2]

Eram cinco no pelotão. Foi a última contagem.

[A4]

Trabalhava na alfândega fazendo jus ao apelido.

[B2]

Na vila, sempre que algum objeto estranho aparecia, o nome do escultor pipocava nas bocas antigas. “Onde já se viu! Não tem o que fazer, esse maluco.”

[B3]

“Por toda a vida”, ele disse, ainda adolescente. E assim foi

[C1]

Ao enterrá-lo, espalhou-se em alegrias cotidianas.

[C2]

Foram 57.797.847 votos de cegos de coração.

[D2]

No Vale da Eternidade, a Saudade pranteava o Tempo.

[D4]

Ao estrear o ‘veículo’ novo, só um pensamento a dominava: agora ninguém me segura!

[E2]

Vestiu um formato mínimo. Os outros, pendurou no armário.

[E4]

No dia em que a Terra parou, saiu de órbita.

34 comentários em “Microcontos 2021 – Lollo (Evelyn Postali)

  1. anamartorelli
    10 de abril de 2021

    Olá Lollo! (A propósito, este é meu bombom favorito de infância)

    Seus micros acabam tão rapidamente quanto um chocolate destes na minha mão, fica até um pouco difícil avaliar, há bons certos como em A2, D2, C1, mas em outros não consegui encontrar uma micro história, parecem frases tiradas de seus contextos como em A4 e E4, não sei que os entendi muito bem, perdi um pouco os estímulos de vista então tive que retomá-los para encontrar sentido, aconteceu com D4 por exemplo. No geral, não gostei tanto, mas parabéns pelos textos e boa sorte no dasafio!

  2. Ana Maria Monteiro
    10 de abril de 2021

    Olá, Lollo.

    Gostei muito do seu conjunto de microcontos, uns mais que outros, como não poderia deixar de ser. Não consegui entender o A4, tendo sido o único de que não gostei e foi por esse motivo, admito que a culpa possa ser minha e não sua, mas não entendi mesmo. De resto, alguns merecem destaque: C2, uma clara constatação e D2, pura poesia. E2 também está muito acima da média, adorei esse. Dos não mencionados, gostei de todos. Você constará da minha lista, isso sei.

    Parabéns e boa sorte no desafio.

  3. Amana
    10 de abril de 2021

    Olá, Lollo, beleza? Muito legal a sua coleção, bem minimalista! Apesar disso, é preciso uma leitura bem atenta pra pegar todos os significados. Gostei bastante de A2, D2 e E4. Só li verdades em C2, infelizmente!

  4. Anorkinda Neide
    9 de abril de 2021

    Caro, Lollo! deixa eu te dizer uma coisa: detesto Lollo.. caramba! 😛
    .
    Não sei se gostei de tamanha concisão… Alguns funcionaram, outros ficaram enigmáticos pra mim.. embora eu acredite que deu trabalho, fiquei com a sensação de preguiça de escrever.. foi mal.. sorry
    Achei o B3 bonito, embora de uma ideia simples, o simples é frequentemente mu i to bonito.
    Ri alto no D4.. gostei imenso!!
    E2 tb gostei muito. Inteligente.
    Os demais não me conectaram.
    Abraços e boa sorte

  5. Klotz
    9 de abril de 2021

    Aqui não há mistério algum. Lollo é pseudônimo de alguém da tribo dos apreciadores de chocolates.
    A2 – pelotão é grupo de soldados especializados ou designados para uma determinada tarefa. Qual a tarefa deste? Se o conto precisa ser explicado, perde o sentido. A4é um pensamento, não um conto. B2 – Muito bom. E o melhor, é que pode ser desassociado da imagem. B3 – Está mais para um pensamento. Mas como tem um conflito, na dúvida, pró réu.C1 é daquelas frases que, quando ditas, a gente se pergunta: profundo, mas o que ele quis dizer? C2 – Penso que o microconto deve “provocar” mesmo na ausência do mote (foto, imagem, música). È uma frase solta. D2-= pensamento não é conto. D4 – o pensamento não faz sentido sem a imagem. E2 – UAU! Gostei muito. Impactante. È para pensar! Este conto ganhou dez, entretanto outros foram desclassificados o que baixou a média.

  6. davenirviganon
    9 de abril de 2021

    [Lollo]
    São micro contos no estilo que gosto pois não tentou socar palavras inutilmente. Usou o mínimo necessário, mas contos sempre deviam ter o suficiente apenas para contar a história. Gosto do desafio de micros porque instiga os autores a pensarem no que colocam no texto, evita a encherem linguiça.
    Essa coleção precisa ser lida devagar. Pois são 10 micros que conseguem explorar o que não é dito ou falam muito ainda que diretamente, C2 principalmente. Gostei bastante.

  7. Fabio D'Oliveira
    8 de abril de 2021

    Eu adoro Lollo, sabia? Sempre que compro a caixa de bombom, é um dos primeiros que pego.

    Mais um autor que gosto de objetividade, né? Você é bom nisso, além de criar textos com vários sentidos, o que é qualidade muito boa. Tem crítica política, tem amor, tem guerra, tem metáfora. Gostei, é um bom trabalho, no geral.

    Meu micro favorito é E4. Gostei da brincadeira e das várias interpretações que despertou em mim. Por fim, vi-me fora de órbita, haha.

    Parabéns pelo trabalho!

  8. danielreis1973
    7 de abril de 2021

    Prezado(a) Lollo, o “conciso”:
    Você levou o conceito de microconto ao ululante, hein? Admiro imensamente sua capacidade de sintetizar as ideias no mínimo de palavras, realmente notável como todos os seus contos fazem sentido absurdo, mesmo com tão poucos elementos. Por isso, com certeza, é um dos mais interessantes conjuntos que já li até agora. Merecem destaque E4 (por apontar uma consequência surpreendemente óbvia na esfera da física dos planetas) e C1 (por resumir toda uma história de libertação). Parabéns!

  9. Fil Felix
    7 de abril de 2021

    Olá, Lollo!

    Uma coleção grande, já que traz o limite dos 10 micros, mas bem econômica nas palavras. Escolhas como essa são arriscadas, cada micro numa única frase. Gostei bastante de E2, meu preferido de todos eles, combinou muito bem a ideia dos vestidos com o que quis retratar. Entre os demais, alguns funcionaram melhor, outros nem tanto (comigo). A2 e D2 trazem uma boa história, fazem a gente refletir e são abertos, o que acho ótimo, abrindo margem para interpretação e até mesmo uma certa poética. Outros, como o dos votos, achei que destoou um pouco.

  10. Ana Carolina Machado
    7 de abril de 2021

    Oiiii. Microcontos que contaram histórias em poucas palavras. Abaixo falarei um pouco mais detalhadamente de cada um deles:
    (A2)
    Um microconto com um final aberto que deixa no ar o suspense sobre o que teria ocorrido com o pelotão após a última contagem.
    (A4)
    Um microconto com final aberto em que fica a dúvida sobre qual seria o apelido. Após ler os comentários acho que talvez o apelido seja mala.

    (B2)
    Um microconto sobre a imagem da bicicleta presa na parede. Na narrativa ela é obra de um escultor notório na vila em que mora.

    (B3)
    Um microconto sobre um amor que durou uma vida inteira.

    (C1)
    Um microconto que tive um pouco de dificuldade para entender. Tenho a teoria que talvez que o passado foi o que tenha sido enterrado.

    (C2)
    Um microconto que reflete sobre a situação política do Brasil.

    (D2)
    Um microconto poético sobre como a saudade pode durar mais que o tempo.

    (D4)
    Um microconto sobre uma bruxa que estreia sua vassoura voadora nova.

    (E2)
    Um microconto que pode ser entendido de várias formas. Na primeira vez que li pensei que estava falando sobre roupas mesmo, mas depois lendo os comentários vi que era sobre a música.

    (E4)
    Um microconto sobre o dia em que a Terra parou.

    Parabéns pelos textos e boa sorte no desafio!

  11. Luis Fernando Amancio
    7 de abril de 2021

    Oi, Lollo, o chocolate tão injustiçado das caixas de bombons…
    Micros bem nanos os seus. Escola do clássico do Hemingway, evidentemente. Às vezes, suspeito que quanto menor o texto, mais difícil é acertar na escrita. E o desafio é maior. Por isso, de antemão já aplaudo a sua coleção. Não é pra qualquer um dizer tão pouco com frases.
    Em alguns casos, acho que não tivemos uma narrativa. Como no C2. Concordo com a ideia dos “cegos de coração” – malditos! Mas vejo o texto mais como um desabafo do que um conto. O B2, por outro lado, me parece dependente demais da imagem. Sozinho, é um texto ok, sem grande impacto. A imagem estímulo dá um sentido maior.
    Os dois primeiros são muito bons, sobretudo o segundo – precisei colar os comentários para entender qual era o apelido… rs Também destaco o do cemitério e o E4.
    Alguns não me cativaram, talvez a falha seja minha leitura. Em todo caso, vejo um saldo positivo na sua coleção.
    Parabéns e boa sorte!

  12. Fernanda Caleffi Barbetta
    7 de abril de 2021

    [A2]
    Direto, certeiro, como um tiro.

    [A4]
    Esse ficou enigmático demais. Sem o apelido, não entendi.

    [B2]
    Eu gosto de micros bem nano mesmo, mas este eu não entendi. Acho que para um mocroconto muito enxuto funcionar, ele deve ser bem preciso, mesmo que não seja literal precisa deixar pistas, elementos que levem a um entendimento ou a outro.

    [B3]
    Este eu entendi, mas não arrebatou.

    [C1]
    Outro que não significa nada muito interessante.

    [C2]
    Gostei da ideia de “cegos de coração”.

    [D2]
    Essa eu adorei. Muito boa. Poucas palavras que dizem muito.

    [D4]
    Sem a imagem, faz até sentido, mas perde a graça.

    [E2]
    Kkkk bom uso do nome da música formato mínimo, apesar de não ter havido nenhuma relação com a letra da música.

    [E4]
    Muito bom esse. Gostei da ideia e desenvolvimento.

    Você optou por escrever dez, o que reduziu sua média final, já que alguns são bons e outros não. Se tivesse apresentado apenas os bons, o que era permitido, o resultado seria imensamente mais satisfatório. Às vezes menos é mais.

  13. Elisabeth Lorena Alves
    7 de abril de 2021

    Olá, Lollo.

    Tive dificuldade de entender alguns de seus contos, em outros tive que rever as referências sugestivas e foi decepcionante. Levei a sério apenas [B3] e [C1].

    Sucesso no Desafio

  14. Catarina Cunha
    7 de abril de 2021

    Micro: nanocontos bem enxutos, que poderiam ser mais bem desenvolvidos. Adoro contos sequinhos, mas aqui secou demais, faltou um hidratante. Espaço não faltou, pois seu maior não chegou a 150 caracteres.

    Conto: Frases de efeito muito bem construídas, dando um sentido aberto. Ganha ponto comigo pela ousadia e grande esforço de concisão. Alguns funcionaram bem.

    Destaque: Adorei a crítica política. Infelizmente estes infelizes continuam felizes com o infeliz e provavelmente vão repetir a infelicidade em 2022; curar cegueira é raríssimo!
    “[C2]
    Foram 57.797.847 votos de cegos de coração.”

  15. Felipe Lomar
    6 de abril de 2021

    Olá,
    Bom, eu tive uma certa dificuldade de entender o sentido de alguns dos textos. acho que o fato de os textos serem sucintos ao extremo deixa algumas ideias muito abertas, o que não dá um direcionamento muito bom à leitura. Mas enfim, talvez seja só a minha falta de costume de ler este gênero.
    Boa sorte.

  16. Fheluany Nogueira
    3 de abril de 2021

    Micros sintéticos, exatos concisos, precisos e efetivos. Brincam com ideias e palavras, desde o pseudônimo – lollo ou loló? Amei cada um.

    Ficou difícil escolher o preferido… Mas, o bombom mais fofinho é: “No dia em que a Terra parou, saiu de órbita.” Por quê? Talvez pela obviedade e/ou pela imagem criada.

    Parabéns pelo trabalho, boa sorte e abraço!

  17. Elisa Ribeiro
    2 de abril de 2021

    O que entendi, gostei imenso. Não tenho certeza se classifico todos os seus textos como microcontos, ou seja, textos narrativos, mas estou com igualmente imensa prequiça de avaliá-los sob essa perspectiva. Gosto de C1, esse sem dúvida uma narrativa; de D2, pela abordagem poética; em D4, precisei consultar a imagem pra entender a piada, o que não aconteceria se vc usasse vassoura mesmo em lugar de “veículo”, que deu um pouco de enjoo assim entre aspas; gostei de E2. Saio do seus textículos com uma invejinha branca, tá? Abraço e sorte.

  18. Luciana Merley
    2 de abril de 2021

    Olá, caro autor.

    Para minha avaliação, utilizarei dois critérios principais: se o microtexto é uma HISTÓRIA e o IMPACTO que ela provocou.

    Uma sequência, na maioria, muito boa. Alguns só funcionam bem quando observado o estímulo. Mas, é regra do jogo.

    [A2] Econômico como o clássico de Hemingway. Muito bom.

    [A4] Não entendi. Fui ao estímulo, ainda assim…que apelido?

    [B2] Sem o estímulo, o micro não funciona muito bem. Não se sustenta sozinho. Com o estímulo, um bom texto.

    [B3] Outro texto absolutamente sem sentido quando separado do estímulo. Idem ao comentário acima.

    [C1] Quem? Enterrar quem? Quem é seu personagem?

    [C2] kkkk quem? Os fiéis do acampamento que, semanalmente viam passar o poste de porta de cadeia? Isso sim é que é vaidade e sinalização de virtude em pouquíssimas palavras (kkkk). Conseguiu. Bom texto.

    [D2] Bonito e filosófico, mas muito vago enquanto conto.

    [D4] Ótimo texto quando observada a imagem do “veículo”. Ótima sacada.

    [E2] Outra ótima sacada com a música. Sozinho, não diz muito.

    [E4] Bom texto, um pouco óbvio, mas bom.

    Parabéns, caro.

  19. j2bohn
    2 de abril de 2021

    MICROCONTOS 2021 – LOLLO

    Os microcontos da coleção foram todos formulados de maneira estilisticamente semelhante, com textos muito concisos, precisos e factuais.

    Para este leitor inexperiente, a maioria dos textos não foi conclusiva e expressiva o suficiente, com exceção do microconto E4, do qual gostei do resultado.

    O microconto B3 não termina com ponto “.” e parece que falta um trecho de texto.

    Parabéns pelo trabalho minimalista e boa sorte no desafio!

  20. Fernando Dias Cyrino
    2 de abril de 2021

    ei, Lollo, pois é, cá estou eu a visitar a sua plantação de histórias curtinhas. Aliás, põe curtinhas nisso. Você é o rei da concisão até agora nesse desafio. Têm alguns icrocontos que a economia das palavras foi tão grande e elas foram tão poucas que me dificultaram e até impediram o entendimento. Isto aconteceu, por exemplo, em A4. Boiei demais nessa história, Lollo. Mas, nesse caso, releve este ponto, eis que, de repente, se tratou de mera incompetência literária e mesmo de inteligência desse seu leitor. Agora, esse conto C1 “Ao enterrá-lo, espalhou-se em alegrias cotidianas” você acertou a mão. Ficou bem legal. Abraços

  21. Evelyn Postali
    2 de abril de 2021

    Caro(a) autor(a),
    Microcontos em formato mínimo. Gosto disso. Escrever menos e dizer mais. Afinal, são microcontos. E a pergunta que não quer calar: Mala? Pacote? Encomenda? Despacho? Kkkkk Fica para o leitor imaginar. Meu preferido, o D2.
    Boa sorte no desafio.

  22. Marlo Romulo Werka
    1 de abril de 2021

    Lollo, o perigo de ser conciso ao extremo é não ter a mensagem captada por todos. Em alguns dos teus micros, isso aconteceu.
    Vejo pontos positivos, como o bom humor de A4.
    Mas outros ficaram muito dependentes do estímulo, ou seja, não falaram por si.
    Boa sorte.

  23. Kelly Hatanaka
    1 de abril de 2021

    Olá Lollo.

    Você apresentou um belo conjunto e sua escrita é muito precisa. Você é bem “lacônico” e gostei muito disso, porque seus textos foram objetivos e precisos, caso do C1, E2 e E4. Mas, em alguns casos, senti falta de alguma coisa e o sentido do conto me escapou, caso dos A4, B2 e D4.

    E o meu favorito foi o C1.

    Parabéns e boa sorte!

  24. jeff A Silva
    1 de abril de 2021

    Olá caro autor ou autora

    Acho que não tinha como ser mais curto ou direto quanto essa pequena seleção aqui, não? Pessoalmente a economia de palavras gerou tanto um impacto positivo quanto perda (ou ausência) de sentido em alguns deles. O mini que mais gostei foi o A2 com sua magreza cheia de múltiplos sentidos. Sendo o D4 o que menos gostei com certa folga. Parabéns pela coragem de usar o bem menos para tentar contar o bem mais.

    Parabéns pelo trabalho e sorte pra você.

  25. antoniosbatista
    1 de abril de 2021

    A 2- ele contou e fuzilou. Legal.
    A 4- Não entendi o apelido. Não captei vossa mensagem admirável autor(a)
    B 2- Qual era o nome do maluco?
    B 3- Preguiçoso a vida toda?
    C 1- A Viúva Negra.
    C 2- Votaram no pior candidato.
    D 2- Acho que esse é mais um ditado do que uma história.
    D 4- E a bruxa voou!
    E 2- Preferiu a minissaia.
    E 4- Estilingue espacial.

    Veja que alguns comentários meus, de cada micro, é sintetizado, parecem o título e o título contém uma sinopse.

    Micro conto com só uma frase tem o perigo de se transformar num ditado, um provérbio e não numa micro história, num mico conto. De qualquer forma, ficou legal a estrutura da sua obra. Poderia ter trabalhado mais nas suas ideias já que o limite é de 300 caracteres.

  26. cgls9
    1 de abril de 2021

    Esse é o espírito! Parabéns mesmo! Confesso que não consegui decifrar alguns, mas pelos meus destaques você vai ver o quanto gostei. A2, B3, C2, D2 e D4. Boa sorte pra mim que vou ter que competir com seu trabalho primoroso. Rsrs.

  27. Bruno Raposa
    31 de março de 2021

    [A1] Gostei muito desse. Curtíssimo, mas sugere uma narrativa interessante, onde podemos imaginar o pelotão sendo dizimado. Um micro cortante, preciso.

    [A4]] Difícil avaliar sem saber o apelido. Talvez você tenha imaginado que o apelido é óbvio – o primeiro que vem à mente é mala -, mas na verdade existem várias possibilidades. Entendo a opção pela redução máxima, mas cabia aqui um pouquinho mais para não deixar o leitor perdido.

    [B2] Excessivamente dependente da imagem de estímulo. Gostaria de ver uma melhor construção.

    [B3] Idem.

    [C1] Muito bom. Assim como o primeiro, deixa uma narrativa subentendida que é muito interessante. E faz isso numa única frase, bem curtinha. Gostei bastante.

    [C2] Faz um ótimo comentário político, usando muito bem a citação de estímulo. Excelente micro.

    [D2] Muito bom também, mas não teria a mesma força sem a imagem de estímulo.

    [D4] Outro em que a dependência do estímulo é excessiva.

    [E1] Interessante, mas sem tanto brilho.

    [E4] Esse é divertido e abre possibilidade para mais de uma interpretação.

    No todo, foi um pouco irregular. Gostei muito da ideia de reduzir ao máximo os micros, mas em alguns o entendimento se perdeu. Porém, os que acertam, acertam de forma magistral. Alguns desses se destacam não só aqui, mas no desafio como um todo. Então o saldo final é bastante positivo.

  28. Aline Carvalho
    30 de março de 2021

    Lollo
    Achei seus contos bem simples, direto ao ponto. O A4 eu não entendi… O C2 foi genial!! O E4 eu amei!!

  29. Regina Ruth Rincon Caires
    30 de março de 2021

    Microcontos 2021 – Lollo

    [A2] – Palavras: PELOTÃO

    Poucas palavras e falam tanto. Então já são quatro… Forte.

    [A4] – Palavras: ALFÂNDEGA

    Menino, você é a abreviatura do minúsculo. Este texto eu só entendi quando li os comentários. É mala?

    [B2] – Fotografias: BICICLETA NA PAREDE

    Vi a foto na “Arte na Rua” (Montpellier-France). Quando li o texto pensei em BANKSY. Mas como cita um escultor… Pensei também em Aleijadinho, já no final da vida. Parabéns pelo trabalho.

    [B3] – Fotografias: casal idoso

    Que lindo, que concisão, amei! Parabéns!

    [C1] – Frases: “Há coisas que são preciosas por não durarem.”

    Este micro está muito enigmático. Pensei em enterrar: o amor, o mau humor, o medo… E essas alegrias cotidianas seriam as elencadas na Bíblia? É, esse texto, pra mim, não ficou claro.

    [C2] – Frases: “Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.”

    Muito triste. A minha única alegria, nisso tudo, é que não estou nessa contabilidade. Que judiação!

    [D2] – Ilustração: relógio, abismo, ponte

    Um texto poético. Tocante.

    [D4] – Ilustração: a bruxa e o gato

    É, esse negócio de “veículo novo” assusta as mulheres. Ninguém quer sair do supermercado carregando a vassoura que comprou!

    [E2] – Música: Formato Mínimo (Skank)

    Bem intencionada!

    [E4] – O dia em que a terra parou (Raul Seixas)

    A Terra ou a Lua?

    Lollo, você é artista de miniaturas, Jesus! Isso parece charada!

    Parabéns pelo trabalho!

    Boa sorte no desafio!

    Abraços…

  30. Sandra Daher
    30 de março de 2021

    Oi, Lollo, D2 e E4 foram as que gostei mais. Sobretudo a primeira, onde o clima transcendental sai do rotineiro da vida humana. E lidar com eternidade dá um “up” no assunto do conto. E tempo não conta na eternidade, enquanto conta em relação à saudade… então, isso é bacana. Em E4, esse duplo de sairem de órbita a pessoa e a terra é bom. Aliás você trabalha com o duplo sentido, isso é bem positivo. Enfim, acredito ser mais árduo trabalhar com minicontos mais reduzidos assim, às vezes falta algo. Como p.ex. no caso do pelotão, se não for dito, não necessariamente vai se entender que a última contagem foi porque morreram todos…acho. Enfim, alguns não ficaram inteligíveis pra mim. Mas valeu! Boa sorte!

  31. mariasantino1
    30 de março de 2021

    Oi, Lollo!

    Direto ao ponto: os dois primeiros textos me deixaram dúvidas. No [A2] o lance de ser a última contagem esconde que houve morte? Não tenho certeza.No [A4] qual era o apelido? O cara era um mala? A partir do [B2] as coisas começam a melhorar. O texto é melhor apreciado com o auxílio da bicicleta na parede. O mesmo acontece com o [B3], onde a imagem dos dois velhinhos coroa o texto ou o texto cora a imagem (meu favorito). É como se captasse a essência do incentivo proposto pelo EC. No [C1] eu não captei se é ironia, em todo caso a frase de incentivo diz que as coisas boas não duram, então fiquei na mesma. Já no [C2] eu captei. Captei a vossa mensagem, politizado guru! Cegueira coletiva, de fato. O [D2] é bonito, mas me falta algo para avaliá-lo melhor. O [D4] é bonitinho levando-se em conta o incentivo da bruxa. E cabe até a outras descobertas dentro desse aspecto, bruxa, encantamento, descobrir-se sensual… Porém esses outros olhares funcionam melhor tendo em vista o incentivo, sem ele o conto perde impacto, o que faz perder pontos. Os dois últimos causaram a mesma estranheza dos dois contos iniciais e isso joga contra a compreensão para melhor apreciação da minha parte.

    Parabéns e boa sorte neste desafio.

  32. Nilo Paraná
    30 de março de 2021

    Lollo, são bem interessantes teus micros, algumas tiradas geniais, talvez por excesso de conservadorismo, ainda espero um formato clássico, com um enredo, protagonista, etc. B2 tem isso, apesar de mínimo, nos leva a pensar no trabalho do escultor, porque dos comentários sobre ele, enfim, gostei demais dele, senti falta disso nos outros. parabéns, boa sorte.

  33. thiagocastrosouza
    29 de março de 2021

    Caro Lollo, amei os micros. Alguns escapam da compreensão do sentido, mesmo com a referência do estímulo presente, caso de A2 e A4, porém outros, valendo-se do mesmo artifício, viraram verdadeiras pérolas! São eles: B2, D2 e E4. O primeiro pela brincadeira com a ideia de arte, mas confesso que, sem a referência da imagem, a escultura poderia ser qualquer coisa, inclusive um presente digestivo de algum passante apertado. O segundo, pela valor poético e o bom uso das palavras (prantear é bonito demais) e o último, pela ação presente. Gostei de C2 também, um longo número que explica, em muito, as várias catástrofes que vivemos como país.

    Destaque:

    “No dia em que a Terra parou, saiu de órbita.”

    Sei que “sair de órbita” tem um sentido figurado, mas para além dessa interpretação, faz todo sentido pensar que, se a Terra parar, seremos todos saltados do chão para o ar, em voo livre. A imagem me chamou a atenção, por isso o destaque.

    Parabéns e boa sorte no desafio!

  34. Claudia Roberta Angst
    28 de março de 2021

    Caramba, isso que é economia de palavras. O problema é que não compreendi todas as mensagens só lendo, tive de recorrer às fontes de inspiração. Talvez eu precisasse de mais dicas.
    [A4] – qual era o apelido? Mala?
    Sem dúvida, o[a] autor[a] prima pela ligeireza de raciocínio, mas não sei se conseguirá atingir a todos os cérebros.
    Textos enxutíssimos, um fenômeno.
    Parabéns pela participação e boa sorte.

Deixe uma resposta para Bruno Raposa Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado às 28 de março de 2021 por em Microcontos 2021 e marcado .