EntreContos

Detox Literário.

Liga 2019 – Rodada 2.1 – Série C

Esse é o tópico de votação para os participantes da Séries C da Liga 2019 – RODADA 2. Confira abaixo a composição de cada subgrupo, com a indicação de quais contos … Continuar lendo

2 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Liga 2019 – Rodada 2 – Séries A e B

Esse é o tópico de votação para os participantes das Séries A e B da Liga 2019 – RODADA 2. Confira abaixo a composição de cada grupo, com a indicação de … Continuar lendo

2 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Ânsia (W. White)

Era terça feira quando meu irmão desembarcou do carona do meu carro e acenou para mim antes de entrar em casa. Eu estava ajustando o GPS com o endereço da … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Árvore que Divide o Mundo (Tolypeutes tricinctus)

O menino gostava do dia. Acordar cedo, lavar o rosto em água fria, — bruuuuu —, e então, de mãos dadas com o pai, sair para buscar o pão fresquinho … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Cabana de Madeira (Prometeu)

  As férias de julho finalmente haviam chegado. Cal e sua turma passaram os últimos três meses planejando a subida da montanha e a ansiedade que sentiam logo deu lugar … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Ciranda do Copo e da Parede (Tesséteras)

A poltrona parecia o ninho de um ovo de chumbo. Mal podia me mover nela. O queixo apontava ora para um cotovelo, ora para outro, nessa posição desconfortável de caniço … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Criadora de Porcos e o Tocador de Flauta (Miranda Raja)

Além de uma pequena vila, havia uma bela casa, junto de uma represa, cercado por pastagens e onde crescia um imenso coqueiral, uma estradinha seguia até a entrada do portão, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Donzela, o Jegue Encantado e um Príncipe Inglês (Manduca)

Era uma vez… A história de uma menina. Uma menina quase moça que já pensava em namorar. Porque lá pelas bandas do agreste/sertão nordestino é assim: “Mandacaru quando fulora na … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Fábula de Todos os Tempos (Professora Isabel)

  – Bem, a vovó irá lhes contar uma história, a última história que ouvi de meu pai, de uma lenda que ele ouviu do meu avô, e o bisavô … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Jornada de um Pequeno Herói (Beatriz)

Edgar levantou cedo, os três pães amanhecidos em cima da mesa eram para alimentar sua mãe e as duas irmãzinhas gêmeas, Ana e Flávia. As meninas tinham cinco anos, ele … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Lenda do Urso Polar (Presidente da Ursal)

O que você sabe sobre os ursos? Antes de começar essa história quero saber. Eu vou fazer três perguntas e você vai pensar aí na sua cabecinha e tentar me … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Pira (Papel Celofane)

Adentrei no casebre que se localizava no fundo da paróquia. Estava muito escuro, era impossível evitar os barulhos do assoalho de madeira que fazia parte desta construção antiga. Eu simplesmente … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

A Verdadeira Face do Demônio (Dark)

— Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. — Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. — Senhor, eu não sou digno de que entreis … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Amarga Travessia (Manolito Ramos Torrealba)

  Pela vibração das tábuas dispostas no piso metálico, sob os pés, percebia-se que o vapor começava a movimentar-se. As roldanas giravam e hélices iam cortando as águas salgadas. Seriam … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Angelical (Nick Tartini)

Deadwood compareceu em peso ao funeral e enterro de Peggy Irons. A mãe de Anne ficou com receio de levar a filha para se despedir da colega de sala, mas … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Apaga a Luz (King, Burger King)

Sinto um gosto amargo na boca. Abro os olhos devagar e os esfrego com as pontas dos dedos. Pisco algumas vezes até me acostumar à luz, fraca, porém suficiente para … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Apatia (Néfesh)

  O cabo áspero da pá machucava suas mãos enquanto cavava em frenesi, o sangue manchando toda a extremidade, o suor encharcando suas roupas. Cantarolava uma canção há muito esquecida, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Aquilo (Edward Prendick)

  Bethlem, South London. 1937, Winter. Silêncio… depois, tudo é loucura.   Que todos os livros sejam levados ao fogo, e mais precisamente o maldito volume Lugares Esquecidos, de Cayetano … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

As Flores do Dia (Leon Ghar)

Quando o primeiro marido morreu, Eliza vestiu luto por achar apropriado. Fazia sentido honrar a memória do seu primeiro amor, daquele a quem havia jurado amor e fidelidade. Ou, talvez, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Brisa (Tinamou)

Luciana é mãe de duas princesinhas, Carolina e Isadora. Nos dias de hoje é aquela mãe tradicional. Solteira, formada, independente, enfim, dona de seu nariz. As lindinhas vieram de um … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Capitão Ventania (Pedrinho)

Levou um pouco de tempo, mas um dia eu finalmente entendi porque meu pai insistia tanto para que eu e o Marquinhos ouvíssemos as aventuras do Capitão Ventania no rádio. … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Corrente Maldita (Srta. Sombria)

O vento soprou pela fresta da janela no quarto da mãe. Ítalo arrepiou-se com o som e se encolheu sob a coberta azul. Em um movimento automático, o rapaz tapou … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Das Profundezas (Stefano Reis)

  Maria corria na mata, carregando a filha em seus braços, arrastando a vegetação com seu corpo e rasgando sua pele nos espinhos. A pequena Glória mantinha sua cabeça aninhada … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Demasiado Humano (Wilhelm)

  Num canto do mundo onde sobrava sol e faltava todo o resto, duas meninas brincavam. O tijolo de construção riscava quadrados e números disformes na terra, os pulos de … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Diabinho na Garrafa (George Armado)

O casal de idosos mimaram os netos até enjoar. Depois do dengo, Bebeto e Guto se atiçaram ao terreiro igual uma bala. Bebeto era genioso e tinha muita coragem. Guto … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Do Tamanho do Infinito (Tati)

  Querida Mamãe, Estou com muitas saldades, dês de que a senhora foi em bora que meu coração ficou com um buraco que dói muito. Todas as noite eu choro … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Faca de Prata (Freddy)

— Esse hambúrguer está delicioso! O melhor que já comi na minha vida! — Cris, você falou a mesma coisa outro dia do hambúrguer caseiro que a sua amiga fez. … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Incógnita (Engenheiro)

  Com o copo de uísque na mão, a matemática se sentou na poltrona com um suspiro mortificante. Tomou o drinque, sentiu a bebida queimar cada centímetro de seu corpo, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

KIRAI! (Sakka)

  Chovia intensamente quando Toninho acordou banhado em suor. O garoto levantou e foi até o banheiro trocar de roupa e secar o suor na toalha de rosto. Ele sabia … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Lobo Mau, A Garota da Capa Vermelha e os 3 Malvados (Montenegro)

O LOBO MAU A primeira foi a madrasta. Mulher insensível e má. Implicante, batia nele por qualquer motivo. O pai não se importava, parecia que não era filho dele. Quando … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Magnum Opus (Devorador de Mentes)

  Se eu imaginasse como aquele projeto terminaria, nem teria começado. Estávamos numa época de vício em RPG. Daqueles de mesa mesmo, D&D raiz, quando Daniel teve a ideia. — … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Mater Malum – A Mensageira do Mal (Chris Crawford)

Tem uma luz surgindo atrás da porta, no fim do corredor. As pessoas do quarto tentam espremer-se nos cantos, mas, os pequenos corpos se chocam em objetos frios, fétidos, secos, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Moça Solteira Procura (Apolônio)

Vai, traga-me outra cerveja, Patrício. Ainda sinto o gosto do lodo fétido no canto da boca. O quê? Quer que eu lhe conte, assim, no seco. Cê soube por quem? … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Cão Que Queria Voar (Neves de Souza Abrantes)

O meu cão chamava-se Kazukuta. Um dia, eu, brincando de fazer bonecos de lodo, olhei para os pés dele. Kazukuta olhou de volta para mim, respirava com a boca aberta … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Dia em que Faltei da Escola (Francis R. Burnett)

Eu amo a mamãe e o papai. Tô doente, e eles cuidam de mim. Meu corpo tá bem pesado, sinto frio. Isso faz eu me encolher e ficar tremendo na … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Espírito da Cuidadora (Aron Ribeiro)

Costumeiramente eu me deito antes da meia-noite e, como tenho o sono pesado, só acordo quando o relógio desperta, no dia seguinte, às dez para às 7h da manhã. Quando … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Farol (Marujo Velho)

O Alto Comando da Marinha me designou para investigar um sargento que tomava conta de um farol. Havia relatos do desaparecimento de pessoas por lá e a Marinha decidiu iniciar … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Fim de Miss Bathory (Sam)

  Houve um tempo em que o Teatro da Quimera apresentou as principais peças alternativas da capital paulista, recebendo estrelas e textos consagrados em seu palco giratório. Com o tempo, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Homem de Preto (An Johann)

  Aos dezoito anos Thomas estava sentado em uma estreita cadeira de madeira fixada no chão, preso por correntes com argolas de ferro que envolviam seus tornozelos e punhos. Seus … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Jardim da Infância (Kindergaarten)

As primeiras lembranças que tenho, e que mantenho muito bem guardadas desde os meus cinco anos sob uma grossa camada de medo e saudade, são apenas sensações: o frio do … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Maníaco do Celular (Andrey Morgado)

  “Manda nudes?”, ela leu em letras pretas em fundo verde e pronto, lá se vão todas aquelas semanas flertando com ele. Por que tinha que ser assim? Por que … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Ônibus, a Estrada e o Menino (Ozias Piloto)

Cismaram com papai no morro. O pessoal do tráfico, desconfiado de que ele era X9 da polícia, nos expulsou. Nem vender a casa pudemos. Saímos com as roupas do corpo … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Parque (Drico Clorí)

É o papai que me acorda todo dia, desde que a mamãe trocou de emprego de novo. Ele me leva todas as manhãs pra passear no parque, logo depois que … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Segredo é Simples (Irmã)

O convite. — Bom dia, está …?   — Acordada? Sim — retorqui, ainda meio a dormir, ninada pela garoa matinal. Depois, dei uma olhadela ao relógio e exclamei com … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Sorriso da Falsa Fada (Dorinha)

Fez para o seu querido ursinho uma capa de super-herói usando um pedaço da sua blusa. Sabia que sua mãe não iria gostar, mas achava que o seu amiguinho merecia. … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Sorriso do Elefante (Passarinha)

Isabela brincava animada no jardim de sua casa. Corria pelas lajotas desgastadas entre os arbustos que mais pareciam trilhas perigosas de uma selva brutal e pulava entre as hortas de … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Telefone (Mallone)

Eu nunca quis aquela linha de telefone. Quem ainda liga para número fixo? Só telemarketing ou gente mais velha. Só que a empresa de internet praticamente me obrigou a ter … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

O Terror de Tito (Jacob d’Veneto)

Tito era um rapaz extremamente magro, esguio e alto. Vivia numa cidadezinha no interior e nunca havia saído de lá, até que por um único motivo tivera que viajar. Ficou … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Olhos (Rejana)

Desenhando corações no bafo da janela, Renata bufava, amargurada. A garota detestava aquelas viagens intermináveis dos encontros familiares.  Todo fim de semana prolongado, seus pais insistiam em se meter por … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Os Presentes de Vvitaen (Ilma Conha)

  A mãe estava na cozinha da casa quando um cassaco entrou e sentou na cadeira. “Porque você só escolhe virar isso? Eu podia ter te matado sem saber. Olhe”, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Penumbra (Ancilla)

  Esse odor acre… Essa penumbra… Esse silêncio mórbido… Paredes com infiltração, antigas, tão antigas. Móveis frágeis, aos pedaços. Velas de santos, com supostos poderes divinos, distribuídas estrategicamente pelo ambiente. … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Por Amor (Ikú)

  Uns anos atrás, morei em uma pequena cidade, próxima da divisa com o estado do Rio. Pequena de verdade, nem mil habitantes. Não direi o nome porquê isso causa … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Prisão de Carne (Breno)

I Não há prisão mais cruel do que o corpo. Aprendeu isso por experiência própria. Na maior parte do tempo, sentia apenas a escuridão fria preenchendo sua existência e observava … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Qualia (Aerith Gainsborough)

A manhã nascia de maneira lenta e arrebatadora. A caminhada imperial do Sol não se abalava com nada que ocorria abaixo de si, ele não poderia se comover com coisa … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Rato Rei (Ricardo A.)

O beco constituía um festival de aromas. O calçamento, arruinado, entrecortado por gramíneas e lama, era também pontuado por poças de água cinzenta e malcheirosa. À porta da pizzaria que … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Rolê no Inferno (Valentin Strada)

  A única coisa de que me lembrava era da luz intensa que me cegou. Minha cabeça doía tão forte que pensei que iria vomitar umas duas vezes antes de … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Santa Gertrudes (Delegado Orestes)

  Era sexta feira à tarde e eu andava meio preocupado com um caso recente de um tarado de bigode que vivia espiando as mulheres da cidade. O maluco encontrava … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Sarcófago (Clemente)

  Preciso continuar relatando o que aconteceu. Quando terminar de contar tudo que sei, começar contar novamente. Incontáveis vezes até minha sanidade termine de vazar espaço afora. O registro deve … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Seus olhos (Matheus)

  A chuva castigava a cidade, transformando a madrugada em uma noite impiedosa. Lúcio permanecia de pé sob a água incessante, segurando um guarda-chuvas que o protegia apenas da cintura … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Sob as Águas (Khalid Ibn Yazid)

  “Só não vejo, até agora inda não vi O Deus que me mandou ressuscitar” Murilo Mendes     Paulo guiava o policial Dênis pela trilha no bosque. A escuridão … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

The Black Pet (Falcão)

Atirei o pau no gato-to, Mas o gato-to não morreu-reu-reu, Dona Chica-ca adimirou-se-se Do berro, do berro que o gato deu: Miau!   Enquanto eu segurava o rabo daquele bicho, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Troca-troca Estelar (Galileu)

  Era uma vez uma estrela que queria ser menino. E um menino que queria ser estrela. A estrela invejava o menino que podia correr sob o sol, nadar na … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Tum! Tum! (Carl Fredricksen)

1   — Essa boneca idiota está atrasando a gente! — disse o menino, afastando duas moitinhas de capim. — Assim não vamos chegar nunca!  Helena fez biquinho, e apertou … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Um Desfalque (Pedro Bastos)

– Willian, para de ler desgraça nesse jornal! – Hum, hum… – Já lavou a louça? – Já… – O rapaz responde com outro grunhido. A senhora desacelera e estica … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Variante Amarela (The Yellow Kid)

  Hoje trouxe um filhote de capivara para mamãe. Capturei-o com uma armadilha, perto do lago pantanoso ao sul da fazendinha onde vivemos. Uma região selvagem, com nuvens de mosquitos, … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Vim, Vi e Perdi (Rodion Românovitch)

“Happy-New-Year” gritei como um idiota para o pelotão de olhos incrédulos e furiosos. Para completar, sorri como uma estampa idiota redonda, velha e amarelada gerando todo o combustível necessário para … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Zezinho (Sonhador)

Zezinho acordou com um raio de sol banhando seu rosto, empurrou o trapo que usava como coberta e de gatinhas saiu do buraco onde se escondia para dormir. Sorriu, teve … Continuar lendo

1 de maio de 2019 · Deixe um comentário

Conto dos Títulos – Liga 2019 Rodada 1 (Neusa Fontolan)

Desafio – Liga 2019 – Rodada 1 COMÉDIA, FANTASIA   Em ‘Betiron, um Reino’ muito, muito distante, acoplado no meio de ‘Uma Floresta Alucinante’, vivia ‘Lúcia no mundo das coisas’. … Continuar lendo

18 de abril de 2019 · 4 Comentários

Liga 2019 – Rodada 2

  COMO PARTICIPAR? 1 – Esteja preparado para ler e comentar até 19 contos. 2 – Escreva um conto de Terror ou um conto Infantil / Infantojuvenil, com até 2.500 … Continuar lendo

16 de abril de 2019 · 3 Comentários

Ranking – Dezembro/2018

Encerrada nossa Copa Entrecontos, vamos ao que provavelmente será o último ranking nesse formato gigantesco. Lembrando que esse ranking será a base para distribuição das séries no Campeonato Brasileiro de … Continuar lendo

30 de dezembro de 2018 · Deixe um comentário

Ranking – Outubro/2018

Ranking do nosso tradicional RPG Literário, finalmente atualizado após o desafio alienígenas!       Confira seu título de nobreza na tabela de níveis:   E o nosso quadro de … Continuar lendo

6 de novembro de 2018 · 4 Comentários

“O Artilheiro” de Gustavo Araujo – Resenha (Fabio Baptista)

“Fio Maravilha, nós gostamos de você Fio Maravilha, faz mais um pra gente ver”   “O Artilheiro” é o primeiro romance escrito por Gustavo Araujo. O livro ficou entre os … Continuar lendo

17 de janeiro de 2018 · 1 comentário

Ranking – Dez/2017

Classificação final de 2017, após o último desafio do ano! Os 10 primeiros serão presenteados com grandes clássicos da literatura mundial, fique de olho no grupo do Facebook.   Em … Continuar lendo

1 de janeiro de 2018 · Deixe um comentário

Ranking – Nov/2017

Vamos conferir como ficaram nossos rankings após o desafio Terror? Para começar, o Ranking do Ano, que considerará todos os torneios iniciados em 2017 e premiará, com grandes clássicos da … Continuar lendo

17 de novembro de 2017 · 2 Comentários

Ranking – Ago/2017

Vamos conferir como ficaram nossos rankings após o desafio Comédia? Para começar, o Ranking do Ano, que considerará todos os torneios iniciados em 2017 e premiará, com grandes clássicos da … Continuar lendo

5 de setembro de 2017 · 2 Comentários

Ranking Jun/2017

Vamos conferir como ficaram nossos rankings após o desafio Imagem 2, vulgo JAVALI? Para começar, o Ranking do Ano, que considerará todos os torneios iniciados em 2017 e premiará, com … Continuar lendo

26 de junho de 2017 · 1 comentário

Ranking – Mar/2017

Vamos conferir como ficaram nossos rankings após o desafio Folclore? Para começar, o Ranking do Ano, que considerará todos os torneios iniciados em 2017 e premiará, com grandes clássicos da … Continuar lendo

16 de abril de 2017 · 4 Comentários

Ranking – Jan/2017

Vamos conferir como ficaram nossos rankings após o desafio Microcontos 2 – A Missão? Para começar, o Ranking do Ano, que considerará todos os torneios iniciados em 2017 e premiará, com … Continuar lendo

1 de fevereiro de 2017 · 2 Comentários

Ranking – Dez/2016

Encerrado o desafio “X-Punk”, é hora de conferir como ficaram nossos rankings. Para começar, vamos ver o resultado final do nosso “Ranking 2016″, que considera todos os certames iniciados no … Continuar lendo

19 de dezembro de 2016 · 6 Comentários

Ranking – OUT/2016

Encerrado o desafio “Cemitérios (Retrô)”, é hora de conferir como ficaram nossos rankings. Para começar, o “Ranking 2016“, que vai considerar todos os certames iniciados no ano corrente e no … Continuar lendo

19 de outubro de 2016 · 3 Comentários

Ranking – AGO/2016

Chegou a hora mais esperada após o término da sessão de RPG… digo… término do desafio! Sem mais delongas, vamos ao Ranking 2016, que vai considerar todos os certames iniciados no ano corrente … Continuar lendo

25 de agosto de 2016 · 1 comentário

Ranking – JUN/2016

Encerrado o desafio “RHA – Realidade Histórica Alternativa”, é hora de conferir como ficaram nossos rankings. Para começar, o “Ranking 2016“, que vai considerar todos os certames iniciados no ano corrente … Continuar lendo

5 de junho de 2016 · Deixe um comentário

Ranking – MAR/2016

Encerrado o desafio “Fantasia”, é hora de conferir como ficaram nossos rankings. Para começar, o “Ranking 2016“, que vai considerar todos os certames iniciados no ano corrente e no final … Continuar lendo

4 de abril de 2016 · 8 Comentários

Saudade de Voar (Fabio Baptista)

Dizem que em toda rua do Brasil tem pelo menos um menino bom de bola. Pode não ser um Neymar, mas sabe dominar no peito, tocar de primeira e chutar … Continuar lendo

19 de fevereiro de 2016 · 7 Comentários

Ranking – JAN/2016

Encerrado o desafio “Microcontos”, é hora de conferir como ficaram nossos rankings. Para começar, um novinho em folha: “Ranking 2016“, que vai considerar todos os certames iniciados no ano corrente … Continuar lendo

3 de fevereiro de 2016 · Deixe um comentário

Traduzindo “O Corvo” – Artigo (Fabio Baptista)

Numa recente “Terça-feira clássica”, li novamente (depois de uns bons anos) o poema “O Corvo” de Edgar Allan Poe. Gostei, sim (não sou tão chato, afinal :D), mas muitas coisas … Continuar lendo

6 de janeiro de 2016 · 8 Comentários

Ranking – Dez/2015

  Fala aí, pessoal! Chegou a hora de conferir como ficou nosso ranking, após o desafio “Imagem”. Vamos lá? (Lembrando que a fórmula de pontuação pode ser conferida neste post … Continuar lendo

3 de janeiro de 2016 · 5 Comentários

Ranking – Novembro/2015

Desafio “Cotidiano” encerrado (e, diga-se de passagem… que desafio!!!), chegou a hora de conferir como ficou nosso ranking.   Primeiro, o ranking geral, que leva em conta a participação em … Continuar lendo

9 de novembro de 2015 · Deixe um comentário

Clube da Insônia – Resenha (Fabio Baptista)

Confesso que estava receoso sobre o que encontraria no livro do Tico Santa Cruz. Seria uma coletânea de contos, poesias, crônicas? Mais do que o gênero dos textos, me preocupava … Continuar lendo

8 de setembro de 2015 · 14 Comentários

O Herói de Hyrule (Fabio Baptista)

I Sorrateiras são as nuvens de tempestade que se aproximam vagarosas, de um lado e de outro, espaçadas, pequenas, sem ares de ameaça e, antes que se dê conta, agrupam-se … Continuar lendo

7 de setembro de 2015 · 7 Comentários

Ranking – Agosto/2015

Vamos conferir como ficou nosso ranking após o desafio Ficção Científica? Como diria a moça do Waze: “Tudo pronto? Vamos!”.   Começando pelo Ranking Geral, onde alguns dos destaques do último desafio … Continuar lendo

14 de agosto de 2015 · 1 comentário

Ranking – Julho/2015

Fala aí, pessoal! Com o intuito de promover a competitividade sadia que é marca registrada dos desafios do EntreContos, elaboramos um ranking histórico com todas as escritoras e escritores que … Continuar lendo

5 de agosto de 2015 · 7 Comentários

Marina – Resenha (Fabio Baptista)

“A gente só se lembra do que nunca aconteceu…” Nos anos 90 não tinha IMDB, Metacritic, Pablo Villaça nem nenhuma outra dessas frescuradas que tem hoje. A qualidade dos filmes … Continuar lendo

3 de agosto de 2015 · 2 Comentários